Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Mudanças na regra de fechamento no lançamento de Opções. Um problema ?

Há algum tempo houve uma mudança na regra que organiza a forma com que as operações de lançamento de Opções são encerradas. A Bolsa achou que desta forma poderia simplificar o exercício de uma opção. 🙂

Foi um Deus nos acuda … Muitos anunciaram o fim do mercado de Opções no Brasil. Disseram que a partir daquele momento não fariam mais o lançamento, pois não valeria mais a pena. Que não era justo … Que só ajudaria a quebrar o pequeno investidor.

O medo foi grande, mas na minha opinião, desproporcional.

Como funcionava o encerramento da venda ?

Até então, na hora que você recomprava a Opção que estava lançado, marcava o fim do seu “relacionamento” com aquela Opção.

Estava vendido (lançado) ? Recomprando o que vendeu, e instantaneamente estava tudo ok. Você não tinha mais obrigações atreladas aquele acordo.

Isso, para a Bolsa, deveria ser uma bela bagunça … Alguém solicitou o exercício, quem poderia concluir a negociação? Afinal de contas a lista que ela, a Bolsa, tinha em mãos, já poderia não valer mais. Seria preciso entrar em contato com as corretoras para ver quem ainda realmente estava vendido, e que teria obrigações com aquela Opção específica.

Afinal de contas a Bolsa só tem a lista do começo do dia naquele momento, a posição que “viramos a noite”. Correto ?

E agora, como funciona ?

Hoje, ao encerrar o seu lançamento, ao recomprar a Opção que você está vendido, só deixará de ter as obrigações atreladas ao acordo, no pregão seguinte.

Sim, se você encerrar a operação no começo às 11h35min, correrá o risco de ser exercido até o fim do dia. (16h se não estou enganado)

É … você encerrou a operação mas ainda não se desligou do lado “direito e obrigações” das Opções, com aquela compra.

E isso foi a gota d’água para muitos … “Como poderei ficar tranquilo, se ao encerrar a operação eu ainda mantenho as obrigações do acordo ?”, disseram.

Da forma que funciona agora, a Bolsa tem em mãos a lista que pode ser exercida e não tem mais dúvidas sobre ela. 🙂

O risco passou todo para o lado do investidor …

Ok … tem risco …

Mas, em todo o tempo que você já opera no mercado, quantas vezes viu um exercício antecipado ocorrendo ?

Eu digo que vi, no máximo, umas 4 ou 5 vezes. Sim, pouquíssimas vezes ! É um evento raro ! Ninguém quer exercer antes da hora, para não perder a gordura que a opção que possui. Sim, quem exerce antes da hora abre mão de dinheiro (literalmente !)

Sobre o que fazer quando somos exercidos antes da hora, eu já falei no post “O que fazer quando sua venda de opção é exercida antes do tempo ?“. No post também fiz uma sugestão que poderia solucionar o problema de todos que deixaram de lançar Opções por conta do medo do exercício antecipado …

Qual ? O mais simples de todos: opere apenas com opções do tipo Europeu !!!

Eu sei que não existem tantas Europeias … ou melhor, não existiam. 😀

Já deu uma olhada na tabela de séries autorizadas da Opção que te interessa ? Aqui tem a lista das autorizadas para a Petrobras.

Confesso que me surpreendi com a quantidade de “Es” povoando a lista. 😉

Sim !! Ao lançar uma Opção do tipo Europeia você afastou, em definitivo, o risco de ser exercido antecipadamente !!! Então se esse é o motivo para você ter se afastado deste tipo, deixo a sugestão de você olhar com carinho essa “alternativa”. 🙂

Ah, não sabe o que é uma Opção do tipo Europeia ? E uma americana ? Ok … então leia este post: “Opções americanas e europeias, qual é a diferença ?

Ok … não teremos todos os strikes possíveis … Pode até ser que os mais líquidos tenham ficado de fora da lista … Mas você certamente encontrará um strike que te agrada. 😀

Sabendo o que existe, e como funciona, sabemos o que fazer !

Não podemos ser tão radicais diante das mudanças …

Para quem faz o lançamento coberto de CALL, e “decidiu desistir” por causa da mudança, um simples ajuste na estratégia já permitiria que você mantivesse sua estratégia viva. Mas preferiram profetizar o fim do mercado de Opções … O fim do “cassinão” … 🙄

É … o mercado de Opções realmente deve estar “morto”. Provavelmente foi por conta disso que, graças ao Double PUT Double CALL (a estratégia que uso em minhas operações em Bolsa, com Opções) me trouxe um retorno de 44,23%, até este momento, em 2018.

As mudanças ocorrem. Basta que saibamos como as coisas funcionam e o que podemos fazer caso algo nos “atrapalhe”. (spoiler: o exercício antecipado de opções é assunto apresentado e debatido com os alunos durante o curso, onde apresento suas vantagens e soluções)

Se você tinha pensado em abandonar a sua estratégia de lançamento coberto de CALL, adote o lançamento exclusivo de Europeias e continue sendo feliz neste mercado ! 😉

Mas me diga, você deixou de lançar Opções por causa desta mudança ? Me conte nos comentários. 🙂