Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum

 www.ClubedoPaiRico.com.brBlog - www.ClubedoPaiRico.com.br   FAQFAQ   PesquisarPesquisar   MembrosMembros   GruposGrupos   RegistrarRegistrar   PerfilPerfil   Entrar e ver Mensagens ParticularesEntrar e ver Mensagens Particulares   EntrarEntrar 

Sugestão de artigos que devem ser lidos no site do Clube:

- Como o Zé ganha na Bolsa ?
- Iniciando seus investimentos
- Por que o problema é dos mais ricos ?
- Você está preparado para a velhice ?
- O texto definitivo: Saiba como ganhar MUITO dinheiro na bolsa !
- Fez errado … ? Então pague o preço !!
- O Controle do Fluxo de Caixa e suas barreiras
- Você está no vermelho ? O que tem feito para mudar isto ?
- Formando o seu colchão de segurança



Além disso, indico duas séries especiais:

- Iniciando seus Investimentos: a série
- O que o Zé faz para ganhar dinheiro na Bolsa de Valores ? (Índice)


Como investir em treasuries?!?

 
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Tesouro Direto
Exibir mensagem anterior :: Exibir próxima mensagem  
Autor Mensagem
vitotcha



Registrado em: Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2007
Mensagens: 3

MensagemEnviada: Sex Set 21, 2007 2:47 am    Assunto: Como investir em treasuries?!? Responder com Citação

Olá pessoal,

Tenho algumas dúvidas sobre treasuries e queria saber se alguém pode me ajudar...

1) Como investir em treasuries?
2) É verdade que para investir é necessário abrir uma conta no exterior, pois não é permitido comprar estes títulos no mercado brasileiro?
3) Se a resposta ao ítem 2 é positiva, qual a forma mais fácil de abrir uma conta no exterior?
4) Qual o rendimento médio do treasury note (de 1 a 10 anos)?
5) Quais são as vantagens e desvantagens de se investir no tesouro direto americano?

Muito Obrigado.
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
vitotcha



Registrado em: Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2007
Mensagens: 3

MensagemEnviada: Sex Set 21, 2007 12:09 pm    Assunto: Encontrei algumas informações Responder com Citação

Conta no exterior - será que vale a pena?
Descubra as vantagens e desvantagens de colocar seu dinheiro em bancos fora do Brasil

Fabiana Godoy

Super Stock/Arte: Galismarte

DOLARIZAÇÃO: Tendência desde a crise cambial do ano passado
Seus investimentos vão bem no Brasil, mas você começa a achar que é hora de colocar uma parte no exterior. Hoje, há muitos investidores diante da mesma questão. De uns tempos para cá, está crescendo o número de brasileiros abrindo contas lá fora. Eles estão aproveitando a facilidade da nossa legislação, que não impõe qualquer restrição a isso, e a praticidade. Basta ir ao seu banco, fechar o câmbio e fazer a remessa. O Banco Central não sabe quantos brasileiros fizeram isso recentemente, mas sabe-se que esta é uma tendência desde a crise cambial do ano passado. Num cenário de desvalorização do real, muita gente apostou na dolarização como a melhor saída para fugir do risco. Se você, no entanto, não está entre aqueles que já remeteram parte do que tem para fora, saiba que o que está em jogo é mais do que simplesmente virar correntista de um banco estrangeiro. “O importante não é a conta em si”, diz Rita Manso, vice-presidente de private-banking do BankBoston. “E sim, como você vai investir seu dinheiro lá fora.”

Para os investimentos, abrir uma conta lá fora é como ganhar um passaporte com acesso ao que há de melhor no mundo. “Lá você pode aplicar em produtos que não existem aqui. É a melhor chance de diversificar o portfólio”, diz o advogado Cristiano da Cruz Leite, do escritório Freitas e Leite. Por diversidade entenda-se um número enorme de fundos de investimento e as bolsas de valores. A ressalva, segundo os especialistas, é que diante de tantas opções fica impossível acompanhar tudo pessoalmente – é bom contar com os conselhos de um analista profissional. Outra boa oportunidade é poder comprar papéis de empresas brasileiras no exterior (os ADRs). Parece contra-senso, mas não é. Em alguns setores, como o das telecomunicações, há uma tendência em concentrar mais volumes lá do que aqui. A Telebrás, por exemplo, já chegou a ter 60% dos seus papéis em Nova York e apenas 40% na Bovespa. Seja qual for sua opção nas bolsas estrangeiras, o melhor de tudo é que seu dinheiro estará a quilômetros de distância do grande entrave do mercado brasileiro, a CPMF.

Outro grande chamariz da conta no exterior são os impostos, sabidamente menores. Neste ponto é preciso atenção porque há duas estratégias bem distintas: ficar praticamente isento ou pagar mais taxas investindo lá do que aqui. Quem opta pelo primeiro caminho, tem de se valer de uma brecha conhecida como off-shore. É uma empresa que o investidor abre em algum paraíso fiscal onde a taxação é quase zero. Todos os investimentos são da empresa e não da pessoa física. Só é necessário pagar imposto se o lucro for transferido para a pessoa física, trazido para o Brasil ou a empresa for encerrada. Esta saída pode parecer milagrosa mas exige muito cuidado. Afinal, este é o mesmo mecanismo adotado – com algumas variações ilegais – por quem sonega impostos ou lava dinheiro no exterior. “É importante comprar ou vender a companhia off- shore com a ajuda de um advogado”, explica o advogado Vinícius Branco, do escritório Levy&Salomão.

Imposto maior. A outra opção para abrir uma conta no exterior é fazer tudo em seu próprio nome. Neste caso, sai mais caro aplicar lá do que aqui. Isso porque, apesar do imposto na fonte ser menor nas aplicações no exterior (15% lá contra 20% aqui), existe um custo para o dinheiro entrar e sair do Brasil (duas incidências de CPMF e taxa bancária). Você também tem que dar satisfações à Receita brasileira, tanto na declaração de IR como mensalmente, com o pagamento de carnê-leão com alíquota de 15% sobre o ganho apurado. “Não se pode decidir só pelo aspecto fiscal”, diz Branco. “Investir lá fora é invariavelmente mais seguro e isto tem um custo”. O segredo para fazer um bom negócio é ponderar bem os prós e os contras. “Tem de valer a pena. Se é para investir mal é melhor deixar o dinheiro aqui, onde pelo menos você conhece o mercado”, alerta Manso.
LEIA MAIS
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
vitotcha



Registrado em: Sexta-Feira, 21 de Setembro de 2007
Mensagens: 3

MensagemEnviada: Sex Set 21, 2007 12:10 pm    Assunto: mais informações Responder com Citação

Letras&Lucros Responde
É possível comprar títulos de governos estrangeiros, como o alemão ou americano, aqui no Brasil?
Alguns países permitem a compra de títulos americanos no próprio mercado doméstico. No Brasil, a prática não é permitida. Quem quiser aplicar nesses papéis tem de abrir uma conta no exterior para investir no título emitido por outro país.

A partir da conta no exterior, o investidor consegue facilmente comprar ou vender títulos do Tesouro dos Estados Unidos (US Treasury). Há três tipos: o “Treasury Bill”, título de curto prazo (até um ano) com valor de face de US$ 10 mil. O papel americano de médio prazo (de 1 a 10 anos) é o “Treasury Note”, com juros pagos a cada seis meses até seu vencimento.

O titulo de longo prazo nos Estados Unidos, com vencimento superior a 10 anos, é chamado de “Treasury Bond”. O valor de face dele é de, no mínimo, US$ 1 mil. Quem aplicou em treasuries de 10 anos no dia 27 de julho de 2005 garantiu uma remuneração anual, em dólar, de 4,25%.

Com a conta no exterior, o investidor tem ainda a opção de aplicar recursos em títulos emitidos pelo governo brasileiro lá fora, que oferecem elevadas taxas quando comparados aos papéis americanos.

O título da dívida pública brasileira Global 40, com vencimento em agosto de 2040, oferecia aos investidores uma remuneração de 8,55 % em dólar ao ano em julho passado. O Global, de prazo mais curto, vencimento em 11 de janeiro de 2006, prometia taxa de 3,79% em dólar ao ano, na metade de 2005.

Para os investidores internacionais, dispostos a correrem o risco Brasil, também há os títulos corporativos emitidos por empresas brasileiras lá fora. Entre os mais procurados, estão os títulos da Vale do Rio Doce. O investidor que comprou, por exemplo, no dia 27 de julho o título da empresa no exterior, com vencimento em janeiro de 2034, terá remuneração de 7,17% ao ano em dólar.

Outra principal opção no exterior são os papéis da Petrobrás. Um título com vencimento em dezembro de 2018, adquirido em 27 de julho de 2005, garantia uma taxa de 7,48% ao ano em dólar ao investidor que aplica fora do Brasil.

fonte: http://letraselucros.com.br/responde/pages.aspx?id=53
Voltar ao Topo
Ver o perfil de Usuários Enviar Mensagem Particular Enviar Email
Mostrar os tópicos anteriores:   
Novo Tópico   Responder Mensagem    Clube do Pai Rico - Fórum - Índice do Fórum -> Tesouro Direto Todos os horários são GMT - 2 Hours
Página 1 de 1

 
Ir para:  
Enviar Mensagens Novas: Proibído.
Responder Tópicos Proibído
Editar Mensagens: Proibído.
Excluir Mensagens: Proibído.
Votar em Enquetes: Proibído.








Junte-se a nós e cresça financeiramente. Eduque-se Financeiramente !!


Powered by phpBB © 2001, 2002 phpBB Group
Traduzido por: Suporte phpBB
Header design *Ícaro Pablo*