Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Colunistas ||| Quanto vale seu passe ?

Sim, sim, estou me referindo a você mesmo. Não quero me referir a algum jogador de futebol por engano. Gostaria de falar hoje, em nosso segundo post, sobre como somos avaliados e o que estamos fazendo com o valor de nossas vidas.

Por mais que fiquemos tentados a não admitir, nós valemos dinheiro. Todo e qualquer minuto de nossas vidas valem reais. Apesar de um pouco calculista, será que esse ponto de vista não pode melhorar sua vida ?

Pense comigo. Como você está gastando os reais que você vale ? Você sua a camisa todos os dias para pagar as contas, adquirir seus bens, investir no seu futuro e muitas vezes desperdiça. Sim, desperdiça.

Desperdiça quando realiza uma compra impulsiva, de um bem desnecessário, que te deixa meses ou anos pagando uma prestação com juros pra lá de salgados. Desperdiça quando fica com preguiça de avaliar melhor aquele “belíssimo” investimento que o gerente do banco traz para você, junto com um cafezinho, uma cara de cachorro sem dono e cujo nome soa elegante (título de capitalização, fundo small caps (inglês é muito mais chique!)).

Será que estamos investindo nossa vida e nosso dinheiro no que é importante ? Pensemos que a cada compra que realizamos e a cada centavo gasto um pouco de nossas vidas está se esvaindo. Daí pode ser que comecemos a avaliar se realmente precisamos daquele celular de última geração, do carro mais chique do bairro, da maior casa da redondeza. Pode ser que comecemos a avaliar que aquele dinheiro outrora investido no carro podia ser colocado num fundo de “viagens com a família/esposa(o)/namorada(o)” e vir a se transformar em algo muito mais importante: momentos.

Quando conseguirmos perceber que cada 1 real equivale a alguns minutos da nossa vida, talvez usemos o dinheiro com mais cautela. Prossiga comigo, numa história verídica, que ocorre todos os dias (especialmente em época sem IPI): um pai de família com renda de 1600 reais compra um novo carro cuja parcela é de 400 reais, gasta todos os dias 2 horas de seu dia para pagar esse carro.

Não sou anti-capitalista e nem quero desestimular o consumo. Apenas desejo que você reflita, a cada compra, o quanto você está consumindo de sua vida para obter aquilo. E nunca se esqueça que o mesmo “tempo” (representado pelo dinheiro) pode ser investido e vir a tornar-se algo muito mais valioso após alguns anos.

Continue conosco no Clube do Pai Rico e aprenda mais e mais formas de investir sua vida. Mas antes disso, faço novamente a pergunta:

Como você está SE investindo ?

Obrigado pela leitura. E até o próximo post.

Saulo Venâncio é empresário, investidor, formado em Tecnologia em Administração de Empresas, graduando em Engenharia de Controle e Automação e amante das finanças pessoais e comportamentais.