Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

“Fiz daytrade e não tive sucesso. Dá para viver de Opções ?”

Pergunta:

Fiz daytrade e não tive sucesso. Dá para viver de Opções ?

 

Resposta:

Opa ! Tudo certo Leandro ? 🙂

Pergunta complexa essa, não é mesmo ?

Por quê ? Por uma série de motivos … (literalmente)

Quer ver ?

O sucesso no mercado, especialmente no lado do trader, depende de uma série de fatores. Algumas vezes são grandes e importantes detalhes, outras são tão pequenos que por conta disso, acabam ficando “escondidos” e não detectados.

Por exemplo, pode não ter dado certo por conta de alguma “deficiência” no lado da análise gráfica. Você não está conseguindo identificar direito os pontos de entrada, ou os gatilhos de entrada. Outra possibilidade pode residir no lado técnico na coisa. Suas operações precisam ser (ou são) mais rápidas do que o teu sistema permite que sejam. Pode ser um problema com a corretora, com a sua plataforma de negociação, com a sua conexão com a internet, no seu computador … Pode ser alguma coisa envolvendo o uso propriamente dito da plataforma operacional …

Outra possibilidade, alavancagem. Você não usava mais do que comportava ? Ou até mesmo menos do que precisava para que o breakeven das operações fosse atingido ? Outra, o seu STOP, como ele vinha sendo usado ? Gráfico ? Financeiro ? Temporal ? Usava ?

Estes são apenas alguns poucos pontos que consegui lembrar agora. Certamente existem muitos outros …

Agora, “Não deu certo no daytrade, dará com Opções ?” …

Se aquilo que te fez não obter sucesso no daytrade, for trazido para o “mundo das Opções”, possivelmente não dará certo também. Esse é o motivo para que analisar e observar tudo o que fazemos enquanto estamos operando, seja tão importante. Ver o que deu certo quando deu certo. Ver o que deu errado quando deu errado. Ver o que deu certo quando deu errado. E claro, ver o que deu errado quando deu errado.

E isso será o tempo que te ajudará a obter as respostas. Dificilmente será algo que virá rapidamente … A não ser que seja um erro mais “básico”. Sabe ?

O “mundo das Opções” é bem diferente do das ações e dos futuros. Por exemplo, quando você compra um contrato do índice futuro do Ibovespa, precisa que o mercado suba para que possa obter o seu lucro. Já nas Opções, quando você vende uma PUT (ela perde valor conforme o ativo “mãe” se valoriza, portanto uma operação que também se beneficia da alta), você pode ganhar em três situações: quando o ativo sobe, quando ele fica de lado, e até mesmo quando ele apresenta uma leve queda. Essa é uma característica das Opções. 🙂

E o contrário é verdadeiro: quem compra uma PUT, perde dinheiro quando o ativo “mãe” sobe, fica de lado ou apresenta leve queda …

Como eu disse, é uma pergunta complexa que acredito não ter uma resposta “certa”. O ideal é que você analise tudo aquilo que aconteceu, tentando encontrar o que pode ter “ajudado a dar errado”. Além disso, ao mudar de área, na tentativa de obter um resultado diferente, estudar uma estratégia vencedora, que já venha sendo testada a mais tempo. Uma estratégia que tenha conseguido sobreviver ao teste do tempo. 😉

Essa estratégia que vem dando certo, e que vem se mostrando válida com o passar dos anos, possivelmente engloba todos aqueles pontos que citei acima, como possíveis “vilões” no que deu errado, de forma a aumentar as chances de obtenção de lucro de quem a usa. Provavelmente ela tem “barreiras” e “proteções” que impeçam que os problemas cresçam e acabem atrapalhando para que o investidor possa sobreviver no longo prazo.

Espero ter te ajudado ! 🙂

Abraços !