Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Quero investir em imóveis para aluguel, mas isso dá tanto trabalho …

É praticamente uma unanimidade: quem lê o primeiro livro da série Pai Rico, o “Pai Rico Pai Pobre”, sai com a cabeça fervilhando de ideias. E uma das que mais chama a atenção é o desejo de se investir em imóveis para locação.

Ao menos as pessoas que conheço que leram este livro, todas elas, tinham isso em mente. 🙂

Mas a empolgação dura pouco … 🙁

Basta começarmos a ver que a realidade brasileira é um pouco diferente da americana, retratada no livro, para que aos poucos a maioria desista da ideia. Seja por conta dos preços praticados, pela taxa de juros para o financiamento, para o retorno obtido com o aluguel.

Ao juntarmos juros + retorno, a ideia de comprar um imóvel financiado, alugá-lo, e com a renda obtida quitar as parcelas mensais, acaba se tornando apenas um sonho distante. Praticamente inviabilizando as chances de usarmos a alavancagem da estratégia a nosso favor.

Ok … Talvez algumas poucas e raras oportunidades de levar a ideia adiante existam aqui no Brasil. Mas algo tão distante da realidade do dia a dia que a ideia de investir para aluguel praticamente é descartada. Como diz RK em seus livros: “Você analisa 100 imóveis, para visitar 10 e termina alugando apenas 1.

Algo muito trabalhoso e que afasta muitos da proposta.

O engraçado é que a geração de nossos pais e avós tinham o investimento em imóveis, visando o aluguel, como pilar fundamental de seus planos de aposentadoria. Você pode olhar para as pessoas mais velhas que você conhece e perceberá esse “padrão”. 😉

Um segredo … Eles investiam em imóveis da forma tradicional ! Eles não usavam a “estratégia” de alavancagem via financiamento. 😯

É … Eles juntavam o dinheiro necessário para se comprar um imóvel e após isso é que adquiriam uma propriedade e a colocavam para alugar. Um processo “lento” e trabalhoso.

Lento por conta da necessidade de acumular o capital necessário para se comprar um imóvel. Já pensou quanto tempo você precisará para conseguir acumular R$300 mil, R$500 mil ? (ou até mesmo mais)

Trabalhoso, pois a busca 100:10:1 provavelmente era necessária para que as verdadeiras oportunidades fossem encontradas.

Mas o trabalho não parava por aí … O aluguel de imóveis exigia do investidor a manutenção do imóvel. Serviços de encanador, eletricista, marcenaria, jardinagem, etc etc etc, eram necessários conforme o tempo ia passando. Além disso, a administração propriamente dita do aluguel, com a confecção do contrato de locação e a parte de cobrança do aluguel também traziam alguma dor de cabaça aos proprietários.

Não queria ter o trabalho ? Sem problemas, contratava-se uma imobiliária que assumiria estas funções. Claro … com um custo que “mordia” parte do rendimento. 10% em média …

Por falar em custos, não podemos nos esquecer do Leão. O imposto de renda sobre o valor obtido no aluguel é do tipo tradicional:

Base de Cálculo Mensal Alíquota Parcela a Deduzir do IR
De 1.903,99 até 2.826,65 7,5% R$ 142,80
De 2.826,66 até 3.751,05 15% R$ 354,80
De 3.751,06 até 4.664,68 22,5% R$ 636,13
Acima de 4.664,68 27,5% R$ 869,36

 

Mordida “de leve”, não é mesmo ?

Isso sem falar sobre a falta de liquidez que o mercado imobiliário nos impõe … 🙄

Já pensou precisar do dinheiro, querer vender o imóvel e não encontrar nenhum interessado ? Precisar ficar esperando meses, talvez até mesmo anos para conseguir efetuar a venda e embolsar a grana ?

É … dá trabalho e é custoso. Mas mesmo assim muitos adoram a ideia de investir em imóveis.

Você também ?

E se eu te disser que existe uma forma de investimento em imóveis para aluguel que te permite:

#1 – Investir com pouco dinheiro
#2 – Não exige que você se preocupe com a administração do imóvel e ainda pague pouco por isso
#3 – É isento de imposto de renda
#4 – Oferece liquidez instantânea

Sim, você poderá investir com pouco dinheiro. Algumas centenas de reais e já poderá adquirir seu imóvel que gerará aluguel.

Sim, você terá uma equipe que administrará seus imóveis (sim, no plural), sem que você precise se preocupar com isso. E o melhor: gastando muito menos do que aqueles 10% que falei …

Sim, você não precisará recolher imposto de renda sobre o valor recebido de aluguel.

Sim, liquidez total. Deseja vender ? Basta abrir seu homebroker e vender seu imóvel agora mesmo.

E não, não estou brincando ou exagerando. Tudo isso é possível graças aos Fundos de Investimento Imobiliário.

Os FIIs, como são chamados, são equivalente as ações. Uma ação é “um pedaço” de uma empresa. Um FII é “um pedaço” de um imóvel. 🙂

Por ser “um pedaço” você não precisa acumular o todo o capital necessário para comprar um imóvel. Tendo o suficiente para comprar uma cota você já está apto para investir. Além disso você pode investir em outros tipos de imóvel: residencial, comercial, educacional, salas para escritório, hospitais, shoppings, armazéns, galpões, etc etc etc. Existe uma “infinidade” de tipos de imóveis disponíveis via FIIs que estariam muito, mas muito distantes mesmo, de nós investidores comuns.

Você pode ter uma participação em um empreendimento de muitos milhões de reais. Já pensou nisso ?

A melhor parte, como disse, é que os FIIs são negociados diretamente em Bolsa, da mesma forma que as ações, e isso traz ao investidor uma liquidez que não poderia nem mesmo ser imaginada por um investidor tradicional de imóveis.

Sobre a isenção do imposto de renda, é isso mesmo. O valor que você recebe de aluguel (os FIIs fazem “distribuições”, uma espécie de dividendo, para o pagamento dos alugueis) é isento de IR. Você só precisará recolher algum imposto no momento em que vender uma cota que estiver em sua carteira.

E administração dos imóveis fica por conta de quem gerencia esses fundos. Por possuírem um maior número de imóveis, conseguem diluir os custos de manutenção e de administração, o que barateia (MUITO !!!) os custos, o que é repassado diretamente aos investidores. 🙂

O assunto te interessou ? A mim também, hehehe. E olha que, como você já sabe, o investimento em imóveis não é muito a minha praia … Venho estudando bastante sobre o tema e uma das fontes de informação que usei foi o curso do Jonatam Gebing, o “Fundos Imobiliários 2.0“. Bem completo e com um conteúdo de fácil compreensão. Sim, eu indico para você que deseja iniciar ou aprofundar seus estudos na área. 😀

O FII não é exatamente a forma de investimento proposto por RK em Pai Rico Pai Pobre, mas é algo que permite a todos os interessados iniciar seus investimentos na área, com um rendimento acima da média e de forma prática e simplificada. 😉

Mas me diga: você já investe em FIIs ? Já pensou em investir ?