Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!


E a tempestade “perfeita” pegou a Petrobras …

E a – anteriormente – maior empresa da América Latina, foi vítima da tempestade perfeita …

Não, não se trata de nenhum furacão que tenha atingido as plataformas, ou um tsunami … Na verdade o que parece ter pego a nossa querida, idolatrada, salve-salve, Petrobras, foi uma marolinha.

O pior dos pesadelos para uma empresa como ela parece estar se tornando realidade. Muitos problemas surgindo ao mesmo tempo, sendo que a cada dia surge um novo fato que deprecia ainda mais os papeis da empresa. E não estou me referindo apenas às denúncias da operação lava jato …

O problema que atingiu a Petrobras é ainda maior …

Lava Jato

Os desdobramentos da operação lava jato vêm trazendo à público “tudo aquilo que sempre soubemos, mas fingimos não existir” … Poderíamos até saber, mas imaginar que as cifras eram tão elevadas como as que vêm sendo divulgadas ? Acho que não …

Uma podridão, sem precedentes … A certeza de impunidade era (na verdade ainda é …) tão grande que as coisas pareciam ser feitas para debochar da cara da população. Dá para imaginar o quanto foi roubado se apenas um dos integrantes do bando prometeu à justiça devolver U$100 milhões ? 😯

Imaginar que diretores indicados politicamente e defendidos com unhas e dentes por seus “padrinhos” agiam por conta própria me parece surreal demais.

As denúncias acionaram uma onda de vendas, especialmente lá fora, por medo do aprofundamento da crise na empresa, da possível retirada das ADRs da Petro do mercado americano, do fechamento das linhas de crédito no exterior, entre outros.

Junte a dificuldade para se contratar crédito com uma empresa MEGA endividada (a maior do setor) e teremos ainda mais problemas pela frente …

Bolha das commodities

Mas a meu ver a corrupção “descoberta” só ajudou a acelerar o processo … Na verdade, o “maior” problema da empresa, hoje, está no esvaziamento (ou explosão ?) da bolha das commodities. Está acompanhando a cotação do petróleo lá fora ? Já estamos na casa dos $50 … há algumas semanas rondávamos os $100 ! (a mesma coisa vem acontecendo com o minério de ferro e as cotações da VALE5 …)

Para a Petrobras, o maior problema da queda na cotação do petróleo reside no fato de que a exploração do pré-sal, a “salvação da lavoura” brasileira, exige uma cotação mais elevada para que não haja prejuízo. O custo para explorar os poços destas reservas é mais elevado e a queda ameaça a viabilidade econômica do projeto.

Já ouvi dizerem que o limite era os $60/barril … Agora surgem novos estudos apontando que o preço limite fica nos $45/barril. Acreditamos ou desconfiamos ?

Com todo o investimento já feito, com todas as dívidas adquiridas, um barril abaixo do preço “desejado” (necessário !) bota em risco toda uma série de promessas de crescimento “sem fim” para o país.

Balanço não auditado (e não divulgado)

E para fechar com chave de ouro, tivemos a não divulgação dos balanço do 3º trimestre da empresa, pois empresa que faz a auditoria externa se negou a assinar os documentos. Exigia a inclusão das perdas geradas pela corrupção, bem como a saída de um dos diretores envolvidos nos desvios.

Sem resultados divulgados as portas à obtenção de crédito se lacram …

60% em 90 dias !

Sim, foi isso que a PETR4 caiu entre a primeira semana de setembro e a primeira de dezembro … 60%

Infelizmente não temos como saber se já caiu tudo o que tinha para cair. Não sabemos se ela já atingiu um novo patamar de suporte, o último estava em R$11,80. Não sabemos até quando as denúncias continuarão surgindo. Não sabemos até quando a cotação do petróleo cairá. Não sabemos quando e como será feita a divulgação do balança do 3º trimestre (a empresa diz que ocorrerá dia 31/01/15) …

Não sabemos de nada.

Apenas sofremos com a destruição da – anteriormente – maior empresa do país. 🙁

(sim, por mais urso que eu seja, por mais que ganhe quando o mercado cai, ver o que vem ocorrendo com a Petrobras me deixa profundamente triste …)