Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!


O que o Zé faz para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores ? (XII)

E a série de posts que fala sobre a  minha atual forma de operar ( afinal, nada é para sempre … ) começa a se aproximar de seu final. Ainda faltam alguns textos, mas ao menos a parte de ferramentas de análise gráfica terminará com o texto de hoje. E sobre o que será ? Sobre as Bollinger Bands ( ou Bandas de Bollinger se preferir … ou ainda para os mais íntimos as BBs 😉 )

O que são as Bollinger Bands ?

É uma ferramenta de análise gráfica que serve para visualizarmos a volatilidade do ativo. Ela é formada por uma linha central – que nada mais é do que uma média móvel – “engolida” por duas outras, que formam as bandas propriamente ditas. Estas duas linhas externas são formadas a partir de desvios padrão e com isso temos a visualização do nível de volatilidade nas cotações do ativo.

Quanto mais volátil estiverem as cotações, mais abertas estarão estas bordas externas. Em momentos de mais calma, como em acumulações e distribuições, as bordas se fecham, afunilando-se. E é justamente este o sinal que fico aguardando, a aproximação das bordas.

A tendência é que após este afunilamento as cotações tenham um movimento rápido e forte na direção do rompimento.

Vamos ver um exemplo ?

Olhe agora o gráfico de 120 minutos do índice futuro que acabei de “imprimir”:

Nele vocês poderão ver vários dos pontos que costumo ver antes de tomar qualquer decisão, você já consegue identificar ?

Mas irei falar somente sobre as BBs. Você pode notar que cotações vinham caindo, caindo, e as bordas começam a se fechar, correto ? A região que começou a me chamar a atenção foi na casa dos 62 mil pontos … 🙂

Como dito, após o afunilamento das bandas é esperado um movimento rápido e normalmente forte para o lado do rompimento.

Outras observações

Além desta forma de acompanhamento, existem outros pontos que podem ser analisados usando-se as BBs:

– Quando as cotações saem das bordas, considera-se que o movimento tenha continuidade

– Quando a cotação de uma barra, ou candle, fecha fora da borda, e a barra seguinte, ou candle, fecha dentro, temos um sinal de reversão.

Mas costumo olhar praticamente só para a forma que falei no início deste texto.

A configuração que uso para a plotagem das Bollinger Bands é 9 ± 2

Abraços ! E acompanhem semanalmente a série. Aconselho a todos que assinem o Feed RSS e o Twitter, pois desta forma serão sempre avisados quando um novo texto for publicado.

Outros textos desta série:

Um resumão de tudo o que já passei

Não sabendo de nada, segui os outros …

A minha escolha: Análise Gráfica !

STOP !!

Um estranho no ninho

Suportes e Resistências

Candlestick

Volume

Médias Móveis

Fibonacci

IFR