Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Mercado imobiliário parado … Até quando ?

O mercado imobiliário, como um todo, simplesmente parou em todo o território nacional. Sejam imóveis novos, usados, ou em fase de construção … as vendas não acontecem e o setor é quem vem liderando a lista de demissões nos últimos meses.

Os motivos para a parada drástica são muitos: “bolha” no setor, falta de crédito, elevação na taxa de juros, oferta superando a demanda, etc etc etc. São muitos e todos juntos criam o cenário atual.

Masssss, muito se esperava o ano de 2017. O enfraquecimento do setor é percebido por quem atua na área desde 2015. Foi esfriando … esfriando … esfriando … até chegarmos onde estamos hoje. Mas, como dito, as expectativas para 2017 eram melhores.

Era esperado uma retomada dos negócios. Alguns apostavam para que isso viesse a ocorrer ainda no primeiro semestre. Outros apenas no segundo. Mas havia quase que um consenso de que a situação melhoraria este ano.

Só que até agora nada de vermos isso acontecendo …

Ok … Ok … Ok … Alguns primeiros sinais começam a surgir. Alguma procura por terrenos (bem desvalorizados em relação ao pico de procura, lá de 2014-2015) por parte das incorporadoras começa a ser percebida. Mas esta é a etapa inicial do processo, que demora um bom tempo até amadurecer, virar projeto, virar obra e ser entregue. Entre esta etapa de procura por pechinchas nas áreas disponíveis para construção, e a etapa de lançamentos propriamente dita, podemos ver mais de ano se passando.

Mas é um primeiro sinal …

Um sinal que vem de quem constrói e que não aguenta mais a situação atual.

Mas … quem vai comprar ?

Se por um lado os construtores começam a se movimentar, o mesmo não se vê na ponta consumidora.

Me diga: você conhece alguém que esteja procurando um imóvel e que tenha poder de compra para efetivar o negócio agora ? Seja com dinheiro próprio ou financiamento bancário …

É, ninguém está disposto a efetuar uma compra agora. A grana está curta, a incerteza é grande, e a confiança de que o pior já passou ainda está longe de chegar. E olha que não estou focando nem em quem compra para investir, nem em quem compra para morar … Estou sendo o mais generalista possível nesse momento.

Quem podia comprar, teoricamente já comprou na hora que tacaram combustível nas fornalhas. Incentivaram DEMAIS o crédito e a compra de um imóvel. E quem tinha crédito disponível na praça já aproveitou o que podia. Pagando caro ou não …

E é justamente esse o ponto que vejo como sendo o principal gargalo para a retomada do setor neste momento: o crédito.

Quem pode se dar o luxo de contrair uma dívida deste nível neste momento ? Pior … quem tem crédito disponível na praça para fazer essa compra ? …

Mas pode ser ainda pior

E se quem tem esse poder, e se quem tem crédito (ou capital) disponível para comprar um imóvel perceber que o momento ideal não é agora ?

Sim … E se quem estivesse preparado para comprar se tocasse de que agora não é a hora certa de fazer a compra ? 😯

Quer ver como isso é possível ?

Qual era a taxa de juros que tínhamos até poucos meses atrás ? 14,25% ao ano.

Qual é a taxa de juros que temos hoje ? 11,25% ao ano.

Qual é a taxa de juros esperada para o final do ano ? 8,5% ao ano !!

Sim … e se quem estava preparado (e capacitado) para a compra se tocasse de que a taxa de juros estava prestes a cair e que poderia comprar mais barato se esperasse um pouco mais ?

Eu sei que a taxa de juros do financiamento não acompanha – diretamente – a SELIC … Mas a expectativa é de que elas caiam, acompanhando a taxa de juros oficial. Não ? Ainda mais para a população de uma forma geral.

E se a pessoa que estava pronta para comprar, se tocasse que poderia ter a chance de fazer a mesma compra no final do ano, com uma taxa de juros MUITO mais baixa ?

É … isso aconteceu. “Muitas” são as pessoas (como se tivéssemos muitas neste momento, hehehe) que adiaram a compra por causa disso. Por que comprar agora, com uma taxa alta, se poderei comprar mais pra frente, com uma taxa mais baixa ?

Sim … o que estava ruim pode ter ficado ainda pior. 🙁

Quem estava interessado, e disposto, se tocou que a taxa de juros está caindo, e vai cair ainda mais, e que poderá comprar mais pra frente, por um “preço” menor …

E agora José ?