Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum

 www.ClubedoPaiRico.com.brBlog - www.ClubedoPaiRico.com.br   FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Sugestão de artigos que devem ser lidos no site do Clube:

- Como o Zé ganha na Bolsa ?
- Iniciando seus investimentos
- Por que o problema é dos mais ricos ?
- Você está preparado para a velhice ?
- O texto definitivo: Saiba como ganhar MUITO dinheiro na bolsa !
- Fez errado … ? Então pague o preço !!
- O Controle do Fluxo de Caixa e suas barreiras
- Você está no vermelho ? O que tem feito para mudar isto ?
- Formando o seu colchão de segurança



Além disso, indico duas séries especiais:

- Iniciando seus Investimentos: a série
- O que o Zé faz para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores ? (Índice)


OURO vale a pena ?
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Próximo
 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Investimentos em Geral
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
mauriciokatayama
Nível 4

Nível 4<br>




Registrado em: Quinta-Feira, 11 de Janeiro de 2007
Mensagens: 5131

MensagemEnviada: Ter Dez 22, 2009 4:34 pm    Assunto: Responder com Citação

MetBot, obrigado pelas suas observações.
Uma dúvida: é possível negociar ouro através de sistemas homebroker cadastrados à BM&F?
_________________
"Cada Real investido é um servo fiel que trabalha dia e noite para você."


Editado pela última vez por mauriciokatayama em Ter Dez 22, 2009 7:01 pm, num total de 1 vez
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Viverderenda
Nível 2

Nível 2<br>




Registrado em: Domingo, 19 de Abril de 2009
Mensagens: 210

MensagemEnviada: Ter Dez 22, 2009 5:20 pm    Assunto: Responder com Citação

Pra investidores de longo prazo ouro é um péssimo negócio, pois ele apenas acompanha a inflação e ainda está sujeito à volatilidade. O retorno a longo prazo, portanto, é e sempre será péssimo, pois, como toda commodity, não gera mais riqueza como uma ação que gera dividendos ou um título que gera juros. Mais rentável e tão seguro quanto é comprar um título público indexado à inflação.

No entanto, pra investidores de curto prazo ou pra quem acha que pode comprar no fundo e vender no topo o ouro é sempre uma opção.
_________________
http://viverderenda.blogspot.com - minha jornada para me aposentar aos 42 anos.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
MetBot




Registrado em: Domingo, 10 de Agosto de 2008
Mensagens: 25

MensagemEnviada: Qua Dez 23, 2009 12:52 am    Assunto: Ouro e Web Trade Responder com Citação

Olá Maurício!

Citação:
MetBot, obrigado pelas suas observações.
Uma dúvida: é possível negociar ouro através de sistemas homebroker cadastrados à BM&F?


Não, não é possível. As commodities negociáveis em minicontrados via web trading são:

Minicontrato de Café
Minicontrato de Boi
Minicontrato de Índice Bovespa
Minicontrato de Dólar

O HomeBroker é voltado quase que exclusivamente para os investimentos em ações.

Não há por parte dos bancos nenhum interesse em que se negocie ouro. Para eles é um péssimo negócio. (Mas não para nós investidores). O que eles desejam são as múltiplas taxas de corretagem e taxas de custódia para "guardar" sua ações.
Também estão sempre de olho nas garantias que você oferece a fim de, se for o caso, se lançarem sobre elas quais cães famintos.

Os dois maiores inimigos do seu dinheiro são:

1- O Governo
2- Os Bancos

Especialistas renomados do mercado financeiro internacional cada vez mais recomendam a autogestão. Ou seja, você administra sua carteira de investimentos tanto quanto possível evitando intermediações.

No Brasil isto é tremendamente dificultado (deliberadamente), pois os bancos e as corretoras desejam cobrar suas taxas múltiplas e o governo deseja surrupiar o que puder através de uma carga tributária injusta e absolutamente contra-producente.

Grandes investidores internacionais (muitos operando somente em milhões de dólares e em milhões de euros) estão correndo para a abertuda de contas no exterior, principalmente agora com a ladeira abaixo na qual vai o dólar e porque descobriram que Mr Obama está seguindo as orientações da cartilha econômica da ONU, ou seja: Socializar (tornar comunista) a nação norte americana. E isto com vistas ao novo sistema financeiro internacional já em implantação, o qual prevê a transferência de dinheiro e de poder para o Governo Global.

Porém, nos EUA há fortes resistências. Aqui no Brasil o neocomunismo, encabeçado pelo PT já está sendo implantando a passos largos.

É um amplo assunto, mas você pode começar a entender o princípio que move a ambição dos políticos brasileiros lendo este artigo aqui:

http://criseinternacional.com/materias/povo-brasileiro-pobre-politicos-ricos.html

Abraços amigão!
_________________
Escritor do Site http://OUROEDINHEIRO.COM/


Editado pela última vez por MetBot em Qua Dez 23, 2009 1:50 am, num total de 1 vez
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
MetBot




Registrado em: Domingo, 10 de Agosto de 2008
Mensagens: 25

MensagemEnviada: Qua Dez 23, 2009 1:41 am    Assunto: Fatos, Boatos e Opiniões Responder com Citação

Citação:
Pra investidores de longo prazo ouro é um péssimo negócio, pois ele apenas acompanha a inflação e ainda está sujeito à volatilidade. O retorno a longo prazo, portanto, é e sempre será péssimo, pois, como toda commodity, não gera mais riqueza como uma ação que gera dividendos ou um título que gera juros. Mais rentável e tão seguro quanto é comprar um título público indexado à inflação. No entanto, pra investidores de curto prazo ou pra quem acha que pode comprar no fundo e vender no topo o ouro é sempre uma opção.


Diante do comportamento dos mercados financeiros (Brasil e Exterior) temos de lidar com três expressões da mentalidade humana: A aceitação e a divulgação de FATOS, a aceitação ou a rejeição de OPINIÕES, e o desprezo completo e total aos BOATOS.

No caso do post do amigo, trata-se de mera OPINIÃO (absolutamente discordante da realidade, e se me permite, completamente oposta à realidade).

Se existem ativos financeiros nos quais o investimento a curto prazo são um péssimo negócio, esses são os Metais Preciosos: Ouro, Prata e Paládio.

Já a longo prazo, o Ouro é um excelente investimento.

Todavia, a até cerca de uma década atrás, com o dólar apenas começando a capengar (na realidade já havia começado desde muito antes), e com a chegada do EURO, houve muitas oportunidades de ganhos no mercado financeiro, tendo-se por fundamento óbvio que as negociações no mercado financeiro internacional tinham por referência agora duas moedas de reserva de valor: O dólar e o Euro.
Passaram-se 10 anos e a situação mudou assim como uma borboleta se reverteria em lagarta. (Não há espaço aqui para uma revisão histórica, quem desejar que pesquise e que se alerte por conta própria).

Porém, o que hoje temos é uma espécie de fuga em massa dos títulos do governo norte-americano e uma mudança dramática nos perfis das carteiras de investimentos dos EUA e Europa ocidental e central.

Os investimentos recomendados por um bom número seleto de sites financeiros norte-americanos e europeus, (não sites tipo CNN - seção finanças, ou The New York Times, os quais estão a serviço de grandes organizações sanguessugas), mas sites pagos e visitados por administradores de carteiras de investimentos e por investidores (médios, grandes e pequenos) são: Petróleo, Ouro, Prata e Real Estate. Salvo um número de outros investimentos (que contém ações de megaempresas). Porém a porcentagem de alocação de recursos em ações e em letras do tesouro norte-americano está despencando de modo acelerado.

Quanto aos tais dividendos e "juros" a que você se refere, são ilusões. No caso das ações, só são vantajosos para quem possui quantidades enormes de ações. Por exemplo, para que detém 0,1; 0,2; 5, 10 por cento do capital acionário de uma empresa sólida. Caso contrário, se verão creditados dividendos na faixa de 0,05 centavos, 0,02 centavos e assim por diante. E sobre a valorização das ações, também os lucros a longo prazo são pífios, pois são convertidos em reais, considerada uma das piores moedas do mundo! E é de tal sorte a rejeição ao Real no exterior que há painéis de câmbio na Europa onde o real brasilerio permanece sempre apagado. Ninguém quer essa moerda. Eu mesmo assisti a isso lá.

Sobre as letras do tesouro brasileiro, além de também renderem mal, são corroídas por impostos elevados. Porém o fato principal é que os juros em real são juros ilusórios, pois não acompanham nem a inflação e muito menos a depreciação do real devido ao seu lastro arbitrado e não solidamente fundamentado em bens reais e em bom desempenho econômico. A dívida brasileira já ultrapassa 1,9 Trilhões de reais para um pib de 1.573 trilhões de dólares.

Sobre o Ouro, este a longo prazo é imune à inflação, não depende de arbítrio de governo nenhum, é impossível que perca valor (não há outro metal na terra que o substitua), e é o objeto de desejo atual dos países que estão se desfazendo de suas reservas em dólares e comprando ouro e euros. Salvo exceções.

E só para benefício do meu próximo, quem desejar EMPOBRECER, siga, à risca, o que recomendam os jornais de grande circulação no Brasil. Praticamente todos a serviço dos bancos e do governo, os maiores inimigos de suas finanças!
_________________
Escritor do Site http://OUROEDINHEIRO.COM/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
Viverderenda
Nível 2

Nível 2<br>




Registrado em: Domingo, 19 de Abril de 2009
Mensagens: 210

MensagemEnviada: Sex Dez 25, 2009 7:08 pm    Assunto: Re: Fatos, Boatos e Opiniões Responder com Citação

MetBot escreveu:
Citação:
Pra investidores de longo prazo ouro é um péssimo negócio, pois ele apenas acompanha a inflação e ainda está sujeito à volatilidade. O retorno a longo prazo, portanto, é e sempre será péssimo, pois, como toda commodity, não gera mais riqueza como uma ação que gera dividendos ou um título que gera juros. Mais rentável e tão seguro quanto é comprar um título público indexado à inflação. No entanto, pra investidores de curto prazo ou pra quem acha que pode comprar no fundo e vender no topo o ouro é sempre uma opção.


Diante do comportamento dos mercados financeiros (Brasil e Exterior) temos de lidar com três expressões da mentalidade humana: A aceitação e a divulgação de FATOS, a aceitação ou a rejeição de OPINIÕES, e o desprezo completo e total aos BOATOS.

No caso do post do amigo, trata-se de mera OPINIÃO (absolutamente discordante da realidade, e se me permite, completamente oposta à realidade).

Se existem ativos financeiros nos quais o investimento a curto prazo são um péssimo negócio, esses são os Metais Preciosos: Ouro, Prata e Paládio.

Já a longo prazo, o Ouro é um excelente investimento.

Todavia, a até cerca de uma década atrás, com o dólar apenas começando a capengar (na realidade já havia começado desde muito antes), e com a chegada do EURO, houve muitas oportunidades de ganhos no mercado financeiro, tendo-se por fundamento óbvio que as negociações no mercado financeiro internacional tinham por referência agora duas moedas de reserva de valor: O dólar e o Euro.
Passaram-se 10 anos e a situação mudou assim como uma borboleta se reverteria em lagarta. (Não há espaço aqui para uma revisão histórica, quem desejar que pesquise e que se alerte por conta própria).

Porém, o que hoje temos é uma espécie de fuga em massa dos títulos do governo norte-americano e uma mudança dramática nos perfis das carteiras de investimentos dos EUA e Europa ocidental e central.

Os investimentos recomendados por um bom número seleto de sites financeiros norte-americanos e europeus, (não sites tipo CNN - seção finanças, ou The New York Times, os quais estão a serviço de grandes organizações sanguessugas), mas sites pagos e visitados por administradores de carteiras de investimentos e por investidores (médios, grandes e pequenos) são: Petróleo, Ouro, Prata e Real Estate. Salvo um número de outros investimentos (que contém ações de megaempresas). Porém a porcentagem de alocação de recursos em ações e em letras do tesouro norte-americano está despencando de modo acelerado.

Quanto aos tais dividendos e "juros" a que você se refere, são ilusões. No caso das ações, só são vantajosos para quem possui quantidades enormes de ações. Por exemplo, para que detém 0,1; 0,2; 5, 10 por cento do capital acionário de uma empresa sólida. Caso contrário, se verão creditados dividendos na faixa de 0,05 centavos, 0,02 centavos e assim por diante. E sobre a valorização das ações, também os lucros a longo prazo são pífios, pois são convertidos em reais, considerada uma das piores moedas do mundo! E é de tal sorte a rejeição ao Real no exterior que há painéis de câmbio na Europa onde o real brasilerio permanece sempre apagado. Ninguém quer essa moerda. Eu mesmo assisti a isso lá.

Sobre as letras do tesouro brasileiro, além de também renderem mal, são corroídas por impostos elevados. Porém o fato principal é que os juros em real são juros ilusórios, pois não acompanham nem a inflação e muito menos a depreciação do real devido ao seu lastro arbitrado e não solidamente fundamentado em bens reais e em bom desempenho econômico. A dívida brasileira já ultrapassa 1,9 Trilhões de reais para um pib de 1.573 trilhões de dólares.

Sobre o Ouro, este a longo prazo é imune à inflação, não depende de arbítrio de governo nenhum, é impossível que perca valor (não há outro metal na terra que o substitua), e é o objeto de desejo atual dos países que estão se desfazendo de suas reservas em dólares e comprando ouro e euros. Salvo exceções.

E só para benefício do meu próximo, quem desejar EMPOBRECER, siga, à risca, o que recomendam os jornais de grande circulação no Brasil. Praticamente todos a serviço dos bancos e do governo, os maiores inimigos de suas finanças!


Já que você e eu gostamos de fatos, vamos a eles:

A questão de um site financeiro respeitado indicar o ouro é uma falácia ad hominem. O locutor do argumento não o torna falso ou verdadeiro.

Você falar que dividendos são meras ilusões gerou um alerta vermelho em mim e acho que em vários outros usuários aqui do fórum. Falar que só são vantajosos para quem tem uma quantidade enorme de ações não faz o menor sentido, já que estamos falando de porcentagens aqui. Tem ações que distribuem até 10% do valor da ação em dividendos todo ano. O argumento de que o real é uma das piores moedas do mundo e que ninguém quer a moeda não faz o menor sentido. Se assim fosse a cotação do real iria estourar (p.ex. 10 reais pra 1 dolar) e não é isso que ocorre.

Os títulos NTN-B acompanham sim a inflação e possuem sim juros reais, a questão da dívida pública é sim preocupante mas de forma alguma torna os juros "ilusórios".

Por fim, e mais importante, vão aqui gráficos que mostram o retorno a longo prazo do ouro comparado com outros ativos:




_________________
http://viverderenda.blogspot.com - minha jornada para me aposentar aos 42 anos.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
MetBot




Registrado em: Domingo, 10 de Agosto de 2008
Mensagens: 25

MensagemEnviada: Sex Dez 25, 2009 11:49 pm    Assunto: Dados Inconsistentes Responder com Citação

Citação:
A questão de um site financeiro respeitado indicar o ouro é uma falácia ad hominem. O locutor do argumento não o torna falso ou verdadeiro.


Já pensou se fosse assim? Há farto e abundante material de boa qualidade impresso e virtual para servir de referência ao mercado. E se não houvesse tais materiais, já estaríamos no caos antes do esperado. Cabe a cada um conferir, por sua conta e responsabilidade, a legitimidade das informações. E mais, alguns desses sites, cujos serviços de informações são pagos, poderiam até ser processados por investidores e empresas caso publiquem inverdades (nos EUA, UE e Japão, por exemplo, porque no Brasil o que mais se vê são mentiras e informações truncadas no formato de embuste e veiculadas pela mídia paga e corrupta).
Se não houvesse bom material de referência, como se estudaria engenharia, física, medicina, direito, etc?

Citação:
Você falar que dividendos são meras ilusões gerou um alerta vermelho em mim e acho que em vários outros usuários aqui do fórum. Falar que só são vantajosos para quem tem uma quantidade enorme de ações não faz o menor sentido, já que estamos falando de porcentagens aqui. Tem ações que distribuem até 10% do valor da ação em dividendos todo ano.


Sua convocação para que outros participantes do fórum venham lhe ajudar a tentar negar fatos é inútil. Isso só não é bom pra você mesmo, pois mostra sua insegurança e hesitação na hora de contra argumentar. Eu não convoco ninguém, não preciso desse tipo de artifício. E bem sei a diferença entre contra argumentar por causa de um ego arranhado e contra argumentar porque a afirmação é incorreta. Isto também não é bom pra você, pois a linha geral do fórum é a cooperação para o benefício mútuo, não um palco de circo para platéias se divertirem com discussões pessoais. Não se trata de nada pessoal, mas técnico.

Sua contra argumentação não é honesta, pois você se utiliza de truques psicológicos como, por exemplo, ao citar minhas palavras mutilando a sentença. Eu afirmei (e continuo afirmando) que os dividendos pagos por ações para quem investe pouco dinheiro são uma ilusão. E isto porque empresas como a Vale do Rio Doce, Petrobrás, Gerdau, dentre muitas outras, têm seu capital acionário sobremaneira pulverizado. Seria como alguém que adquirindo ações ordinárias de uma grande casa julgasse ser, de fato, um dos donos dessa casa. Porém, na hora da aritmética, a porção que lhe cabe da casa é apenas a ponta de uma telha. E seus ganhos são igualmente pulverizados. Uma ilusão. Já para quem detém porcentagens significativas do capital acionário de uma empresa (o que significa possuir muitas, mas muitas ações), aí sim, a história é outra. Novamente, uma questão de aritmética simples.

Citação:
O argumento de que o real é uma das piores moedas do mundo e que ninguém quer a moeda não faz o menor sentido. Se assim fosse a cotação do real iria estourar (p.ex. 10 reais pra 1 dólar) e não é isso que ocorre.


"NEW YORK (Dow Jones) - O real brasileiro está supervalorizado em relação ao euro. O real brasileiro é a moeda mais supervalorizada no GSDEER da Goldman Sachs" (The New York Times - 15 de Dezembro de 2009)

GSDEER =Goldman Sachs Dynamic Equilibrium Exchange Rate
Supervalorizar = Atribuir ou dar excessivo valor a: (Michaelis)

Confirmo o que disse. É uma das piores moedas do mundo. É uma moeda sem lastro, e os índices medidores de inflação são grotescamente manipulados para dar uma visão interna de que a economia brasileira vai bem, quando, na realidade, está na UTI, mas essa realidade é encoberta deliberadamente. O câmbio idem, a ponto de investidores de outros países considerarem este um dos maiores riscos em se investir no Brasil, ou seja, estar de posse de uma moeda fraca e artificialmente supervalorizada. E os cálculos de valor presente e de rentabilidade devem sempre considerar a taxa de inflação, principalmente nos países onde a perda do poder de compra da moeda é mais relevante, como no Brasil.

Agora, vamos falar sobre a tecnologia dos motores flexpower, e eu vou lhes apresentar gráficos de uma década (10 anos!!!) atrás. O que acham? Pois é o que você fez postando gráficos de museu, e que de modo nenhum refletem a situação de hoje. Esses gráficos também são inúteis para o momento atual (salvo para análises históricas).
Além do que, essas visões gráficas de medição do desempenho das bolsas também são facilmente manipuladas. Veja como:

Eu crio um índice chamado Bolsa Best, e coloco nesse índice as melhores ações (aquelas cujas cotações estão subindo). Se este ou aquele papel do meu índice apresenta mal desempenho, eu o excluo e substituo por outro papel em elevação. Assim, meu índice Bolsa Best vai estar sempre passando a imagem falsa de que tudo vai bem na economia e nas bolsas. Já com os metais preciosos este tipo de manipulação é literalmente impossível, salvo dados falsamente forjados.

Gráficos ATUAIS








O gráfico a seguir vem imediatamente após o período do gráfico que você postou. Veja a mudança radical da situação.



O ratio hoje está acima de 7:1, ou seja, uma onça de ouro compra sete unidades do DJIA (Dow Jones Industrial Average)

Temo que sua jornada para se aposentar aos 42 anos não irá se realizar. Não com essa sua visão.
_________________
Escritor do Site http://OUROEDINHEIRO.COM/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
Viverderenda
Nível 2

Nível 2<br>




Registrado em: Domingo, 19 de Abril de 2009
Mensagens: 210

MensagemEnviada: Sáb Dez 26, 2009 1:36 pm    Assunto: Re: Dados Inconsistentes Responder com Citação

MetBot escreveu:
Citação:
A questão de um site financeiro respeitado indicar o ouro é uma falácia ad hominem. O locutor do argumento não o torna falso ou verdadeiro.


Já pensou se fosse assim? Há farto e abundante material de boa qualidade impresso e virtual para servir de referência ao mercado. E se não houvesse tais materiais, já estaríamos no caos antes do esperado. Cabe a cada um conferir, por sua conta e responsabilidade, a legitimidade das informações. E mais, alguns desses sites, cujos serviços de informações são pagos, poderiam até ser processados por investidores e empresas caso publiquem inverdades (nos EUA, UE e Japão, por exemplo, porque no Brasil o que mais se vê são mentiras e informações truncadas no formato de embuste e veiculadas pela mídia paga e corrupta).
Se não houvesse bom material de referência, como se estudaria engenharia, física, medicina, direito, etc?


O que eu digo é que o argumento ser exposto por sites de qualidade não o torna verdadeiro. Existem boas fontes que falam o que digo e boas fontes que falam o que você diz. Isso só deixa ainda mais claro que apelar para a fonte é uma falácia, que não torna o argumento em si verdadeiro ou falso. Não estou dizendo para reinventarmos a roda aqui, apenas para não utilizarmos a fonte como um argumento em si, que foi o que você fez no 1o post.

Citação:
Citação:
Você falar que dividendos são meras ilusões gerou um alerta vermelho em mim e acho que em vários outros usuários aqui do fórum. Falar que só são vantajosos para quem tem uma quantidade enorme de ações não faz o menor sentido, já que estamos falando de porcentagens aqui. Tem ações que distribuem até 10% do valor da ação em dividendos todo ano.


Sua convocação para que outros participantes do fórum venham lhe ajudar a tentar negar fatos é inútil. Isso só não é bom pra você mesmo, pois mostra sua insegurança e hesitação na hora de contra argumentar. Eu não convoco ninguém, não preciso desse tipo de artifício. E bem sei a diferença entre contra argumentar por causa de um ego arranhado e contra argumentar porque a afirmação é incorreta. Isto também não é bom pra você, pois a linha geral do fórum é a cooperação para o benefício mútuo, não um palco de circo para platéias se divertirem com discussões pessoais. Não se trata de nada pessoal, mas técnico.


Não pedi para ninguém me ajudar. Só achei seu erro tão crasso que outros usuários iriam também notá-lo.

Citação:
Sua contra argumentação não é honesta, pois você se utiliza de truques psicológicos como, por exemplo, ao citar minhas palavras mutilando a sentença. Eu afirmei (e continuo afirmando) que os dividendos pagos por ações para quem investe pouco dinheiro são uma ilusão. E isto porque empresas como a Vale do Rio Doce, Petrobrás, Gerdau, dentre muitas outras, têm seu capital acionário sobremaneira pulverizado. Seria como alguém que adquirindo ações ordinárias de uma grande casa julgasse ser, de fato, um dos donos dessa casa. Porém, na hora da aritmética, a porção que lhe cabe da casa é apenas a ponta de uma telha. E seus ganhos são igualmente pulverizados. Uma ilusão. Já para quem detém porcentagens significativas do capital acionário de uma empresa (o que significa possuir muitas, mas muitas ações), aí sim, a história é outra. Novamente, uma questão de aritmética simples.


Continuo repetindo aqui... qualquer pessoa que entende o mínimo de ações sabe que dividendos definitivamente não são ilusões. O que importa é vermos em termos percentuais e não absolutos. Tem muita gente no Brasil e no mundo que vive APENAS dos dividendos de suas ações, e estão longe de terem p.ex. 5% de uma grande empresa. No entanto, acho que estamos fugindo do centro do argumento, que é o fato das ações (assim como os títulos públicos e privados, em menor grau) serem geradores constantes de riqueza, ao passo qualquer commodity está parada para sempre nesse quesito (o que não impede de ser mais valorizada, como é o caso da bolha do ouro atualmente e da bolha do petroleo de 2008). Esse é o fator fundamental do ouro e demais metais não serem recomendados a longo prazo.

Citação:
Citação:
O argumento de que o real é uma das piores moedas do mundo e que ninguém quer a moeda não faz o menor sentido. Se assim fosse a cotação do real iria estourar (p.ex. 10 reais pra 1 dólar) e não é isso que ocorre.


"NEW YORK (Dow Jones) - O real brasileiro está supervalorizado em relação ao euro. O real brasileiro é a moeda mais supervalorizada no GSDEER da Goldman Sachs" (The New York Times - 15 de Dezembro de 2009)

GSDEER =Goldman Sachs Dynamic Equilibrium Exchange Rate
Supervalorizar = Atribuir ou dar excessivo valor a: (Michaelis)

Confirmo o que disse. É uma das piores moedas do mundo. É uma moeda sem lastro, e os índices medidores de inflação são grotescamente manipulados para dar uma visão interna de que a economia brasileira vai bem, quando, na realidade, está na UTI, mas essa realidade é encoberta deliberadamente. O câmbio idem, a ponto de investidores de outros países considerarem este um dos maiores riscos em se investir no Brasil, ou seja, estar de posse de uma moeda fraca e artificialmente supervalorizada. E os cálculos de valor presente e de rentabilidade devem sempre considerar a taxa de inflação, principalmente nos países onde a perda do poder de compra da moeda é mais relevante, como no Brasil.


Até onde eu saiba nenhuma moeda moderna possui qualquer tipo de lastro, i.e. são todas fiat money. Manipulação por manipulação também dizem que o CPI americano é manipulado. De qualquer forma, o argumento aqui subsiste: mesmo com inflação e com uma moeda não lastreada em ouro, o investimento em ações a longo prazo tem uma probabilidade muito maior de ser mais rentável ao investidor do que o ouro.

Citação:
Agora, vamos falar sobre a tecnologia dos motores flexpower, e eu vou lhes apresentar gráficos de uma década (10 anos!!!) atrás. O que acham? Pois é o que você fez postando gráficos de museu, e que de modo nenhum refletem a situação de hoje. Esses gráficos também são inúteis para o momento atual (salvo para análises históricas).
Além do que, essas visões gráficas de medição do desempenho das bolsas também são facilmente manipuladas. Veja como:

Eu crio um índice chamado Bolsa Best, e coloco nesse índice as melhores ações (aquelas cujas cotações estão subindo). Se este ou aquele papel do meu índice apresenta mal desempenho, eu o excluo e substituo por outro papel em elevação. Assim, meu índice Bolsa Best vai estar sempre passando a imagem falsa de que tudo vai bem na economia e nas bolsas. Já com os metais preciosos este tipo de manipulação é literalmente impossível, salvo dados falsamente forjados.

Gráficos ATUAIS








O gráfico a seguir vem imediatamente após o período do gráfico que você postou. Veja a mudança radical da situação.



O ratio hoje está acima de 7:1, ou seja, uma onça de ouro compra sete unidades do DJIA (Dow Jones Industrial Average)

Temo que sua jornada para se aposentar aos 42 anos não irá se realizar. Não com essa sua visão.


Não sei se você sabe, mas o DJIA não inclui dividendos. Com a inclusão dos mesmos garanto que o ratio seria muito maior. O que me preocupa aqui, no entanto, é que você sequer está com capacidade de entender o gráfico, metbot. Atualmente uma onça de ouro não se compra 7 unidades do DJIA, mas sim 1 unidade do DJIA (sem dividendos!!!) compra 7 onças de ouro! Ou seja, mesmo com uma bolha enorme que existe no ouro atualmente o DJIA, sem dividendos, ainda rende 700% mais!!!

Mais importante, muito cuidado com o chamado "recency bias". O fato do ouro ter tido retornos extraordinarios nos ultimos 5 anos não quer dizer que esse comportamento se repetirá indefinidamente, do mesmo modo que o mercado bull acionario de 95-99 precedeu uma década de retornos pífios para o mercado americano. O que mostrei não são gráficos de museu, são a demonstração de fatos que houve no longuíssimo prazo.

Por fim, você criticar índice de ações é o fim da picada. Qualquer dos maiores índices são facilmente reproduzíveis, tanto que existem ETFs para todos esses índices. Seu argumento não faz sentido pois uma ação ter tido uma elevação no passado não garante que manterá a valorização no futuro. Além disso, após se colocar uma ação nova no índice a mesma não age retroativamente, isso nunca existiu nem nunca existirá.

Minha jornada de me aposentar aos 42 realmente talvez não aconteça do jeito que eu estou... ela acontecerá mais cedo. E definitivamente não será com ouro no meu portfolio.
_________________
http://viverderenda.blogspot.com - minha jornada para me aposentar aos 42 anos.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
MetBot




Registrado em: Domingo, 10 de Agosto de 2008
Mensagens: 25

MensagemEnviada: Sáb Dez 26, 2009 8:24 pm    Assunto: "Muita Gente" Vivendo APENAS de Renda Responder com Citação

Citação:
Tem muita gente no Brasil e no mundo que vive APENAS dos dividendos de suas ações...


Ah sim!? Com certeza! Assim como há também “muita gente” vivendo apenas do que ganhou na Tele-Sena, na Mega-Sena, na Loteria, no Bingo, em Caça-níqueis, etc...

Sonhos vendidos, sonhos jamais realizados! Mas a propaganda é intensa. E é exatamente por isso que multidões (de pobres) continuam gastando seu dinheiro nessas arapucas.

Seu raciocínio (e argumentação) são típicos de um jogador, não de um investidor sério. Mais ainda, mostra inexperiência e ingenuidade. É assim que também, como você, argumentam os vendedores de produtos de network marketing. Alguns desses vendedores aparecem em iates de luxo, acompanhados de celebridades, vestindo smokings e usando belas jóias. Todavia, tudo o que têm, na realidade, são uma montanha de dívidas e uma consciência cauterizada, pois sabendo que se meteram num grande embuste, ainda assim enganam os outros, deliberadamente.

Há alguns modos históricos de se enriquecer. O primeiro (e de longe o mais eficaz) é com trabalho sério e competente. São as pessoas que estudam, que se esforçam, que se utilizam da inteligência em benefício próprio. Economizam dinheiro, investem sabiamente, e estão sempre com os pés firmes no chão.
O segundo modo é pelo direito de herança, embora haja um velho ditado que diz: “o avô construiu, o pai manteve e o neto destruiu”.
O terceiro modo é pelo acaso (de longe o mais difícil). Matemáticos especialistas em cálculos desse gênero chegam a afirmar que é maior a probabilidade de um raio cair na sua cabeça do que você enriquecer pela sorte.
E o outro meio (de longe o mais comum) é pela fraude.

Sobre o DJIA

DJIA refere-se ao Dow Jones Industrial Average, também conhecido por Dow Jones ou simplesmente Dow. No Brasil, a imprensa se refere ao DJIA como o índice Dow Jones. Foi um índice criado pelo Wall Street Journal.
Esse índice reflete, mais ou menos como um espelho embaçado, o desempenho da indústria norte-americana, fundamentalmente. 30 ações (papéis) compõem este índice.
Já o Dow/Gold ratio é calculado dessa forma = Valor do Dow/valor do ouro em onças.

Hoje (26-12-09)

10520.1/1104.1 = 9.528

Ou seja, são necessárias APENAS 9.5 onças de ouro para a compra do Dow.

Em 1929, antes da quebra das bolsas nos EUA, eram necessárias 18 onças de ouro (31.1 gramas x18) para a compra de 1 Dow. Três anos depois, 2 onças apenas.
Em 1966, com a economia norte-americana já fortemente impulsionada, eram necessárias 28 onças.
No período chamado de “explosão das empresas .com” em 1999, 44 Onças para 1 Dow.
Hoje, 9.5 Onças para 1 Dow.

Isso mostra (ou melhor, reflete um quadro e sugere) que a saúde da economia norte-americana não vai lá tão bem assim, embora ainda continue a ser, de longe, a mais próspera economia de todo o planeta.

A verdade, porém, é que os alicerces mais sólidos da economia do mundo inteiro estão fortemente abalados. A quebradeira é generalizada, os papéis-moeda não valem coisa alguma e seus valores podem ser arbitrados e mudados da noite pro dia. Lembra do Cruzeiro? Do Cruzado, do Cruzado Novo e do Cruzeiro Real? (Já ouviu falar, pelo menos?) E sabe alguma coisa sobre a quebradeira generalizada de 1929?

Prezado ---> Viver-de-renda <---, sem ressentimentos! Mas, com esse seu fabuloso portfólio de conhecimentos financeiros e econômicos, não cogitou se não seria mais vantajoso (pra você) continuar trabalhando sossegadamente e, quando chegar a hora, juntar todos os seus comprovantes e dar entrada com um pedido de aposentadoria pelo INSS?
Até seu nick poderia ser mudado para ---> Vivo-de-renda <--- (!!!) Que máximo hein!

Pouco, é verdade. Mas bem mais seguro do que as pseudo-vantagens desse jogo perigoso que você propaga com distorção de dados e com interpretações equivocadas dos fatos.

Sabe como George Soros ficou bilionário?

Pois eu sei...
_________________
Escritor do Site http://OUROEDINHEIRO.COM/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
Viverderenda
Nível 2

Nível 2<br>




Registrado em: Domingo, 19 de Abril de 2009
Mensagens: 210

MensagemEnviada: Dom Dez 27, 2009 5:44 pm    Assunto: Re: "Muita Gente" Vivendo APENAS de Renda Responder com Citação

MetBot escreveu:
Citação:
Tem muita gente no Brasil e no mundo que vive APENAS dos dividendos de suas ações...


Ah sim!? Com certeza! Assim como há também “muita gente” vivendo apenas do que ganhou na Tele-Sena, na Mega-Sena, na Loteria, no Bingo, em Caça-níqueis, etc...

Sonhos vendidos, sonhos jamais realizados! Mas a propaganda é intensa. E é exatamente por isso que multidões (de pobres) continuam gastando seu dinheiro nessas arapucas.

Seu raciocínio (e argumentação) são típicos de um jogador, não de um investidor sério. Mais ainda, mostra inexperiência e ingenuidade. É assim que também, como você, argumentam os vendedores de produtos de network marketing. Alguns desses vendedores aparecem em iates de luxo, acompanhados de celebridades, vestindo smokings e usando belas jóias. Todavia, tudo o que têm, na realidade, são uma montanha de dívidas e uma consciência cauterizada, pois sabendo que se meteram num grande embuste, ainda assim enganam os outros, deliberadamente.

Há alguns modos históricos de se enriquecer. O primeiro (e de longe o mais eficaz) é com trabalho sério e competente. São as pessoas que estudam, que se esforçam, que se utilizam da inteligência em benefício próprio. Economizam dinheiro, investem sabiamente, e estão sempre com os pés firmes no chão.
O segundo modo é pelo direito de herança, embora haja um velho ditado que diz: “o avô construiu, o pai manteve e o neto destruiu”.
O terceiro modo é pelo acaso (de longe o mais difícil). Matemáticos especialistas em cálculos desse gênero chegam a afirmar que é maior a probabilidade de um raio cair na sua cabeça do que você enriquecer pela sorte.
E o outro meio (de longe o mais comum) é pela fraude.


Sinceramente não entendi como minha argumentação das ações serem mecanismos mais rentáveis do que o ouro a longo prazo degenerarem em tele sena, MMN, etc. Como não há argumento coerente algum nas suas palavras, não cabe contra-argumento algum aqui.



Citação:
Sobre o DJIA

DJIA refere-se ao Dow Jones Industrial Average, também conhecido por Dow Jones ou simplesmente Dow. No Brasil, a imprensa se refere ao DJIA como o índice Dow Jones. Foi um índice criado pelo Wall Street Journal.
Esse índice reflete, mais ou menos como um espelho embaçado, o desempenho da indústria norte-americana, fundamentalmente. 30 ações (papéis) compõem este índice.


Então acho que você finalmente aprendeu que os dividendos não são contabilizados no DJIA, apesar de ser uma parte importante da rentabilidade total de ações? Não entendi como sua aula acima rebate/contradiz qualquer argumento do meu último post.

Citação:
Já o Dow/Gold ratio é calculado dessa forma = Valor do Dow/valor do ouro em onças.

Hoje (26-12-09)

10520.1/1104.1 = 9.528

Ou seja, são necessárias APENAS 9.5 onças de ouro para a compra do Dow.

Em 1929, antes da quebra das bolsas nos EUA, eram necessárias 18 onças de ouro (31.1 gramas x18) para a compra de 1 Dow. Três anos depois, 2 onças apenas.
Em 1966, com a economia norte-americana já fortemente impulsionada, eram necessárias 28 onças.
No período chamado de “explosão das empresas .com” em 1999, 44 Onças para 1 Dow.
Hoje, 9.5 Onças para 1 Dow.

Isso mostra (ou melhor, reflete um quadro e sugere) que a saúde da economia norte-americana não vai lá tão bem assim, embora ainda continue a ser, de longe, a mais próspera economia de todo o planeta.

A verdade, porém, é que os alicerces mais sólidos da economia do mundo inteiro estão fortemente abalados. A quebradeira é generalizada, os papéis-moeda não valem coisa alguma e seus valores podem ser arbitrados e mudados da noite pro dia. Lembra do Cruzeiro? Do Cruzado, do Cruzado Novo e do Cruzeiro Real? (Já ouviu falar, pelo menos?) E sabe alguma coisa sobre a quebradeira generalizada de 1929?


Bem, pelo visto estou num monólogo aqui. Reconheceu então que você estava lendo o gráfico inversamente?? Reconheceu que a tendência dow/ouro de longo prazo é de alta (mesmo sem considerar dividendos!!), ponto esse central de toda a discussão? Concorda que desde 1800 até 2002 (202 anos!!) o ouro conseguiu, em termos reais, menos de 100% de retorno, ao passo que a bolsa americana+dividendos rendeu mais que 77.000.000%??

Citação:
Prezado ---> Viver-de-renda <---, sem ressentimentos! Mas, com esse seu fabuloso portfólio de conhecimentos financeiros e econômicos, não cogitou se não seria mais vantajoso (pra você) continuar trabalhando sossegadamente e, quando chegar a hora, juntar todos os seus comprovantes e dar entrada com um pedido de aposentadoria pelo INSS?
Até seu nick poderia ser mudado para ---> Vivo-de-renda <--- (!!!) Que máximo hein!


Já partindo pros ataques pessoais? Mais uma vez caindo na falácia ad hominem, que se preocupa com o locutor ao invés do argumento em si.

Citação:
Pouco, é verdade. Mas bem mais seguro do que as pseudo-vantagens desse jogo perigoso que você propaga com distorção de dados e com interpretações equivocadas dos fatos.

Sabe como George Soros ficou bilionário?

Pois eu sei...


Metbot, até onde eu saiba quem estava vendo um simples gráfico de forma distorcida e propagando que dividendos só prestam pra quem possui uma quantidade gigantesca de ações foi você, então não sei quem está vendo o quê de forma distorcida aqui.

O que eu sei, no entanto, é quando uma conversa se exaure por absoluta falta de capacidade de argumentação de uma das partes. Por isso, dou por finalizada minha participação aqui, que pouco vai fazer além de irritar nós dois. Meu argumento, no entanto, persiste: ouro não é uma ferramenta de longo prazo, nunca foi e nunca será. É um mero mecanismo de proteção de bear markets e que, no longo prazo, pouco faz além de seguir a inflação.
_________________
http://viverderenda.blogspot.com - minha jornada para me aposentar aos 42 anos.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
MetBot




Registrado em: Domingo, 10 de Agosto de 2008
Mensagens: 25

MensagemEnviada: Dom Dez 27, 2009 10:26 pm    Assunto: Pensando Avaliando e Decidindo Responder com Citação

Por mim tudo bem (espero que você possa) -----> viver-de-renda!

E como eu havia dito: Diante do comportamento dos mercados financeiros (Brasil e Exterior) temos de lidar com três expressões da mentalidade humana: A aceitação e a divulgação de FATOS, a aceitação ou a rejeição de OPINIÕES, e o desprezo completo e total aos BOATOS.

Nada pessoal! Se usei um humor um pouco mais apimentado, não leve a mal. No geral, acho que a discussão foi até boa, pois houve a oportunidade para que informações fossem aqui postadas. Deixemos que quem as leia decida por si próprio.

Parabéns ao Administrador do Fórum por este excelente espaço!

Feliz 2010 a todos!
_________________
Escritor do Site http://OUROEDINHEIRO.COM/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
lelure
Nível 2

Nível 2<br>




Registrado em: Sexta-Feira, 10 de Março de 2006
Mensagens: 121

MensagemEnviada: Sáb Fev 13, 2010 1:04 pm    Assunto: Responder com Citação

Uma coisa que me veio agora, foi o seguinte: Em tempo de crises extremas (guerras, catástrofes globais), as moedas são sempre as que se desvalorizam com facilidade. O ouro, não. Na guerra, por exemplo, o ouro assume um papel fundamental! Até porque, como diz o ditado: "O ouro não tem pátria" he he he! Ele se torna uma moeda fortíssima! Podemos perceber isso vendo o filme "A Lista de Schindler", quando no fim, ele mesmo diz que seu anel poderia ter salvo algumas almas a mais de judeus.
_________________
"Dinheiro Economizado é Dinheiro Ganho" Tio Patinhas
"O ouro não é tudo. Também existem diamantes." Tio Patinhas
"Cuide dos centavos, pois os reais cuidam de si só." Tio Patinhas
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
MetBot




Registrado em: Domingo, 10 de Agosto de 2008
Mensagens: 25

MensagemEnviada: Dom Mar 21, 2010 2:18 am    Assunto: Dinheiro e Empréstimos Bancários. Números que não Batem! Responder com Citação

Dinheiro e Empréstimos Bancários. Números que não Batem!


O Depósito Compulsório tem por finalidade a retirada de dinheiro de circulação para controlar a oferta monetária e os empréstimos bancários. O Conselho Monetário Nacional estipula que determinado valor dos depósitos recebidos pelos bancos seja depositado no Banco Central do Brasil. Através do Depósito Compulsório, os bancos são obrigados a depositar em uma conta, no próprio Banco Central, parte dos recursos captados dos seus clientes nos depósitos à vista, a prazo ou poupança. Este processo visa o chamado controle monetário a fim de que pelo controle e limitação da quantidade de papel moeda circulante não haja empréstimos bancários sem contrapartida monetária. Em outras palavras, o Depósito Compulsório é utilizado para controlar a quantidade de dinheiro que circula no Brasil.

Em setembro de 2009, o total do Meio Circulante Nacional (dinheiro em circulação) era de R$ 110 bilhões, segundo o Banco Central do Brasil, ao passo que, também em setembro de 2009, o montante do Compulsório era de R$ 272 bilhões. Lembrando, ainda, que o Compulsório é somente uma fração do dinheiro que os bancos captam dos seus clientes nos depósitos à vista, a prazo ou poupança. Pera lá! Parece haver algo errado com esses números! Parece não, há algo errado com esses números!

Se o compulsório, em 2009, era de 13,5% (hoje 15%), resta que o valor total de dinheiro disponível para empréstimos nos bancos somaria algo em torno de R$ 2 trilhões de reais, enquanto o total de dinheiro em circulação (dados do BC) era de R$ 110 bilhões! E como isso é possível? A resposta é uma só: Toda essa dinheirama não existe na realidade, mas somente em dígitos registrados em computadores. É dinheiro digital (ou dinheiro virtual, o que equivale dizer: dinheiro irreal).

Se todas as pessoas que portam papéis lastreados em Reais (ações, títulos do governo, certificados de depósitos bancários, caderneta de poupança, títulos de fundos de investimentos, de fundos de aposentadorias, contas correntes, etc.), se dirigissem, ao mesmo tempo, aos bancos a fim de sacar seu dinheiro, veja se você acerta o que iria acontecer! Se você pensou que não haveria dinheiro físico o suficiente para ser resgatado por todos esses credores, acertou!
Não bastasse o fato de o dinheiro atual (dinheiro escriturário) ser lastreado em nada e em coisa nenhuma, agora nem mesmo em papel é mais lastreado.

ATENÇÃO! PERIGO! Mesmo diante dessa situação não apenas impressionante, mas também assustadora, quando você se dirige a um banco e solicita dinheiro emprestado (dinheiro virtual), você deixa como garantia do "dinheiro" que lhe foi emprestado, bens tangíveis tais como: casa, carro, veículos outros, jóias, etc. E se você não pagar o "empréstimo", o banco simplesmente lhe arrancará seus bens reais (após lhe ter emprestado números em computador).
Esta mecânica funcionava relativamente bem a até algumas décadas atrás, todavia, com a crescente ganância dos banqueiros internacionais e com a cumplicidade dos governos, essa situação se tornou simplesmente insustentável. E o que você acha que virá a seguir? Se você pensou no desaparecimento do papel moeda, então acertou! E isto já está acontecendo.

Repare como os cheques estão, rapidamente, desaparecendo e cedendo lugar aos cartões de débito, e ainda como praticamente todo o comércio já possui aquelas maquininhas pra você passar o seu cartão. O papel moeda (que já não é lastreado em mais nada - portanto já não mais possui valor intrínseco algum) está sendo substituído por dinheiro eletrônico (que também não possui valor algum, sendo inclusive um instrumento tão real quanto uma casa dentro de um videogame). E para onde estão indo os ativos de valor real (casas, terras, ouro, prata, madeira, gado, etc.)? Resposta: Para os bancos e para o governo. Esta é a razão porque os governos da América Latina estão sendo transformados em sistemas de governo socialistas (a palavra que encontraram para substituir o Comunismo), com figuras inacreditavelmente incultas à frente destas nações, como Hugo Chávez da Venezuela e Lula da Silva no Brasil, apenas para citar dois dentre diversos outros exemplos evidentes. E quem está por trás disto? Resposta: A Organização das Nações Unidas, a ONU, com sua Nova Ordem Mundial. E se você acha que estamos aqui falando em "Teorias de Conspiração", achou mal! Verifique por si próprio, faça as contas, examine aqueles contratos bancários que as pessoas assinam sem ler! Leia os contratos dos empréstimos, examine o Diário Oficial, o Orçamento Geral da União, a legislação brasileira e... lamente, ou então defenda-se!

O "achismo" e sua mera opinião não lhe poderão conduzir a lugar algum, senão ao risco do empobrecimento repentino. Busque na internet a frase PENHORA DE BENS e surpreenda-se com o resultado de suas pesquisas (se é que você se dispõe a examinar a questão a fundo).

O Banco Mundial não passa de mais um braço (tentáculo) desse monstro de sete cabeças chamado de Organização das Nações Unidas, o qual está, a passos largos, implementando uma Nova Ordem Econômica Mundial sem que as pessoas percebam. E a sua maior arma de camuflagem é a mídia vendida, a qual esconde, deliberadamente, estes fatos da população enquanto lhe distrai com novelas bobocas, programas de animação que debocham da sua inteligência, informações completamente inúteis como a nova namorada da celebridade tal e com que cor de tinta um jogador de futebol qualquer pintou seu cabelo, por exemplo. E tudo isto acontece simultaneamente ao fato de estarem escravizando a população a bancos de dados de sistemas financeiros e de policiamento político e ideológico. E não se iluda! Isto é apenas o começo!

De fato, o Ouro e a Prata são ainda algumas das poucas alternativas que nos restam a fim de que possamos nos defender desse circo dos horrores em que se está transformando o sistema financeiro internacional.
_________________
Escritor do Site http://OUROEDINHEIRO.COM/
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
Luiz H. Cavalheiro



Registrado em: Sexta-Feira, 14 de Mai de 2010
Mensagens: 22

MensagemEnviada: Dom Mai 23, 2010 6:41 am    Assunto: Re: MetBot Responder com Citação

Excelentes posts do MetBot sobre a pulverização do papel-moeda (virar pó), a emissão desenfreada de dólares, a transferência de bens tangíveis para os poderes instituídos, e sobre o fato de os dividendos serem apenas uma ilusão, sobretudo para os pequenos.

Há de se ressaltar também, conforme já apresentado e que pode ser visto com detalhes no site do Banco Central, a estratosférica expansão do meio circulante brasileiro desde que a moeda mudou em 1994.

Onde está todo esse dinheirão ? Todo mundo se lembra da eufórica sensação de riqueza que tomou conta dos brasileiros médios entre 1994 e 1997, mais ou menos, quando houve a crise na Rússia. Depois disso, só desemprego, salários baixos, juros exorbitantes e índices oficiais postos em xeque. Como disse o MetBot, tem muito dinheiro escriturado dentro dos computadores, apenas dígitos e mais dígitos.

No Brasil pós-1994 não viveu-se mais a hiperinflação do Cruzeiro, da economia indexada, mas o poder aquisitivo das classes intermediárias seguiu a sua linha declinante. Quem enriquecia, continuou enriquecendo, e sempre serão os mesmos, políticos, lobistas, instituições financeiras e megaempresários, classes que tiram proveito dos juros extorsivos e do desemprego, dos impostos altos e das "barbadas dos sabidos", não obrigatoriamente nessa ordem.

O sistema financeiro está muito mais próximo de um colapso do que da realização de lucros por pequenos acionistas ou cotistas.

Ainda não li o tópico inteiro, mas o site http://ouroedinheiro.com tem me servido como valiosa fonte de informação.

Abraços.

Como curiosidade:

Árabes cheios da nota sacam ouro em caixa eletrônico



Máquina instalada em hotel libera barras do metal para facilitar a vida de magnatas

"- Já tem a opção 1 kg? Tô precisando fazer umas comprinhas O cliente vai até a geringonça, bota uma grana e pode escolher barras vistosas de ouro. O novo caixa eletrônico, chamado Gold to Go, instalado no Emirates Palace Hotel, em Abu Dhabi, no norte dos Emirados Árabes, permite essa preciosa opção para os milionários e bilionários que se hospedam ali. Dá para retirar cinco, dez ou 28,35 gramas (uma onça), além de moedas e 320 itens, de ouro puríssimo e maciço dessa máquina revestida com uma fina camada do metal.
A engenhoca e as barras são importadas da Alemanha. O empresário alemão Thomas Geissler, criador da máquina, explicou por que inventou o aparato à agência Reuters:
- Os clientes do hotel não precisam mais ir até um vendedor na esquina para comprar ouro. Eles gostam de ter a facilidade de manusear e levar para casa souvenires que representam sua fortuna. Escolhemos Adu Dhabi para testar a máquina porque o público da cidade gosta bastante de ouro.

"Também dá para sacar ouro usando cartão de crédito. A máquina tem um sistema de computador integrado ao mercado internacional que avalia o metal, dando cotações a cada dez minutos. Geissler conta que a máquina tem formado filas de ricaços para sacar o metal:- Teve um sujeito que retirou cada um dos 320 objetos, além das barras. Ficou quase uma hora diante do caixa eletrônico.

"Os magnatas estão felicíssimos. A cidade, que conta com um parque de diversões cuja grande atração é uma montanha russa com Ferraris de verdade no lugar de carrinhos, tem apresentado ótimas novidades para quem nada em dinheiro. Não à toa, já tem cara pedindo por uma piscina e um chafariz que jorrem ouro de verdade, além de um bordel revestido com o metal. Os empresários ficaram de pensar a respeito."

(extraído de: http://www.revistaplatina.com/wrapper/3917-arabes-cheios-da-nota-sacam-ouro-em-caixa-eletronico).
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Logan
Nível 1

Nível 1<br>



Registrado em: Domingo, 4 de Março de 2007
Mensagens: 82

MensagemEnviada: Seg Jun 14, 2010 11:23 pm    Assunto: Responder com Citação

MetBot,

Onde posso comprar seu livro?
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Logan
Nível 1

Nível 1<br>



Registrado em: Domingo, 4 de Março de 2007
Mensagens: 82

MensagemEnviada: Seg Jun 14, 2010 11:32 pm    Assunto: Responder com Citação

Met, aproveitando o ensejo, gostaria de saber sua opinião sobre os cartões OM... Vi em seu site que a Kitco também os comercializa.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Investimentos em Geral Todos os horários são GMT - 2 Hours
Ir à página Anterior  1, 2, 3, 4, 5  Próximo
Página 4 de 5

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.








Junte-se a nós e cresça financeiramente. Eduque-se Financeiramente !!


Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB
Header design *Ícaro Pablo*