Clube do Pai Rico
Participe agora mesmo!


O Controle do Fluxo de Caixa e suas barreiras

Que o controle do Fluxo de Caixa é ferramenta indispensável e obrigatória para quem deseja iniciar seu processo de Educação Financeira já é fato mais do que conhecido por todos, mas faço uma pergunta relacionada a ele: Se é tão importante, por que tem tanta gente que insiste em não fazer este acompanhamento ?

Se é através de seu uso que podemos saber como vêm sendo os “resultados” financeiros de cada um, por que não utilizar esse artifício ?

Não ter o programa adequado

Essa é uma desculpa que costumo escutar muito, porém não é a mais usada. O pior, é uma das mais sem fundamento …

Não tem um programa adequado ? Faça uso de uma planilha eletrônica (excel). Não tem o excel por ser um programa pago ? Já ouviu falar do Google Docs ? Mas não tem o programa certo porque não conhece as opções disponíveis ou por não ter encontrado uma que tenha a “sua cara” ?

Como disse, essa é uma das desculpas mais esfarrapadas, quer ver o exemplo final ? Anotar tudo num caderno … conhece ? 🙂

O tempo “perdido”

Outros alegam que perdem (ou perderiam, pois nunca começam …) muito tempo para fazer o acompanhamento diário de tudo o que ganham e gastam … Muito tempo ? Experimente deixar apenas 2 minutos por dia para essa tarefa. Sim, você não irá gastar mais do que isso para manter completamente organizada a sua vida financeira (organizada no sentido de documentada, ok ?)

É um processo simples, basta anotar o que entrou e o que saiu do seu bolsa, nada mais. Claro, quanto mais organizado for, melhor será. Separar por áreas, por dia, por “nível real de necessidade” … por mais detalhado que seja o preenchimento, será usado um tempo mínimo. Se ao invés de gastar 2 minutos por dia você vier a gastar 3, será muito.

E isso vale para qualquer forma adotada. (planilha eletrônica, planilha no papel, programa específico …)

Portanto, não, o tempo não é justificativa aceitável para que você não faça o seu controle de Fluxo de Caixa.

“Consigo fazer mentalmente”

Mas infelizmente ainda existem os que justificam não fazer nada do que foi dito até aqui por terem a capacidade – sobre-humana – de fazer todo o controle mentalmente. “Sabem” para onde vai cada centavo que ganham … Será ?

Desafio quem faz tal alegação a me relacionar todos os gastos que teve na terça feira dia 22 de junho – última terça – sem ter feito as anotações em lugar algum e sem olhar nada, como um comprovante de pagamento do cartão por exemplo. E da terça anterior ? E da primeira quarta do mês passado ? É humanamente impossível !

Saber de onde vem o dinheiro, quanto veio … pode até ser tarefa simples (forte destaque para o pode), se você tiver apenas uma fonte de renda. Experimente adicionar outras, com a criação de novos ativos, para ver se a tarefa continuará sendo tão simples assim …

“Vai realmente me ajudar ?”

Mas o “pior” grupo é o formado pelas pessoas que ainda duvidam da ajuda que este controle dá a quem o faz. Sim, ajuda. Ajuda muito. Pergunte a qualquer um que faz uso desta ferramenta. Melhor, pergunte a qualquer um que não fazia este acompanhamento até pouco tempo e veja o que ele tem a dizer.

Você saber exatamente os detalhes do seu gasto diário te traz as rédeas sobre o dinheiro. Você terá a capacidade de saber para onde vai e como vai. Com isso terá a possibilidade de controlar seu uso, dando novo destino a ele, readequando o destino dado a ele.

Saber quanto se gasta com habitação, alimentação, diversão, saúde, transporte, educação, vestuário, investimentos … esqueci de algo ? … é o ponto de partida – e obrigatório – para quem deseja se instruir financeiramente. Por exemplo, alguém que está afundado em dívidas, se não tem este controle, como saberá onde poderá fazer os cortes no orçamento necessários para ajudar na quitação delas ?

Muitos alegam que têm as dívidas por não ganhar o suficiente para manter o padrão adotado em seus gastos. E pior, alegam que não têm nada que possa ser tirado da relação de gastos mensais. 99,9% dos que alegam isso não fazem um controle detalhado dos seus gastos, pois se o fizessem saberiam exatamente onde cortar. Saberiam quais são os gastos essenciais e obrigatórios e quais são os supérfluos. Sabendo isso poderiam remodelar seu modelo atual de gastos fazendo com que ele se encaixe ao seu bolso.

Por favor, comece agora mesmo !

Se você não faz isso até agora, por favor, dê início ao seu acompanhamento do Fluxo de Caixa, é muito importante. Você só tem a ganhar. 🙂