Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!


Iniciando seus Investimentos – Parte XIV

Amigos, hoje mudaremos um pouco o nosso assunto, deixarei de falar sobre investimentos do Mercado Financeiro para falar de investimentos de “carne e osso”.

Muitos acessam o site buscando informações sobre investimentos como Bolsa de Valores, Fundos de Investimentos, Poupança, Cambio, Imóveis … mas uma grande parte se esquece que o dinheiro poderia ser investido na economia real, ao invés de ir somente para a ciranda financeira. Dinheiro na economia real quase sempre significa novos empregos, crescimento do país, melhoria das condições de um lugar, de algumas pessoas, de uma nação.

Um dos grandes problemas enfrentados pelo Brasil é justamente esse, os rendimentos obtidos nos investimentos no Mercado Financeiro são tão elevados que praticamente obrigam quem tem dinheiro a investir nele. O Brasil é um dos países que tem a maior taxa de juros reais do mundo ( até pouco tempo era a maior … não sei se ainda temos ), a Bolsa de Valores brasileira vem apresentando ótimos retornos desde outubro de 2002, e a maior prova de todas: O setor bancário é o que vem apresentando os melhores resultados nos últimos anos. Portanto não é a toa que muitos pensam que esta é a melhor, senão a única maneira de investir.

Mas não, existe uma outra oportunidade, como dito anteriormente, as empresas de carne e osso são uma ótima opção. Claro … existem diversos problemas:

– Alta Carga Tributária;

– Altos custos trabalhistas;

– Uma infinidade de normas/leis/regulamentos que coordenam a nossa tributação;

– Uma “burrocracia” sem fim para o lançamento de uma nova empresa ;

… e por ai vai.

Mas como eu disse, as vantagens dos investimentos na economia real vão além do retorno financeiro. Investir em empresas faz bem para uma grande quantidade de pessoas, os seus empregados diretos, os indiretos, as pessoas que poderão consumir seu produto … além de gerar tributos ( olha ele ai … ), que se forem bem aplicados poderão trazer uma melhora na infra estrutura da região, poderão melhorar a qualidade de escolas, hospitais … a lista e o debate sobre esse tema seriam enormes, deixemos para uma outra oportunidade.

Certo, então eu gostaria de investir numa empresa de verdade, sem ser através de ações na Bolsa de Valores, mas fazendo parte dela de verdade. Então terei que trabalhar ?

Esta poderá ser a sua pergunta neste momento, e a resposta ? Não necessariamente … você poderá ser um dos sócios de uma empresa, uma lanchonete, um restaurante, um mercado, uma lan house, uma livraria, uma loja de roupas … de qualquer negócio, sem precisar botar a mão na massa literalmente. Você poderá entrar numa empresa como Sócio Capitalista, e receberia uma fatia dos lucros que o negócio gerar.

Mas claro, se você tem uma ideia, vontade de botar a mão na massa, e dinheiro, na teoria “fica mais fácil”. Se não tem o dinheiro por exemplo, poderia ir atrás de alguém interessado em se tornar um sócio capitalista de sua ideia, ou então uma linha de empréstimo para novos negócios de alguma instituição financeira … existem diversas opções.

O post de hoje é só para abrir a cabeça de alguns leitores sobre este tema, pretendo me aprofundar mais nele nas próximas semanas, afinal, são tantas opções que não seria “certo” falar sobre tudo hoje. Não são tantas ? Vamos lá:

– Começar uma empresa de fundo de quintal;

– Começar uma empresa “de verdade”;

– Começar um negócio 100% novo, do zero, criando tudo;

– Começar um negócio que já tenha dado certo;

– Começar um negócio que já tenha dado certo, que está a seu alcance através de uma franquia;

– Começar um negócio como Autônomo, podendo expandir depois;

… e mais uma monte. =)

Ainda não sei se iniciarei uma nova série de posts falando somente sobre este assunto, ou se ele será abordado dentro do “Iniciando seus Investimentos”, até semana que vem eu chego a uma conclusão, hehehe. Mas se quiser me ajudar … o espaço para comentários está aberto. Faça sua sugestão, seu comentário, o espaço é seu.

Abraços !

Iniciando seus Investimentos:
( Recapitulando … )

I – Ganhar mais do que Gasta

II – Encontrar novas Fontes de Renda

III – Dinheiro é Dinheiro e PRONTO !!

IV – Aprenda a gastar com responsabilidade

V – Pra que pagar juros ?

VI – O lucro é diretamente proporcional ao risco

VII – Renda Fixa ou Variável ?

VIII – Aprenda a gostar de matemática

IX – Capital disponível Vs O investimento ideal

X.a – A Poupança

X.b – Os Fundos de Renda Fixa

X.c – O Tesouro Direto

X.d – O CDB

XI – A Conta Investimento

XII – A Bolsa de Valores

XII.1 – O que é ?

XII.1.a – As formas de bonificação

XII.1.b – Os lotes de negociação

XII.2 – O que é preciso para começar ?

XII.3 – Quais ações devo negociar/acompanhar ?

XII.4 – Análise Técnica Vs Análise Fundamentalista

XII.4.a – Análise Técnica para o longo prazo ?

XII.5 – Prazos de investimento

XII.6 – O que é preciso ?

XII.7 – Onde operar ?

XIII – Cuidado com os conselheiros de plantão

XIV – Outras alternativas de investimento