Clube do Pai Rico

Solicite o seu agora mesmo!

Tinha uma posição em ações, vendi e recomprei em seguida … Como isso afeta o preço médio ?

Pergunta:

Olá, tudo bem?

Uma dúvida em relação a Custo Médio de uma ação.

Eu tinha 300 JHSF3 a um custo médio de R$4,0624 e a último vez que eu tinha compra um lote dessas ações, tinha sido em 27/12/2019.

No dia 06/01/2020, eu vendi as 300 ações de JHSF3 por R$7,87 e comprei 300 no mesmo dia por R$7,85. Essa compra e venda no mesmo dia, caracteriza uma operação de Day Trade, e a rentabilidade da operação é a diferença entre os R$7,85 e R$7,87. É correto dizer então que, o meu custo médio continua sendo os R$4,0624 por ação, caso eu realize o lucro dela no Swing Trade?

Abraço,

Resposta:

Opa ! Tudo certo Fernando ? 🙂

Exato !! Teu preço médio de aquisição permanece sendo R$4,0624. Nada mudou em relação a isso. 😉

Só uma pergunta … você usou os teus custos operacionais (corretagem, emolumentos, etc etc etc) na formação do preço médio de aquisição dessas ações ? Sim ! Eles fazem parte. 😀

Sugiro a leitura complementar: Devo considerar meus custos operacionais na formação do preço médio ?

Sobre a operação do dia 6 de janeiro, ela um daytrade. O seu lucro na operação foi de 2¢ por ação negociada. Ou R$6,00.

Lembrando que a alíquota do IR para operações daytrade é diferente … Ao invés dos tradicionais 15%, para o daytrade o IR é de 20% sobre o lucro. Além disso, 1% do lucro já fica retido na fonte, então para o DARF você só precisa complementar com os 19% restantes.

Mas neste caso específico existe um porém … Digamos que esta seja a única operação daytrade do mês. Com um lucro de R$6 você teria que pagar R$1,14 (R$0,06 já ficou retido) de imposto de renda. Correto ? Faria um DARF para pagar isso e tudo certo. Sim ? Não … pois o valor mínimo de um DARF é de R$10. 😉

Se foi o único lucro a ser tributado, você precisará aguardar pelos próximos meses, até ter lucro suficiente para gerar R$10 em imposto.

Espero ter ajudado ! 🙂

Abraços !

Aluguel de ações

O estudo acompanhará o desempenho da ITUB4, BBDC4, BBAS3, PETR4 e da VALE3 – carros chefe do Ibovespa. Esta informação poderá ser usada tanto por quem opera na ponta de compra quanto para quem opera na ponta de venda … 😉

Este é um dado que acompanho diariamente, serve para que eu veja o “peso” extra que existe sobre estas ações. Normalmente – veja bem, normalmente … – um aumento na posição alugada pode significar um movimento de queda no papel. E o contrário também é verdadeiro, uma cobertura pode significar um movimento de alta.

Vamos lá !





Comentário: É … a gripe parece ter colocado o sujeito de cama.

Pouco mais de 1,5% de queda. E sim … liguei diretamente à doença chinesa. Motivo ? Foi só sair um comunicado do CDC americano, informando que encontraram o primeiro caso da doença em solo americano, para a coisa acelerar …

Com isso, perdemos o primeiro suporte, o dos 117.500 pontos. Ainda temos o dos 116k, antes de dizermos “é, parece que a maré virou”. Portanto, hoje é dia de ver como o Ibovespa vai se comportar, na tentativa de recuperar os 117.500 (sim, eu acho que ele vai ali testar a região), e depois se ele vai tentar se aventurar na região dos 116k.

Ah ! Para ajudar, hoje começa “pra valer” o follow-on de PETR3. Aproximadamente R$23 bilhões em ações a serem injetadas no mercado. (dia “D” ? 4 ou 5 de fevereiro, já vi as duas datas sendo divulgadas …)

E não são apenas as ON … Teremos também as quase 1 bilhão de ações PN sendo oferecidas também. Serão R$30 bilhões em ações, só que desta oferta ainda não temos maiores detalhes. 🙄

Fiquemos atentos !! 😉

 

 

“Sabe quando você trai seu cabeleireiro e depois volta sem graça ? É como estou me sentindo com o @clubedopairico ao ver minha compra de CALLs virando pó. Isso porque, com o método dele, nunca mais tinha perdido dinheiro com Opções.

Wellington Alves – aluno do Double PUT Double CALL e membro do Golden Option

Conheça você também os cursos oferecidos aqui no Clube !! O “Minha primeira vez na Bolsa“, para quem quer começar a investir em ações com o pé direito, sem medo do desconhecido, e o “Double PUT Double CALL” para se aprofundar nos estudos sobre opções e de brinde conhecer o método operacional que uso para rentabilizar o meu patrimônio. 😉

Opções – O que é um straddle ?

Uma das coisas que mais me agrada no mercado de opções é a variedade de estratégias possíveis de serem realizadas com elas. As vantagens proporcionadas são muitas, podendo você tirar proveito de alguns pontos:

– fator tempo;
– volatilidade;
– alavancagem;
– proteção;
– etc etc etc

Mas hoje falarei sobre uma estratégia específica, que tira proveito de um item muito interessante, falarei sobre o Straddle, uma estratégia que tira proveito da volatilidade das cotações. Nome complicado, diferente … mas que no fundo “esconde” uma operação bem simples e intuitiva. 😉

A principal característica de um straddle é a que é uma operação de compra de opções. Sim, uma compra pura e simples. Bem, na verdade não é apenas uma compra, mas sim duas … O straddle é composto por duas compras, uma de uma CALL e uma de uma PUT.

Como você já sabe – ou ao menos já deveria saber … -, uma opção do tipo CALL se valoriza conforme o mercado sobe, enquanto uma opção do tipo PUT se valoriza conforme o mercado cai. Portanto, se a operação se caracteriza por estar comprada tanto em uma CALL como em uma PUT, ela se beneficia dos dois cenários.

Mas como ?

Bem, deixe-me tentar explicar um pouco melhor. 🙂

Enquanto a CALL se valoriza enquanto o mercado sobe, a PUT perde valor com a alta. Porém (sempre existe um porém, percebeu ?) a velocidade com que a CALL sobe é maior do que a PUT cai. Digamos que a alta seja de R$0,50 (cinquenta centavos). Com isso a CALL sobe R$0,30 (trinta centavos) enquanto a PUT cai R$0,22 (vinte e dois centavos).

O mesmo princípio se aplicaria numa queda de R$0,50 (cinquenta centavos), onde a PUT subiria R$0,30 (trinta centavos) e a CALL cairia R$0,22 (vinte e dois centavos).

(valores hipotéticos …)

Já conseguiu enxergar o “segredo” ? 😉

Como uma opção subiu mais do que a outra caiu, o lucro surgirá desta diferença.

A operação “precisa” ser montada em um strike ATM para que a flutuação das cotações seja aproveitada ao máximo. Mas nada impede que seja feita em outro strike.

Outro ponto importante: o straddle precisa ser feito de forma equilibrada, com as CALL e PUT sendo do mesmo strike (no caso da ATM), ou equidistantes da cotação atual para os outros casos. (na realidade quando não é feita com um strike ATM esta operação recebe outro nome, strangle, mas mantém o mesmo princípio)

Velocidade é o nome do jogo

Um dos itens que “turbinam” a operação chama-se velocidade. Quanto mais rápido ocorrer a variação, seja pra cima ou para baixo, maior será o lucro gerado pela estratégia.

Sim, é possível ganhar mesmo que o movimento seja lento, porém a amplitude (a alta ou a baixa) dele precisará ser maior.

Muitos costumam adotar a operação para dias “especiais”, como a divulgação de um resultado, ou de algum outro fato importante. (é, estou falando justamente nisso que você pensou)

Operação simples, tanto para ser montada, quanto para ser desmontada, onde o risco máximo de perda se resume ao valor gasto nas compras. O limite de ganho ? Não há. 😀

ps: como toda estratégia em bolsa o bom senso é peça fundamental …

Agora você entende porque insisto tanto para que você aprofunde seus estudos a respeito do tema Opções ? 😉

Deixo a indicação de alguns livros sobre o assunto:

Ganhando Dinheiro com Opções
Investindo no Mercado de Opções
Operando opções
Fique rico operando opções
Opções: do Tradicional ao Exótico