Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum

 www.ClubedoPaiRico.com.brBlog - www.ClubedoPaiRico.com.br   FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Sugestão de artigos que devem ser lidos no site do Clube:

- Como o Zé ganha na Bolsa ?
- Iniciando seus investimentos
- Por que o problema é dos mais ricos ?
- Você está preparado para a velhice ?
- O texto definitivo: Saiba como ganhar MUITO dinheiro na bolsa !
- Fez errado … ? Então pague o preço !!
- O Controle do Fluxo de Caixa e suas barreiras
- Você está no vermelho ? O que tem feito para mudar isto ?
- Formando o seu colchão de segurança



Além disso, indico duas séries especiais:

- Iniciando seus Investimentos: a série
- O que o Zé faz para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores ? (Índice)


Chegou a hora da America Latina ver as garras do imperio...

 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Notícias
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
ajsilva
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Sexta-Feira, 2 de Novembro de 2007
Mensagens: 370
Localização: Salvador, Bahia.

MensagemEnviada: Qua Jul 02, 2008 10:24 pm    Assunto: Chegou a hora da America Latina ver as garras do imperio... Responder com Citação

Não tenho dúvidas de que é uma ameaça e precisamos que alguém nos explique o porquê”, acrescentou.

Fontes ligadas ao governo norte-americano sustentam que o objetivo da reativação da armada é “pacífico” e até generoso: combater o narcotráfico e realizar ajuda humanitária, além de exercícios militares conjuntos com aliados.

Pretextos

Analistas com espírito crítico acreditam que as explicações oficiosas do império não são convincentes e traduzem pretextos parecidos com os que foram usados para justificar a guerra imperialista contra o Iraque em 2003. Para quem não se lembra, cabe recordar que à época o presidente Bush e seus prepostos juraram que o país árabe, então governado por Sadam Hussein, tinha produzido um grande arsenal de armas de produção de massas e financiava o terrorismo.

As duas mentiras foram desmascaradas pela história, mas convém rememorá-las ao investigar os reais motivos que estão por trás desta atitude imperialista, que causou desconforto no Mercosul e se revela francamente hostil aos povos e nações latino-americanas.

A 4ª Frota foi criada em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, para combater submarinos da Alemanha nazista. Em 1950 já tinha perdido o sentido e foi desativada. É considerado um instrumental de guerra tão poderoso quanto a 5ª Frota estacionada no explosivo Golfo Pérsico.

Amazônia

O presidente venezuelano citou reportagem feita pelo jornal argentino “Clarín” com especialistas em segurança internacional cuja conclusão é de que a iniciativa do governo Bush é, na realidade, um recado belicista e intimidante aos governos progressistas que foram eleitos em países como Brasil, Venezuela, Argentina, Bolívia, Equador, Uruguai e Paraguai, entre outros. Recentemente ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, também externou opinião semelhante.

Chávez alertou para o fato de que “a frota do império” pode cercar a América do Sul pelo mar e navios de guerra também poderiam entrar na região pelos rios Amazonas, da Prata (indo até o Paraná) e Orinoco, as principais vias fluviais da região. A Amazônia muito provavelmente é um dos alvos eleitos pelos EUA.

Não será preciso muito esforço intelectual para entender que a reativação da frota está interligada ao debate sobre a “internacionalização” da Amazônia, que nega a soberania do Brasil e outros países latino-americanos sobre a vasta floresta, rica em biodiversidade e minérios.

Petróleo

É ingenuidade imaginar, como fazem os analistas identificados com os interesses do imperialismo, que o propósito dos Estados Unidos é pacífico e generoso. Conforme destacou o presidente Hugo Cháves, a América Latina é rica em petróleo, gás e outros recursos minerais, que são fundamentais em tempos de crise energética e alimentar como o atual.

A iniciativa dos Estados Unidos também tem a ver com a ofensiva imperialista contra os governos progressistas da América do Sul, na qual se destaca a tentativa de partir a Bolívia de Evo Morales em pedaços, a invasão do território equatoriano pela Colômbia em março deste ano, a desestabilização do governo Cristina Kirchner na Argentina e reiteradas iniciativas golpistas na Venezuela.

As forças e organizações progressistas e os patriotas que defendem a soberania nacional dos países latino-americanos devem se conscientizar da gravidade deste acontecimento e tomar iniciativas para denunciar os propósitos do imperialismo e defender o direito à autodeterminação das nações e os interesses dos povos que habitam a região. Vivemos um cenário político novo, de mudanças e transições, mas não devemos perder de vista a possibilidade de retrocesso.
_________________
Se você acredita em tudo que lê, simplesmente não leia.
Mao Tse
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
FabioA3
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Domingo, 29 de Julho de 2007
Mensagens: 1543
Localização: Rio de Janeiro - RJ

MensagemEnviada: Qui Jul 03, 2008 2:29 pm    Assunto: Responder com Citação

Não vi nenhuma noticia relacionada ao fato.

Vai realmente rolar a reativação da armada norte-americana?
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
foca



Registrado em: Terça-Feira, 17 de Junho de 2008
Mensagens: 16

MensagemEnviada: Qui Jul 03, 2008 3:45 pm    Assunto: Responder com Citação

Besteira os EUA conseguiriam acabar com toda a AL, com apenas um grupo de batalha de um porta aviões classe Nimitz.
Uma frota seria o suficiente para destruir todos os países do hemisferio.
A diferença militar dos EUA para a AL é digamos assim, eles tem bombardeiros invisiveis e nós não temos nada que vôe.
E os EUA não tem interesse na Amazonia que o capitalismo não consiga comprar.
Não precisa custear uma guerra para conseguir o que ele quer.
Muita gente diz que o Brasil é rico em água e que isso vai causar guerras no futuro, mas se esquecem que mesmo o Brasil sendo rico em água grande parte do país não tem saneamento básico e existe secas terriveis.
O que sai mais caro para os EUA, dessalinizar a água, processo feito por empresas americanas que aumentariam o consumo, remuneraria empresa e acionistas americanos e fariam a economia deles girar ou entrar em uma guerra, depois mandar navios enormes para a Floresta Amazonica, carregar eles com água, depois fazer o caminho de volta para os EUA em um processo sem fim?

Muitas pessoas dizem que os EUA foram para o Iraque atrás de Petróleo, só que deveriam olhar que desde que foram para lá a extração de petróleo no Iraque diminuiu e as empresas americanas que investiram lá por enquanto só perderam dinheiro.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
ochacau
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Domingo, 2 de Julho de 2006
Mensagens: 259

MensagemEnviada: Qui Jul 03, 2008 5:51 pm    Assunto: Responder com Citação

foca escreveu:
Besteira os EUA conseguiriam acabar com toda a AL, com apenas um grupo de batalha de um porta aviões classe Nimitz.
Uma frota seria o suficiente para destruir todos os países do hemisferio.
A diferença militar dos EUA para a AL é digamos assim, eles tem bombardeiros invisiveis e nós não temos nada que vôe.
E os EUA não tem interesse na Amazonia que o capitalismo não consiga comprar.
Não precisa custear uma guerra para conseguir o que ele quer.
Muita gente diz que o Brasil é rico em água e que isso vai causar guerras no futuro, mas se esquecem que mesmo o Brasil sendo rico em água grande parte do país não tem saneamento básico e existe secas terriveis.
O que sai mais caro para os EUA, dessalinizar a água, processo feito por empresas americanas que aumentariam o consumo, remuneraria empresa e acionistas americanos e fariam a economia deles girar ou entrar em uma guerra, depois mandar navios enormes para a Floresta Amazonica, carregar eles com água, depois fazer o caminho de volta para os EUA em um processo sem fim?

Muitas pessoas dizem que os EUA foram para o Iraque atrás de Petróleo, só que deveriam olhar que desde que foram para lá a extração de petróleo no Iraque diminuiu e as empresas americanas que investiram lá por enquanto só perderam dinheiro.


Concordo com seu ponto de vista sobre a água...

E mesmo que os EUA resolvessem vir buscar água no rio amanzonas de navio, coisa que eu acredito muito pouco provavel e mesmo que fosse sairia mais caro, mesmo que isso ocorresse uma boa relação diplomatica resolveria tudo, com o volume de água no rio amazonas não, seria necessário uma fração insignificante de agua para encher quantos navios fossem necessários para levar agua aos EUA.
_________________
Muito Livros e Apostilas sobre a Bolsa de Valores, Mercado Financeiro e Administração de Empresas
Visite a minha Biblioteca Virtual: http://ochacau.4shared.com/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
ajsilva
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Sexta-Feira, 2 de Novembro de 2007
Mensagens: 370
Localização: Salvador, Bahia.

MensagemEnviada: Qui Jul 03, 2008 8:25 pm    Assunto: Responder com Citação

Este poderia ser um pequeno interesse, quem sabe...

03/07/08 09:12

Terceira reserva do mundo

Lula soltou a informação em um encontro recente, mas passou despercebido. A Petrobrás está esperando apenas os últimos estudos para confirmar: o poço gigante do pré-sal sobe a costa brasileira e vai até o nordeste. As reservas estimadas são maiores do que as da Arábia Saudita. Colocarão o Brasil na terceira posição das maiores reservas do mundo.

A produção começará em cinco anos, mas o auge da exploração será em 25 anos.
Lula soltou essa informação – do Brasil se tornar o terceiro produtor do mundo – em um evendo cheio. Mas passou em branco. Provavelmente se achou que era mera figura de retórica.

http://www.projetobr.com.br/web/blog/5



Sobre a quarta frota...

http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=39798
_________________
Se você acredita em tudo que lê, simplesmente não leia.
Mao Tse
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
Rich Fabio
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Sábado, 1 de Abril de 2006
Mensagens: 854

MensagemEnviada: Qui Jul 03, 2008 9:20 pm    Assunto: Responder com Citação

só sei que se tiver guerra eu não vou.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
ochacau
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Domingo, 2 de Julho de 2006
Mensagens: 259

MensagemEnviada: Sex Jul 04, 2008 1:50 am    Assunto: Responder com Citação

ajsilva escreveu:



Sobre a quarta frota...

http://www.vermelho.org.br/base.asp?texto=39798


Ja me passou m**** na cabeça faz dias.

No dia que eu li isso: http://www.clubedopairico.com.br/forum/viewtopic.php?p=42444#42444

Ai tem coisa! Shocked
_________________
Muito Livros e Apostilas sobre a Bolsa de Valores, Mercado Financeiro e Administração de Empresas
Visite a minha Biblioteca Virtual: http://ochacau.4shared.com/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Diogof
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Quarta-Feira, 21 de Dezembro de 2005
Mensagens: 779
Localização: Rio de Janeiro

MensagemEnviada: Sex Jul 04, 2008 9:49 am    Assunto: Responder com Citação

foca escreveu:
Besteira os EUA conseguiriam acabar com toda a AL, com apenas um grupo de batalha de um porta aviões classe Nimitz.
Uma frota seria o suficiente para destruir todos os países do hemisferio.
A diferença militar dos EUA para a AL é digamos assim, eles tem bombardeiros invisiveis e nós não temos nada que vôe.
E os EUA não tem interesse na Amazonia que o capitalismo não consiga comprar.
Não precisa custear uma guerra para conseguir o que ele quer.
Muita gente diz que o Brasil é rico em água e que isso vai causar guerras no futuro, mas se esquecem que mesmo o Brasil sendo rico em água grande parte do país não tem saneamento básico e existe secas terriveis.
O que sai mais caro para os EUA, dessalinizar a água, processo feito por empresas americanas que aumentariam o consumo, remuneraria empresa e acionistas americanos e fariam a economia deles girar ou entrar em uma guerra, depois mandar navios enormes para a Floresta Amazonica, carregar eles com água, depois fazer o caminho de volta para os EUA em um processo sem fim?

Muitas pessoas dizem que os EUA foram para o Iraque atrás de Petróleo, só que deveriam olhar que desde que foram para lá a extração de petróleo no Iraque diminuiu e as empresas americanas que investiram lá por enquanto só perderam dinheiro.


É ruim hein.
Iraque que é um paízinho de merda por assim dizer, eles tão tomando um sofoco sem igual, imagina contra o Brasil.

EUA têm mais é propaganda sobre suas forças armadas.
Quero ver brigar aqui na mata atlântica e amazônia.

Domínio aqui eles não conseguem não! Acho que as pessoas subestimam e muito o Brasil em vários sentidos.

Só lembrando: TOMARAM SUFOCO NO AFEGANISTÃO!!!
As derrotas e mortes que acontecem com o exército norte-americano é abafado na maioria das vezes, isso é fato.
_________________
PIF - 0,06%
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Vi0linha
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Segunda-Feira, 2 de Julho de 2007
Mensagens: 966

MensagemEnviada: Sex Jul 04, 2008 10:52 am    Assunto: Re: Chegou a hora da America Latina ver as garras do imperio Responder com Citação

ajsilva escreveu:
Não tenho dúvidas de que é uma ameaça e precisamos que alguém nos explique o porquê”, acrescentou.

Fontes ligadas ao governo norte-americano sustentam que o objetivo da reativação da armada é “pacífico” e até generoso: combater o narcotráfico e realizar ajuda humanitária, além de exercícios militares conjuntos com aliados.

Pretextos

Analistas com espírito crítico acreditam que as explicações oficiosas do império não são convincentes e traduzem pretextos parecidos com os que foram usados para justificar a guerra imperialista contra o Iraque em 2003. Para quem não se lembra, cabe recordar que à época o presidente Bush e seus prepostos juraram que o país árabe, então governado por Sadam Hussein, tinha produzido um grande arsenal de armas de produção de massas e financiava o terrorismo.

As duas mentiras foram desmascaradas pela história, mas convém rememorá-las ao investigar os reais motivos que estão por trás desta atitude imperialista, que causou desconforto no Mercosul e se revela francamente hostil aos povos e nações latino-americanas.

A 4ª Frota foi criada em 1943, durante a Segunda Guerra Mundial, para combater submarinos da Alemanha nazista. Em 1950 já tinha perdido o sentido e foi desativada. É considerado um instrumental de guerra tão poderoso quanto a 5ª Frota estacionada no explosivo Golfo Pérsico.

Amazônia

O presidente venezuelano citou reportagem feita pelo jornal argentino “Clarín” com especialistas em segurança internacional cuja conclusão é de que a iniciativa do governo Bush é, na realidade, um recado belicista e intimidante aos governos progressistas que foram eleitos em países como Brasil, Venezuela, Argentina, Bolívia, Equador, Uruguai e Paraguai, entre outros. Recentemente ex-presidente de Cuba, Fidel Castro, também externou opinião semelhante.

Chávez alertou para o fato de que “a frota do império” pode cercar a América do Sul pelo mar e navios de guerra também poderiam entrar na região pelos rios Amazonas, da Prata (indo até o Paraná) e Orinoco, as principais vias fluviais da região. A Amazônia muito provavelmente é um dos alvos eleitos pelos EUA.

Não será preciso muito esforço intelectual para entender que a reativação da frota está interligada ao debate sobre a “internacionalização” da Amazônia, que nega a soberania do Brasil e outros países latino-americanos sobre a vasta floresta, rica em biodiversidade e minérios.

Petróleo

É ingenuidade imaginar, como fazem os analistas identificados com os interesses do imperialismo, que o propósito dos Estados Unidos é pacífico e generoso. Conforme destacou o presidente Hugo Cháves, a América Latina é rica em petróleo, gás e outros recursos minerais, que são fundamentais em tempos de crise energética e alimentar como o atual.

A iniciativa dos Estados Unidos também tem a ver com a ofensiva imperialista contra os governos progressistas da América do Sul, na qual se destaca a tentativa de partir a Bolívia de Evo Morales em pedaços, a invasão do território equatoriano pela Colômbia em março deste ano, a desestabilização do governo Cristina Kirchner na Argentina e reiteradas iniciativas golpistas na Venezuela.

As forças e organizações progressistas e os patriotas que defendem a soberania nacional dos países latino-americanos devem se conscientizar da gravidade deste acontecimento e tomar iniciativas para denunciar os propósitos do imperialismo e defender o direito à autodeterminação das nações e os interesses dos povos que habitam a região. Vivemos um cenário político novo, de mudanças e transições, mas não devemos perder de vista a possibilidade de retrocesso.


Eu acho que sequer se é possível discutir um textos destes pelo que marquei em cima.

Hugo Chavéz, o chapolim colorado da Venezuela, adora este discurso anti-americanista, avisando a todos da ameaça do Império.

Só um adendo: quem escreveu o texto esqueceu de mencionar que Chavez persegue seus opositores, que seus asseclas estão todos milionários, que ele não concedeu a renovação da concessão da única TV que lhe fazia oposição [ato este que gerou prostestos até no Brasil] e que ele tentou até mandar no nosso Congresso.

Ah.. manda o Chavez ficar naquele lugar em que ele passou os últimos meses. O mundo estava muito bem sem ouvir dele....
_________________
"Desejo que você tenha dinheiro, porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele na sua frente e diga "Isso é meu", só para que fique bem claro quem é o dono de quem." Desejo, Victor Hugo.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
ajsilva
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Sexta-Feira, 2 de Novembro de 2007
Mensagens: 370
Localização: Salvador, Bahia.

MensagemEnviada: Qua Jul 09, 2008 8:22 am    Assunto: Responder com Citação

08/07/2008 - 20h31
Apesar de ameaças russas, EUA seguem plano de escudo antimíssil
Publicidade
colaboração para a Folha Online

Os EUA assinaram um acordo com Praga nesta terça-feira para construir parte de sua estrutura de defesa antimísseis na República Tcheca, gerando uma resposta imediata da Rússia, que afirmou reagir militarmente se o escudo for construído.

Os ministros de Relações Exteriores dos EUA e da República Tcheca determinaram a construção de um radar a sudoeste de Praga como parte de um sistema de proteção contra um suposto ataque aéreo de países do "Eixo do Mal", como o Irã.

A Chancelaria russa disse que a assinatura do acordo "não aumenta a segurança da República Tcheca, nem da Europa em geral".

"Se em frente a nossas fronteiras começar o desdobramento real do sistema estratégico de defesa antimísseis dos Estados Unidos, seremos obrigados a reagir com métodos militares e técnicos, e não diplomáticos", afirmou o Ministério de Relações Exteriores russo em comunicado.

Aproximação

De acordo com a Rússia, "não resta dúvida" de que a aproximação de componentes do arsenal estratégico americano ao território do país "pode ser empregado para enfraquecer o potencial russo de dissuasão".

"Está claro que, nesta situação, a parte russa tomará medidas adequadas para compensar as ameaças potenciais à sua segurança nacional. Mas não somos nós que escolhemos isso", aponta o comunicado divulgado no site do ministério.

A nota especifica que a Rússia será obrigada a tomar medidas de resposta se os acordos entre Washington e Praga forem ratificados, apesar da forte oposição ao escudo antimísseis do Pentágono existente entre a sociedade --conforme constatam as pesquisas-- e o Parlamento tcheco.

Além disso, reafirma a rejeição de Moscou ao sistema antimísseis americano, ao afirmar que "é capaz de dinamitar a estabilidade e a segurança não só em escala européia, mas global".

Pentágono

O Pentágono afirma que o sistema de defesa que Washington quer basear na República Tcheca e na Polônia é designado a combater ameaças do Oriente Médio, e não da Rússia.

"Nós fizemos algumas ofertas para os russos em termos de como nós poderíamos colaborar e como queremos ter o máximo de transparência possível a respeito do sistema de defesa antimísseis", afirmou à agência Reuters o porta-voz do Pentágono Bryan Whitman.

Washington também planeja colocar dez interceptores de foguetes na Polônia, embora os diálogos tenham parado após as exigências polonesas de ajuda para modernizar suas Forças Armadas, que custariam bilhões de dólares aos cofres norte-americanos.

Com Reuters e Efe
_________________
Se você acredita em tudo que lê, simplesmente não leia.
Mao Tse
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
ajsilva
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Sexta-Feira, 2 de Novembro de 2007
Mensagens: 370
Localização: Salvador, Bahia.

MensagemEnviada: Qua Jul 09, 2008 8:23 am    Assunto: Responder com Citação

09/07/2008 - 02h13
Irã testa míssil de longo alcance que poderia atingir Israel
Publicidade
da Folha Online

O Irã anunciou nesta quarta-feira que testou com sucesso nove mísseis de médio e longo alcance, incluindo um projétil que tem capacidade para atingir o território de Israel e bases militares americanas no país. A informação foi divulgada hoje pela imprensa estatal.

Fars News/Reuters

Míssil com alcance de 2.000 km poderia atingir Israel e bases dos EUA no país
Os Guardiães da Revolução, tropa de elite do regime islâmico do Irã, detalhou à TV estatal Al-Alam que o míssil testado foi um "Shahab 3, de carga convencional de uma tonelada e alcance de 2.000 km".

O teste, que envolveu disparos de outros mísseis, ocorre em um momento de crescente tensão em torno do programa nuclear iraniano. A troca de farpas ocorreu depois de especulações de que Israel poderia realizar uma ofensiva contra o regime de Teerã.

Especialistas citam que os dois países enfrentam uma escalada de ameaças e, segundo especialista ouvido pela Folha Online, é cada vez mais provável um ataque por parte de Israel.

Para Ilan Berman, vice-presidente do American Foreign Policy Council e autor do livro "Tehran Rising: Iran's Challenge to the United States" ("A Ascensão de Teerã: O desafio do Irã para os EUA"), "não é uma questão de pesar os benefícios de agir nesse momento, que é realmente ruim. A questão é se (o Irã com tecnologia nuclear) é grave o suficiente para demandar ação".

Estados Unidos e Israel, seu principal aliado na região, nunca descartaram a possibilidade de atacar o Irã devido ao seu programa nuclear, que segundo os ocidentais poderá ser destinado a fabricar armas nucleares.

Arte Folha Online/Arte Folha Online

A agência iraniana Fars divulgou nesta terça-feira a declaração de um assessor do líder supremo iraniano, o aiatolá Ali Khamenei, citando que o Irã atacará Israel e a frota militar norte-americana no Golfo em resposta a qualquer agressão dos EUA.

"O primeiro disparo norte-americano contra o Irã provocará um incêndio nos interesses vitais dos Estados Unidos no mundo", afirmou o hoyatoleslam Ali Shirazi, representante de Khamenei nas forças navais da Guarda Revolucionária.

"Tel Aviv e a frota norte-americana no Golfo Pérsico serão os alvos incendiados na arrasadora resposta do Irã", de acordo com a agência Fars.
_________________
Se você acredita em tudo que lê, simplesmente não leia.
Mao Tse
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
ajsilva
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Sexta-Feira, 2 de Novembro de 2007
Mensagens: 370
Localização: Salvador, Bahia.

MensagemEnviada: Seg Set 22, 2008 12:16 pm    Assunto: Responder com Citação

Frota russa parte para manobras com a Venezuela

Agencia Estado 22/09/2008 às 09:29
|
O cruzador nuclear "Pedro, o Grande" encabeça a frota russa que zarpou hoje até a Venezuela para a realização de manobras navais, informou um porta-voz da armada em Moscou. O envio é a maior mostra do poderia militar russo na região do continente americano desde o fim da Guerra Fria. O Kremlin intensificou recentemente seus contatos com Venezuela, Cuba e outros países latino-americanos, ao mesmo tempo em que aumentam as tensões entre o país e os Estados Unidos. Washington criticou em vários momentos o comportamento russo durante a guerra com a Geórgia, no mês passado.

O porta-voz da armada russa, Igor Dygalo, disse que o cruzador e outros três navios partiram de Severomorsk, base da Frota do Mar do Norte da Rússia. A frota percorrerá 27.800 quilômetros para efetuar manobras conjuntas com a armada venezuelana, indicou Dygalo. A viagem ocorre depois que dois bombardeiros estratégicos da Rússia visitaram a Venezuela.

A movimentação parece uma resposta ao envio de barcos de guerra norte-americanos com ajuda à Geórgia, o que irritou o governo russo. Autoridades de Moscou criticaram com dureza a atitude norte-americana no caso. O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou em entrevista que busca "uma amizade firme" com a Rússia. Chávez disse que sua intenção é reduzir a influência norte-americana e manter a paz na região.
_________________
Se você acredita em tudo que lê, simplesmente não leia.
Mao Tse
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
andremaranello



Registrado em: Segunda-Feira, 13 de Julho de 2009
Mensagens: 46
Localização: João Pessoa

MensagemEnviada: Seg Jul 13, 2009 10:24 pm    Assunto: Responder com Citação

poxa...tbm nao tenho conheçimento de nada relacionado
_________________
André Maranello
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário MSN Messenger
asaprichard
Nível 1

Nível 1<br>




Registrado em: Segunda-Feira, 29 de Junho de 2009
Mensagens: 94

MensagemEnviada: Sáb Ago 22, 2009 2:34 pm    Assunto: Responder com Citação

ajsilva escreveu:
Frota russa parte para manobras com a Venezuela

Agencia Estado 22/09/2008 às 09:29
|
O cruzador nuclear "Pedro, o Grande" encabeça a frota russa que zarpou hoje até a Venezuela para a realização de manobras navais, informou um porta-voz da armada em Moscou. O envio é a maior mostra do poderia militar russo na região do continente americano desde o fim da Guerra Fria. O Kremlin intensificou recentemente seus contatos com Venezuela, Cuba e outros países latino-americanos, ao mesmo tempo em que aumentam as tensões entre o país e os Estados Unidos. Washington criticou em vários momentos o comportamento russo durante a guerra com a Geórgia, no mês passado.

O porta-voz da armada russa, Igor Dygalo, disse que o cruzador e outros três navios partiram de Severomorsk, base da Frota do Mar do Norte da Rússia. A frota percorrerá 27.800 quilômetros para efetuar manobras conjuntas com a armada venezuelana, indicou Dygalo. A viagem ocorre depois que dois bombardeiros estratégicos da Rússia visitaram a Venezuela.

A movimentação parece uma resposta ao envio de barcos de guerra norte-americanos com ajuda à Geórgia, o que irritou o governo russo. Autoridades de Moscou criticaram com dureza a atitude norte-americana no caso. O presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou em entrevista que busca "uma amizade firme" com a Rússia. Chávez disse que sua intenção é reduzir a influência norte-americana e manter a paz na região.


Qual a fonte disso? Interessante hein...

Hiperinflação americana, Brasil sendo considerado super-estável pela europa e a Russia tentando se aliar a países latino-americanos?
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular MSN Messenger
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Notícias Todos os horários são GMT - 2 Hours
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.








Junte-se a nós e cresça financeiramente. Eduque-se Financeiramente !!


Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB
Header design *Ícaro Pablo*