Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum

 www.ClubedoPaiRico.com.brBlog - www.ClubedoPaiRico.com.br   FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Sugestão de artigos que devem ser lidos no site do Clube:

- Como o Zé ganha na Bolsa ?
- Iniciando seus investimentos
- Por que o problema é dos mais ricos ?
- Você está preparado para a velhice ?
- O texto definitivo: Saiba como ganhar MUITO dinheiro na bolsa !
- Fez errado … ? Então pague o preço !!
- O Controle do Fluxo de Caixa e suas barreiras
- Você está no vermelho ? O que tem feito para mudar isto ?
- Formando o seu colchão de segurança



Além disso, indico duas séries especiais:

- Iniciando seus Investimentos: a série
- O que o Zé faz para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores ? (Índice)


Preparação do "colchão de segurança"
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11, 12, 13  Próximo
 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Investimentos em Geral
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
fdavid
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Domingo, 30 de Setembro de 2007
Mensagens: 642
Localização: Ribeirão Preto - SP

MensagemEnviada: Dom Out 28, 2007 10:09 pm    Assunto: Responder com Citação

Na verdade não estou querendo colocar a carroça na frente dos bois, concordo com a importância do cochão, só estou querendo sair de casa e ir comprando bois pelo caminho para chegar mais rápido ao destino.

Pretendo fazer um colchão suficiente para cobrir 1 mês de despesas ("pra sair de casa"), aplicar em um fundo, a cada 6 mês de capital investido tenho o suficente para forrar mais um mês do colchão (OK OK se na pior das hipóteses impatar),

Paralelo a isso o saldo positivo do mês vai direto para o colchão, diferente de forma-lo somente com o lucro excedente do fundo, como havia dito.
De longe isso não é o mais seguro, tenho conciência.


Junte a tudo isso uma previdência privada que faz parte das "despesas" mensais, só depois de ter 6 meses de colchão que parto para renda variavel*.

* já vou estar antes por conta do fundo, mas entre um fundo e negociar papeis diretamente, acho o fundo mais seguro.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
Vi0linha
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Segunda-Feira, 2 de Julho de 2007
Mensagens: 966

MensagemEnviada: Dom Out 28, 2007 10:18 pm    Assunto: Responder com Citação

knancys escreveu:
Na verdade não estou querendo colocar a carroça na frente dos bois, concordo com a importância do cochão, só estou querendo sair de casa e ir comprando bois pelo caminho para chegar mais rápido ao destino.

Pretendo fazer um colchão suficiente para cobrir 1 mês de despesas ("pra sair de casa"), aplicar em um fundo, a cada 6 mês de capital investido tenho o suficente para forrar mais um mês do colchão (OK OK se na pior das hipóteses impatar),



Um mês de colchão é pouco. Qualquer especialista fala em 6 meses de despesa no mínimo, aumetando o tempo se você tiver filhos em idade escolar ou pais idosos.

Não existe esta de na pior das hipóteses empatar, ações podem dar resultados negativos por meses seguidos, eventualmente, anos, é importante estar consciente disto, estamos em um bull market, o bear market virá, mais cedo ou mais tarde.

knancys escreveu:

Paralelo a isso o saldo positivo do mês vai direto para o colchão, diferente de forma-lo somente com o lucro excedente do fundo, como havia dito.
De longe isso não é o mais seguro, tenho conciência.
(...)
* já vou estar antes por conta do fundo, mas entre um fundo e negociar papeis diretamente, acho o fundo mais seguro.


Quando você sacar dinheiro do fundo de ações pagará IR de 15% e pagará IR de novo se eventualmente sacar da renda fixa [a não ser que seja poupança].

Se a idéia é movimentar o lucro o mais inteligente é movimentar ações que só paga IR acima de 20 mil.
_________________
"Desejo que você tenha dinheiro, porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele na sua frente e diga "Isso é meu", só para que fique bem claro quem é o dono de quem." Desejo, Victor Hugo.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
fdavid
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Domingo, 30 de Setembro de 2007
Mensagens: 642
Localização: Ribeirão Preto - SP

MensagemEnviada: Dom Out 28, 2007 10:39 pm    Assunto: Responder com Citação

O colchão de segurança seria só para percalsos no orçamento (desemprego, problemas de saúde etc) ou no caso da queda da bolsa de eu ter que colocar dinheiro adicionais ?

Pergunto por que penso nele só para cobrir problema no orçamento, por ser free lancer tenho meses de baixo faturamento, assim não teria que atacar os investimentos.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
Vi0linha
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Segunda-Feira, 2 de Julho de 2007
Mensagens: 966

MensagemEnviada: Dom Out 28, 2007 10:44 pm    Assunto: Responder com Citação

knancys escreveu:
O colchão de segurança seria só para percalsos no orçamento (desemprego, problemas de saúde etc) ou no caso da queda da bolsa de eu ter que colocar dinheiro adicionais ?

Pergunto por que penso nele só para cobrir problema no orçamento, por ser free lancer tenho meses de baixo faturamento, assim não teria que atacar os investimentos.


O colchão de segurança é para cobrir imprevistos de qualquer tipo: desemprego, problemas de saúde, batida de carro, uma viagem inesperada a trabalho.

A idéia do colchão de segurança é não recorrer aos investimentos em ações ou outras rendas variáveis.
_________________
"Desejo que você tenha dinheiro, porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele na sua frente e diga "Isso é meu", só para que fique bem claro quem é o dono de quem." Desejo, Victor Hugo.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
fdavid
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Domingo, 30 de Setembro de 2007
Mensagens: 642
Localização: Ribeirão Preto - SP

MensagemEnviada: Dom Out 28, 2007 11:34 pm    Assunto: Responder com Citação

Avaliando melhor cheguei a conclusão que ao invés de aplicar em fundo de ação vou usar esse dinheiro para compor o colchão, enquanto isso vou investindo em renda fixa.

Cochão feito, já parto para renda variável (negociação direta) assim não tenho que ficar dando dinheiro pro gorverno (Imposto de renda).
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
hotmar
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Domingo, 15 de Julho de 2007
Mensagens: 2729

MensagemEnviada: Seg Out 29, 2007 12:07 am    Assunto: Responder com Citação

knancys, vc fez a coisa certa. Sabe, eu tive uma idéia mais arrojada ainda, que seria colocar o dinheiro do colchão em ações da VALE5, posicionando uma ordem de stop loss .....ô cabecinha a minha Laughing .......... ainda bem que não concretizei esta idéia. COLCHÃO É COLCHÃO, e a pessoa deve ter uma proteção segura em um investimento igualmente seguro e livre de riscos em caso de situações emergenciais.



Você fez a coisa certa. Parabéns pela atitude. Isto prova que vc tem uma educação financeira de qualidade e formará um patrimônio com uma taxa de crescimento consistente e com fundamentos.



É isso aí!
Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!
_________________
"Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam" (Is 40:31).
www.valoresreais.com - Realize aquilo que tem valor para você. Wink
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
hotmar
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Domingo, 15 de Julho de 2007
Mensagens: 2729

MensagemEnviada: Dom Nov 11, 2007 9:39 pm    Assunto: 3 níveis de colchão Responder com Citação

Pensando melhor sobre as minhas idéias, cheguei a 3 níveis de colchão de segurança:



- 1º nível: o dinheiro da conta-corrente. Todo mês, ao cair a conta do salário, já reservo parte dele para os meus investimentos. As sobras ficam para os gastos do mês, feita com base numa estimativa da média mensal das despesas dos últimos 12 meses. Assim, deixo sempre uma "margem de segurança" na conta-corrente, isto é, um dinheiro um pouco maior do que o valor previsto das despesas do mês. Este é o primeiro nível. Se houver algum gasto extraordinário de valor não muito grande, o dinheiro para cobrir tal gasto sairá da conta-corrente, já que pagarei apenas a CPMF. Se tivesse que tirar dinheiro de um investimento, p.ex., CDB, pagaria também o IR. Caso o dinheiro extra da conta-corrente não seja suficiente, aí entra a segunda camada de proteção...



- 2º nível: o dinheiro da conta-investimento. Como recomendam os grandes mestres em investimentos, não é sensato deixar todo o dinheiro, para investimentos, aplicado. Ou seja, é sempre bom ter algum capital "parado", pronto para aproveitar alguma liquidação do mercado. Então, este dinheiro tem um duplo objetivo: ao mesmo tempo em que serve para aproveitar compras a preços de banana, serve também para uso em casos em que o dinheiro da conta-corrente não seja utilizado. Caso, mesmo assim, o dinheiro desta segunda camada de proteção não seja suficiente, aí é acionado o terceiro nível de proteção...



- 3º nível: o dinheiro do colchão propriamente dito. Que é o dinheiro do investimento de proteção, que pode ser um CDB, uma poupança ou um fundo de renda fixa. O importante é que este dinheiro tenha alto grau de liquidez, ou seja, que possa ser sacado "na hora" e sempre "ande pra frente", ou seja, que a rentabilidade seja sempre crescente, firme e segura, ou seja, que a rentabilidade seja sempre "positiva".




Como o meu colchão está num CDB, não é vantajoso resgatá-lo de imediato, pela incidência do pagamento do imposto de renda no resgate. Porém, quem tem uma poupança como colchão de segurança, pode se aproveitar das vantagens tributárias da poupança - notoriamente a isenção de imposto de renda - e trabalhar somente com os dois últimos níveis do colchão, acima explicitados.



A desvantagem é que, se a pessoa ficar movimentando muito a poupança, pagará CPMF duas vezes: uma, na hora da aplicação (conta-corrente > poupança), e a outra, na hora do resgate (poupança > conta-corrente). Nos moldes do sistema de proteção multi-camadas acima desenvolvido e estruturado, a incidência da CPMF e de IR é mínima nos primeiros níveis de acionamento, garantindo, assim, não só menores custos de transação, como também maiores rentabilidades, uma vez que preserva intacto o colchão do investimento, que tem, assim, possibilidades de crescer cada vez mais, pela técnica dos juros compostos. Very Happy





É isso aí!
Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!
_________________
"Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam" (Is 40:31).
www.valoresreais.com - Realize aquilo que tem valor para você. Wink
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
Tenshi
Nível 3

Nível 3<br>



Registrado em: Sexta-Feira, 16 de Março de 2007
Mensagens: 372
Localização: Japan

MensagemEnviada: Qua Nov 14, 2007 10:50 am    Assunto: Responder com Citação

Olá pessoas,

Estou com algumas dúvidas de como realmente devo proceder para formação do meu colchão de segurança.

1) Como estou residindo e trabalhando temporariamente no Japão, meu colchão de segurança deve ser criado no Japão ou no Brasil? ou criado no Japão e movido para o Brasil quando for embora? Caso ele deva ser criado no Japão, será um pouco mais triste, tendo em vista que os rendimentos aqui não são nada animadores.. mesmo se comparado aos rendimentos de uma poupança no Brasil que é absurdamente mais rentável se formos comparar hehe.

Para vcs terem uma idéia, de um valor aproximado de 20.000 ienes que mantive numa conta poupança aqui no Japão, me rendeu em 1 mês, nada mais nada menos do que 2 ienes. Isso mesmo! DOIS IENES.

2) O valor considerado o mínimo desejável (06 meses) deve ser levado em consideração minhas despesas atuais no Japão ou quanto pretendo ter de despesas mensais no Brasil? Pergunto isso pois os valores serão bem distintos.

3) Haverá até o final deste ano (2007) a obrigatoriedade de se filiar ao Seguro Social Japonês que deverá levar algo entre 10% ~ 12% do rendimento mensal dos trabalhadores. Possui grandes benefícios médicos, ou seja, o seguro arca com 80% do valor da despesa médica. Parte dessa porcentagem é destinada tbm à aposentadoria, porém, depois de 2 anos retornados ao Brasil, posso restituir cerca de 60% à 70% do valor pago.

Devo ou posso considerar essa futura restituição já como parte do meu colchão de segurança?


Caso a resposta seja negativa, quando esta vier, me surgirá como uma espécie de "dividendos" hehe.

Até o presente momento venho formando meu colchão de segurança numa conta poupança no Brasil. Ao mesmo tempo, reservo tbm uma parte para a renda variável, no meu caso, fundos até o momento.

E acabo de mudar de idéia sobre participar da IPO da BM&F. Smile
_________________
Abraços,
Tenshi.

-----
www.ShigotoDoko.com
A sua referência de Empregos no Japão!
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Vi0linha
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Segunda-Feira, 2 de Julho de 2007
Mensagens: 966

MensagemEnviada: Qua Nov 14, 2007 2:09 pm    Assunto: Responder com Citação

Tenshi escreveu:
Olá pessoas,

Estou com algumas dúvidas de como realmente devo proceder para formação do meu colchão de segurança.

1) Como estou residindo e trabalhando temporariamente no Japão, meu colchão de segurança deve ser criado no Japão ou no Brasil? ou criado no Japão e movido para o Brasil quando for embora? Caso ele deva ser criado no Japão, será um pouco mais triste, tendo em vista que os rendimentos aqui não são nada animadores.. mesmo se comparado aos rendimentos de uma poupança no Brasil que é absurdamente mais rentável se formos comparar hehe.


Colchão de segurança é para emergências, tem de estar disponível D+0 pelo menos uma parte dele, assim o ideal é que seja aí, pelo menos parte dele.

Tenshi escreveu:

2) O valor considerado o mínimo desejável (06 meses) deve ser levado em consideração minhas despesas atuais no Japão ou quanto pretendo ter de despesas mensais no Brasil? Pergunto isso pois os valores serão bem distintos.


Devem ser consideradas suas despesas atuais consigo mesmo e também eventuais despesas com filhos pequenos e/ou pais idosos que podem precisar de você, aí você tem de aumentar a conta de 6 para 10 ou 12 salários.

Tenshi escreveu:

3) Haverá até o final deste ano (2007) a obrigatoriedade de se filiar ao Seguro Social Japonês que deverá levar algo entre 10% ~ 12% do rendimento mensal dos trabalhadores. Possui grandes benefícios médicos, ou seja, o seguro arca com 80% do valor da despesa médica. Parte dessa porcentagem é destinada tbm à aposentadoria, porém, depois de 2 anos retornados ao Brasil, posso restituir cerca de 60% à 70% do valor pago.

Devo ou posso considerar essa futura restituição já como parte do meu colchão de segurança?



Não, considere dinheiro a fundo perdido, como a gente faz com o FGTS por aqui.
_________________
"Desejo que você tenha dinheiro, porque é preciso ser prático. E que pelo menos uma vez por ano coloque um pouco dele na sua frente e diga "Isso é meu", só para que fique bem claro quem é o dono de quem." Desejo, Victor Hugo.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Tenshi
Nível 3

Nível 3<br>



Registrado em: Sexta-Feira, 16 de Março de 2007
Mensagens: 372
Localização: Japan

MensagemEnviada: Qua Nov 14, 2007 7:42 pm    Assunto: Responder com Citação

Ótimo!

Deixarei então parte do colchão aqui no Japão e outra parte continuarei aplicando na poupança aí no Brasil.

Levando em consideração as despesas atuais o valor do meu colchão será bem menor do que eu estava imaginando, pelo menos a primeira camada dele que são os 06 meses.

Muito obrigado, Violinha!
_________________
Abraços,
Tenshi.

-----
www.ShigotoDoko.com
A sua referência de Empregos no Japão!
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
hotmar
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Domingo, 15 de Julho de 2007
Mensagens: 2729

MensagemEnviada: Sáb Nov 24, 2007 11:45 pm    Assunto: Calil Responder com Citação

Portal Exame:



1 - Onde uma pessoa, sem obrigações financeiras, que ainda não possue nenhum tipo de investimento, nenhum capital, a não ser o 13º salário, deve investir? (Nelson Ito Sant'anna - São Paulo / SP)

Como é o seu primeiro investimento, você deve criar uma reserva de emergência, equivalente aos seus gastos de 12 meses. Ou seja, se você gasta R$ 1.000 por mês, deve formar uma reserva de emergência de R$ 12.000. Como o dinheiro é para uma emergência, deve ser investido de forma conservadora em aplicação com alta liquidez. Fundos de renda fixa, CDBs ou fundos multimercado conservadores com rendimento próximo ao CDI podem ser opções. Feito isto, comece a pensar nos seus objetivos futuros (ex. moradia, indpendência financeira, etc). São os seus objetivos que orientarão as suas aplicações futuras depois de formar a sua reserva de emergência.





......................................................




Eu faço o meu fundo de emergência equivalente aos gastos de 6 meses. E agora, 6 ou 12 meses?





É isso aí!
Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!
_________________
"Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam" (Is 40:31).
www.valoresreais.com - Realize aquilo que tem valor para você. Wink
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
Tenshi
Nível 3

Nível 3<br>



Registrado em: Sexta-Feira, 16 de Março de 2007
Mensagens: 372
Localização: Japan

MensagemEnviada: Dom Nov 25, 2007 12:02 am    Assunto: Responder com Citação

hotmar, acho que se vc ja estiver com seu de 6 meses formado, seria interessante ir fortalecendo o colchão.. deixando-o assim mais resistente, mais seguro!

Como eu falei, embora eu tenha dado uma escapada dele (errei, confesso!) estarei retomando sua construção a partir do mês que vem e desta forma, acredito que até fevereiro a primeira cada esteja pronta, pois estarei direcionando 100% do capital para o mesmo. E qdo a primeira cada estiver concluída, partirei para a construção da segunda camada, porém de forma mais modesta, aplicando algo em torno de 10% todos os meses.

1ª camada = 06 meses.
2ª camada = 12 meses.

Com o tempo vou contornando melhor essas duas camadas e as aprimorando de acordo com o conhecimento adquirido.

Segurança em algum momento chega a ser demais?
_________________
Abraços,
Tenshi.

-----
www.ShigotoDoko.com
A sua referência de Empregos no Japão!
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
FabioA3
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Domingo, 29 de Julho de 2007
Mensagens: 1543
Localização: Rio de Janeiro - RJ

MensagemEnviada: Dom Nov 25, 2007 12:17 am    Assunto: Responder com Citação

exato. Se não acontecerem imprevistos, vá aumentando o colchão:

6 meses
12 meses
18 meses (podendo ser retirado 6 meses para aplicações que surgirem)

você mesmo compoe seus degraus.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
hotmar
Nível 4

Nível 4<br>



Registrado em: Domingo, 15 de Julho de 2007
Mensagens: 2729

MensagemEnviada: Dom Nov 25, 2007 12:33 am    Assunto: Fluxo de caixa Responder com Citação

Ôpa, valeu pelas respostas, Tenshi e Fábio!!!! Very Happy




Estou pensando em formar a segunda camada de proteção com o Tesouro Direto então. Sei dos riscos da falta de liquidez, mas um dos objetivos desta possível estratégia, além de dar solidez à primeira camada, é garantir fluxo de caixa. Very Happy





É isso aí!
Um grande abraço, e que Deus lhes abençoe!
_________________
"Mas aqueles que esperam no Senhor renovam as suas forças. Voam alto como águias; correm e não ficam exaustos, andam e não se cansam" (Is 40:31).
www.valoresreais.com - Realize aquilo que tem valor para você. Wink
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Visitar a homepage do Usuário
mauriciokatayama
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2007
Mensagens: 5131

MensagemEnviada: Dom Nov 25, 2007 3:11 pm    Assunto: Responder com Citação

Excelente idéia, pensar no colchão de segurança como "camadas"... muito boa mesmo!

E pensar em cada camada com um nível de liberdade para sacar. Quanto mais "interna" a camada, mais "sagrado" deve ser o dinheiro lá investido, deve ser retirado só em emergências de grande importância. Já as camadas superiores podem até ser utilizadas em oportunidades de negócios ou na bolsa... muito bom mesmo!
_________________
"Cada Real investido é um servo fiel que trabalha dia e noite para você."
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Investimentos em Geral Todos os horários são GMT - 2 Hours
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4 ... 11, 12, 13  Próximo
Página 3 de 13

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.








Junte-se a nós e cresça financeiramente. Eduque-se Financeiramente !!


Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB
Header design *Ícaro Pablo*