Clube do Pai Rico
Participe agora mesmo!

Como gastar menos com o pagamento de seus boletos ?

Quem não quer encontrar formas de trazer economia para o seu orçamento doméstico ? Que atire a primeira moeda (a qual irei catar) quem não tem este desejo. 🙂

Todo tipo de economia é bem-vinda. Portanto … que tal uma estratégia que lhe ajudará a economizar na hora de pagar suas contas mensais, na hora de ir pagar aquele “amado” boleto ?

Coisa simples e eficaz ! (bota simples nisso !!!)

 

 

Lembrando que me ative ao pagamento propriamente dito. Me foquei na economia diretamente obtida com o ato do pagamento. Poderia ter citado o fato de que para pagarmos boletos atrasados, precisamos nos dirigir (muitas vezes) a uma agência bancária diferente da nossa, enfrentar filas, etc etc etc. Bye Bye comodidade do internet banking …

Ao menos até aquela bendita mudança realmente entrar em ação …

Não deixe de assinar o nosso canal para receber a notificação sempre que um novo vídeo for publicado ! 🙂

A economia é a base da porcaria

Você certamente já ouviu esta frase sendo usada em algumas situações. Possivelmente por pessoas mais velhas da sua família (caso você ainda seja um pequeno gafanhoto). Dizem ser um provérbio português, mas que aqui no Brasil fez escola, se formou na universidade, fez doutorado e mestrado.

A cada dez passos que você der na rua, verá alguns bons exemplos desta “regra” sendo adotada. Tudo mal feito … enjambrado … na coxas … parecendo ser feito desta maneira para que precise ser refeito em seguida. (e provavelmente seja exatamente esse o motivo)

Mas é dentro de casa onde a coisa fala mais alto. 🙁

Em nossa batalha diária, na tentativa de esticarmos ao máximo o nosso orçamento doméstico, precisamos economizar na compra de alimentos, utensílios, eletrodomésticos e na manutenção da infraestrutura. Economizar, faz bem e o seu bolso agradece.

Economizar, nas coisas certas, da forma certa, é item obrigatório para quem deseja criar aquela reserva de caixa que possibilitará a criação de investimentos. Aqui no Clube já demos vários e vários exemplos de como economizar com o nosso orçamento, são pelo menos 50 textos em que tento apontar formas de economizarmos, sem grandes alterações em nossas rotinas e no tipo de coisas que usamos e consumimos.

Indico a você a leitura de cada um de nossos posts da categoria Economia Doméstica. Lhe garanto que valerá cada segundo investido nesta atividade. 😉

Economizar é preciso, e é sobre isso que quero falar hoje com você.

Como economizar da forma correta

Você precisa economizar … O problema é que esta economia deve ocorrer da forma certa. Com as coisas certas. Nas horas certas. Deixe-me tentar desenvolver um pouco melhor …

Lembra que no começo deste texto eu falei sobre os exemplos de coisas feitas de forma errada, aparentemente pensando no retorno e de uma nova prestação de serviço ? Pois bem … Me diga quantas vezes você já viu isso ocorrendo dentro da sua própria casa ?

Sim, dentro da sua casa … 🙁

Seja em relação à compra de algo para sua casa, que não durou tanto quanto deveria, ou em relação a um serviço prestado (de manutenção) que precisou ser refeito. Você tinha uma necessidade, comprou/contratou o que precisava, mas logo em seguida precisou ir atrás daquilo … Vai dizer que isso nunca ocorreu com você ?

Era algo aparentemente “sem importância”, portanto era melhor comprar/contratar algo barato (o mais barato possível !) somente para tapar o buraco. Porém … era tão sem importância que você precisou ir atrás daquilo de novo logo em seguida. O material comprado era de baixa qualidade … O serviço prestado não consertou, de verdade, o problema … Ou até mesmo os dois ao mesmo tempo …

Continue lendo …

O que é mais válido: pagar o IPTU à vista (com desconto) ou parcelado ?

Pergunta:

Caro Lippel, bom dia!

Para sua refinada análise e valioso comentário, nesta época de impostos vencendo:

Tenho dois IPTU\’s para pagar, sendo o vencimento à vista ou a primeira parcela agora em fevereiro, desta forma o que valeria mais a pena? Os 6% de desconto oferecidos ou pagar parcelado investindo o dinheiro em primeira mão e ir resgatando todo mês para pagamento das parcelas:

Um dos carnes o máximo são 07 parcelas sem o desconto (seis na verdade, se considerar investir o dinheiro, pois a primeira é na mesma data do pagamento á vista) e o outro em 10 parcelas (nove, considerando a mesmas situação da anterior). Para que houvesse um lucrinho pagando parcelado, onde poderia conseguir tais taxas? O Tesouro Selic seria uma boa, mesmo tendo o desconto do IR ou uma LCI…nestes tempo de queda de juros, esta é a dúvida…ou mesmo quem sabe a velha e tradicional poupança?

Para ajudar…calculei que em 10 parcelas o desconto é de 0,666% ao mês e em 07 parcelas, 0,8555% ao mês, isto linearmente.

Desde já, obrigado pela ajuda, que acredito servirá muito a todos que lhe acompanham!

Amauri

Resposta:

Bom dia Amauri,

Caramba ! Somente 6% de desconto ? 😯

Aqui em Floripa o desconto para quem paga a parcela única é de 20%. Quem escolhe o pagamento parcelado ainda ganha um desconto de 5% se efetuar o pagamento das parcelas em dia. (essa é uma estratégia que costumam adotar, na verdade não é desconto … é uma forma de multar o atraso de forma mais pesada … mas é papo para outra hora, hehehe)

Com um desconto de 20%, como o daqui, dificilmente alguém que tem o dinheiro na mão prefere pagar de forma parcelada. Ou melhor … “dificilmente alguém deveria preferir …”, pois é um desconto MUITO grande quando comparado com as oportunidades de rentabilização tradicionais. Sendo que aqui é parcelado em 12x …

No seu caso, com 6% de desconto pelo pagamento à vista, a coisa é bem diferente. A dúvida é válida e ela deveria ser de todos que têm uma oferta parecida.

Duas situações diferentes, com prazos de pagamento diferentes, e que portanto exigem algumas continhas … Nada pesado, simplificando ao máximo para facilitar as coisas. 😉

Para a simulação usarei um investimento tradicional, como o Tesouro SELIC, que hoje nos entrega 13% ao ano. Para facilitar as contas, usei como IR padrão o pior caso, que é de 22,5% … Com isso o rendimento da aplicação ficará em torno de 0,85% ao mês. Ok ?

O resultado foi de encontra às tuas expectativas ? Ou te surpreendeu ? Esperava que o parcelamento fosse se mostrar mais vantajoso do que o pagamento à vista ? 🙂

Continue lendo …

Preparado para a Black Friday de 2016 ?

O maior evento de consumo com descontos do ano, essa é a Black Friday (que já foi motivo de post aqui no Clube) com seus descontos imperdíveis e ofertas para todos os gostos.

Sim, eu sei que ainda faltam 3 semanas para o evento … Mas é justamente por isso que estou falando sobre o assunto no dia de hoje. 😉

Muita gente acaba usando a Black Friday do “jeito errado”. Querem aproveitar as promoções que literalmente pulam na tela, vindas de todos os cantos. Promoções imperdíveis, 50% de desconto, 80% de desconto ! Ahhhhhhh !!!

Mas … como bem sabemos, as coisas não são exatamente do jeito que prometem. O evento, aqui no Brasil, é conhecido por oferecer incríveis promoções que cobram a metade do dobro do preço. Não são poucos os casos onde o desconto apresentado é meramente ilustrativo, para inglês ver. A propaganda oferece 80% de desconto nos produtos da loja, mas na verdade, apenas aquele pendrive de 1Gb, que está encalhado, é que recebe o desconto …

Resumindo: a Black Friday no Brasil é mais um evento de marketing do que um de ofertas para o consumidor. “Normal”, muitos diriam … 🙁

Mas … nem tudo está perdido

Nem todas as ofertas são de faz de conta. Muita coisa é real, com descontos de verdade. Ofertas de dar gosto. Mas como separar o joio do trigo ? Como saber o que realmente é válido, o que está sendo ofertado de verdade ? Simples … faça a lição de casa.

Lição de casa ? Sim ! Fique de olho nas coisas que você realmente está interessado. Comece a acompanhar os preços dos produtos que você gostaria de comprar neste momento. Aqueles itens e produtos que está precisando, desejando, planejando a compra.

Acompanhe. Veja o preço que está sendo cobrado hoje. Anote em algum lugar, de preferência num que não vá perder. 😉

Faça um acompanhamento destes preços nos próximos dias. Vá em mais de uma loja que oferte o produto.

Continue lendo …

Sabe quem ganha na crise ? Os segundo colocados !

Você pode ter certeza de uma coisa: na hora da crise todos sentem seus efeitos. Uns mais, outros menos. Mas muitos se esquecem que existem os que sentem os efeitos positivos dela ! 😯

Sim ! Você não sabia que existem os que se aproveitam dos momentos de crise ? E não, não estou entrando naquela perigosa área do “no idioma chines, crise e oportunidade tem a mesma grafia“. 😉

Me refiro a um grupo que consegue aproveitar bastante as consequências da crise. Um grupo que muitas vezes passa desapercebido durante os momentos de euforia econômica. Mas que basta a coisa apertar para eles brilharem. Estou falando dos segundo (e terceiro, quarto, quinto …) colocados.

 

Marcas líder

Enquanto as coisas vão bem, enquanto o seu bolso não lhe morde a mão (de fome) por estar vazio, enquanto o oba oba impera; as marcas líder, as mais famosas, as que cobram mais caro, que oferecem produtos “premium“, fazem a festa. Seu mercado é seu, poucas são as ameaças aos seus domínios. Poucos concorrentes menores ousam incomodá-las.

Cobram o preço que querem, pois a situação permite que os consumidores consumam sem “pena”. Concorrência ? Muitas vezes nem sabem que isso existe.

Vemos isso ocorrendo em diversas áreas: alimentação (restaurantes, por exemplo), produtos nos supermercados, prestadores de serviço, etc. A situação econômica permite ? Eles estão a toda !

Mas a situação começa a mudar … O dinheiro a minguar … Os clientes a sumir …

 

As “demais”

É nessa hora que surgem, aparentemente do nada, marcas que oferecem alternativas mais em conta, e que permitem aos consumidores manter o consumo. Porém com um diferencial muito importante: pagando menos.

O pior é que estas marcas estavam lá, desde sempre, bem na nossa cara. Mas que por comodismo ou por hábito/costume, não ousávamos experimentá-las. Mas na hora que a coisa aperta … Ah meus amigos, na hora que a coisa aperta …

Tenho certeza que por mais tranquilas que estejam as coisas para você, alguns “ajustes” no orçamento foram feitos. É natural ! Você se prepara para uma mudança, por mais que “acredite” estar protegido dela. (e tomara que esteja mesmo, hehehe)

Você já tem uma justificativa para arriscar a mudança. 🙂

Algumas destas “experiências” são bem sucedidas. Você encontra substitutos a altura dos produtos que já estava tão acostumado, pagando por eles um preço muito melhor. Algumas servem apenas como prova de que você não podia estar enganado: aquele produto é um pouco mais caro, mas existe uma justificativa para tal preço. Outras servem para você chorar de raiva por ter ousado a troca … 😉

Você pode perceber: lojas e restaurantes “mais simples” começam a ter um público que não tinha antes. Os próprios funcionários e proprietários dos estabelecimentos comentam isso. Dizem que depois que a coisa apertou muitas caras novas começaram a frequentar o seu negócio. Sim, são pessoas que faziam “questão” de ir somente nos lugares TOP, mas que por causa da crise precisaram ousar (para muitos esse é o termo correto) e partir em busca de alternativas.

Alguns fazem isso somente enquanto a grana está curta. Outros não, enxergam que estavam errados em adotar tal postura e agora passam a usar o dinheiro de forma mais consciente.

 

Mudanças pela frente ?

Talvez … Os que antes faziam questão em elevar mais e mais os preços, agora começam a sentir os efeitos da migração de seus clientes. Talvez estejamos próximos do momento em que aqueles preços altos da alimentação fora de casa (que reclamei há algum tempo) façam parte do passado.

Pois, como disse, muitos consumidores que foram provar da concorrência podem acabar não voltando …

É um dos efeitos “benéficos” das crises: um ajuste no que estava desequilibrado. E pode ter certeza … ele virá. 😉

podium