Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Aumentar meu retorno em 0,5pp mensais, me ajuda de que forma ?

Se existe uma coisa que grande parte das pessoas parece simplesmente ignorar, no mundo dos investimentos reais, é a diferença (no longo prazo) de rentabilidades extras, “relativamente” pequenas, no montante final a ser acumulado.

Vai dizer que você nunca viu alguém desdenhando da possibilidade de incluir um retorno extra ao seu portfólio, por conta do “tamanho” dele ?

No mundo das finanças, o que chama a atenção são rendimentos astronômicos. Ter aquela história, guardada na manga, de que o seu primeiro investimento em ações, lhe proporcionou retorno de 100% (oi Acesita !!) é mais interessante do que dizer que o seu investimento lhe traz um retorno mensal um pouco superior ao CDI.

O que é mais empolgante de ser compartilhado numa roda de amigos que conversam sobre investimentos ? 100% ou 1,7% ? … 🙄

Mais uma vez vemos o poder dos juros compostos e do tempo sendo ignorados … 🙁

Você já parou para pensar na diferença que existe entre um investimento que te entregar 0,7% mensais, um que entrega 1,2% e outro que dá 1,7% de retorno mensal ? Aparentemente é pouca coisa … Mas é o tipo de exercício que te faz acreditar na Educação Financeira e no seu comprometimento com ela. 😉

Simulação

Neste nosso exercício usaremos aplicações mensais de R$100 (valor relativamente acessível para todos que leem este post, correto ?) durante 25 anos. Sim, um período mais longo justamente para simular a criação de uma reserva visando o longo prazo, a sua aposentadoria. Ou ainda … a sua tranquilidade sem se importar com o INSS. 😀

Na primeira simulação usaremos uma rentabilidade média de 0,7% ao mês. Sim, algo próximo do que você encontra em qualquer aplicação que te entrega perto de 100% do CDI. (ou da SELIC, se preferir)

Em 25 anos de acumulação pura e simples, você teria R$30 mil em sua conta. Porém, com a ajuda da nossa querida e amada taxa de juros, este valor seria transformado em pouco mais de R$100 mil em um período relativamente curto. Não é curto ? Comece a economizar este valor aos 20 anos e aos 45 já estará com a simulação concluída …

R$100 mil não é muito dinheiro ? Pergunte para uma pessoa que tem o poder de poupança limitado a R$100 mensais se o montante final de R$100 mil não é algo que lhe agrade … 🙄

O principal ponto é: esta ferramenta está disponível a todos. Com um Tesouro SELIC você já consegue obter esse retorno e estará apto a chegar nos R$100 mil da simulação.

Mas e se conseguirmos incrementar um pouco este retorno ? E se colocássemos uma pitada de risco, incluindo o investimento em Bolsa, e como consequência o rendimento subisse um pouco ? E por subir um pouco, leia-se: subir um pouco. Ao invés de um rendimento mensal de 0,7%, simulemos um retorno mensal de 1,2%:

É … com uma pequena diferença no retorno o montante final triplicou ! 😯

Ao invés de chegarmos ao fim de 25 anos com R$100 mil, teremos algo próximo a R$300 mil !

Sim … é quase o dobro do valor originalmente proposto para a rentabilidade média … Mas o retorno não segue a proporção, ele é maior. 🙂

Consegue enxergar que com um pequeno aumento no rendimento, aquela aplicação mensal de R$100 começa a ficar cada vez mais interessante ? 😉

Mas claro, o aumento do retorno surge por conta da entrada de risco nas operações … Risco esse que pode ser controlado e conhecido ! Basta que você estude, que você se informe, que você entenda mais sobre o mercado que estará investindo. Entrar por entrar, sem querer aprender como funciona, só preparará as coisas para um tombo … E ele normalmente acontece sem uma rede de proteção.

Mas … e se conseguíssemos elevar um pouco mais o rendimento ? Mais 0,5pp …

É, com um retorno mensal médio de 1,7% os seus depósitos mensais de R$100, durante 25 anos, já se transformariam em quase R$ 1 milhão no final do período. 😀

1,7% é algo “surreal” ? É. Especialmente para aqueles que insistem em bater nessa tecla. Aqueles que não aceitam que é possível obter retornos diferentes (e superiores) ao se adotar técnicas e estratégiasdiferentes ! Claro que será impossível obtermos 1,7% em um investimento que gera 0,7% … Mas e se fizermos algo diferente do trivial ?

Quando falo sobre o Double PUT Double CALL, muitos são os que me olham atravessado. Insistem que é algo impossível, “provam por A+B” que é. Dizem que não é possível que um Zé ninguém (Zé da Silva, prazer) consiga obter retornos que nem os profissionais de mercado conseguem.

Só sei que aprendi como funciona o poder dos juros compostos na prática. Vi o efeito da “mágica” acontecendo com números reais. Vi a diferença que retornos acima da “média” trazia para o rendimento acumulado com o passar dos anos. 😉

Quem faz o Double PUT Double CALL passa a entender e a enxergar a possibilidade de se obter retornos acima da média. Em breve começarão a sentir na pele os efeitos do retorno obtido com a adoção da estratégia no médio e longo prazo. 😀

E, através destas 3 simulações você consegue enxergar a diferença que “pequenos” incrementos podem proporcionar. Não consegue aumentar em 0,5pp ? Aumente em 0,2pp … 0,3pp … Vá aos poucos. Estude, busque novas informações e estratégias que te permitam elevar, aos poucos, o rendimento final. 🙂

Mas tente …

 

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

 

Albert Einstein

Albert_Einstein pq

O mito dos investimentos sem Imposto de Renda

O que a Poupança, a LCI, a LCA, e algumas debêntures têm em comum ?

Todos são exemplos de investimentos isentos de Imposto de Renda.
(E sim, a poupança é investimento !! Aceite isso de uma vez por todas)

Justamente por este diferencial, muita gente acaba focando sua atenção somente neles. Sempre que o papo se dirige ao bom e velho assunto “qual destes investimentos apresenta melhores rendimentos”, estas pessoas sempre usam o argumento “Vai de xyz, ele é isento de IR !

Mas … será que só por conta disso eles são os melhores ?

Não ! Definitivamente não !

Eles são investimentos como todos os outros. Cada um com suas vantagens, suas qualidades, seus defeitos. Cada um apresentando um rendimento “diferente” do outro. Uns para mais, uns para menos …

– “Ah, mas se eu colocar dinheiro nessa LCI eu não pago IR ! Isso faz muita diferença !

Faz ? Mesmo se ele for uma LCI que te pague 80% do CDI para o período do investimento e que você precise ficar 2 anos com o dinheiro lá parado ? Mesmo ao compararmos com um Tesouro SELIC, ou um CDB com 100% do CDI com liquidez diária ? Será mesmo que essa LCI é melhor ?

Você precisa entender de uma vez por todas que: não é por ser isento de IR que um investimento é mais rentável do que o outro !!

Você precisa comparar os investimentos em condições de igualdade. Se uma LCI, uma LCA é isenta de IR e te oferece 80% do CDI para um período de 2 anos, enquanto o Tesouro SELIC e o CDB te oferecem 100% do CDI para o mesmo período, você precisa tirar o IR deles para comparar com os primeiros … Para 2 anos o IR será de 15% sobre o lucro, o que significa que seu lucro final será de 85% do CDI para o mesmo período.

Portanto … 😯

Isso ! Mesmo sendo isento de Imposto de Renda, o valor investido em LCI e LCA recebem rendimentos menores do que os obtidos no Tesouro SELIC e em um CDB com 100% do CDI. (para esse exemplo, ok ?)

Não é por serem investimentos isentos de Imposto de Renda que são melhores do que os outros. A isenção é apenas uma característica desses investimentos. Como disse antes, você precisa comparar os investimentos em pé de igualdade …

Claro … Você conseguirá encontrar LCIs e LCAs que remunerem melhor seu capital quando comparados a outros investimentos … Mas isso será por conta da característica daquelas ofertas. Seria a mesma coisa que compararmos um CDB que oferece rendimento de 90% do CDI e outro que ofereça 100% do CDI. Qual dos dois paga melhor ?

É exatamente a mesma coisa ! A comparação precisa ser igualitária. Se você vai comparar uma oferta de investimento que é isenta de IR, faça uma simulação com outro tipo de investimento que lhe agrade, com o rendimento líquido, com o IR já de fora.

Não vou dar meu dinheiro para o governo !!

Eu sei que algumas pessoas escolhem os investimentos isentos de IR por causa desse pensamento … Escolhem eles para não entregar seu dinheiro para o leão.

Sério que você prefere perder dinheiro, obtendo um rendimento menor, só para poder dizer que não precisou pagar o imposto para o governo ? 🙄

Esqueça essa besteira de que investimento isento de Imposto de Renda é melhor do que os outros só por causa disso ! Isso é apenas um fator extra, apenas mais um item a ser adicionado às suas contas, às suas comparações.

Compare laranjas com laranjas e bananas com bananas. Comparar maçãs com melancias não funciona … 😉

A ilusão do grande prêmio

Existe um lado do comportamento humano que me chama bastante a atenção: a esperança. Ela é o que nos move, é o que nos alimenta, o que nos empurra pra frente. Mas ela também é responsável por nos mantermos estáticos em relação a situações que não mereciam que nos comportássemos assim …

Por exemplo: é a esperança na melhora que fez com uma grande quantidade de pessoas se agarrasse às suas OGX, vendo-as virar pó. Na verdade, foi a mesma esperança que fez com muitas e muitas pessoas entrassem nessa grande furada … (falei sobre isso no post “O poder da esperança“, de 2013)

Graças a esperança, muitos viram isso acontecer e nada fizeram:

Este é um dos lados da esperança, o de que as coisas irão melhorar. Mas não é sobre ele que quero falar …

Você muito provavelmente já tenha visto pessoas ligadas ao mercado falando sobre a forma com que os investidores deveriam se comportar. Especialmente em Bolsa …

Que ao investir em uma ação, ou em várias, a pessoa deveria ter em mente que ela está ali esperando por uma oportunidade de ouro. Que ela está ali em busca daquela empresa que irá multiplicar seu valor por dezenas, centenas, milhares de vezes. Está ali em busca do pote de ouro, do grande prêmio.

A chama da esperança é alimentada constantemente. A oportunidade de uma vida está ali, ao alcance de todos, logo ali na esquina. Uma explosão, um retorno extraordinário, algo surreal, muito além dos seus sonhos … Ou resumindo: algo quase impossível de ocorrer. Mas se acontecer, lhe renderá histórias pelo resto de sua vida. 🙄

Não existe meio termo, é 8 ou 80. E esse pensamento é bem representado por muitas estratégias envolvendo opções, por exemplo. Estratégias que se baseiam em investimentos pequenos, facilmente suportados pelo bolso do investidor, e que se perdidos não farão falta.

Dizem que o investidor poderá tentar diversas vezes. 1, 2, 5, 10, 20 vezes … até o momento em que acerta em cheio. Até o momento em que encontra o pote de ouro, o grande prêmio. Mas, até lá, ele vai perdendo … e perdendo … e perdendo.

Pouco, é verdade. Mas o que aquele investidor conhecerá, por um bom tempo, serão apenas derrotas.

Será que alguém consegue sobreviver ao longo prazo desse jeito ?

Penso em um atleta, que sonha em se tornar profissional. Será que ele suportará anos e anos e anos sem conhecer a vitória, sem ganhar nenhuma premiação, sem experimentar o gostinho da conquista, apoiado apenas na promessa de que no futuro, com a insistência destinada aquilo, ele terá a chance de ganhar ?

Será ?

Será que aquela série “sem fim” de derrotas não fará com que o atleta desista de tudo ? Será que a série de derrotas não fará com que abandone o seu sonho ? Será que as perdas sucessivas não irão minar, não irão detonar o lado psicológico dele ?

Será que o mesmo não ocorrerá com esse investidor que acredita na promessa de que algo inacreditável virá em um momento futuro ?

Será ?

Por menores que sejam as perdas, a sequência de derrotas vai diminuindo a confiança de que aquilo um dia virá a funcionar …

E ao pensar nisso, eu pergunto: não seria muito mais lógico adotarmos uma estratégia que te possibilite ganhar na grande maioria das vezes, valores mais realistas (mas considerados altos para a maioria dos outros envolvidos) ? Não seria muito mais interessante para a longevidade desse investidor, uma estratégia que lhe mostrasse o sabor da vitória constantemente, e que ao somarmos os resultados obteríamos algo parecido com aquela “explosão” prometida ?

Será que o sentimento de esperança que existe dentro de nós é mais forte do que o lado lógico da coisa ? 🙁

É mais fácil você mover uma tonelada de açúcar, com seus braços, de uma vez só, para o outro lado do depósito. Ou carregar a mesma tonelada em quantidade menores, “de punhado em punhado” ?

Pode até dar mais trabalho … Mas carregando aos poucos a tarefa é ao menos possível. 😉

Ficar acreditando que será possível levantarmos aquela tonelada de uma só vez, ao invés de ir realizando a tarefa aos poucos … não acaba fazendo com que a pessoa desista de tudo em um determinado momento ? Sendo que se tivesse feito o transporte aos poucos, provavelmente já teria terminado.

A mesma analogia serve para o mundo dos investimentos. Não seria muitos mais lógico realizarmos diversas operações, com ganhos factíveis, ao invés de ficarmos na expectativa daquela grande promessa, daquele grande prêmio, que nem se tem certeza de que virá ?

Não seria mais interessante uma estratégia que te oferece ganhos constantes e que podem ser mantidos e conquistados, por um longo período de tempo ?

Sim, foi pensando desta forma que desenvolvi o método Double PUT Double CALL. Operações que oferecem rendimentos acima da média, mas longe das promessas de milagre de duplicação diária de pães e peixes que vemos sendo ofertadas no mercado.

Ou o poder que a esperança exerce sobre nós é tão grande que acaba destruindo todo o nosso lado lógico, dando prioridade às promessas ?

Na sua opinião, o que faz com que um investidor dê preferência por algo que promete a multiplicação “instantânea” do capital ao invés de algo que lhe permite colher belos frutos por muito e muito tempo ?

Qual o valor mínimo para começar a investir no Tesouro Direto ?

Pergunta:

Olá, boa tarde!

Eu me chamo Paulo Vitor e acompanho os posts no site “clube do pai rico” e tenho me interessado bastante em investir no tesouro… Mas ainda não entendi como funciona esse investimento. Poderia me explicar, por favor? Como faço para iniciar esse investimento? Qual o valor mínimo a ser investido?

Desde já agradeço pela atenção. Grande abraço.

Resposta:

Bom dia Paulo,

O Tesouro Direto é, sem sombra de dúvidas, um dos melhores destinos para o seu dinheiro quando pensamos em uma aplicação segura do tipo renda fixa. Segura e que ofereça um rendimento aceitável. 😉

Muitos se interessam por esse tipo de investimento ao saber que ele é acessível a todos e que tem um valor relativamente baixo para se começar. Ouvimos por todos os cantos alardearem que para começar no Tesouro Direto é preciso apenas R$30, e você provavelmente tenha ouvido isso.

Essa seria uma “meia verdade”, pois com o valor de R$30 é possível sim de iniciarmos um investimento em TD. O problema é que esse valor é para um título específico …

Com R$30 você pode investir no Tesouro Prefixado, e apenas nele. Se você quiser comprar um atrelado ao IPCA, o Tesouro IPCA, precisará de algo mais próximo de R$35. Se for no Tesouro SELIC, que é o mais tradicional de todos, precisará de aproximadamente R$90 …

Ok … Para o IPCA é praticamente a mesma coisa. Mas para o SELIC, o valor mínimo é 3x superior ao alardeado !

O grande problema nessa história é que tanto o Tesouro IPCA, quanto o Tesouro Prefixado, têm um comportamento de “renda variável” dependendo das condições do mercado. É, diferentemente do Tesouro SELIC, que lhe entregará o valor que a taxa de juros básica estiver pagando naquele momento, os outros dois títulos podem lhe entregar um retorno negativo de acordo com a situação.

Para estes dois títulos, os mais baratos, você precisa ter em mente que o ideal é deixar o dinheiro parado neles até a data de vencimento. Somente desta forma poderá garantir o rendimento prometido no momento da aplicação inicial. Antes disso, dependerá das condições de mercado …

Somente o mais caro é que lhe garante a manutenção do valor original e a entrega de um rendimento garantido.

Então, o valor mínimo varia entre R$30 e R$90.

Sobre onde conseguir informação sobre o investimento, indico a leitura do post “Novidades no Tesouro Direto prometem facilitar ainda mais o seu uso” onde existem 3 apostilas desenvolvidas pelo Tesouro, sobre o investimento. Separadas em básico, intermediário e avançado, as apostilas atendem a todos os interessados. 😉

Para quem vai começar, de verdade, acredito que o ideal seja o Tesouro SELIC, justamente por ser o mais próximo que temos de um investimento como o da poupança. Aquela senhora tão injustiçada …

Espero ter lhe ajudado ! 🙂

Abraços !

SELIC com 1 dígito … E agora José ?!

É meu amigo … a mamata acabou.

Fica no passado (e torço para que nunca mais volte a ser realidade) a lembrança dos investimentos que rendiam 1% ao mês sem que oferecessem risco algum ao investidor. Fica no passado – nada glorioso – do país, taxas de juros que fariam os gringos terem orgasmos múltiplos. Fica no passado – tenebroso – taxas de juros que (ainda) impedem que o país cresça no ritmo necessário e de forma sustentável.

O nosso presente é uma taxa de juros de 1 dígito. Ainda considerada uma das mais altas do mundo … Tanto nominal, quanto real … Mas adentramos em um universo que nos oferece um oceano de oportunidades. 🙂

Ah Zé, nós já vivenciamos um período onde a taxa estava com apenas 1 dígito …” Sim, vivenciamos e pretendo deixar esse passado somente na memória, no local onde os pesadelos estão trancafiados. Naquele momento a taxa de juros caiu, mas foi na base da caneta. 🙁

Ao menos em teoria, agora as coisas têm todas as chances de serem diferentes. Teoricamente o caminho que a queda nas taxas vem tomando é um com a estrada pavimentada, onde as obras de manutenção parecem estar sendo feitas (mesmo aos trancos e barrancos), e que marca um momento ímpar do Brasil: estamos nos aproximando do fundo do poço. A crise que estamos vivendo não encontra “concorrente” em nenhum outro momento de nossa história. Ou se faz isso … ou se faz isso.

A taxa de juros, a nossa famosa SELIC, veio para apenas 1 dígito. Hoje ela é de 9,25% ao ano, mas tudo aponta para que terminemos 2017 na faixa dos 7,5% … 8% ao ano. Será uma oportunidade e tanto ! 😀

E sim, se a lição de casa estiver sendo feita da maneira correta, ela pode ir ainda mais fundo nos próximos anos. Seria o sonho de 11 em cada 10 empresários brasileiros se tornando realidade. 😉

Mas … (sempre tem um mas)

A queda na taxa de juros traz de arrasto algo que agrada a todos os investidores o país.

Lembra quando um investimento simples de renda fixa – CDB, fundo, LCI/LCA, Tesouro Direto – oferecia um retorno mensal de 1% ? Pois então … Como já disse, isso ficou no passado. O rendimento, hoje, está mais para 0,65% ao mês e promete ficar perto dos 0,5% no final do ano.

Não é um sonho ? Todos ficando felizes por obterem um resultado equivalente ao que a caderneta de poupança nos oferece hoje. Sim, hoje … Porque até mesmo ela oferecerá um rendimento ainda menor. 😯

Se por um lado a queda na taxa de juros ajuda na economia real, fazendo com que a máquina possa trabalhar, no lado finanças pessoais da coisa o buraco acaba ficando mais embaixo. Você consegue enxergar o impacto que a redução da rentabilidade de 1% ao mês, para 0,5%, terá no seu patrimônio futuro ?

Você consegue ver que se aplicando R$100 ao mês, com uma taxa de juros de 1% ao mês, durante 20 anos, você teria acumulado R$100 mil ? E que ao fazer a mesma operação, mas com rendimento mensal de 0,5% ao mês, você acumularia apenas R$46 mil ?

É … a diferença é brutal ! Já imaginou o impacto que isso teria em seu plano de aposentadoria pessoal, não é mesmo ? 🙁

É meu amigo … a mamata acabou.

Você PRECISARÁ mudar sua forma de investir

Sim, a única certeza que temos com esse tipo de mudança é essa: você precisará mudar sua forma de investir. Se até então você conviveu tranquilamente com a rentabilidade oferecida pelos investimentos de renda fixa, em níveis “fora da realidade”, é bom você entender que isso mudou, que o sonho acabou e que a realidade vem a galope.

Sim, a Ilha da Fantasia, que eram os investimentos em renda fixa no Brasil, está afundando e você PRECISARÁ se mexer para impedir que você afunde junto com eles. Você precisará mudar a forma com que enxerga as coisas. Precisará mudar a forma com que encara outros tipos de investimentos. Precisará mudar e ponto final.

E sim, essa mudança passará, necessariamente, pela sua estreia em Bolsa. Quer você queira, ou não, você PRECISARÁ incluir o investimento em Bolsa na relação de investimentos presentes em sua carteira. Por mais assustadora que possa parecer a ideia … E eu sei que esse é um dos motivos que te impede de se “aventurar” neste vasto oceano.

Lembra que fiz uma pesquisa para levantarmos as principais barreiras que te impedem de investir na Bolsa ? Olhe o resultado abaixo e se surpreenda, ou não, com uma importante constatação:

O que te impede de investir ?

  • Não tenho o conhecimento necessário para investir ... (102 Votos)
  • Não tenho sobra de capital que poderia ser investida ... (33 Votos)
  • Não tenho tempo para me dedicar ao investimento ... (12 Votos)
  • É um mercado muito arriscado ... (10 Votos)
  • Estou satisfeito com o rendimento que obtenho na Renda Fixa ... (7 Votos)
  • É um mercado reservado apenas aos que tem MUITO dinheiro ... (4 Votos)
  • Já ouvi histórias de pessoas que perderam tudo o que tinham ... (3 Votos)
  • Nunca parei para pensar nisso ... (1 Votos)

Total de votos: 172

Loading ... Loading ...

Não é o medo de perder, por conta do risco, ou a “falta de dinheiro” para começar a investir, tampouco a correria e a consequente falta de tempo que tanto nos assola … O que realmente impede a muitos que iniciem seus investimentos em Bolsa é a pura e simples falta do conhecimento necessário para investir.

Conhecimento ! 🙁

Mas, se é esse o seu problema …

Eu estou aqui para ajudá-lo. Lembra ? 😀

A partir desta constatação, de que é a falta de conhecimento que impede que a ampla maioria possa usufruir dos benefícios oferecidos pelo investimento em Bolsa, eu tomei uma decisão importante. Uma das mais importantes dos últimos tempos. 🙂

Pensei … Pensei … Pensei … E tomei a decisão: é chegada a hora de compartilhar tudo o que sei sobre o investimento em Bolsa e com isso ajudar quem quer fazer o seu primeiro investimento em ações !

Sim ! Estou me oferecendo para lhe ajudar a transpor essa barreira que te impede de fazer o seu primeiro investimento em ações. Estou disposto a lhe apresentar a porta que facilita a passagem do “mundo da fantasia” dos investimentos em renda fixa, para o “mundo real” dos investimentos em Bolsa. 😀

Este será um curso que lhe oferecerá todo o conhecimento necessário para que você possa realizar o seu primeiro investimento em Bolsa. Que lhe fará comprar sua primeira ação. Que lhe ajudará a obter um incremento no resultado de sua carteira de investimentos e com isso melhorar o desempenho dela.

Chega de ter medo por conta da falta de conhecimento ! Eu lhe mostrarei o que é a Bolsa, como ela funciona, para o que serve, como se ganha, como se perde, o que fazer, o que evitar, quem é quem “lá dentro”. Resumindo: um curso que te mostrará como investir em Bolsa de uma forma prática e com o mínimo de risco possível. Sempre pensando numa carteira para o futuro, para o longo prazo.

Você gostaria de fazer parte do grupo de pessoas que perderá o medo de investir em Bolsa por saber o que deve ser feito na hora de investir nela ? Se sim, peço que preencha o formulário abaixo para que eu possa entrar em contato com você, apresentando mais detalhes sobre o curso e sobre o conteúdo dele.

Eu vou lhe ajudar a compreender como funciona o mercado de ações para que você possa investir nele sem receios, conhecendo os riscos existentes, mas também as vantagens oferecidas por ele. 😉

Se você quer fazer o seu primeiro investimento em Bolsa, se deseja melhorar o rendimento atual da sua carteira de investimentos, preencha o formulário abaixo e aguarde meu contato. Será um prazer te ajudar a adentrar neste universo fantástico que é o da Bolsa. 😀

 

Receba mais informações sobre o Curso de Bolsa:

* preenchimento obrigatório




ps: se você não receber o e-mail de confirmação, não deixe de me avisar !! Ele será enviado para você imediatamente após o cadastro. (você pode usar os comentários, o formulário de contato, etc)