Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Educação Financeira ao alcance de todos

Você pode dizer o que quiser – que o Brasil é um país marcado pelas desigualdades sociais, que uns tem mais oportunidades que outros, mas com isso terá que concordar: A Educação Financeira está ao alcance de todos, sem distinção de cor, classe social, credo ou nível educacional.

Poderá argumentar que “não é bem assim …”, e terá como resposta “sim, é assim sim.”. O que pode não estar ao alcance de todos são algumas ferramentas de investimento, mas a Educação Financeira como ferramenta para manter o orçamento em dia e, porque não, ter uma melhor qualidade de vida, está.

Sempre foi assim, e por incrível que pareça, quanto mais fácil se torna o acesso a material destinado ao aprendizado deste assunto, mais longe parece ficar. Todos têm acesso ao imenso conteúdo da internet, desde os mais pobres até os mais ricos, dos mais velhos aos mais novos … mas mesmo assim parece que nunca foi tão “difícil de se aprender” …

Uma questão de … … … PRIORIDADES !

Argumentam que mesmo existindo toda uma gama de fontes sobre o assunto na internet, a maioria não tem como consultar este material. Ou por não ter computador, ou por não ter acesso à internet ou por mera falta de tempo. Engraçado … para o Facebook … WhatsApp … sites de fofoca … para isso todos encontram um “jeitinho”. Já imaginou se as pessoas fossem atrás de informação sobre como manter um orçamento “redondinho” da mesma forma que vão atrás de notícias sobre quem fulana está namorando, ou em qual loja fulano foi visto … Isso nada mais é do que definir prioridades, e infelizmente Educação Financeira (e pior, como um todo também …) não está no topo delas.

A grande maioria usa a desculpa de que não tem dinheiro, então porque “perder tempo” indo atrás de material relacionado com ele ? Que pena … não sabem que é muito diferente disto. (não sabem ou fingem não saber para poder continuar levando a vida exatamente como vêm levando …)

Não sabem que com o auxílio da Educação Financeira poderiam mudar por completo seu estilo de vida? Que poderiam sair do vermelho ? Que poderiam ter a vida que sempre sonharam … mas que pouco fizeram para realmente conquistar … ?

Mas isso pode mudar !

Mas a melhor parte disso tudo é que tudo pode mudar, e mais rápido do que muitos pensam. Um dos destaques da Educação Financeira é justamente o fato de que você não precisa ter tido um treinamento sobre o assunto desde sempre. Se, infelizmente, você só está tendo acesso agora, não importa. Nunca é tarde para aprender e pôr em prática os conceitos dela.

Claro, quem iniciou seu aprendizado ainda pequeno “leva uma vantagem” sobre quem só poderá começar quando adulto. Qual ? Teoricamente já tem suas contas em dia, já está no rumo certo. Quem começar mais tarde poderá encontrar este obstáculo, mas nada que alguns meses de dedicação não resolvam.

Como eu disse, ela é democrática, aceita todos, todos podem obter seus benefícios, basta querer. Basta ter vontade de mudar. Basta dar um basta !

Na minha opinião, existe uma frase que se encaixa perfeitamente no contexto. E tenho certeza que ela não foi dita pensando na sua vida financeira … 🙂

 

Embora ninguém possa voltar atrás e fazer um novo começo, qualquer um pode começar agora e fazer um novo fim.

Chico Xavier
(1910-2002)

 

Leia, releia, reflita, entenda. Nesta frase está escondido o segredo para o sucesso.

Mude, caso ainda seja necessário. Torne o dia de hoje o dia que mudou sua vida, que mudou o rumo dela.

Tenho R$100 de sobra do meu salário todo mês, como investir e em que investir ?

 

Pergunta:

Tenho 100 de sobra do meu salário todo mês, como investir e em quer investir?
 

Resposta:

Bom dia Cleiton,

Existe uma infinidade de alternativas de investimento para quem tem R$100 disponíveis. De forma mensal então … 😉

Vou apresentar uma lista das que me vêm à mente, ok ?

Caderneta de Poupança: (sim, por quê não ?)

O investimento mais tradicional de todos … Que permite qualquer tamanho de investimento … Protegido pelo FGC … De fácil acesso, extrema liquidez, o investimento mais “papai com mamãe” que existe. 🙂

Hoje rende 70% da SELIC, aproximadamente 3,85% por ano. E como é isento de IR, é isso que você receberá.

Tesouro Direto:

O queridinho de 11 em cada 10 educadores financeiros, afinal com apenas R$30 é possível de se iniciar. Como já vimos em outra oportunidade, a coisa não é beeeem assim … Mas é assim. 😉

Existindo 3 alternativas:

Tesouro SELIC: a partir de R$100, entregando 100% da SELIC, mas com desconto de IR de acordo com a tabela.

Tesouro Prefixado: a partir de R$30, com rendimentos prefixados, entre 5,45% e 6,97% ao ano. Também conta com desconto de IR de acordo com a tabela.

Tesouro IPCA: a partir de R$40, com rendimentos entre 2,63% e 3,52% ao ano + a correção pelo IPCA. Também conta com desconto de IR de acordo com a tabela.

CDB:

Nos bancões você encontrará CDBs apenas para valores maiores … Se encontrar para R$100, será um que oferece algo perto de 80% do CDI (que é quase a mesma coisa que a SELIC), mais o desconto do IR.

Se for em um banco menor, encontrará CDBs oferecendo 100% do CDI, mais o desconto do IR, mais algum risco por conta do “tamanho do banco”.

Mas em ambos os casos, você é protegido pelo FGC. 🙂

Fundos de renda fixa:

Encontrará ? Sim. Mas com taxas de administração lá no alto. Coisa de 1%, 1,5% ao ano. Em um investimento que rende 5,5% isso é MUITA coisa ! Cai para 4% ao ano, mais o desconto do IR

Ações:

Sim !! Você pode investir em ações com um valor como R$100. Deverá partir para o mercado fracionário, de menor liquidez, mas com valor de “entrada” mais baixo. O problema aqui é o peso das taxas operacionais em cada aporte que for feito.

Deverá buscar uma corretora com uma taxa de corretagem mais baixa e que te ofereça isenção na custódia. 😉

Mas é renda variável … Não existe como você imaginar quanto virá a obter de rendimento.

FII:

Mesma coisa que as ações.

Hoje existem corretoras que já lhe oferecem corretagem grátis para que você possa operar com os Fundos de Investimento Imobiliário. Sensacional, não ? 😀

Mais algum ?

Certamente que sim ! Provavelmente dezenas de outras oportunidades … mas estas são algumas que me lembrei.

Agora … existe uma que a maioria simplesmente ignora. Uma que dá retorno certo e garantido. Uma que te oferece o menor nível de risco que se possa imaginar. Sabe qual é ?

A EDUCAÇÃO ! Sim, a educação te oferece acesso a todos estes investimentos que falei. Só falei porque parti em busca de informação e estudei sobre o tema. Se não tivesse, não saberia que eles existem e não poderia estar aqui falando sobre eles para você …

A educação transforma, por mais batida que a frase possa parecer. Ela é libertadora e gratificante.

Você pode partir em busca de estudo na web, existem infinitas fontes de informação na internet. Pode buscar em livros, pois com R$100 terá acesso alguns bons livros que te permitiriam conhecer melhor as oportunidades que existem.

Poderia fazer um de meus cursos, por exemplo. Gostaria de aprender sobre Bolsa ? O Minha 1x na Bolsa está disponível por parcelas mensais de R$47 ! O Double PUT Double CALL, por parcelas de R$97 !!

Ah, mas se eu usar esse dinheiro para o meu estudo, e não colocá-lo diretamente em investimentos, estarei deixando de obter o rendimento que ele poderia ter durante aquele período …

Lembra, será um investimento em educação. Você investirá a quantia hoje, mas em pouco tempo estará sabendo mais sobre outras oportunidades de investimento que te poderão trazer um rendimento muito superior às alternativas que tem disponíveis hoje. É uma das trocas mais justas que existe.

Justa e indicada. 😉

Quer deixar “pra depois” ? Deixe … Mas em algum momento você precisará destinar parte do seu capital ao investimento em conhecimento. E saiba que quando você fizer isso, dirá: “Por que eu não fiz isso antes ??!”

Invista. Existem inúmeras possibilidades disponíveis. Mas não se esqueça de investir em educação e conhecimento também. É isso que fará com que você cresça e atinja níveis nunca antes imaginados. 😀

Se você acha que a educação é cara, é porque não imagina o preço a ser pago pela ignorância …

Derek Bok

Espero ter te ajudado ! 🙂

Abraços !

Existe algum investimento que tenha um retorno 100% garantido, de verdade ?

Pergunta:

Prezados,

Existe algum tipo de investimento baixo e com retorno \”garantido\”?
Ou existe algum tipo de curso ou treinamento que ensine os leigos a investir?

Grato,
Walter

Resposta:

Bom dia Walter,

Esta é uma regra básica do mundo dos investimentos: todo e qualquer investimento tem um determinado nível de risco (de perdas) atrelado a ele. É aquela história, aquele ditado que diz que o risco é proporcional ao retorno oferecido, lembra?

Mas … como toda boa regra, existe uma brecha nesta também. Sim, existe um investimento (e somente um único investimento) que é capaz de lhe proporcionar retorno garantido, em 100% dos casos, quando decidimos investir nele. Não, esse não é papo de vendedor, não é conto de fadas, não é nada disso. É apenas a mais pura verdade.

A melhor parte desta história, é que este único investimento 100% livre de risco é um investimento do tipo renda variável. Sim, nada de renda fixa … Ele é do tipo de investimento que lhe permite acessar um nível de retorno muito acima da média. E o melhor, mantendo risco zero.

Outra característica muito interessante dele, é que você tem a capacidade de nunca ficar de fora da “mesa“. É um investimento que lhe permite investir cada vez mais alto, nunca ficando sem “fichas” para continuar “apostando” em uma nova oportunidade. Basta que você queira continuar investindo e tudo está pronto para que você continue lá.

Você duvida ? Não acredita que possa existir tal coisa ? Acha que para ter acesso a ele precisará investir verdadeiras fortunas, pois ele – provavelmente – só está disponível aos investidores com maior poder financeiro, que somente investidores qualificados é que têm permissão para destinar seus recursos para ele ?

Está muito enganado … Este investimento está disponível para todos, independente da situação financeira do interessado. Você consegue imaginar algo que seja tão bom assim ?

Pois bem … este investimento é a EDUCAÇÃO ! Sim, a boa e velha educação. O verdadeiro motor que move todas as coisas, o conhecimento. Quanto mais você investe nele, maiores são as chances de você crescer. Quanto mais você investe, mais ganha. E nunca, nunca mesmo, perderá o que aprendeu. 🙂

Você tenta uma primeira vez. Pode até mesmo não ganhar nada com isso … Mas não perderá o que foi adquirido, ficará lá, guardadinho para um momento mais oportuno. Aquilo que aprendeu poderá ser usado a qualquer momento, basta a situação precisar. Não deu certo ? Volte à “mesa“, estude um pouco mais. Faça um “preço médio” com aquilo que já aprendeu, aumente sua aposta, suas chances aumentarão exponencialmente !

E o melhor de tudo é que as alternativas de investimento nesta modalidade são infinitas e disponíveis para todos os gostos, para todos os bolsos. Não tem muito para investir ? Sem problemas ! Provavelmente encontrará uma “mesa” que não lhe cobre absolutamente nada para entrar naquela “partida“. Tem um pouco mais de grana disponível ? Poderá participar de uma “mesa” um pouco maior, com “jogadores” mais experientes, com possibilidades de ganho ainda maiores.

Não deu certo de novo ? Sem problemas, você continua melhorando o seu “preço médio“. Sua carteira de conhecimento aumentará a cada nova investida. Não há perdas neste caso.

Sério ! Invista, sem medo, em sua educação. Seja ela financeira ou profissional. O retorno é 100% garantido. Pode até não acontecer de forma instantânea … Mas o que você conseguiu acumular será usado a seu favor, em benefício próprio, quando menos você esperar.

Este é um daqueles casos onde o fator sorte fala alto, muito alto. Sabe ?

 

Sorte é estar preparado para a oportunidade quando ela aparece.

Disrael

Espero ter lhe ajudado. 😉

Abraços !

Devo quitar minhas dívidas ou formar meu colchão de segurança ?

A bola foi levantada pelos amigos Rodrigo Alcimar nos comentários do excelente artigo de Silvia Soares: tendo alguma dívida, devo quitá-la ou formar meu colchão de segurança ?

Dê uma olhada nos comentários em questão:

Olá,

O texto está excelente, porém uma dúvida apareceu: Tempos atrás fiz um curso de finanças/investimentos onde uma das regras do palestrante era a de guardar os 10% do salário independente da minha situação atual, ou seja, mesmo que eu estivesse devendo cheque especial por exemplo, deveria guardar o dinheiro antes de pagar as contas, pois ele serviria mais tarde para me livrar das dívidas.

Só que sempre ficou a dúvida, se eu guardar na poupança (até se ter suficiente para outra aplicação) 10% de meu rendimento, mesmo que isto signifique ficar devendo cheque especial, no final das contas, o meu rendimento será muito menor do que os juros do cheque. Então, qual é o método mais recomendado?

Abraços e parabéns!
Rodrigo

Não concordo com a ideia de que não se poder guardar ou investir nada enquanto se está endividado, em uma fase ruim, guardei 10% de tudo que ganhava, mesmo deixando de pagar alguma conta no mês, e isso me salvou, quando tive um problema de saúde e precisei de grana, ao invés de me enrolar mais ainda com minhas dividas pude utilizar o dinheiro que estava guardado. Além do mais com dinheiro faltando você consegue diminuir gastos, porque só te resta isso.

As dividas devem ser negociadas, nunca enroladas. Acredito no pagamento das dividas o mais rápido possível, mas sem nunca esquecer de guardar pelo menos 10% para que em caso de emergência não ter que voltar com dividas que já foram pagas ficando num eterno endividamento.

Alcimar

E ai, concorda, discorda ? Ou dá corda ? 🙂

Será que ao destinar 10% para o colchão a pessoa está agindo da melhor maneira ? Está agindo de uma maneira financeiramente inteligente ou apenas criando um escudo “moral” contra problemas de grana futuros ?

Vamos às contas !

Uma pessoa ganha R$ 2.000,00 – portanto “deve” separar R$ 200,00 todos os meses. O dinheiro que é separado vai para um fundo de renda fixa que rende algo perto de 1% ao mês (sim, é um valor alto e raro, mas é um exemplo … ok ?) para formar o colchão de segurança dela. Mas de outro lado ela tem uma dívida de R$ 1.000,00 que cresce numa proporção de 10% ao mês. Vale a pena destinar os R$ 200,00 para o colchão deixando a dívida de lado ? Claro que não ! A dívida crescerá ~R$ 100/mês enquanto o colchão cresce apenas R$ 2,00. A dívida crescerá numa velocidade muito superior ao colchão …

Continue lendo …

Colchão de Segurança – Quem precisa de um ?

Este é um assunto que volta e meia surgirá aqui no Clube, e com razão, pois ele é um dos pilares da Educação Financeira. E quanto mais a ideia for “martelada” na cabeça das pessoas que ainda não compreenderam sua importância, melhor será. 😉

(ah, e desculpem pelo trocadilho da imagem ao lado, fui obrigado a escolher ela, hehehe)

Numa conversa com alguns amigos surgiu uma dúvida – a meu ver bem interessante:

Certo, uma das principais funções do colchão de segurança é trazer uma certa tranquilidade para o caso da pessoa perder o emprego. Ok. Mas e se a pessoa for funcionária pública, que tem garantia de estabilidade de emprego, ele continua sendo necessário ?

Não concorda que é uma ótima pergunta ? Uma ótima pergunta, porém mostra que a pessoa que a fez não compreendeu 100% do conceito fundamental que cerca a ideia do colchão de segurança …

“Oras … mas não é para quem for demitido ?”

Sim, uma das principais funções dele é essa, para caso a pessoa seja demitida ela possa ter garantia que poderá pagar suas contas por um determinado período de tempo. Como falo no artigo “Formando seu colchão de segurança“, considero que o tamanho do colchão mais indicado seja o de 6 meses. Ou seja, que o capital destinado e protegido no colchão seja o suficiente para cobrir 6 meses de gastos da pessoa. Mas não é somente essa a função dele. 🙂

Além de trazer proteção contra uma eventual demissão, o colchão de segurança serve também para cobrir gastos emergenciais … lembra ? 😉

E é justamente esse o ponto que mostra que o nosso amigo ali de cima não entendeu completamente a função do colchão. Gastos emergenciais podem acontecer com qualquer pessoa, com um funcionário público, um da iniciativa privada, um autônomo ou um empresário ! O destino não escolhe suas vítimas. (bom, até escolhe, mas não vamos falar sobre isso, hehehe)

Se ela não corre o risco de perder seu emprego, ótimo ! É uma tranquilidade a mais que ela tem, que ajudará a atingir seus objetivos de maneira ainda mais rápida e “fácil”. Mas as emergências continuarão acontecendo … Se você precisar hoje de R$ 5.000,00 para uma operação “qualquer“, tem ? Torço para que sim, muitos nem sonham com isso … mas se você tem seu colchão, garantindo ao menos 6 meses de gastos, certamente terá essa quantia – praticamente não importando o quanto ganhe …

“Bom, não tenho no colchão de segurança … mas tenho em meus investimentos !!”

Essa é a tradicional resposta de quem não tem o colchão preparado … de quem insiste em não adotar essa estratégia tão importante e ao mesmo tempo tão básica: o dinheiro dos investimentos. Mas me responda uma coisa, no que você investe ? Renda Fixa ? Ações ? Imóveis ? Se for em uma das duas últimas opções o negócio pode complicar bastante …

Pense comigo, você consegue vender um imóvel de uma hora para a outra ? E ainda pior, de uma hora para a outra e ainda pelo “preço justo” ? E para piorar ainda mais, vender um imóvel de … R$ 300 mil por causa de R$ 5 mil ? …

Ou se sua preferência for por ações, será que elas estarão acima ou abaixo do seu preço de compra ? Venderá mesmo se estiver no prejuízo ? E se for em um momento onde elas apresentem uma desvalorização de … 50% ? …

Dinheiro de investimento é literalmente isso: dinheiro de investimento ! Ele não deve ser usado com outro propósito até que seja usado para o que foi “feito”. (estou levando em consideração que você faz seus investimentos para atingir a Independência Financeira, ou então como forma de Previdência “particular”, ou até mesmo para adquirir determinado bem)

Se a cada emergência que surgir você for lá e der uma beliscada no capital de investimento, quando chegar lááá na frente verá que não deveria ter feito isso … Verá que deveria ter feito um colchão de segurança. 🙂

Portanto: Sim, todos precisam ter um colchão de segurança. Não importa qual seja sua atual posição no mercado de trabalho, o colchão de segurança precisa ser criado. Como disse no início do texto, ele é um dos pilares fundamentais da Educação Financeira.

Pergunte a qualquer pessoa que adote essa estratégia, veja o que ela te dirá sobre ele. Dê atenção especial aos que te disserem: “Nossa, nem imaginas o quanto ele me ajudou … me safou de uma baita encrenca”. Essa pessoa te dará a real noção de quão importante é ter um colchão bem formado.

Leia também:

Formando o seu colchão de segurança

Devo quitar minhas dívidas ou formar meu colchão de segurança ?

Usar títulos do Tesouro Direto para o colchão de segurança é válido ?