Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

O poder da esperança

Muito se fala sobre o poder que a ganância exerce sobre os participantes do mercado financeiro, e é impossível negarmos tal influência. Mas muitos se esquecem de uma outra arma existente no arsenal do Sr Mercado: a esperança.

Já percebeu como, muitas vezes, você se vê “agarrado” no último fio de cabelo desta amiga do Sr Mercado ? A esperança te dá “forças” para permanecer em uma operação, mesmo que tudo, mesmo que todas as informações disponíveis ao seu redor, indique que o mais sensato seria abandonar a posição e partir para outra. Mas … lá está a dona esperança com seus lindos cabelos, e quando você menos espera está agarrado a eles, e de pouco em pouco eles começam a desaparecer …

Um exemplo recente (e que a meu ver, infelizmente está acontecendo …) é o da OGX. Um papel (ou melhor dizendo, um grupo de empresas …) que para muitos estava fadado ao fracasso desde o nascimento, que saiu de uma cotação superior a R$20, para chegar nos R$0,20. Quantos foram os que compraram na faixa dos R$20 e permaneceram com ela em mãos até os R$0,20 ? Sim … suportaram uma perda de 99% do capital, baseados unicamente na esperança. Esperança que num golpe do destino tudo se resolveria, esperança que surgiria um Sassá Mutema que salvaria os acionistas (se bem que ele foi – na minha opinião – um dos culpados por toda essa história …), na esperança de ver o papel “em breve” rompendo o topo histórico.

É … a esperança é bicho brabo, muitas vezes pior que as sereias, que te tira a razão e faz com que somente a emoção comande suas atitudes. E não pense que são somente investidores amadores que se deixam atrair pelos encantos desta moçoila, muitos profissionais acabam escorregando e acreditando nas promessas dela.

A esperança é aquele sentimento que faz com que você não acione um STOP no momento em que o seu sistema mandou, é aquele sentimento que faz com que você entre em uma canoa furada, já antevendo o desfecho, por acreditar que “desta vez será diferente !” … É ela, de mãos dadas – agora sim – com sua amiga ganância, que faz com que muitos investidores abandonem o mercado de ações em seus primeiros anos de aplicação.

A ganância é aquela que te faz segurar uma posição vencedora por mais tempo que o necessário (se bem que esta medida é um pouco complicada de ser feita, mas tudo bem …), mas é a esperança que faz com que você não saia desta mesma posição vencedora, no momento em que a maré vira, por acreditar que logo logo tudo voltará ao “normal”, ou ao menos àquilo que você considera como sendo.

É a esperança que faz com que esta posição vencedora possa vir a se tornar perdedora.

Sério, quem nunca passou por situação semelhante ? Quem nunca foi atraído pelos belos atributos dela ? Que atire a primeira moeda de R$1 aquele que pode assumir tal feito ! 🙂

Mas como disse, o caso da OGX pode ser usado como caso de “infelizmente funcionou”. O papel já subiu quase 150% do fundo … mas ainda está “ligeiramente distante” do valor necessário para que muitos que ainda permanecem com o papel em carteira possam sair vitoriosos. (a cotação precisa ser multiplicada por 50 para chegar no topo …)

O por quê do infelizmente ? Pense … quem deu ouvidos à esperança, que se agarrou à posição, que não saiu nos primeiros sinais de problema, que ficou esperando … esperando … esperando … até o momento em que a “recuperação” veio, o que fará em situação futura e semelhante ? Muito provavelmente a mesma coisa ! Verá a água entrando no navio, até o momento que chegar no teto e impedir que ele continue a respirar. 🙁

Não posso negar que uma dose de esperança é mais do que necessária para suportarmos certas situações criadas pelo mercado, mas ela só deve ser ouvida até o momento em que o lado técnico da coisa permite. Depois disso é dar adeus e partir para a próxima … e é isso que separa os profissionais, que terão longa vida no mercado, dos que saem xingando aos quatro ventos as armadilhas que o Sr Mercado prepara para quem é “pequeno”.

O mercado financeiro é mais do que muita técnica e teoria aplicada, é um estudo emocional e psicológico de cada um. Os vencedores serão aqueles que encontrarem o equilíbrio entre estes dois “lados” do negócio.

Pense a respeito. Reflita. Tente encontrar momentos em que cedeu a esta sensação. Tente lembrar de fatos em que por pouco você conseguiu escapar dela. Este exercício será gratificante e renderá frutos nos muitos anos que ainda estão por vir em seus investimentos em bolsa. 😉