Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Qual curso superior é o mais indicado para um Investidor em Bolsa ?

formandos-jogando-o-chapeu-para-cima

Antes de mais nada, a minha proposta com este post é iniciarmos uma discussão sobre o assunto que volta e meia surge em questionamentos enviados a mim. Claro, não sou e nunca serei o dono da verdade, apenas apresentarei a minha opinião e o meu ponto de vista, tentando mostrar o porquê de encarar desta forma.

Ainda mais importante: não existe nenhum curso superior que poderá te preparar para se tornar um Investidor em Bolsa “perfeito”, tudo dependerá de seu esforço, dedicação, estudo, além é claro de um controle emocional acima da média. Alguns cursos já oferecem especialização em Mercado Financeiro – em bolsa, especificamente, não tenho conhecimento de nenhum … -, mas somente o lado teórico não te transformará em Warren Buffett. Na verdade nem toda a dedicação e estudo existentes no mundo te garantirão tal título.

Convido todos a deixarem sua opinião, aqui mesmo neste post. O espaço para comentários é de vocês !

Definir qual a escola a seguir

O primeiro passo, antes de escolher o curso mais indicado para o investidor em ações profissional (e não um profissional do mercado de ações, ok ?), é definir qual será a escola de análise técnica a ser usada em seus investimentos. Você seguirá os gráficos ou os números ? Será grafista ou fundamentalista ? Não entraremos na discussão “Qual é a melhor”, apenas indico que a pessoa deve definir qual das duas é a sua praia.

Isso na maioria das vezes é imediato, a pessoa bate o olho e descobre qual das duas mais se identifica. Tenho a mais absoluta certeza de que o fato de uma ser visual, enquanto a outra é mais … “numeral”, tem grande influência nessa decisão. São poucos os casos onde um investidor mude de “time” no meio da “partida”, normalmente as pessoas começam numa das duas escolas e vão assim até o fim.

Claro … nada impede que um fundamentalista use gráficos para otimizar suas operações, ou então um grafista que se baseie nos fundamentos das empresas na hora de escolher quais ações deverá acompanhar. Mas uma das duas escolas sempre fala mais alto, sempre tem prioridade.

Já decidiu ?

Com a decisão tomada é chegada a hora de escolher o curso universitário que te auxiliará em sua vida de investidor. Mas antes uma observação: neste caso específico estou deixando de lado toda e qualquer outra “utilidade” que o curso escolhido terá a lhe oferecer. Seja em termos financeiros, seja em termos de empregabilidade. Estou focando única e exclusivamente no lado “auxílio no investimento em ações”, ok ?

Como dito anteriormente cada uma das duas escolas têm um ponto que fala mais alto: na gráfica … os gráficos, e na fundamentalista os números e balanços. Sabedores disso a decisão está próxima.

Análise Fundamentalista: por focar no estudo dos números apresentados pelas empresas, nos resultados e balanços, o curso “mais indicado” é o de Contabilidade.

O processo de análise dos balanços das empresas será muito semelhante ao que os profissionais desse área estão acostumados, eles terão mais facilidade (e velocidade) na hora de analisar os números.

Análise Gráfica: por focar em padrões gráficos, e no pensamento muitas vezes fora do lugar comum, o curso “mais indicado” é o de Engenharia. De preferência uma da área de Elétrica. (automação, eletrônica, mecatrônica …)

Não, não estou puxando a sardinha para o meu lado (sou formado em Engenharia Elétrica), mas o número de profissionais de mercado bem sucedidos que cursaram este curso, e de investidores em ações (por conta própria) com históricos de bons resultados, me chama a atenção. A forma com que somos “adestrados” durante o decorrer do curso facilita a compreensão de padrões muitas vezes “invisíveis”. A familiaridade com gráficos e números ajuda muito na análise de um gráfico.

Você deve estar se perguntando: como foi que ele não falou do curso de Economia ?!?! Simples, não falei por não acreditar que este curso ajude “tanto assim” numa análise. Ok, um economista poderá ter uma maior facilidade na hora de enxergar uma reviravolta de maior intensidade no mercado – economia – como um todo, uma mudança grande de tendência. Mas … não sei se para o dia a dia do mercado os conhecimentos obtidos no curso de economia terão muita serventia.

Tá, e os outros profissionais ? Estão fadados ao fracasso ?

Claro que não ! Estou falando somente de cursos que poderão dar um auxílio, uma ferramenta extra para alguém que deseje se tornar um investidor profissional. Tanto é que vemos profissionais de sucesso vindos das mais diversas áreas: médicos, dentistas, advogados, psicólogos, enfermeiros, estudantes que não concluíram curso superior algum …

O curso superior não é o item que tornará a pessoa um sucesso ao investir em ações, os cursos que falei serão somente um auxílio a mais, um diferencial. Por exemplo, caso eu me decidisse por seguir a análise fundamentalista, certamente faria um curso de contabilidade. (estou falando sério !) Seria um facilitador para a análise das empresas.

Como já disse, a ideia do post é iniciarmos uma discussão sobre esse tema. Você concorda ? Discorda ? Quais seriam os cursos mais indicados na sua opinião ?