Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Você também enfrenta dificuldades para registrar ou acompanhar seus gastos ?

Uma das bases para uma vida financeira saudável, é conhecer em detalhes seus próprios hábitos financeiros. (leia-se gastos)

Somente ao conhecermos a forma com que gastamos dinheiro, no que gastamos, como gastamos, quando gastamos, é que podemos saber como um orçamento poderá, ou não, permitir que a pessoa esteja em dia com o seu bolso.

Muito mais do que conhecermos os diferentes tipos de gastos (fixos e variáveis) que formam o orçamento, ou as diferenças entre um orçamento doméstico e um Fluxo de Caixa, conhecer a “intimidade” dos gastos de uma pessoa é o passo fundamental da nossa jornada.

É somente conhecendo os detalhes dos gastos que uma pessoa saberá o que cortar e que possivelmente venha minando sua vida financeira como um todo. E quando me refiro a detalhes, falo de detalhes MESMO.

Quanto gasta com roupas, com alimentação, com diversão, com hobbies, com sua saúde, cuidados pessoas, fornecedores, prestadores de serviço, EDUCAÇÃO, energia elétrica, água, gás, transporte, etc etc etc …

É através de um processo cuidadoso e dedicado, onde você realiza o registro, detalhado e rigoroso, de tudo que gasta, que você poderá se entender melhor. Que poderá encontrar os “culpados” da sua atual situação financeira.

Como realizar esse registro ?

As alternativas são as mais variadas …

Existem aplicativos para o celular, planilhas para excel, ou um bom e velho caderninho de notas. Nessa batalha, todas as ferramentas são válidas. O que realmente importa é que você anote seus gastos …

E é nesse momento que o “problema” começa … 🙁

Algumas pessoas colocam a culpa na “dificuldade” de acesso à ferramenta que seria usada para fazer as anotações. Que por mais que esteja (literalmente) na palma da mão, pegar o celular para anotar todo e qualquer gasto realizado acaba sendo complicado em muitas situações. O que dizer de fazer o mesmo num bloco de notas ? 🙄

Outros colocam a culpa na “complexidade” das ferramentas de registro. Por mais simples que sejam, muitos não têm a real intimidade com elas e isso tira toda e qualquer produtividade que poderia ter.

Seriam esses os REAIS problemas ?

Sinceramente … não sei. Ou melhor … não acredito !

Do que você tá falando Zé !?

Simples: adoramos colocar a culpa nos outros e nas coisas que estão ao nosso redor. O problema é que nos esquecemos de olhar para nosso próprio umbigo na hora de encontrar o motivo das coisas. 🙁

E sim, estou dizendo que a culpa provavelmente seja SUA !!

Sabe qual é o provável motivo para que você não realize o acompanhamento/registro detalhado dos seus gastos ? Não consegue imaginar ? …

Você não quer identificar o culpado … Você não quer constatar que quem vem drenando o seu orçamento é o cafezinho, ou o passeio de fim de semana, ou as viagens, ou o salão de beleza, ou o chopp com os amigos, ou o seus gastos para manter o corpo em forma, ou as roupas que insiste em comprar sem precisar, ou a coleção de bolsas, ou a de sapatos, ou a de “bonequinhos” colecionáveis, ou ______ (insira aqui o SEU vilão)

É … o provável motivo para que você abandone o seu acompanhamento detalhado de gastos, ou que nem mesmo comece, é o simples desejo de não identificar um culpado no seu orçamento que precisaria ser “combatido”.

Isso … Você não faz o dever de casa por puro e simples EGOÍSMO !

Você não quer saber no que anda gastando mais dinheiro do que devia. Pois, se soubesse, precisaria diminuir seus gastos com ele. E convenhamos … aquele café, chopp, sapato, roupa, etc etc etc, te faz tão bem

Você não faz o registro de seus gastos para não identificar o vilão, pois desta forma ele poderá continuar presente no seu orçamento, alimentando o seu lado que tanto deseja ser reembolsado por toda a dedicação e trabalho que você vem tendo.

É você mesmo minando suas possibilidades de crescimento, de melhora na condição financeira. 🙁

Poxa, eu trabalho tanto !! Mereço esse presente !!” … Claro que merece ! Mas por que não atrelar o prêmio a um objetivo alcançado ? Falei sobre isso no post “Objetivo atingido, prêmio conquistado“. Já leu ?

É tão melhor manter as coisas como estão, mantendo suas recompensas em dia, sem abrir mão de nada. Concorda ?

O problema é justamente abrir mão … Ao não abrir mão disso, você está abrindo mão de uma vida financeira mais saudável. Sabe quem seria a única pessoa que poderia lhe dar um puxão de orelha, na tentativa de mudar isso ?

O seu eu do futuro. Somente ele viverá uma realidade diferente daquela que poderia estar vivendo por conta dessa sua atitude. Somente ele … E como ele não aparece na sua frente, dando uma bela bronca, a vida segue … 🙁