Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Como ganhar com ações quando o mercado cai ?

Muitas pessoas, após lerem o Aposentado Jovem e Rico, vieram me perguntar do que se tratava uma operação citada por RK no livro. Uma operação em que se abriria a possibilidade de se ganhar também num mercado em queda. Isto viria a ajudar muitos investidores, já que o normal no mercado de ações é comprar ações de uma empresa, visando a sua valorização para vende-las por um preço mais alto.

Mas num mercado de queda não seria exatamente o contrário ? As ações estão caras, e depois ficam mais baratas ?

O Short é exatamente isso: Você vende uma ação esperando que o seu preço fique mais baixo para recompra-la, possibilitando assim o lucro.

Existem duas possibilidades: Você pode vender as ações, e recompra-las no mesmo dia; ou então vende-las para recomprar dias depois.

Mas agora, como vender uma coisa que eu não tenho ?!!?

É ai que entra o empréstimo de ações. Operação esta que é totalmente legalizada e amparada pela CBLC (Companhia Brasileira de Liquidação e Custódia), que é o órgão responsável pelo controle da custódia das ações aqui no Brasil.

Como funciona o empréstimo ?

Você irá alugar uma ação de alguém. Em média, o valor deste aluguel é de 6% ao ano, um valor muito baixo em relação ao ganho que pode ser obtido.

Outra característica do empréstimo, é que você tem que deixar uma margem de garantia depositada na CBLC. Isto é o que encarece um pouco esta operação.

Vamos a um exemplo:

Para se alugar 1.000 vale5 (ações preferenciais da Vale, uma das ações de maior liquidez da Bovespa), é necessário deixar 118% do valor da operação de margem. Este valor, o de 118%, pode ser alterado pela própria CBLC. Para saber quanto vale hoje, visite o site da CBLC (www.cblc.com.br), ou então no Blanksys (www.Blanksys.com.br)

Se você alugar na segunda feira as Vale5 a R$ 30,18 (preço de fechamento do dia 17/07/2009), você teria que deixar R$ 35.612,40 como margem. Um detalhe, o valor que servirá como base de calculo para a margem, é o preço do fechamento do pregão anterior ao dia do aluguel.

Este valor é diariamente ajustado, se o valor da ação aumenta, o valor da margem é corrigido para cima, e você terá que depositar o complemento. Se o valor da ação diminuir, o valor da margem é corrigido para baixo, e esta diferença é devolvida pela CBLC para depósito na sua conta.

A CBLC aceita alguns ativos como margem de garantia além de dinheiro. Eles são:

– moeda corrente nacional;
– títulos públicos;
– ouro ativo financeiro;
– ações pertencentes à carteira teórica do Índice Bovespa (outras ações admitidas à negociação em bolsa de valores são aceitas somente mediante consulta);
– títulos privados;
– títulos negociados nos mercados internacionais;
– cartas de fiança bancária;
– cartas de fiança ou cartas de crédito emitidas por instituições sediadas no exterior;
– seguro de crédito de companhias sediadas no país ou no exterior;
– outros ativos ou instrumentos.

No caso de usar ações como garantia, elas sofrerão uma correção, por exemplo, se você usar ações da Petrobras PN, elas terão somente 82% do seu valor. (esse percentual também pode ser visto na tabela de margens, citada anteriormente)

Para finalizar, gostaria de lembra-los que em um texto anterior falei que a operação não era tão simples como apresentado no livro, como você pode ver não é mesmo, existem alguns outros conceitos que não foram levados em consideração pelo autor.

A operação é um pouco mais cara que uma operação normal de compra, mas cria a possibilidade de ganharmos também com um mercado caindo.

Considerações finais:

Você só precisará alugar o papel, caso não recompre o que vendeu no mesmo dia;

Existe um lado muito perigoso desta operação. O lucro que pode se obter na venda é limitado, agora o prejuízo, caso a ação suba, ao inves de cair, é ilimitado;

– Se houver a distribuição de algum provento durante o contrato de aluguel (ex: dividendos, JCP), o tomador da ação – ou seja quem alugou a ação para realizar a operação de venda – deverá restituir ao proprietário da ação – o locatário – os valores que foram distribuídos. O pagamento será feito no dia em que a empresa realizar o pagamento destes proventos, e não na data em que as ações se tornarem ex. Não importa se você já devolveu a ação ou não;

– Caso queira fazer um daytrade (comprar e vender no mesmo dia), dê preferência para ações com maior liquidez, porque do contrário, no momento de zerar a operação, pode ser mais difícil de recompra-las;

– Lembre-se, não são todas as corretoras que permitem este tipo de operação. Informe-se junto à sua para tirar qualquer dúvida.

Espero que tenham gostado do texto.
Aguardo comentários e dúvidas. 🙂

Nota do Site:
5 Moedas

Aposentado Jovem e Rico
ROBERT T. KIYOSAKI, SHARON L. LECHTER

Editora: Campus
Ano: 2002
Edição: 1
Número de páginas: 400
Acabamento: Brochura
Formato: Médio