Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Como lidar com pessoas difíceis ?

Que atire a primeira pedra quem nunca se incomodou em seu recinto de trabalho. Seja em relação a assuntos do próprio trabalho, ou de caráter pessoal … A convivência com outras pessoas exige que saibamos lidar com esse tipo de coisa. Precisamos saber que cada individuo tem um tipo de temperamento, um perfil específico. Uns mais fechados, outros mais “abertos”. Uns mais brincalhões, outros mais irritadiços. Uns mais colaborativos, outros mais individualistas …

Cada um é cada um e ponto final. No ambiente de trabalho é onde as coisas costumam complicar um pouco mais, devido a “mistura” de elementos. Cada um com algo a contribuir, oferecendo seus pontos de vista (diferentes) para cada evento ou situação vivida pela empresa.

Quem nunca participou de uma discussão mais acalorada com os companheiros de trabalho sobre um determinado assunto que empacava a pauta do dia, da semana, do mês ? Discussões são saudáveis, mas só quando são levadas por pessoas que têm noção de até onde a coisa pode ir antes de perder a linha. Discussões mudam rapidamente para brigas, e brigas … você imagina o quão ruim elas são para um ambiente produtivo. 🙁

Quem são as pessoas difíceis ?

Elas podem ter diversas características, mas na maioria das vezes são aquelas que fazem brincadeiras na hora errada. Ou então aquelas que NUNCA aceitam qualquer tipo de brincadeira. Podem ser aquelas que defendem suas opiniões até a última gota de sangue, que entram em uma briga até mesmo por causa da posição em que você deixa a caneta em cima da sua mesa. São aquelas que não sabem se portar diante de um cliente importante, parecem estar lidando com os amigos de bar …

Pessoas difíceis são aquelas que são o que são e não abrem mão disso. Preferem iniciar a WW3 a ceder uma virgula. São aquelas que falam mais do que deviam, e que provavelmente se orgulha disso. Acham que falar o que pensam é uma virtude, mesmo que o seja dito venha a ferir alguém.

Em suma: pessoas difíceis são aquelas que aparentemente não conseguiram desenvolver a capacidade de conviver em grupos.

Claro que estas características também aparecem em seus relacionamentos pessoais. Família e amigos sentem na pele … Mas podem ir e vir quando bem entendem. E como já é possível de se imaginar, o mesmo não costuma acontecer em uma empresa … Você pode sair quando bem lhe entende. Mas PODE sair quando bem lhe entende ? Acredito que nem todos tenham tanta liberdade assim.

Como lidar com pessoas difíceis ?

Para ajudar nessa batalha, inúmeros textos já foram escritos sobre o tema. E a Harvard Business School reuniu alguns deles no livro “Lidando com pessoas difíceis”. Vários textos. Vários autores. Várias opiniões …

Continue lendo …

Muito além do merchan !

muito-alem-do-merchan-girado-pq

Uma coisa todos concordam: as mudanças que temos visto acontecer nos meios de comunicação, de uma forma geral, nos últimos tempos são impressionantes. Velocidade, diversidade, qualidade, disponibilidade. Todos tem plena capacidade para se tornar um comunicador nos dias de hoje. Você escolhe a mídia: escrita (blog), falada (podcast) ou em vídeo (youtube). Você cria e um enorme exército de espectadores consome.

Nunca antes na história deste país da humanidade tivemos acesso a tanta informação de maneira tão fácil e prática. Para você ter uma ideia, a cada minuto, 300 horas de conteúdo em vídeo é enviado para o youtube. 😯

É de impressionar, ou não ? 🙂

Para as gerações mais antigas, a mudança ainda não é tão forte. Seus pais ainda não consomem as informações destas novas mídias da mesma forma que você ou seus filhos. Eles ainda dão preferência pelo “bom e velho jornal/revista de papel”, dão boa noite pro Bonner e costumam ir ao cinema ver um ou outro lançamento.

Você (e seus filhos em especial) provavelmente até façam isso também, mas sempre integrando estas mídias com as novas. Tudo ao mesmo tempo, prestando atenção a tudo e a todos. Vê o jornal na TV com um olho na tela do celular enquanto acompanha o twitter e as notícias pulando em tempo real, e o outro vendo as notícias que viu pela manhã passando na televisão … É quase que uma batalha injusta. #SQN

O vencedor é você que tem amplo acesso a tudo isso e cada vez quer mais e mais.

Muitos até chamam a atenção para este fenômeno, onde sofremos uma inundação de informação. É tanta coisa que acabamos nos sentindo exauridos pelo volume, pela enxurrada de dados a que somos expostos diariamente. Saber filtrar é importante e sadio. Mas difícil …

É fantástico !

Não há como negar que isso é fenomenal ! O poder que isso tem, e as consequências disso para o futuro são um mistério. Acredito que um mistério bom, pois abre espaço para coisas que nunca pudemos imaginar. 😀

Mas … tudo isso tem um custo.

Até então, como eram financiados os produtores de conteúdo ? Afinal de contas muito conteúdo de qualidade é produzido de forma gratuita … Mas depois de um ponto a coisa se torna tão grande que passa a ser impossível não profissionalizar o negócio. Falo isso tanto para as mídias “antigas” quanto para as atuais. Com a experiência de um produtor de conteúdo que está nesse meio há quase 20 anos. 😉

Continue lendo …

Assumindo o controle do seu tempo

Tempo … Essa commoditie tão escassa e de difícil reposição. Quem entre nós está plenamente satisfeito com as suas 24h diárias ? Quem de nós não gostaria de ter algumas horas extras por semana, ou até mesmo por mês … ? O destino delas ? Diversão, estudo, trabalho, família … Não importa, poucas horas a mais nos fazem falta e, infelizmente, não temos como recuperar o tempo perdido.

Já que não é possível recuperar, que tal fazer com o que “pouco” tempo que temos nos seja suficiente para fazer o que é preciso ? Que tal otimizarmos o nosso tempo, aproveitando-o da melhor forma possível ?

Sim, hoje falarei (de novo) sobre mais um livro que tem como proposta nos ajudar nesta tão importante tarefa. 🙂

Mais do mesmo ?

É … De algumas dicas básicas não temos como fugir: seja organizado, saiba delegar, mantenha o foco nas atividades mais importantes, tente não ser interrompido enquanto executa suas tarefas, especialmente as que requiram mais atenção.

Não temos como fugir destes conselhos, afinal são os mais práticos e na maioria das vezes os de mais fácil implementação em nossa rotina diária. Existem outros que são considerados como tal, mas que na prática são impossíveis de serem adotados.

Quer um exemplo ? “Reduza o tempo gasto em reuniões” ou “reduza o número de reuniões que você participa”. Na teoria é muito bonito falar esse tipo de coisa, mas como você chegará para um cliente ou para o seu chefe e dizer que não participará daquela reunião, pois não considera o tema central dela adequado às suas necessidades ? Ou então até ir na reunião, mas já chegar avisando que é para tratar do assunto de interesse dela já no começo, da forma mais rápida possível para que ela não perca tempo com aquilo …

Quem … Quem teria coragem de agir de tal maneira ? Claro … Reuniões “normais” entre iguais, serem otimizadas, é primordial. Mas estender isso a todas as reuniões possíveis e imagináveis ? Meio complicado e praticamente surreal. Concorda ?

Mas nem tudo está perdido !

No meio das tradicionais dicas, vi algumas bem interessantes:

Tomar decisões rápidas

Na hora de tomar decisões, sobre quais projetos tocar, quais direções seguir, decida rapidamente entre as opções disponíveis. Provavelmente algumas decisões serão erradas, mas o tempo poupado com a etapa de pensamento e reflexão para a tomada de decisão compensará estes erros.

Continue lendo …