Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Com R$30 é possível atingirmos R$1 milhão ?

Há alguns dias vi uma chamada, em algum lugar, sobre uma técnica/fórmula/estratégia que permitia a qualquer pessoa, que tivesse disponíveis incríveis R$30, atingir a marca psicológica de R$1 milhão, o que me chamou bastante a atenção.

Logicamente fiquei encucado … É o tipo da promessa (mais do que) complicada de ser feita. Mas … sabe como é: o papel aceita tudo. Um valor muito pequeno, com uma meta muito alta. O tipo de coisa que chama a atenção, e que muito provavelmente chamou a sua ao lhe trazer a este post. 😉

Transformar R$30 em R$1 milhão … Quem não gostaria ? De forma rápida então, melhor ainda ! De forma tranquila, sem esforço ? Por favor … 🙂

Fiquei pensando … pensando … pensando … e descobri a forma de se fazer isso. Sem sombra de dúvidas, a sugestão era a de pegar estes R$30 e apostar tudo na loteria. Só pode ser isso ! A pessoa acerta o prêmio de um sorteio normal e sai de lá milionária. Show !! 😀

Com R$30 ela até poderá se dar ao luxo de errar alguns números, mas certamente ela sairá vencedora e com R$1 milhão no bolso.

Você está lembrado de um texto mais antigo aqui do Clube onde apresento alguns números que mostram quão fácil é ficarmos milionários em comparação às chances de ganharmos na loteria ? Não ? Então leia-o: Ficar milionário é mais “fácil” do que você imagina !

Portanto … Não, não deve ser via loteria. Next !!

E se aplicarmos esse dinheiro … ?

Acredito então que a proposta para se transformar R$30 em R$1 milhão se dê através de algum tipo de investimento a longo prazo. Vamos fazer algumas contas ?

Aplicaremos estes R$30 em algo simples e tradicional. Alguma aplicação de Renda Fixa que nos renda aproximadamente 100% do CDI (ok … não é tão trivial assim, mas para efeitos de estudo é o que usaremos). Com a SELIC nos 13,75% ao ano, teremos um rendimento próximo a 1% ao mês após o desconto do IR.

1% ao mês, em uma aplicação de R$30 … Tranquilo, em apenas 1.050 meses (ou 87 anos e meio) atingimos a marca de R$1 milhão !!! 87 anos e meio !! 😯

Mas é possível … Se a pessoa fizer a aplicação no nascimento de um filho, ela terá R$1 milhão no fim da vida. Se bem que a expectativa de vida do brasileiro é de 75 anos e meio … É, acho que podemos descartar esta alternativa. Não ? Ela se mostra viável, mas inviável a partir de um ponto de vista prático.

Mas é possível …

E se aplicarmos R$30 mensalmente ?

É, talvez eu tenha visto errado e não seja a aplicação única e individual de R$30 … Provavelmente a proposta seja a de aplicarmos este valor mensalmente ! Provavelmente a ideia seja então de pegar R$30 todos os meses, e aplicar esta quantia na mesma modalidade de investimento que vimos antes. Pegaremos R$30 mensais e aplicaremos em algo que nos renda 1% ao mês, depois do imposto de renda.

Bom … agora a coisa ficou mais “factível“. São necessários apenas 588 meses (ou 49 anos) para atingirmos R$1 milhão a partir de uma aplicação mensal de apenas R$30. Perfeito ! Serviria praticamente como um plano de aposentadoria. Não é mesmo ? Se começar aos 18 anos, a pessoa poderia se aposentar aos 67 – praticamente o que foi proposto pelo Temer … – com uma boa renda.

Pronto. Quem duvidou precisará dar o braço a torcer ! Viram, plenamente possível e realista de se atingir os … Mas … Calma … Esqueci de um pequeno detalhe: após 49 anos, o nosso querido amigo, o dragão da inflação, terá feito um belo estrago nesse dinheiro. Certamente que R$1 milhão daqui tanto não será o mesmo que o nosso R$1 milhão de hoje … Droga … De volta às contas …

E se aplicarmos R$30 mensalmente, mas descontando a inflação ?

As contas serão muito semelhantes à que fizemos agora há pouco, só que ao invés de termos a rentabilidade mensal de 1%, adotaremos a metade disso, usaremos 0,5% ao mês (que é o que encontramos em alguns investimentos, como o Tesouro IPCA, que nos protegem do dragão).

Resultado: 1.032 meses (ou 86 anos) para que a marca de R$1 milhão seja atingida.

Um pouco mais rápido do que o primeiro caso … Mas que também se mostra inviável, ao menos para essa geração … 🙁

Resumindo …

Dizer que chegar em R$1 milhão a partir de R$30 é algo impossível, não seria uma verdade absoluta. É possível, mas praticamente inviável … Ao menos para quem pretenda usufruir do capital acumulado. O que impressiona neste caso é o poder do tempo, do juro composto, sobre o capital.

Uma quantia pequena e que com o passar dos tempos ganha volume. 🙂

Dizer que é “possível” atingir a meta de R$1 milhão com apenas R$30 é muito bonito no papel. Mas que na vida prática não faz sentido algum … É o tipo de coisa que acaba virando história, como aquelas que vemos volta e meia nos jornais, de alguém que morre muito velho, após ter trabalhado uma vida inteira em uma atividade com baixa remuneração e que mesmo assim consegue deixar uma herança milionária à família.

Se mostra algo possível … mas que não serviria como incentivo para que muitos poucos passassem a poupar. Não ?

Para ser algo realmente aceitável, para que a meta de R$1 milhão seja atingida em uma idade em que a pessoa ainda possa aproveitar o valor acumulado, das duas uma: ou se economiza mensalmente um valor um pouco maior, ou se encontra uma aplicação que apresente um rendimento superior à média. (o que fugiria do padrão de alternativas disponíveis para a grande maioria dos investidores …)

Sem mágica … Sem truques … Sem promessas … 😉

* usei a Calculadora do Cidadão para realizar as simulações