Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Como proteger seu capital da inflação ?

Problema à vista pessoal …

Como falamos em um post anterior (Sabe quem está voltando ? E pior, com força …) a inflação parece voltar a ganhar vida própria e com isso a preocupação vem aumentando. A cada divulgação dos índices vemos um aumento substancial no acumulado do ano, em 2010 o IGP-M já atingiu 11,48% … E quem investe conhece o peso da inflação sobre o capital.

E sabedores disso, o que devemos fazer ?

Essa é a pergunta certa ! Ficar somente reclamando que os índices não param de aumentar, que os preços não param de subir, não nos levará a lugar algum. Desde quando reclamar dá algum resultado aqui em Terra Brasilis ? 😉

O que fazer para se proteger da inflação ? A pergunta que venho me fazendo desde que comecei a reparar o crescimento significativo do IGP-M, porque me desculpe … o que mais pesa para a grande maioria é ele. É o IGP-M que corrige muitos de nossos contratos (aluguel por exemplo …), e que aparentemente melhor representa o que está acontecendo nas gôndolas dos supermercados. Não que um índice menor não deva trazer a mesma preocupação, ela deve existir sempre, pois está comendo seu capital. Mas quando os números começam a crescer … começam a surgir índices com dois dígitos … o sinal vermelho acende e forte.

Vou tentar fazer uma relação das possíveis formas de proteção de seu capital, através de algumas modalidades de investimento, ok ? Tentarei apresentar algumas que me vêm a mente e apresentar alguns comentários sobre elas.

O que usar para se proteger ?

De bate pronto consigo visualizar algumas opções, umas um pouco melhores – mais garantidas, e outras nem tão garantidas assim …

1- Renda Fixa
2- Ações
3- Ouro
4- Imóveis

Como disse são algumas poucas opções, se você lembrar de alguma outra favor nos apresentar via comentário. 🙂

1- Renda Fixa

Você viu que a poupança perdeu para a inflação no mês de novembro ? Pois é … e ela, querendo ou não, é uma forma de Renda Fixa … a poupança não é uma forma de se proteger da inflação. Se a intenção é ficar protegido, fuja dela.

Então de que forma se proteger ? Através de títulos federais que tenham algum índice inflacionário atrelado. Existem dois títulos que oferecem essa proteção: a NTN-C, que é atrelada ao IGP-M, e a NTN-B, que é atrelada ao IPCA. Estes dois títulos pagam uma determinada taxa de juros anual fixa + a variação apresentada pelo índice atrelado. Nem preciso dizer qual vem apresentando o melhor rendimento nos últimos tempos

Algumas pessoas argumentam que um investimento que busque o CDI também é uma boa opção, afinal, historicamente o Banco Central vem tentando combater a inflação através do aumento da taxa SELIC. Leu o “historicamente” ali ? Pois então … nada garante que isso não venha mais a ser feito. Vocês viram o que aconteceu nas duas últimas semanas ? Tivemos uma reunião do COPOM, que decidiu pela manutenção da taxa, mesmo com o aumento dos índices de inflação. O que fizeram para tentar combatê-la ? Apresentaram alternativas, como o aumento do compulsório dos bancos. É uma opção … Portanto nada garante que a SELIC “acompanhe” a escalada inflacionária. Ok ?

Em Renda Fixa a melhor opção de proteção é através de uma NTN-B ou uma NTN-C.

2- Ações

Muitos indicam o investimento em ações como forma de proteção contra a inflação. Em especial as ações de empresas que venham a ter algum “benefício” com este aumento. Benefício em termos … melhor seria ter dito “que possa repassar o aumento dos preços facilmente”. 😉

Outros justificam pura e simplesmente porque são ativos reais e que costumam acompanhar a escalada dos preços.

É seguro e garantido ? Longe disso ! Mercado de ações é mercado de ações e sobe e desce a seu bel prazer, isso é mais do que sabido por todos. Mas se você se decidiu por esta alternativa … boa sorte.

3- Ouro

Tradicional ferramenta de proteção de capital, o ouro vem sendo usado desde sempre quando as coisas começam a esquentar no campo inflacionário. Ou você acha que é a toa que ele se encontra no topo de suas cotações históricas ? O “fenômeno” do aumento dos preços está parecendo ser mundial, a enxurrada de “dinheiro” que os BCs mundiais vêm colocando nas economias de seus países é uma das principais causas disso.

Tem muito investidor grande que vendeu sua participação em várias empresas para migrar para o ouro … (o Soros é um exemplo, vendeu tudo que tinha em Petro – e não era pouco – e partir forte para o metal)

Indico a leitura do livro “Como investir em Metais Preciosos” para entender um pouco melhor esse processo.

4- Imóveis

Como um investimento em imóveis poderia proteger do aumento dos preços ? Se você investe para receber aluguel já sabe como … 😉

A correção do preço dos aluguéis é feita através – normalmente – do IGP-M do ano anterior. Portanto se você tem um imóvel alugado continuará recebendo os “dividendos” sempre corrigidos. (claro, desde que o imóvel permaneça sempre alugado …)

O valor do imóvel propriamente dito poderá não acompanhar os índices, mas tem gente que acredita que sim, pelo mesmo motivo das ações: são ativos reais …

Conclusões Finais

Bom, como disse, são somente algumas alternativas. Acredito que hajam outras, mas foram estas que me recordei.

O que realmente importa é somente uma coisa: Quando o assunto é inflação não se pode bobear. Ela corrói seu capital numa velocidade assombrosa.

E você, o que vem usando para se proteger ?