Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Livros ||| Do mil ao milhão

Antes de qualquer coisa: num país onde a saúde financeira das pessoas está em estado lastimável, toda e qualquer fonte de informação e compartilhamento de experiências, encarado de forma séria, deve ser aplaudido. E sim, o que o Thiago vem fazendo respeita essa linha. 😉

Tanto no canal no Youtube quanto no livro “Do mil ao milhão(HarperCollins, 2018), ele vem trazendo conteúdo para o seu público, conteúdo que vem ajudando quem lhe acompanha.

Focando no livro, achei interessante que ele focou nos 3 pilares: usar o dinheiro de forma inteligente (trazendo economia), ganhar dinheiro, e trabalhar o dinheiro. Não tem como ser diferente ! Os 3 precisam andar juntos, de forma equilibrada, para que a máquina funcione.

Do que adianta ganhar rios de dinheiro, se você torra tudo da forma errada ?

Do que adianta economizar até o último grão, se você ganha MUITO pouco ?

Do que adianta fazer tudo certo, e na hora de investir coloca no lugar errado ?

Precisamos trabalhar no equilíbrio. Ok … cada um consegue se destacar em uma área. Por exemplo, o meu forte é na parte do retorno obtido com meus investimentos. É nisso que eu foco, mas sem ignorar a forma com que gasto o que ganho e em outras formas de aumentar/melhorar as minhas fontes de renda. 🙂

“Zé o livro se aprofunda nos temas abordados ?”

Não, ele apresenta, dá destaques a alguns pontos, e permite que o leitor dê seus primeiros passos.

Não, ele não te entrega uma “receita de bolo”, mas ele te mostra os ingredientes, diz como utilizá-los, te dando a liberdade de escolha.

Uma coisa que achei interessante é que ele apresenta os tipos básicos de investimento, ideais para quem está começando. Não adianta eu falar de Opções e Futuros para quem está buscando um livro que propõe te ajudar a dar os primeiros passos na jornada. Concorda ?

Não, não é um livro que tem como propósito focar no lado investimento da coisa. Ele deixa isso bem claro na capa: “Gastar bem | Investir melhor | Ganhar mais“. E, de novo, para quem está começando, é isso que é preciso !!

Não é à toa que “Do mil ao milhão” vem figurando entre as listas de mais vendidos do país. 😉

A transformação vem do início galera ! Um passo de cada vez. Lembra daquele post “Antes de se tornar um piloto da Fórmula 1, você precisa aprender a … ?” ? Pois então … 😀

Sim, é um livro que eu te indicaria ler ! 😉

 

Nota do Site:
5 Moedas

Do mil ao milhão
Thiago Nigro

Editora: HarperCollins
Ano: 2018
Edição: 1
Número de páginas: 222
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

3 minutos para o sucesso

Há algumas semanas vi no programa do Danilo Gentili uma entrevista interessante. Era um cara que, ainda estudante universitário, foi trabalhar de entregador da DHL, um courier, pois precisava ir aos Estados Unidos para oferecer uma oportunidade de investimento John Casablancas, dono da Elite Models. O detalhe: ele não tinha dinheiro para a viagem (por isso foi trabalhar como courier, pois desta forma viajava aos EUA para entregar a encomenda em mãos), nem para a hospedagem (acabou ficando em um albergue) e o mais “louco”: sem falar uma palavra em Inglês. 🙂

A pessoa em questão era Ricardo Bellino. Fique com a entrevista dele:

Achei a entrevista interessante, a história me pegou. Enquanto isso, me surgia a lembrança de que tinha um livro do Ricardo na minha biblioteca. Um que eu ainda não tinha lido (sim, tenho alguns “na fila”, hehehe): 3 minutos para o sucesso.

No livro, Bellino conta a história de como conseguiu vender um projeto ao Presidente Trump (na época do livro, 2005, isso nunca poderia ser imaginado – apenas pelos Simpsons !), e que para tanto, teve apenas 3 minutos. Sim … apenas 3 minutos.

Você consegue imaginar como isso possa ser possível ? Sem conhecer a pessoa, oferecer uma oportunidade e BANG ! 🙂

Ok … Trump admite que o encontro só se tornou possível por conta da carta de recomendação que … John Casablancas enviou. Disse que a carta foi decisiva para isso.

Sorte ? Talvez … Mas dizem que a sorte de algumas pessoas se chama preparação. E é justamente isso que Ricardo Bellino apresenta no livro: uma relação de pontos que devemos levar em consideração, que devemos nos preparar, que devemos nos aprimorar, para conseguir conquistar esse tipo de “sorte”.

Como atrair a atenção de uma pessoa e vender uma ideia em apenas 3 minutos ? Como, sem ter dinheiro ou falar o mesmo idioma, conseguir uma sociedade que foi capaz de trazer a Elite Models para o Brasil ? Como conseguir um case tão bem-sucedido como o do “Câncer de mama no alvo da moda” ?

Sim ! Um livro repleto de histórias e sugestões e orientações de como proceder. Como “vender seu peixe” em tão pouco tempo ?

Lembra do “a primeira impressão é a que fica” ? Acho que para alguém que tenta vender um projeto em apenas 3 minutos, essa ideia precisa ser levada ao extremo. Não ? 😉

Uma leitura que me agradou bastante, que me abriu a cabeça e me apontou (e reforçou) alguns itens que posso e preciso melhorar no meu lado empresário e homem de negócios. 😀

Se você gosta de aprender através de causos, intercalados com conteúdo e orientação, esta será uma leitura que certamente irá te agradar. Eu gostei muito ! Histórias como essa, de alguém que foi atrás de um objetivo não medindo esforços (foi trabalhar de courier para poder viajar pros EUA !!) nos lembram de que tudo é possível. Basta apenas querer …

 

Nota do Site:
5 Moedas

3 minutos para o sucesso
Ricardo Bellino

Editora: Chiado Editora Brasil
Ano: 2018
Edição: 1
Número de páginas: 216
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Nunca mais fique sem dinheiro

Muito se fala sobre como se ter dinheiro nos livros que falam sobre como se ter dinheiro.

Falam sobre muitas coisas, mas confesso que nunca vi um livro que focasse única e exclusivamente no fator “orçamento”. Você já ?

Bom … na verdade eu não tinha visto. 🙂

Ok, “praticamente todos falam”. Mas apenas falam … Mas desta vez eu li um que foca nisso ! E convenhamos … isso é fundamental !!

É o orçamento doméstico, junto com um plano de metas, que nos permite planejar adiante. Sem ele, nada feito. Sem saber o que realmente está acontecendo, e para onde queremos ir, uma tarefa que devia ser normal, se transforma em algo Hercúleo …

E confesso de que gostei do que li. Uma estratégia que encara de forma realista a confecção e manutenção de um orçamento. Afinal de contas, a vida é assim. Não dá para ser levada a ferro e fogo, é preciso ter alguma mobilidade para que possamos nos adequar às mudanças do dia a dia. Não concorda ? 😀

No livro “Nunca mais fique sem dinheiro“, o autor Jesse Mecham, nos apresenta as 4 regras que formam os pilares da sua estratégia:

#1 – Dê uma função ao dinheiro: tenha um objetivo em mente;

#2 – Aceite as suas despesas reais: quite as suas dívidas;

#3 – Aprenda a levar porrada: prepare-se para gastos inesperados;

#4 – Amadureça o seu dinheiro: junte grana

Sim, elas parecem ser simples. Mas parecem por um único motivo: elas são simples. 🙂

Se você prestar atenção, tudo o que realmente funciona, de verdade, é baseado em regras simples. Tudo que é muito complicado, muito complexo, muito cheio de regras, acaba piorando sua eficiência. Se for simples o suficiente para você seguir, sem ficar tentado a mudar só um pouquinho, para … facilitar as coisas, e fizer parte de uma estratégia testada ao longo do tempo, é mais de meio caminho andado. 😀

E sim, as 4 regras são simples o suficiente para que você não fique tentado a mudar alguma coisa. 😉

Claro … um ou outro ponto do que foi apresentado no livro pode não se encaixar na realidade brasileira. Exemplo ? Lá nos EUA a taxa de juros para o cartão de crédito também é de 15% … mas é 15% ao ano !!!! Aqui no Brasil a taxa é de 15% mensais !!! 🙄

Você deixar algo numa dívida que come o seu dinheiro desta forma, não pode ser encarado como possibilidade.

Em certa parte do livro o autor dá a entender que em alguns casos, para atender um de seus objetivos, você poderia deixar de pagar a fatura integral do cartão … O estranho é que no restante ele põe o pagamento das dívidas como uma prioridade. Fiquei com a impressão de que ele prioriza os objetivos (“sonhos”).

Ok, em uma situação onde você paga pouco mais de 1% ao mês para “arcar com os custos” do seu grande sonho, até poderíamos aventar a possibilidade. Mas aqui, onde o custo disso poderia ser perto de 15% ao mês ???? Não não !!! 🙁

Mas para você ver o quanto me agradou a leitura, este foi o único ponto que merece meu destaque “negativo”. (que está mais para neutro, por causa da realidade que ele vive nos EUA, hehehe)

Se você tem apanhado na criação e manutenção do seu orçamento doméstico, acredito que esta leitura te ajudará. E ajudará MUITO ! 😀

 

Nota do Site:
5 Moedas

Nunca mais fique sem dinheiro
Jesse Mecham

Editora: Haper Collins
Ano: 2019
Edição: 1
Número de páginas: 240
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Como sair do labirinto ?

Você provavelmente já se viu diante de um beco sem saída. Não sabia o que fazer. Não sabia para onde ir.

As coisas ficaram difíceis, seja por conta da perda do emprego, ou por algo ainda pior: você está buscando uma vaga no mercado de trabalho, mas não consegue encontrar nada. Tudo o que lhe é oferecido “não condiz” com a sua formação, com o tanto que você estudou e se preparou. As ofertas não estão à sua altura.

Você não consegue encontrar uma vaga. Você faz o que faz. Sempre fez o que fez. Não é justo que você precise mudar quem você é para conseguir trabalhar e mostrar seu valor. Não é mesmo ?

Você está convicto que uma hora as coisas irão melhorar e aquilo que você tanto precisa e procura, irá surgir. Você tem certeza disso !

Você insiste nisso. Por um longo período … Um período tão longo, que com o passar do tempo suas energias vão sendo drenadas. Você começa a xingar a tudo e a todos. “Ninguém te valoriza” … “Ninguém reconhece o seu valor” … Todos estão errados ! 🙁

Mas … e se for você quem está errado ? Já parou para pensar nessa possibilidade ?

E se as coisas mudaram, e aquilo que você fazia, não é mais necessário ? E se a atividade que você realizava, hoje é feita por uma máquina, em menos da metade do tempo que você levava … ? “Não, eu ainda vou conseguir encontrar quem me valorize e precisa da minha experiência !!”

Mas e se a sua experiência não é mais tão necessária quanto você pensa que seja ?

É … Muitas vezes colocamos uma ideia nas nossas cabeças que impedem que vejamos as coisas como elas realmente são. Criamos uma barreira que nos impede de enxergar a realidade. Estamos tão convictos de que estamos certos, que esquecemos de enxergar se realmente estamos.

Sim … a convicção é algo importante. Mas mais importante ainda, é pararmos para pensar se ela está realmente certa.

Muitas vezes é nosso entorno que nos traz essa convicção. Ouvimos falar que uma determinada coisa é boa, ou ruim, e mantemos essa opinião a todo custo. Quer um exemplo ?

Desde novo, ouvi falar que Opções (uma espécie de contrato de compra e venda de ações) eram perigosas. Que eram o caminho certo da perda. Que quem as utiliza, mais cedo ou mais tarde, acaba quebrando na Bolsa. As histórias de perda sempre eram intercaladas de uma ou outra vitória, que faziam com que a pessoa permanecesse no mercado, acreditando que aquela era a hora da virada. Até que uma nova pancada do Sr Mercado levava aquilo que havia sido conquistado, e mais um pouco.

Desde novo, tinha a convicção de que o mercado de Opções era perigoso. Era proibido para mim. Herdei essa convicção, pois era somente isso que meu pai falava. Contava suas histórias de perda e dizia: “invista na Bolsa, mas NUNCA opere com Opções !!” Se ele estava dizendo, quem era eu para ir contra …

Mas aos poucos fui estudando o tema, fui vendo que as coisas não eram bem assim. Que sim, era um mercado arriscado … Mas era arriscado para quem adotava uma postura arriscada. Era arriscado para quem atuava de uma determinada forma … E que sim, existiam maneiras seguras de trabalhar com aqueles ativos.

Eu tinha a convicção de que era perigoso. Até o momento que resolvi me “rebelar” e parar para analisar: “será que realmente o são ?

Convicções são assim. Você tem uma ideia na cabeça que te prende a um determinado posicionamento. Em todas as áreas de nossas vidas … Mas só te prendem se você deixa que elas mandem em você. Nada te impede de ver se elas são realmente corretas. Já parou para pensar, que se eu tivesse mantido a convicção de que o mercado de Opções é algo tão perigoso, a ponto de eu ser proibido operar nele ?

Se eu tivesse mantido esta convicção até hoje, eu não teria estudado o tema. Não teria me aprofundado. Não teria visto as coisas como elas realmente são. E pior: não estaria hoje vivendo delas. Sim, são as Opções que põe a comida na minha mesa. Eu só opero com elas ! E ainda mais: se eu tivesse mantido viva a convicção de que elas são perigosas, e nunca tivesse buscado a informação que mudou esta visão, eu nunca teria tido a oportunidade de criar o Double PUT Double CALL, que hoje ajuda muitas e muitas pessoas (quase 700 !!) a trabalhar neste mercado tão perigoso, de uma forma segura e rentável. 🙂

Se eu não tivesse mudado esta convicção, provavelmente teria abandonado o mercado em 2005, após ter quebrado. Não, eu não mexia com Opções (elas eram perigosas, lembra ?) … Eu trabalha com Ações, de uma forma completamente arriscada, sem nenhum tipo de proteção. Foram as Opções, perigosas, que me proporcionaram um porto seguro e que me permitiram a plena recuperação do que havia sido perdido e a sobrevivência no mercado. E mais: me permite, hoje, ajudar muitas pessoas que já passaram por uma experiência parecida. 😉

Quer sair do labirinto ? Aprenda a questionar as suas convicções. São elas que estão criando as barreiras que te mantém preso nele.

Já tentou ? Então aqui vai uma leitura que poderá te ajudar na tarefa:

 

Nota do Site:
5 Moedas

Como sair do labirinto
Spencer Johnson

Editora: Record
Ano: 2018
Edição: 1
Número de páginas: 111
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Livros ||| Criptomoedas

Olha … eu já li alguns livros sobre o tema. Outros tantos textos publicados em sites … Mas esta foi a primeira vez que li algo destinado exclusivamente ao convencimento da ~validade do ~investimento em criptomoedas.

Sim, sempre era focado no lado “real” da coisa. Mostrando o que era, como poderiam ser utilizadas. Mostrando como a tecnologia funciona, quais suas vantagens e desvantagens. Mas neste livro, por mais que os autores tenham mostrado isso, o foco era outro …

Desta vez, eles queriam mostrar que ~investir em criptomoedas era algo válido.

Confesso que não foi uma leitura que me agradou. Como falei no Twitter em “tempo real”, enquanto fazia a leitura, foi uma das primeiras vezes que quase desisti no meio do caminho. Sim, quase larguei o livro … E olha que NUNCA fiz isso !

Motivo ? Justamente esse lado “convencimento” da coisa. 🙁

Eu senti como se o motivo do livro fosse somente esse. Como se tudo girasse em torno de convencer o leitor de que investir em criptomoedas é um bom negócio. E no meio do caminho muitas comparações foram feitas. Até com as mais tradicionais bolhas, como não podia deixar de ser …

Claro ! A primeira coisa que muita gente pensa ao ouvir das criptomoedas, especialmente a bitcoin, a mais famosa de todas, é no comportamento ao estilo bolha. Os autores falaram sobre as tulipas, sobre as .com, sobre o subprime … Sobre como a massa de investidores se comportou diante daquelas bolhas e dessa.

Quer dizer, dessa não, pois “criptomoedas não são uma bolha“. É … 🙄

E como foi que concluíram que não se trata de uma bolha ? Através da análise das 5 lentes de Vikram Mansharamani !!

#1 Perspectiva microeconômica
#2 Perspectiva macroeconômica
#3 Psicologia – excesso de confiança
#4 Incentivo governamental
#5 Epidemiologia

Segundo eles, apenas o 3º item é encontrado em relação às criptos … Sério !!!??

Os próprios usuários e entusiastas dizem que a bitcoin foi criada como forma de “fugir” do controle estatal. Não seria esse um belo incentivo governamental ?

Já pela perspectiva microeconômica, “apenas 1% da população com acesso à internet investe em bitcoin”. Ok … pode até ser que o grupo fosse realmente pequeno. Mas não custa lembrar que aqui no Brasil, em um determinado momento, tivemos 2x mais pessoas investindo em cripto do que investidores em Ações ! Não custa lembrar da complexidade do processo de compra e venda de criptos, o que para muitas pessoas se mostrou como uma verdadeira barreira de entrada.

Pela perspectiva macroeconômica, dizer que não existe “alavancagem” no universo das criptos … Tem certeza ? E o mercado de futuros de bitcoin ? Ainda, como apresentado no próprio livro, quando dito que na bolha das tulipas as pessoas podiam pegar empréstimos para investir nelas, quantas e quantas histórias nós vimos, de pessoas que hipotecaram a casa para colocar tudo em bitcoin ?

E por fim, o 5º item … Em certo momento, só se falava disso !! De novo: enquanto tínhamos 500 mil pessoas que investiam em Ações, aqui no Brasil, 1 milhão investia em criptos !! O oba oba foi tão grande, que mais de MIL criptomoedas surgiram ! (e pelo o que vi, pararam de contar … pois a cada dia surgiam mais e mais e mais)

Sem forçar a barra, das 5 lentes, poderíamos considerar que 4,5 delas (o 2, sendo bonzinho, seria meio atendido) dizem que criptomoedas são sim uma bolha. 🙂

De novo, a leitura, na minha opinião, se mostrou mais como sendo um material que tentava convencer o leitor de que não há bolha … de que o ~investimento em criptomoedas é válido … do que realmente olhar a coisa de fora. E digo que entendo isso perfeitamente !! Quando estamos envolvidos em um investimento, é natural que deixemos de lado alguns cuidados, que ignoremos alguns pontos.

Só vai reclamar Zé ?

Não, tinha um lado interessante no livro. A parte destinada à orientação de como investir nas criptos.

Por mais que EU não considere como sendo algo válido, a análise de outras pessoas pode apontar para a direção contrária. Com isso, encontrará no livro material de como proceder, de como encontrar uma corretora, de como mandar a grana, de como fazer a compra e a venda delas. 🙂

Mas, de novo … esteja preparado para ler um livro onde seus autores defendem ferrenhamente suas convicções. 😉

 

Nota do Site:
2 Moedas

Criptomoedas
André Franco | Vinícius Bazan

Editora: Empiricus
Ano: 2018
Edição: 1
Número de páginas: 208
Acabamento: Brochura
Formato: Médio