Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Já assistiu à série Billions ? Tá esperando o quê ?!!

poster-billions

Eu poderia simplificar a descrição desta (maravilhosa !!) série da seguinte maneira:

No mundo das altas finanças de Nova York, o Procurador de Justiça Chuck Rhodes bate de frente com o brilhante e ambicioso Bobby “Axe” Axelrod.

Poder eu poderia … Mas isso simplificaria de uma forma tão exagerada todo o enredo, todos os acontecimentos, todos os eventos da série … que eu estaria cometendo um crime federal contra o patrimônio público. 😉

Billions é mais do que uma série que retrata um dos lados mais cruéis dos mercados financeiros, aquele que sobrevive de informações privilegiadas, conquistadas na base da compra e venda de “dicas” e de todo o tipo corrupção que tal coisa pode vir a gerar.

Mas Billions é mais do que isso … Ela é uma série que retrata de uma forma direta, sem #mimimi, a “briga” (mais para competição) entre as carreiras pública e privada nos EUA. Diferentemente do que vemos aqui no Brasil, a população dos Estados Unidos não idolatra/endeusa os altos cargos públicos. E tudo isso por um simples e cruel motivo: remuneração. Exemplo Rhodes é um procurador federal de justiça, que tem todo um departamento rodando ao seu redor. Aparentemente está no topo da hierarquia, no ponto mais alto da carreira. Quanto ganha ? Perto de U$15 mil/mês !!

Sim … Apenas U$15 mil … E quando digo apenas, é porque nos EUA um salário de U$15 mil é muito inferior a um salário de R$15 mil aqui no Brasil. Sendo que aqui, um procurador em começo de carreira perto de R$29 mil !!! 😯

Sente a diferença ? Lá, na grande maioria dos casos, quem segue uma carreira em instituições do estado, o faz por “propósito”, por “querer fazer a diferença”, pelo “instinto de coletividade”. Por um bem maior. A remuneração está longe de ser o real motivo …

Continue lendo …

Cashflow para tablet !!

cashflow pq

Sabe aquele seu sonho antigo de poder jogar Cashflow com seus amigos, mas que foi adiado por causa do custo do jogo ? Sim, temos a versão online, que nos permite jogar no pc com pessoas de todos os cantos do planeta, mas que necessita de uma conexão com a internet e que fiquemos na frente do computador.

Para muitos isso era uma “barreira” … E se eu lhe disser que agora temos uma versão para tablet que te permite chegar mais próximo da realidade de jogar num tabuleiro ? 😀

Sim !!! Lançaram um versão para tablet (iOS e Androi) que é super realista e te trará horas e horas de diversão & aprendizado ! É chegada a hora de colocar em prática tudo aquilo que vimos nos livros da série Pai Rico Pai Pobre, tudo aquilo que gostaríamos de poder trazer à vida real, mas que – para muitos – ainda é apenas um … sonho.

Infelizmente a versão que foi lançada está disponível apenas em inglês. Mas … custa apenas $2,99 !!! 🙂

Sim, lançaram um jogo que custa quase R$200,00 (a versão de tabuleiro) por um preço quase que de graça !! E sério, o jogo é bem realista e te ajuda a se aprofundar nele. (ajudando na brincadeira e no aprendizado !)

Veja algumas imagens:

IMG_0026

IMG_0031

IMG_0032

A versão para iOS (iPad) está disponível aqui e para os tablets com Android, aqui.

Um dos motivos para a nossa busca: encontrar a felicidade

Você pode perguntar para quem conhece – e que esteja na mesma jornada que você – ou até mesmo para quem desconheça: por qual motivo você se esforça tanto em termos financeiros ? Por que está em busca da sua Independência Financeira ?

Pode acreditar, vários serão os pontos relacionados, mas na grande maioria das respostas teremos o bom e velho “para ser feliz, poder fazer apenas aquilo que gosto”. Mas … qual é a real definição de felicidade ?

Num dicionário o significado é:

fe·li·ci·da·de
(latim felicitas, -atis)
substantivo feminino
1. Concurso de circunstâncias que causam ventura.
2. Estado da pessoa feliz.
3. Sorte.
4. Ventura, dita.
5. Bom êxito.

a felicidade eterna
• A bem-aventurança.

Mas qual seria o sentido real ? Aquele “palpável” ?

Acredito ter encontrado a melhor resposta, até o momento, em um vídeo, em uma entrevista que aconteceu no Programa do Jô com o Professor Clóvis de Barros Filho.

Muito, mas muito obrigado – mesmo – por ter compartilhado este ponto de vista conosco. 🙂

Um EXTRA ! Faça um favor a si mesmo e veja esta entrevista completa, bem como a sua primeira aparição no programa. Se todos pensassem desta forma … nem que por apenas um período de tempo … ai ai … 🙁

Proponho um exercício ! #2

Este é mais um exercício da nova “série” de posts que estou fazendo aqui no Clube, para incentivar você a dar uma mexida na massa cinzenta. ;)

Serão sempre exercícios simples, normalmente envolvendo conceitos mais básicos de matemática e de finanças.

Conto com a participação de todos, e o mais importante, que tentem realmente “quebrar a cuca” antes de sair em busca de uma “dica”. Ah, só lembrando … mais vale encontrar a resposta após uma pesquisada (para alguns seria colar …) do que ficar na dúvida aguardando a “resposta certa”. :)

A ideia é que coloquemos alguns dos conceitos aqui aprendidos em prática, mas acima de tudo: que consigamos transferir o que aqui é lido para o lado real de nossas finanças, de nossas vidas.

Vamos ao segundo exercício ?

#2 – Zezinho é o cara dos daytrades, faz mil e uma operações, sempre usando suas análises para tomar as melhores decisões. Só entra quando tem a sinalização e usa o stop sempre que necessário. Suas operações envolvem ações e opções, e podem ser tanto na ponta de venda (ganha quando as cotações caem) quando na de compra (ganha quando as cotações sobem). Só que o cara é uma máquina, são tantas operações que o controle do resultado obtido por ele acabou ficando para trás … Será que conseguimos dar uma mãozinha na “contabilidade” do Zezinho ?

Preparados ? A série de resultados foi:

Começou bem, teve um lucro de 2% em sua primeira operação, em seguida conseguiu escapar de uma reversão e faturou mais 3% de lucro. Mas nem tudo são flores … chegou a primeira perda, de 1%. A maré parece estar virando para o nosso querido Zezinho, mais uma perda de 4% pela frente … Um pouco de estudo e voltando ao mercado ele obtém uma série de três trades vencedores, lucro de 2%, lucro de 4% e lucro de 1%. Com tantos acertos ele acha que é hora de se aventurar no mercado de opções, 10% de lucro logo de cara ! Mas … na empolgação acaba trocando o pé pelas mãos e tem uma perda de 20% !! Estuda daqui, estuda dali e a perda é recuperada em seguida, os mesmos 20%, só que agora de lucro ! Zezinho resolve pegar leve e volta às ações, com dois trades vencedores, o primeiro de 1% e o segundo de 2%. Mas para fechar, com chave de ouro, ele acha que deve tentar mais uma vez o mercado de opções, e perde 10% … Ok Ok Ok … é hora de fechar o homebroker e só voltar ao mercado no pregão de amanhã.

Pessoal, façamos de conta que essa série de resultados é possível (já pensou que volatilidade seria necessária para fazer tudo isso no mesmo dia ? hehehe) e desconsiderando os custos com corretagem, emolumentos e imposto de renda, me diga: qual foi o resultado final deste dia de tantas emoções ? O capital inicial do Zezinho era de R$1.000,00. (assumindo que ele conseguiu colocar sempre 100% do dinheiro em cada uma das operações, portanto a rentabilidade – e as perdas – ocorriam sempre sobre o bolo total)

Coloque sua resposta nos comentários do post. 😉