Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum

 www.ClubedoPaiRico.com.brBlog - www.ClubedoPaiRico.com.br   FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Sugestão de artigos que devem ser lidos no site do Clube:

- Como o Zé ganha na Bolsa ?
- Iniciando seus investimentos
- Por que o problema é dos mais ricos ?
- Você está preparado para a velhice ?
- O texto definitivo: Saiba como ganhar MUITO dinheiro na bolsa !
- Fez errado … ? Então pague o preço !!
- O Controle do Fluxo de Caixa e suas barreiras
- Você está no vermelho ? O que tem feito para mudar isto ?
- Formando o seu colchão de segurança



Além disso, indico duas séries especiais:

- Iniciando seus Investimentos: a série
- O que o Zé faz para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores ? (Índice)


Comentário Mauro Halfeld na CBN

 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Educação Financeira / Economia Doméstica
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
silvia.soares




Registrado em: Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011
Mensagens: 3

MensagemEnviada: Seg Fev 14, 2011 8:34 pm    Assunto: Comentário Mauro Halfeld na CBN Responder com Citação

Ouvi um comentário de Mauro Halfeld na CBN sobre uma realidade que eu sempre soube. Uma ouvinte dizia “Ouço você quase diariamente respondendo a ouvintes que ganham bem, eu quero guardar dinheiro, mas ganho pouco, ganho R$ 800 reais...” E ai?

Mauro deu excelentes conselhos ressaltando que economizar independe de sua renda, e que poupar é a única forma honesta de mudar de vida. Ele parabenizou-a pela iniciativa e a aconselhou a descobrir para onde o dinheiro estava saindo, anotar despesas fixas e variáveis, fazer cortes, aumentar a renda da família trabalhando um pouco mais no final de semana, fazer uma reserva de emergência na poupança de 3 meses, etc...

O comentário reforçou uma teoria que tenho há muito tempo: é bem mais fácil dar conselhos financeiros a quem tem grandes somatórias em dinheiro e como é difícil orientar a quem ganha pouco.
Se uma pessoa ganha R$ 10 mil por mês e consegue poupar 30% de sua renda mensalmente, com um investimento simples a 0,60% a.m., ao final de um ano terá um pouco mais de R$ 37 mil. Com esse dinheiro ela poderá viajar para o exterior, ou comprar um carro popular, ou dar uma boa entrada em uma casa, ou comprar um lote de ações. Há várias opções de investimentos, enfim uma série de possibilidades.

Se uma pessoa que ganha R$ 800 reais por mês fizer o mesmo investimento pelo mesmo período de tempo, terá pouco menos do que R$ 3 mil reais. Com esse dinheiro ela poderá fazer muitas coisas, mas não grandes coisas. É difícil negociar taxas administrativas com instituições financeiras quando não se tem bons aportes mensais. O mercado financeiro não é gentil com quem não tem grandes somatórias em dinheiro.

É bem mais difícil economizar quando se ganha pouco, pois como Maslow já alertava, “as necessidades fisiológicas precisam ser saciadas para que se precisem saciar as próximas”. E para quem ganha pouco, o custo da sobrevivência é alto. Luz, água, comida, vestuário, essas despesas parecem não findar.

Se você tem dinheiro, sempre haverá várias oportunidades. Se você não tem dinheiro, terá que criar possibilidades.

Eu peço licença ao Mauro para acrescentar um conselho ao ouvinte citado. “Se você tem dinheiro, invista no dinheiro, se você não tem dinheiro invista em você.” É isso mesmo, se você pode dispor de quantias generosas haverá várias opções de investimento à sua disposição, é só estudar qual será mais adequada ao seu objetivo, por isso, invista no dinheiro. Agora, se você não pode dispor de grandes quantias, invista em você, invista para ganhar o dinheiro.

Não digo isso como palavras soltas ao vento, e sim como experiência própria e única. Demorei muito a me formar pois não tinha condições de pagar uma faculdade. Ganhava muito pouco e meus pais não tinham condições de ajudar-me. Sempre quis prosperar, mas como quase nada sobrava, (e repito, instituições financeiras não são gentis com quem não tem dinheiro), resolvi investir em mim. Fiz vários cursos. Alguns bons, outros nem tanto assim. Alguns eram o que eu queria fazer, outros o que dava para fazer. Entre cursos gratuitos e pagos, encontrei o meu caminho.

Entre altos e baixos, aprendi muitas coisas, conheci pessoas, ouvi exemplos, ponderei opiniões. Investi, cresci, amadureci. Algumas boas oportunidades surgiram, outras nem tanto, mas eu era sempre a pessoa querendo aprender mais. De onde eu vim, à onde estou hoje, foi um grande salto. Claro, ainda tenho um longo caminho a seguir, há muita gente à minha frente, mas há muito mais atrás de mim.

Por isso, se você ganha pouco, se especialize, faça cursos, seja o melhor naquilo que faz, mesmo que não seja o que você gostaria de fazer. Conceitos simples de como economizar te auxiliará. O salto profissional de R$ 800 para R$ 1.200,00 reais é bem mais fácil do que o salto de R$ 10.000 mil para R$ 15.000 mil reais, acredite.
“O sol nasce para todos. Mas a sombra é para poucos” Procure o seu lugar à sombra.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email Visitar a homepage do Usuário
gabriel_antunes
Nível 2

Nível 2<br>




Registrado em: Quinta-Feira, 9 de Dezembro de 2010
Mensagens: 240
Localização: em algum lugar do Rio Grande do Sul

MensagemEnviada: Seg Fev 14, 2011 10:18 pm    Assunto: Responder com Citação

Bons conselhos Silvia.

parabéns pela trajetória! Smile
_________________
Gabriel Antunes
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Zé da Silva
Proprietário do Site

Proprietário do Site<br>





Registrado em: Quinta-Feira, 17 de Novembro de 2005
Mensagens: 9215
Localização: Florianópolis - SC

MensagemEnviada: Ter Fev 15, 2011 9:30 am    Assunto: Responder com Citação

Show !

Estou pensando em criar uma série de posts (e quem sabe até "algo mais") destinado à parte da população que ganha pouco e tem problemas para economizar e iniciar seus investimentos.

Mas essa é literalmente a parte mais difícil da Educação Financeira ...
_________________
www.ClubedoPaiRico.com.br
Educação Financeira
---
Pai Rico Pai Pobre, o livro que me motivou a criar o Clube !
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email Visitar a homepage do Usuário MSN Messenger
sbcverto
Nível 2

Nível 2<br>



Registrado em: Sexta-Feira, 21 de Janeiro de 2011
Mensagens: 195

MensagemEnviada: Ter Fev 15, 2011 10:54 am    Assunto: Responder com Citação

Pois gostaria de criar um contraponto, sem necessariamente criticar ninguem (nem a mim).

O exemplo da Silvia é otimo, concordo em tudo, tem de estudar pra crescer. Mas nem tudo sao flores, nem todos tem as mesmas oportunidades.

Vou dar meu exemplo:

- Ao contrario da maioria, nasci numa familia que poderia me dar as oportunidades que quisesse. Estudei em bons colegios, fiz uma otima faculdade particular, fiz 2 pos-graduacoes, cursos extensivos, ingles etc. Pra resumir, SEMPRE estudei e sempre correspondi aos investimentos educacionais que meus pais me deram.

Porem, isso nao se refletiu da maneira como eu esperava na minha vida profissional. Qdo sai da faculdade, o mercado que me formei estava em baixa, sai desempregado. Fui fazer trabalho social na area (trabalhei de graça) pra pegar experiencia e ainda ajudar os outros. As oportunidades que surgiram, nao refletiam financeiramente o desejo que eu tinha, mas sempre procurei encarar tudo como um aprendizado pra um futuro melhor.

Consegui trabalhar tanto na minha area de graduacao qto na de pos graduacao (atualmente, estou na area de pos), sempre trabalhando de dia e estudando a noite. Em 2009, qdo completei minha segunda especializacao, eu nao estava feliz. Nao era nem com relacao ao que eu fazia, mas sim, com a minha remuneracao. Nao me sentia valorizado, ia pras entrevistas em grandes empresas e sentia que sempre as indicações mandavam (e ainda mandam), ou entao, aquele que mentia melhor ou contava mais vantagens, levava.

Pode parecer arrogancia, algo que nem de longe sou, mas percebia que, eqto muitos colegas se estagnavam e acomodavam, eu ainda ia estudar, sem na pratica, me trazer grandes frutos. Nisso, a autoconfianca caiu.

Em 2010, resolvi que seria um ano pra focar na carreira. Nao iria estudar, nao iria pra faculdade nenhuma nem faria cursos especificos. Estava num emprego publico, e qdo deu, voltei pro mercado privado, pq queria e ainda quero mais.

Apesar de estar melhor financeiramente, estou bem longe de onde planejei estar qdo investi em mim mesmo. Nao culpo os outros, nao culpo o mercado, vai ver a culpa eh minha mesmo por nao saber me vender, mas hj minha autoconfianca anda em alta, principalmente por estar estudando, por conta propria (e enfatizo isso, pq eh uma licao pra mim mesmo), educacao financeira.

Sinto que sou capaz de mais, talvez tenha tido medo em excesso, mas enfim. Apenas quis dar o relato que investimento em si mesmo nao necessariamente te garante o retorno esperado. Assim como a inflacao corroi o dinheiro parado, o mercado competitivo corroi quem nao se aprimora.

Fim de ano, encontro alguns ex-colegas de faculdade, muitos sem nenhum curso extra, estão a grande maioria muito bem, melhor do que eu inclusive.

Ou seja, assim como o mercado eh o caos e nao existe padrao, acho que, nesse ambito, tb nao deve existir.
_________________
Monte sua rede sem fio em casa
www.redesemfiocaseira.com.br
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Tanta



Registrado em: Sábado, 11 de Setembro de 2010
Mensagens: 5

MensagemEnviada: Qua Fev 16, 2011 5:43 pm    Assunto: Responder com Citação

Concordo, o ideal é procurar formas de aumentar sua renda não de poupar, se a pessoa não ganha nem 10 salários minimos vai ter que poupar a vida inteira pra conseguir a I.F. Não vejo diferença entre uma pessoa que segue a cartilha que a maioria aqui pensa, trabalhar e poupar por uns 25 anos de um funcionario publico que muitos criticam.

Existem milhares de formas de aumentar a renda sem colocar capital, não vejo porque a pessoa se conformar em ganhar 5 salários minimos e poupar, poupar e poupar Shocked
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
silvia.soares




Registrado em: Quinta-Feira, 10 de Fevereiro de 2011
Mensagens: 3

MensagemEnviada: Qua Fev 16, 2011 8:46 pm    Assunto: Responder com Citação

Ótimos depoimentos dos nossos colegas de fórum. Como já foi citado no depoimento do BrumCorp, o primeiro benefício é não se desesperar no final do mês com as contas maiores do que a renda.E se especializar não significa necessariamente pagar cursos caros, há ótimos cursos gratuitos e on-line em universidades renomadas.
Nosso colega sbcverto nos deu um ótimo depoimento e com certeza o mercado é cruel com todos, especialmente quando os objetivos são financeiros são maiores. Quanto mais degraus subimos na pirâmide profissional, mais difícil será. Como eu havia dito o salto de R$ 800,00 para R$ 1.600,00 é bem mais fácil do que o salto de R$ 10.000,00 para R$ 15.000,00. Concordo que o investimento em si mesmo pode não gerar o investimento esperado, mas o que dizer para uma empregada doméstica que quer aumentar a sua renda?
Se você trabalhar em um supermercado como empacotador e ganhar R$ 510,00 reais e quiser ser promovido para Operador de Caixa, você se encontrará na base da pirâmide, então, primeiramente terá que fazer um curso para tal, as chances serão grandes com esforço e dedicação pois há uma grande rotatividade neste cargo, os estabelecimento preferem aproveitar funcionários que já conhecem, e existe a necessidade de um bom número de Operadores de Caixa.
Após a promoção, depois de certo tempo, o Operador almejará o cargo de Supervisor de Caixa, alguns cursos, esforço, dedicação, não serão suficiente, pois agora ele subiu alguns degraus na pirâmide profissional. Ele não precisará ser bom, precisará ser o melhor. Pois se o supermercado necessitava de 50 Operadores de Caixa, agora necessita de dois ou no máximo três supervisores divididos em turnos. Contudo, supondo que nosso empacotador consiga o cargo, seu próximo passo será ser Gerente Geral. E ai que veremos a crueldade que nosso colega de fórum mencionou, pois além dos estudos e esforços, talvez o estabelecimento prefira alguém que já conheça ou com mais experiência. Sem contar que o Gerente atual precisará sair para nosso amigo Operador de Caixa entrar, porque agora falamos de três Supervisores de Caixa para somente um Gerente.
Muitos amigos meus não estudaram ou não se esforçaram como eu e confesso que estão em situação financeira bem superior a minha. Contudo, se eu fizer uma pesquisa por amostragem de todas as pessoas que conheço desde a infância até atualmente, o número de bem-sucedidos sem esforços são inferiores aos bem-sucedidos que estudaram e se especializaram, eu até os chamaria de exceção e não de regra. Conheço ótimos profissionais que não são graduados, mas fizeram cursos focados em suas áreas e são especialistas no que fazem. Entre desistir e insistir prefiro sempre a opção de investir em mim, pois um dia podem me tirar o emprego, a vaga, ou até os bens adquiridos, mas o conhecimento é exclusivamente e unicamente meu.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email Visitar a homepage do Usuário
oluap



Registrado em: Segunda-Feira, 15 de Mai de 2006
Mensagens: 23

MensagemEnviada: Qua Jul 06, 2011 10:21 am    Assunto: Responder com Citação

A base para mudança é exatamente a educação. Se uma pessoa quer mudar de vida precisa investir em educação, se um País pretende melhorar precisa investir em educação.
Sempre trabalhei em grandes empresas e hoje ganho mais que 10 mil e menos que 15 mil. Gosto tanto de estudar que isso para mim é mais um hobby do que uma obrigação. No entanto no mundo corporativo todo mundo estuda, nas grandes empresas para ser um coordenador, um gerente e até mesmo quem almeja ser um diretor é preciso no mínimo ter curso superior, uma pós e inglês fluente.
Se grande parte das pessoas que trabalham em grande empresas tem isso, onde está o diferencial? Está exatamente na sua capacidade de idéias, na sua capacidade de comunicação, na sua capacidade de liderança, na sua capacidade de influenciar pessoas. Ora, muitas pessoas pensam realmente que fazendo uma boa faculdade e investindo em educação vão ter o retorno esperado. Lógico que o caminho para quem quer seguir uma carreira corporativa é esse, mas isso não significa que você conseguirá ter os ganhos que almeja. O importante além de ter uma boa formação acadêmica é saber “vender seu peixe”, fazer seu marketing pessoal, saber expor suas idéias e influenciar pessoas.
Não se iludam achando que fez uma pós e as coisas começam a acontecer. Conheço pessoas que tem pós, mestrado e estão trabalhando como balconistas, nada contra os balconistas, mas com certeza essas pessoas estudaram para serem gerentes em grandes empresas. O mais importante para mim é a pessoa ter ATITUDE. Trabalho em empresa de Construção Civil e tenho contato tanto com diretores como pessoas que trabalham na obra, o diferencial do bom profissional é ATITUDE, independente do cargo . Aquela pessoa que mostra suas idéias, que tem boas idéias, quem conseguem influenciar outras pessoas. Ou seja, o cara muito tímido (já fui assim) corre o risco de ser ultrapassado, não por um espertinho, mas sim pela aquela pessoa que não tem medo de se expor.
Em suma, acredito que não existe uma regra, mas todos precisamos de um norte a seguir, e na minha humilde opinião o ideal é você investir nos estudos e ter uma atitude positiva perante a vida, não tendo receio de falar o que pensa e de colaborar com sua empresa, fazendo as coisas acontecerem.
Abs
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
bbolanho
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010
Mensagens: 289

MensagemEnviada: Qua Jul 06, 2011 3:00 pm    Assunto: Responder com Citação

oluap escreveu:
A base para mudança é exatamente a educação. Se uma pessoa quer mudar de vida precisa investir em educação, se um País pretende melhorar precisa investir em educação.
Sempre trabalhei em grandes empresas e hoje ganho mais que 10 mil e menos que 15 mil. Gosto tanto de estudar que isso para mim é mais um hobby do que uma obrigação. No entanto no mundo corporativo todo mundo estuda, nas grandes empresas para ser um coordenador, um gerente e até mesmo quem almeja ser um diretor é preciso no mínimo ter curso superior, uma pós e inglês fluente.
Se grande parte das pessoas que trabalham em grande empresas tem isso, onde está o diferencial? Está exatamente na sua capacidade de idéias, na sua capacidade de comunicação, na sua capacidade de liderança, na sua capacidade de influenciar pessoas. Ora, muitas pessoas pensam realmente que fazendo uma boa faculdade e investindo em educação vão ter o retorno esperado. Lógico que o caminho para quem quer seguir uma carreira corporativa é esse, mas isso não significa que você conseguirá ter os ganhos que almeja. O importante além de ter uma boa formação acadêmica é saber “vender seu peixe”, fazer seu marketing pessoal, saber expor suas idéias e influenciar pessoas.
Não se iludam achando que fez uma pós e as coisas começam a acontecer. Conheço pessoas que tem pós, mestrado e estão trabalhando como balconistas, nada contra os balconistas, mas com certeza essas pessoas estudaram para serem gerentes em grandes empresas. O mais importante para mim é a pessoa ter ATITUDE. Trabalho em empresa de Construção Civil e tenho contato tanto com diretores como pessoas que trabalham na obra, o diferencial do bom profissional é ATITUDE, independente do cargo . Aquela pessoa que mostra suas idéias, que tem boas idéias, quem conseguem influenciar outras pessoas. Ou seja, o cara muito tímido (já fui assim) corre o risco de ser ultrapassado, não por um espertinho, mas sim pela aquela pessoa que não tem medo de se expor.
Em suma, acredito que não existe uma regra, mas todos precisamos de um norte a seguir, e na minha humilde opinião o ideal é você investir nos estudos e ter uma atitude positiva perante a vida, não tendo receio de falar o que pensa e de colaborar com sua empresa, fazendo as coisas acontecerem.
Abs


Concordo, não adianta nada ter uma boa formação mas não saber vender seu peixe ou não ser comunicativo.

Se bem que hoje em dia tem cursos disso também.

Ter um bom networking também é importante.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
bbolanho
Nível 3

Nível 3<br>




Registrado em: Quarta-Feira, 24 de Fevereiro de 2010
Mensagens: 289

MensagemEnviada: Qua Jul 06, 2011 3:03 pm    Assunto: Responder com Citação

Um primo meu fez facul nos EUA, fala ingles e espanhol fluente e em Ago/2010 voltou para o Brasil para procurar trabalho após se formar.

Ele está com uma grande dificuldade de conseguir bons trabalhos, ele até consegue trabalhos para ganhar pouco, mas ele não quer.

A falta de experiencia está prejudicando muito ele, agora ele está participando de alguns processos de trainee mas é bem complicado 30.000 pessoas para 10 vagas.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Educação Financeira / Economia Doméstica Todos os horários são GMT - 2 Hours
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.








Junte-se a nós e cresça financeiramente. Eduque-se Financeiramente !!


Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB
Header design *Ícaro Pablo*