Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Investimento que proteja o patrimônio contra a inflação para todo o sempre

Pergunta:

Olá,
Gostaria muito de uma ajuda, já estudei bastante sobre investimentos, porém é muita informação e variáveis que sinto que continuo sem saber nada. Achei seu site e gostei bastante das informações e também da sua boa vontade de ajudar pessoas assim como eu, com muitas dúvidas.

Vou receber uma quantia de R$350000,00 a ideia inicial seria comprar imóveis para obter renda, mas nesse meu estudo vi que não seria a melhor escolha. Qual seria o melhor investimento conservador que eu poderia obter uma renda, tomando o cuidado de preservar o montante da inflação, para que me gerasse uma renda vitálicia?

Obrigada
Camilla

Resposta:

Bom dia Camilla,

É tão gratificante ver que vocês estão se preocupando em proteger seu rico dinheirinho do dragão da inflação … Vocês não imaginam o quão feliz eu fico com isso ! 🙂

dragão da inflação

Isso é sinal de amadurecimento, de crescimento, de aprendizado. 😀

O peso da inflação sobre nossos investimentos é um dos maiores problemas que o investidor de longo prazo precisa enfrentar. Especialmente aqueles que tentam criar sua reserva visando a aposentadoria … Já pensou em preparar tudo, tomar “todos” os cuidados necessários, mas pecar justamente no item que cuida do poder de compra do seu dinheiro ?

Dizer que é “fácil” acumular R$1 milhão em alguns anos, para a sua aposentadoria, é um dos maiores erros de quem orienta as pessoas na hora de criar sua própria aposentadoria. O poder de compra de R$1 milhão, hoje, é muito diferente do que será daqui 20 anos. E muitos se esquecem disso … 🙁

Existem duas formas de você cuidar da bocada do dragão: ou você faz o levantamento anual de quanto foi a inflação naquele período e faz o ajuste na sua posição, para que ela seja corrigida por este índice; ou você encontra uma aplicação que já lhe entregue isso de mão beijada. 😉

Estimar, por projeção, qual será a inflação em um período futuro, só para incluir o dado nas contas, é tarefa árdua e ingrata. A chance de errarmos é muito grande e não existe uma justificativa real para isso. Em economias mais maduras é até “possível” fazermos isso. Aqui, no Brasil, nem sonhando …

Fazer isso manualmente não será nosso alvo agora. A Camilla quer algo que seja automático. Portanto … existem duas alternativas: CDBs atrelados a algum índice inflacionário, ou o bom e velho Tesouro IPCA. Os dois funcionam da mesma forma, especialmente sobre a questão dos aportes de dinheiro novo na carteira. Os dois apresentam sua rentabilidade ligada a uma taxa de rendimento, mais a correção de um índice. (o mais comum é pelo IPCA)

O bom disso é que você já fica sabendo qual será o rendimento real deste investimento já na hora da contratação. Isso ajuda na hora das contas, na hora de projetar o patrimônio futuro, bem como a rentabilidade dele. Você sabia que para obter um rendimento de 0,8% ao mês, reais, é preciso obter um rendimento mensal de 2% ? Indico a leitura deste post para se aprofundar no assunto: Onde encontrar os malditos 2% ?!?!

O investimento no Tesouro IPCA acaba sendo o “mais fácil de todos”. Pequena aplicação mínima, ferramenta acessível a todos os interessados e relativamente seguro. Para o governo não pagar, é porque a coisa ficou feia DE VERDADE.

Mas lembre-se de um pequeno (e importante) detalhe: o rendimento só é garantido para quem mantém o valor na aplicação até o momento do resgate. Se você precisar do dinheiro no meio do caminho, poderá pagar um custo bem alto por isso … É o lado renda variável do TD.

Espero ter lhe ajudado ! 🙂

Abraços !