Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

O que seria o barbell de Taleb ?

Como falei em meus comentários sobre o excelente “A lógica do cisne negro“, se fosse para resumir, resumidamente, todo o seu conteúdo, eu usaria somente uma palavra: barbell.

Mas o que seria o barbell ?

Uma estratégia simples, segura, que busca obter um retorno (relativamente) baixo na grande maioria do tempo, mas que em determinadas oportunidades teria a chance de nos surpreender. 🙂

A sugestão dada por Taleb é a mais simples possível: compre 90% do seu patrimônio em títulos do tesouro e os 10% restantes em opções. Desta forma você estaria seguro, por causa da “isenção de risco” do investimento no Tesouro, garantindo um retorno lento e constante, mas sujeito a certas “explosões” de retorno em momentos específicos do mercado.

Refleti bastante sobre como implementar esta estratégia aqui no Brasil … E confesso que não sei se teríamos muitas chances a nosso favor não …

Por quê ? Simples: nosso mercado de opções é muito focado no curto prazo. Dificilmente encontramos opções com mais de 3 vencimentos de distância (e até mesmo isso já é raro, nas mais líquidas). Para que a estratégia pudesse tirar proveito da imprevisibilidade, de verdade, o ideal seria que usássemos opções mais distantes, que poderiam (ao menos) ter a chance de serem impactadas por um movimento mais forte.

Se usarmos opções de prazo mais curto teríamos um gasto constante com a compra destas opções, o que drenaria o capital aplicada na renda fixa. A ideia de comprar uma opção distante (tanto em preço quanto em tempo) serve para evitar este custo recorrente.

Mas só isso ?

Então é só isso ? Comprar títulos e opções ? Posso dizer que sim, desde que você tenha em mente que por “opções” me refiro a PUTs e CALLs …

Claro ! Se você quer tirar proveito de eventos inesperados em bolsa, precisa estar preparado para aproveitar tantos os de alta quanto os de baixa. E sim, a maioria das pessoas pensa somente na compra de CALL (para tirar proveito das altas) para esta situação.

A posição em renda fixa estará lá, firme e forte, rendendo um pouco a cada mês que a operação estiver viva. Enquanto isso o valor das opções irá variar, ao sabor das gregas. 😉

A expectativa de quem adota esta estratégia é de que no decorrer da operação um movimento muito forte aconteça, algo parecido com o que aconteceu com a PETR4 no ano passado … Onde vimos ela subir 100% de março à setembro, para depois vermos ela perder quase 70% de seu valor até março deste ano.

Quem adotou a estratégia barbell, conseguindo encontrar opções distantes (no tempo e no valor), pode ver a validade desta ferramenta. 🙂

E você, já usou a estratégia barbell em algum momento ? Ou ainda melhor, consegue enxergar outras possibilidades para montarmos ela ?