Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!


Um imóvel de praia só serve para consumir seus recursos financeiros !!

Lembra do post onde falei sobre a real necessidade de termos uma internet mais rápida e cada vez mais rápida ? Pois bem … no meio dos comentários surgiu um que me chamou MUITO a atenção. E achei por bem compartilhá-lo com você. 🙂

Puts é sério que eu li isso? Tu tens um dos bens que mais consomem recursos em termos financeiros que é apartamento na praia e está discutindo preço de internet por assinatura?

Qual é a relevância de deixar de pagar 25 reais por mês, troco de pinga, perto de sustentar um imóvel de veraneiro cara?? kkkkkkkk

É … Entendeu porquê eu precisava dividir contigo ? 😉

Mas vamos lá. Tudo aqui no Clube serve para o nosso aprendizado. Isso, nosso. É via de mão dupla, é daqui e dai. 🙂

Um imóvel de praia realmente consome dinheiro, quanto a isso não há discussão. O meu consome, em média, R$1 mil por mês. Nesta conta estou incluindo: água, luz, condomínio, IPTU, gás, e agora, internet. 🙂

É, é um gasto considerável. Para muitos, proibitivo. R$12 mil por ano daria para se fazer MUITA coisa. Se colocarmos nas contas o valor imobilizado no imóvel então … 🙄

Mas neste momento não levaremos em conta o custo do capital imobilizado. Motivo ? É um imóvel de 21 anos, comprado há 21 anos. “E eu com isso …” ? Foi um imóvel que conseguiu tirar proveito do BOOM imobiliário que vimos acontecer na última década. (um pouco mais do que isso, começou perto de 2003 aqui em Floripa e foi até 2015 +-)

Então, se deixei de embolsar o ganho de capital da taxa de juros, “faturei” – que não tem nada de faturado, pois o imóvel não foi vendido – com a valorização do imóvel.

Pois bem, R$1 mil por mês “jogados fora”. Ou não ?

Eu acho que não …

Me diga você, sim … você, que foi passear durante a temporada. Que saiu da sua cidade e foi aproveitar o Natal, o Ano Novo, o mês de janeiro, em uma praia ou algum outro local. Você que gastou para tirar suas férias. Quanto foi que você gastou nessa história ?

A diária de um apartamento alugado no mesmo prédio onde tenho meu apartamento não sai por menos de R$500 … Então se eu viesse para cá, passasse uma 1 semana por lá, gastaria, só de aluguel, R$3.500 … Entre combustível etc etc etc, chegaríamos facilmente aos R$5.000. Concorda ? Se a viagem necessitasse de avião … Bom, deixa pra lá. 😉

Só que eu não uso só por 1 semana. Eu uso, pelo menos, por 2 meses inteiros. Sim, meados de dezembro já vamos pra lá e só voltamos agora em fevereiro. A família fica por lá, aproveitando. (e eu, quando não tenho nenhum compromisso, também)

Mas não é só isso ! Deixamos de usar continuadamente o imóvel. Ok … Mas até junho continuamos aproveitando os finais de semana por lá. Você nunca viajou durante o ano para um hotel e passou um final de semana agradável junto à sua família ? Gastou quanto com isso ? É … eu faço isso todos os finais de semana lá na praia. 😉

Além disso, é o lugar que escolhi para ser o meu local de retiro espiritual. É lá onde recarrego as energias. É lá onde purifico a minha mente. (quer você acredite nessas coisas, ou não)

Pronto, já expliquei porquê tenho e porquê PARA MIM vale a pena …

… só que isso tudo não teria validade NENHUMA se o meu orçamento não permitisse que eu tivesse tal supérfluo. Sim, é um supérfluo e isso não nego. 🙂

A palavra mágica, a meu ver é essa: orçamento. Sabe estes R$25 por mês, esse troco de pinga que ele citou no comentário ? São justamente os trocos de pinga de diversos itens que integram o meu orçamento que “pagam” por esse mimo. Claro que é jeito de falar, pois esse dinheiro poderia ser usado para outras coisas. Mas é uma forma de encarar a coisa.

Com a economia que tenho com o controle (e cuidado) constante dos serviços de internet, telefonia, energia elétrica, celular, TV a cabo, hospedagem do site, supermercado, alimentação fora de casa, etc etc etc, consigo arcar com os custos do imóvel e ainda consigo destinar algum $$ para os investimentos. Ah, esse “algum” é literalmente o dinheiro economizado com os cuidados constantes com os serviços, a economia entre ganhos e gastos é outra conta e que também traz $$$ novo para a carteira de investimentos.

Além disso, lembra da história “deixe que seus ativos banquem seus exageros“, ao melhor estilo RK de se pensar ? Pois então … Se quisermos olhar por esse lado, também será possível. Venho construindo minha coluna de ativos desde jovem. Só o Clube, por exemplo, completará 15 anos agora em março. Então sim, poderia dizer que o imóvel da praia é bancado pela minha coluna de ativos. (e olha que não direi que são os cursos, por terem sidos lançados no ano passado, os responsáveis por isso …)

Resumindo … sim, um imóvel de praia é um dos bens que mais consome recursos financeiros de muitas e muitas famílias. Só que no meu caso, ele é o meu prêmio (leia !!) por ter conseguido chegar onde cheguei. Por ter conquistado o que conquistei. Por ter estudado, trabalhado, suado, sofrido, comemorado, aprendido, estudado, suado, sangrado, tanto em toda essa jornada.

Mas acima de tudo: é algo que não atrapalha o meu orçamento. É algo que não complica as minhas finanças. E no fim das contas isso é o mais importante. 😉