Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Imóveis: 2 ENORMES vantagens para quem escolhe o aluguel

Não, eu não vou falar sobre a vantagem financeira que as pessoas que alugam um imóvel, ao invés de comprá-lo, têm. Isso já é mais do que sabido por você e seria ficar batendo numa tecla pra lá de desgastada … 😉

Oi ? Você não sabia disso ? Tá … Um resumão: o aluguel de imóveis residenciais hoje em dia gira em torno ao equivalente a 0,25% … 0,3% do valor do imóvel. Por exemplo: um imóvel de R$1 milhão teria um aluguel de R$2,5 mil ou R$3 mil. É, essa é a média. 🙂

Claro … Como toda média os preços variam um pouco pra cima, um pouco para baixo dessa faixa. Mas de uma forma geral é isso.

0,25% … 0,3% … sendo pagos de aluguel, enquanto um financiamento imobiliário (com taxas decentes, claro) de 30 anos custa em torno de 1% do valor financiado. O mesmo imóvel de R$1 milhão, caso pudesse ser integralmente financiado, teria parcelas mensais de R$10 mil !! 😯

Uma bela diferença. Não ?

É por conta dessa diferença que 11 em cada 10 pessoas ligadas ao tema finanças indicam o aluguel ao invés da compra. Pague R$3 mil, ao invés de R$10 mil, guarde os R$7 mil excedentes, aplicando em algum investimento de renda fixa, e dentro de alguns anos você poderá (ou poderia ?) comprar o seu imóvel à vista.

Mas não é sobre isso que eu quero falar. Hoje quero focar em duas vantagens que muitos acabam ignorando. Consegue imaginar quais sejam ?

#1 – A proximidade do trabalho

Quem não quer morar perto do trabalho ? Poder ir a pé. Não se incomodar com o trânsito. Não perder tempo de locomoção.

Sensacional. Não é mesmo ? Mas … como morar perto do trabalho se você não tem a menor ideia de quanto tempo permanecerá trabalhando no mesmo lugar, na mesma empresa ? Foi-se o tempo onde uma pessoa entrava numa empresa e lá ficava até se aposentar. A rotatividade hoje em dia é gigante, tanto de empresa quanto de área de atuação.

Dê uma olhada no seu grupo de amigos e constate isso. (especialmente se for um grupo mais jovem de pessoas)

Comprar um imóvel que seja próximo do seu atual trabalho ? E se precisar mudar de empresa nos próximos anos ? E se a mudança for maior e precisar mudar de cidade ?

É … o aluguel acaba te trazendo esta possibilidade. Você aluga um imóvel que esteja perto do seu atual trabalho, e caso precise mudar … mude. 😉

Eu sei que para muitos isso é um absurdo, que você precisa ter o seu próprio canto, que gostaria de deixar a sua casa com a sua cara, etc etc etc … mas sejamos francos: além da vantagem financeira você terá todas as outras comodidades que citei. Não ?

Ah Zé … Você pode comprar um imóvel e vende caso precise se mudar de cidade“. Tá e todos os custos atrelados à compra e à venda de um imóvel ? Vai assumir o prejuízo sempre que se mudar ?

Não, isso não traz vantagem alguma pra quem adota essa “estratégia”. Já para quem aluga … 🙂

#2 – O tamanho adequado do imóvel

Pense você, um jovem que acabou de entrar no mercado de trabalho. Ainda solteiro, ou até mesmo recém casado … Qual é o tamanho de imóvel que precisa ?

Precisa, ok ? Precisar é diferente de desejar. Lembra ?

Muito provavelmente você me responderá: “Um imóvel enxuto, com uma sala confortável, uma cozinha, um ou dois quartos e um banheiro decente”. Concorda ?

Não … Você não precisa de um imóvel de 200 m² com 4 suítes, sala de estar, sala de jantar, dependência de empregada, etc etc etc. Isso pode ser o que você quer, mas não é o que você precisa.

Quando estamos no começo de nossas vidas, precisamos muito menos do que quando já estamos com família formada. Enquanto você é sozinho, ou apenas um casal, por que precisaria de tantos cômodos extras ? 🙄

Não … No começo quanto mais enxuto melhor ! (mas não exagere a ponto de achar que um “estúdio” de 30 m² – antigamente chamado de kitnet – de R$600 mil é o “ideal“)

Conforme a família vai crescendo, vamos aumentando o tamanho da residência. Somente com ela já formada e consolidada é que deveríamos partir para a aquisição do espaço definitivo. É somente neste momento que saberemos quantos quartos realmente serão necessários …

Vejo muita gente comprando imóveis grandes e justificando com “me preparando para o futuro”. O problema é que você está desembolsando um dinheiro que naquele momento não precisaria ser gasto. Você está gastando sem uma real necessidade. E dinheiro usado assim … é dinheiro perdido. 🙁

E o pior: muitas vezes usando um dinheiro pro seu eu de 10, 15 anos no futuro, que ainda não existe no seu bolso.

Conclusão

Não, não sou o dono da verdade. Estes foram pontos que sempre me chamaram a atenção e que ao ler o livro do amigo Fábio Alves, “Me acorde quando eu estiver rico !“, voltaram à mente e resolvi apresentar para você, amigo do Clube. 😉

São pontos simples, que muito provavelmente já foi assunto de conversa dentro da sua casa, mas que em alguns casos podem ajudar MUITO. Principalmente quem está começando a vida. 😀

Mas me diga … Qual é a estratégia que você adotou quando entrou na vida adulta ?