Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Livros ||| O jogo das startups

Acredito que muita gente que começa a investir em bolsa, ou melhor, que imagina como será o investimento em bolsa quando ingressar no mercado, tem em sua mente as imagens de pessoas comprando e vendendo ações/empresas que, num “passe de mágica” se valorizam acima de toda e qualquer expectativa. Acredito que o mundo das startups seja o que mais se assemelha a este universo imaginado por tantos … Oportunidades de ganhos absurdamente altos, de “baixo” valor investido, de produtos, ou empresas, ainda desconhecidos da grande maioria – e em alguns casos, de todos – que num piscar de olhos transformam água em vinho.

E é justamente esta descrição que faz muita gente se aventurar mais do que o necessário em seus investimentos em bolsa …

Sim, o mundo das startups é um universo mágico, cheio de promessas e expectativas, mas também de muito trabalho e muito, muito risco.

O que é uma startup ?

Uma startup é uma empresa ainda jovem, que tem um produto ou serviço inovador e que pretende crescer. (quem não quer ?) Normalmente os produtos/serviços ainda estão em fase de criação, existindo apenas uma ideia que, por não ter o capital necessário, muitas vezes não consegue chegar ao mercado. É neste momento que entram os investidores. Sejam bancos de investimentos, anjos investidores, amigos, parentes, não importa, a startup precisa crescer e num determinado momento precisará da “ajuda” de um novo sócio, que entrará com o capital necessário para que isso ocorra.

Você consegue imaginar um investimento de $100.000,00 se transformando em alguns milhões, digamos uns … $10.000.000,00 em pouco mais de 5 anos ? (ou até mesmo menos do que isso …) Sim … isso costuma acontecer neste tipo de investimento. Entendeu por que falei que esta é a imagem que muita gente faz da bolsa ? Pegar uma grana, e pouco tempo depois sair com uma bela fortuna …

Claro, este é um mercado de risco, de muito risco, afinal a chance daquela ideia brilhante não dar em nada existe e não é pequena. Para você ter ideia, alguns investidores deste ramo consideram como um bom resultado 1 acerto em 10 tentativas. Sim, considerando que todo o dinheiro que tiverem colocado nas outras 9 virou pó …

Acredito que quando alguém criou o conceito de diversificação, estava pensando neste tipo de situação. E sim, nesta situação, até eu sou a favor do uso da diversificação. (já no mercado de ações …)

O livro

Que tal ler, e conhecer, algumas das histórias de uma pessoa, ou melhor, de uma família que tem décadas de experiência com o assunto ? São três gerações, que estão envolvidas com o investimento em empresas do tipo startup desde o final da década de 1920. Sim, quase 100 anos de experiências. 🙂

Os erros, os acertos, as oportunidades perdidas, as pesquisas, a forma com que abordavam os futuros sócios, os lucros, as perdas … Muitas, muitas experiências em mais de 200 páginas.

Confesso que me senti enfeitiçado pelo tema, que fiquei com aquela dúvida “Será que existe um mercado deste tipo aqui no Brasil, da mesma forma que no Vale do Silício ?”, que fiquei com muita vontade de destinar uma parte de minha carteira de investimentos para essa área. Mas claro, antes de tomar qualquer decisão, precisarei de muito estudo para me aprofundar no assunto, para não sair dando tiros às cegas. E sim, este livro foi um início com o pé direito. 😉

A leitura de “O jogo das startups” (Elsevier, 2012) é mais do que indicada e certamente te agradará bastante.

Os conselhos de Buffett

Nota do Site:
5 Moedas

O jogo das startups
William H Draper III

Editora: Elsevier
Ano: 2012
Edição: 1
Número de páginas: 264
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Compre seu livro no Submarino