Clube do Pai Rico

Pensamento do dia – Georgia O’Keeffe

Eu tenho medo em todos os momentos da minha vida e isso nunca me impediu de fazer nada que eu quisesse fazer.

Georgia O’Keeffe

 

Quem nunca sentiu medo ? Quem nunca sentiu medo para dar o primeiro passo ? Quem nunca adiou algo por conta do medo ?

É … quem investe sente isso na pele a todo momento. Ou vai dizer que você nunca deixou de fazer uma operação que era “certa”, que seu sistema indicava, que sua análise apontou como certa ? Nunca sentiu aquele frio na barriga que te segurou e te deixou apenas de espectador ?

E o pior … te deixou apenas vendo aquilo que você achava que aconteceria, acontecendo. 🙁

Sim, sentir medo é normal. É natural. É bem-vindo. Sentir medo mostra que você ainda se importa com aquilo. Só não sente medo quem não se importa. “Ah, eu coloco a grana ali … se perder perdeu”. Pensa assim ? É porquê você não se importa com o dinheiro que tem.

Temos inúmeras ferramentas de apoio, sejam elas na hora de indicar uma operação, sejam elas para proteger o capital. Mesmo com tudo em mãos, você ainda tem medo de que algo possa dar errado. Você deve ter medo que algo possa dar errado …

Quem não tem, não mede as consequências. Se atira de cabeça e não se importa com o desfecho.

Por exemplo, em Bolsa, quando estou com medo de dar o primeiro passo, costumo realizar uma operação menor. Diminuo o valor injetado na operação, para diminuir a dor em caso de erro. É o medo, o respeito pelo dinheiro, pelo trabalho que deu para conquistá-lo.

Muitas vezes, apenas essa diminuição é suficiente para aliviar a pressão, a tensão, permitindo dar o primeiro passo e com isso seguir adiante.

Tenha medo. Mas não deixe que ele te domine. 🙂

Pensamento do dia – Bruce Feirstein

A distância entre a insanidade e a genialidade é medida pelo sucesso.

Bruce Feirstein

 

São tantas as áreas onde poderíamos encaixar essa frase …

Pense em dois empreendedores que dedicam 20h do seu dia ao seu negócio. Um fatura bilhões com ele, o outro mal e mal consegue pagar suas contas … Depois de 20 anos de trabalho a situação permanece sendo exatamente a mesma. O que falariam de cada um dos dois ?

Pense num investidor que insiste em investir em uma empresa que só dá prejuízos … Que passa por diversos problemas … Que sua ação não sai do lugar. Como o chamam até a hora em que a cotação simplesmente explode e ela passa a valer centenas de vezes o valor por ele pago ?

Pense num cientista que tem uma teoria pra lá de revolucionária, um equipamento de moto-contínuo, por exemplo. O que falariam dele enquanto o mecanismo estivesse apenas na fase teórica ? E na hora em que ele realmente o tirasse do papel ?

E você, teria mais algum exemplo ?

Pensamento do dia – Peter Bernstein

O mercado não é uma máquina muito acolhedora; ele não lhe oferecerá rendimentos altos só porque você precisa deles.

Peter Bernstein

 

Não … o mercado não fará o que você quer que ele faça. Tampouco aquilo que você precisa que ele faça.

Ou você aproveita as oportunidades que ele te oferece, e agradece por elas, ou nada feito. 😉

Pensamento do dia – Willie Nelson

Ao parar por um minuto e contar todas as suas conquistas, você perceberá como é bem-sucedido.

Willie Nelson

Já percebeu que só “valorizamos” as perdas, os problemas, as complicações ?

As coisas que deram certo, que funcionaram, os nossos cases mais bem-sucedidos, sempre são “deixados de lado” …

Por quê ? 🙄

Um exemplo: no Double PUT Double CALL temos quase 2000 alunos satisfeitos e pondo em prática a estratégia que compartilhei com eles nas aulas. Mas basta aparecer 1 aluno “reclamando” para o estragar dia.

Sim, não existe 100% de unanimidade entre os alunos do curso. Difícil admitir isso ? Não, isso é algo surpreendentemente bom !! Mas um comentário “pessimista” tem o poder de nos arrastar junto. E é disso que se trata a frase de hoje: damos MUITO valor aos problemas, aos erros, às reclamações. Deixamos de comemorar todos os elogios, conquistas e agradecimentos no momento que apenas 1 ponto mais negativo aparece …

Você também age desta forma ? Como faz para voltar “ao normal” ?

Eu costumo dar um tempo para digerir o problema/reclamação, depois tento extrair algo de positivo daquilo. Uma forma de melhorar, de corrigir a causa daquela reclamação, aquele problema. 😉