Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Zé, no que deu a operação do julgamento do lulla ?

Pronto ! Recuperado da festa de quarta-feira, de toda a comemoração que a ocasião exigia (quem tomou um 12 anos para homenagear ?), é chegada a hora da prestação de contas. 😉

Está lembrado que na semana passada eu falei sobre possíveis operações que seriam indicadas para que pudéssemos aproveitar o movimento gerado pelo resultado do julgamento do lulla ? No post falei sobre 3 possibilidades que estava de olho, todas relacionadas à estratégia Straddle, que envolve o uso de opções e que pode tirar proveito de movimentos mais fortes, sejam eles de alta ou de queda.

A natureza da operação permite isso: se sobe, a componente que se beneficia da alta (CALL) se valoriza mais do que a outra parte (que ganha com a queda), que irá se desvalorizar em uma menor proporção. Se cai, a componente que se beneficia da queda (PUT) se valoriza mais do que a outra parte (que ganha com a alta), que irá se desvalorizar em uma menor proporção.

O único cenário que impede a obtenção de lucro nesta operação é um mercado de lado … e com isso inclua leves altas/quedas.

Cenário, lembra ?

Mas além do cenário, outro item pode atrapalhar os planos de quem usa um straddle: a gordura das opções envolvidas na operação.

Aqui faço um pedido especial, com muito carinho … Se você ainda não leu este post, LEIA. Isso lhe ajudará a compreender o que estou falando. 😉

Em determinadas ocasiões, como o início de um vencimento, ou momentos de maior volatilidade ou de maior expectativa, as opções ficam mais caras. E isso faz parte da natureza delas. Desta vez tínhamos tudo isso junto … e isso fazia com que as opções ATM estivessem obesas, pra lá de caras.

Bom, vamos ver quais eram as 3 alternativas de operação que me interessavam ?

PETRB68 | PETRN68 ATM

PETRB48 | PETRN38 levevemente OTM

PETRB49 | PETRN5 OTM

No post de preparação (este) eu apontei os motivos que me levariam a montar, quais os benefícios e desvantagens de cada uma das 3 alternativas. No final das contas, dei preferência pela lógica e fui na 3ª opção. 🙂

E como foi ?

Indo direto ao ponto: foi fantástico ! 😀

O mercado começou o dia mais devagar … pois o julgamento ainda estava engatinhando. A coisa começou a esquentar quando os votos começaram a ser apresentados.

E aqui cabe uma explicação do que eu tinha em mente.

A expectativa era a de que teríamos uma confirmação da condenação. Eram poucos que “apostavam” numa absolvição, mas o cenário do 2×1 era uma das possibilidades. De acordo com os “analistas de plantão” (e aqui não me refiro aos analista de mercado, mas sim do resultado do julgamento em si) apontavam que a maior possibilidade de vermos o 1 contrário viria no 3º voto.

Começou o 1º voto e a PETR4 começou a subir. Chegou aos R$19 antes do meio-dia, e com isso a minha operação já apresentava um lucro de 10 centavos. Quanto isso representava ? Sendo que a operação foi montada com um custo de 49 centavos (29¢ pela CALL e 20¢ pela PUT), os 10 centavos representavam um lucro de 20,41% ! 😀

Sim, a operação me proporcionava um retorno de mais de 20% !! Sensacional, não é mesmo ? 😉

Como disse, a dúvida pairava sobre o 3º voto … Eu (e todo o resto do mercado) não fazia ideia do que poderia acontecer.

Olhei … Olhei … Pensei … Refleti … e zerei. Preferi garantir os 20,41% do que arriscar uma mudança por conta dos outros votos.

O dia continuou, veio o 2º voto e o retorno da operação, já desmontada mas que eu continuava a observar (aprender sempre !!), continuava rondando os 10¢ de lucro. 9¢ pra cá, 11¢ pra lá … Mas sempre perto dos 10¢. Até que veio o 3º voto. 🙄

10 centavos era sensacional. Não é mesmo ? E 30¢ … o que seria ? 😯

Sim … durante o 3º voto a operação chegou a apresentar um lucro de 30 centavos !!! Ou 61,22% … Dor de cotovelo ? Um pouco … mas segui meu plano. Lembra ?

Mas isso durou alguns poucos minutos. Uns 10 talvez … E com a mesma força que foi, voltou. 9¢ piscou na tela. Sim, de 30¢ chegou a voltar aos 9¢ !! A dor de cotovelo passou e a certeza do trabalho “bem feito” tomou conta. 😉

Bom, final da história ? No fechamento do mercado a operação proporcionava 13¢ … Contra os meus 10¢, com um belo risco embutido na manutenção da posição, podendo até mesmo passar para o lado da perda, acho que valeu a pena zerar por 10¢ mesmo. 🙂

Que show Zé ! Acabou ?

Claro que não ! Afinal de contas, além do lado prático da coisa, temos que tirar as lições do ocorrido. Concorda ?

A minha operação me gerou um lucro de 20,41%. Perfeito ! Mas o que teria ocorrido se eu tivesse escolhido uma das outras 2 alternativas ?

Para montar a 1ª eu teria gastado R$1,40 (71¢ | 69¢), e no momento em que zerei a minha, ela valia R$1,44 ! Isso, apenas 4¢ de lucro, ou 2,86% !

Para montar a 2ª eu teria gasto R$1,14 (60¢ | 54¢), e no momento em que zerei a minha, ela valia R$1,25 ! Um lucro de 9¢, ou 7,89% !

Portanto … sim, acredito ter feito a escolha certa ! 🙂

O que me levou a escolher a 3ª alternativa ? Conhecer as regras do jogo ! Entender o que move uma opção. O que faz com que ela se valorize ou que faz com que ela “encolha”. Saber como ela deveria estar se comportando naquele momento, se fosse um dia normal de verão … Algo muito diferente do que tínhamos na ocasião.

Conhecer as particularidades das opções e o seu comportamento diante das variáveis que movem este mercado me ajudou a tomar a decisão correta.

Mas Zé, tu poderias ter ganhado 3x mais ! Como podes ter achado que acertou ?

Lucrei … Não ? Um belo lucro. Não foi ? Então, pra mim isso é sinal de que deu certo … Havia uma estratégia e uma preocupação de uma reviravolta se o 3º voto fosse diferente do que foi. E convenhamos … os 30¢ foi algo BEM pontual. Comparando com o valor de fechamento a coisa foi bem diferente. 😉

Por que não montei na 1ª ou na 2ª opção ? Elas estavam obesas, como disse no post onde falei sobre a ideia de montar a estratégia. E pelo visto estava certo … 😀

Mas o que me levou a tomar essa decisão ? O conhecimento da teoria por trás da prática aliado à … prática ! 😉

E tudo isso eu compartilho no Double PUT Double CALL com os meus alunos. Além de apresentar a minha estratégia de investimento propriamente dita, eu entrego toda a base teórica necessária para que esse tipo de coisa seja compreendida, para que o aluno possa tomar suas próprias decisões de investimento, sabendo o motivo para estar tomando uma determinada decisão. Sabendo o motivo para entrar, ou não, em uma determinada operação.

20 anos de experiência, de erros e acertos, de aprendizado, tudo sendo compartilhado com quem decide deixar o conformismo de lado e que deseja aprender como passar a ganhar no mercado de Opções. Com aqueles que deixaram o medo de lado e que foram atrás do conhecimento necessário para entender como e porquê as opções se movem. 🙂

Mas me diga, você também aproveitou a ocasião para montar um Straddle ? Qual ? Em qual ativo ?