Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Opções – O que é um straddle ?

Uma das coisas que mais me agrada no mercado de opções é a variedade de estratégias possíveis de serem realizadas com elas. As vantagens proporcionadas são muitas, podendo você tirar proveito de alguns pontos:

– fator tempo;
– volatilidade;
– alavancagem;
– proteção;
– etc etc etc

Mas hoje falarei sobre uma estratégia específica, que tira proveito de um item muito interessante, falarei sobre o Straddle, uma estratégia que tira proveito da volatilidade das cotações. Nome complicado, diferente … mas que no fundo “esconde” uma operação bem simples e intuitiva. 😉

A principal característica de um straddle é a que é uma operação de compra de opções. Sim, uma compra pura e simples. Bem, na verdade não é apenas uma compra, mas sim duas … O straddle é composto por duas compras, uma de uma CALL e uma de uma PUT.

Como você já sabe – ou ao menos já deveria saber … -, uma opção do tipo CALL se valoriza conforme o mercado sobe, enquanto uma opção do tipo PUT se valoriza conforme o mercado cai. Portanto, se a operação se caracteriza por estar comprada tanto em uma CALL como em uma PUT, ela se beneficia dos dois cenários.

Mas como ?

Bem, deixe-me tentar explicar um pouco melhor. 🙂

Enquanto a CALL se valoriza enquanto o mercado sobe, a PUT perde valor com a alta. Porém (sempre existe um porém, percebeu ?) a velocidade com que a CALL sobe é maior do que a PUT cai. Digamos que a alta seja de R$0,50 (cinquenta centavos). Com isso a CALL sobe R$0,30 (trinta centavos) enquanto a PUT cai R$0,22 (vinte e dois centavos).

O mesmo princípio se aplicaria numa queda de R$0,50 (cinquenta centavos), onde a PUT subiria R$0,30 (trinta centavos) e a CALL cairia R$0,22 (vinte e dois centavos).

(valores hipotéticos …)

Já conseguiu enxergar o “segredo” ? 😉

Como uma opção subiu mais do que a outra caiu, o lucro surgirá desta diferença.

A operação “precisa” ser montada em um strike ATM para que a flutuação das cotações seja aproveitada ao máximo. Mas nada impede que seja feita em outro strike.

Outro ponto importante: o straddle precisa ser feito de forma equilibrada, com as CALL e PUT sendo do mesmo strike (no caso da ATM), ou equidistantes da cotação atual para os outros casos. (na realidade quando não é feita com um strike ATM esta operação recebe outro nome, strangle, mas mantém o mesmo princípio)

Velocidade é o nome do jogo

Um dos itens que “turbinam” a operação chama-se velocidade. Quanto mais rápido ocorrer a variação, seja pra cima ou para baixo, maior será o lucro gerado pela estratégia.

Sim, é possível ganhar mesmo que o movimento seja lento, porém a amplitude (a alta ou a baixa) dele precisará ser maior.

Muitos costumam adotar a operação para dias “especiais”, como a divulgação de um resultado, ou de algum outro fato importante. (é, estou falando justamente nisso que você pensou)

Operação simples, tanto para ser montada, quanto para ser desmontada, onde o risco máximo de perda se resume ao valor gasto nas compras. O limite de ganho ? Não há. 😀

ps: como toda estratégia em bolsa o bom senso é peça fundamental …

Agora você entende porque insisto tanto para que você aprofunde seus estudos a respeito do tema Opções ? 😉

Deixo a indicação de alguns livros sobre o assunto:

Ganhando Dinheiro com Opções
Investindo no Mercado de Opções
Operando opções
Fique rico operando opções
Opções: do Tradicional ao Exótico