Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Vale a pena investir em bancos menores que pagam mais de 100% do CDI ?

Pergunta:

Primeiramente, muito obrigado pelo post, ajudou muito em minhas dúvidas.

Sobre o CDB-DI, gostaria de saber se é mais aconselhado fazer investimento em bancos menores que garantem mais de 100% do CDI do que em bancos maiores com taxas menores?

Resposta:

Bom dia Adriano,

Excelente pergunta !! Algo que eu já deveria ter abordado aqui no Clube de forma um pouco mais profunda e que (sabe-se lá o motivo …) deixei passar batido. 🙄

Até já falei sobre o tema em diversas ocasiões no twitter, quando algum seguidor fazia uma pergunta específica sobre o assunto. Mas aqui no site, de forma mais direta, clara e objetiva … Acho que não. Sorry guys !! 😳

Indo direto ao assunto: Vale a pena investir nas ofertas tentadoras, com retornos acima de 100% do CDI, dos bancos “menores” ? SIM ! Sim … mas com alguns cuidados. 😉

Rendimentos mais do que agradáveis !

Este é o principal motivo que nos leva a cogitar o investimento em bancos “menores“. Ofertas tentadoras, muitas vezes superiores aos tão desejados 100% do CDI. Ofertas que deixam as alternativas oferecidas pelos bancos “maiores” para trás … distantes …

Mas você sabe o motivo para que isso aconteça. Não é mesmo ?

Você está lembrado daquela boa e velha regra de investimento: “o retorno é proporcional ao risco” ? Pois então … Se um banco costuma oferecer um retorno acima da média, um valor mais alto do que o praticado pelos outros bancos (especialmente os maiores), é porque existe um nível de risco um pouco mais alto nos “pequenos”. Por mais que este risco possa ser apenas psicológico. 🙂

O mercado encara os grandes como sendo 100% sólidos, sem riscos, etc etc etc, e acaba aceitando os valores por eles praticados. Já para que os de menor porte possam concorrer, precisam recorrer ao retorno oferecido em suas aplicações.

E é assim que a coisa funciona desde sempre …

Não que haja um risco “escondido” em cada investimento oferecido pelo banco menor, pode ser que estejam oferecendo um retorno mais alto apenas para chamar a atenção, uma estratégia de marketing pura e simples. Mas, a priori, a taxa mais alta é por conta do risco da operação.

Risco … Risco … Risco …

Já vimos inúmeros exemplos de instituições que ofereciam retornos acima da média para atrair interessados e que acabaram batendo as botas. Quem não lembra do Banco Santos ? Eles ofereciam investimentos que pagavam taxas bem maiores do que as normalmente oferecidas no mercado e deu no que deu …

Neste momento você poderá citar a proteção que todos nós temos em situações como essa: a do Fundo Garantidor de Crédito (FGC), que nos protege em até R$250 mil em cada instituição financeira que tenhamos aplicações protegidas por ele. Ótimo ! O seu dinheiro está protegido … mas …

Mas … você acha que ele será devolvido imediatamente após a quebra do banco onde o seu dinheiro estava ? Não não … O processo de resgate do dinheiro pode demorar um pouco, e um prazo de 6 meses não chega a ser nada absurdo nestas ocasiões.

Sim … você tem a garantia de que receberá de volta até R$250 mil do dinheiro que tinha aplicado no banco que quebrou. O problema é que a devolução pode demorar um pouco … E se você precisar desse dinheiro ? 😯

Como estratégia de diversificação !

É justamente por isso que digo: quer investir em bancos menores ? Faça-o ! O retorno é excelente e, na minha opinião, justifica o risco. Mas … respeite o limite de R$250 mil do FGC e que o valor lá aplicado seja apenas uma fatia do seu capital disponível para investimento. Caso aconteça algum problema, este dinheiro será apenas parte do seu patrimônio, e não colocará em risco sua saúde financeira. 😉

Como parte de uma estratégia de diversificação é uma ótima alternativa ! Você garante um rendimento um pouco mais alto para uma parte do seu capital, e tem acesso a diversas outras comodidades oferecidas por estes bancos.

Sim, as vantagens não são apenas em relação ao rendimento ofertado … 😀

Além do rendimento acima da média, os bancos “menores” costumam permitir que façamos uso destes investimentos que pagam mais, com menos dinheiro do que seria preciso para investir nos bancos “maiores”. Não é raro encontrarmos CDBs dos grandes bancos que permitem apenas aportes iniciais de R$10 mil … Nos “pequenos”, muitas vezes, não existe valor mínimo a ser aplicado. E quando existe, ele é realmente pequeno. Coisa de R$100 … R$500. 🙂

Está lembrado do post onde falo sobre os cuidados que devemos ter na hora de investimos em um CDB ? As orientações que apresentei são muito importantes para esses casos. Não deixe de conhecê-las.

Resumindo:

Sim, na minha opinião a estratégia de aproveitarmos as ofertas acima de 100% do CDI dos bancos “menores” é válida. Desde que respeitado o limite do FGC, com apenas uma parte do seu capital, e que exista o conhecimento de que a devolução do dinheiro lá aplicado, em caso de quebra, pode demorar.

Você terá acesso a um investimento que lhe paga mais, sem precisar ter a fortuna que os grandes bancos exigem para lhe entregar resultados (apenas) parecidos. 😉

Espero ter lhe ajudado !

Abraços !