Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Iniciando seus Investimentos – Parte X.b

Vamos lá, segundo tópico do tema Investimentos em si: Fundos de Renda Fixa.

Seguindo a linha dos investimentos mais conservadores, com uma taxa de risco de investimento bem baixa, dependendo da instituição escolhida, a Renda Fixa é escolhida por muitos investidores que desejam um retorno superior ao da poupança, porém com um risco muito próximo ao dela: Muito próximo ao zero.

Um porém, o rendimento deste tipo de investimento vem caindo um pouco nos últimos meses, motivado pela queda das taxas de juros. Isso ocorre pois os Fundos de Renda Fixa tem como “alvo” um retorno próximo ao do CDI.

Obs: O que é o CDI ?

CDI – Certificado de Depósito Interbancário. Taxa média dos empréstimos feitos entre os bancos. Esses empréstimos são registrados por uma instituição chamada Cetip (Central de Custódia e Liquidação de Títulos Privados).

Mas mesmo assim, o Fundo de Renda Fixa, ou os Fundos DI, são uma boa opção para quem quer fugir dos riscos de outros tipos de investimento.

Fundos de Renda Fixa ou Fundos DI, qual devo escolher ?

Os Renda Fixa são mais indicados para momentos de queda nas taxas de juros, e os DI nos momentos em que a taxa está subindo.

Infelizmente esta modalidade não oferece a mesma forma de proteção que vimos na semana passada para a poupança, o seguro de até R$ 60k, mas quando escolhemos boas administradoras para o fundo, podemos ter um bom nível de tranquilidade.

Quanto dinheiro preciso para iniciar este tipo de investimento ?

Isto varia muito … Cada instituição tem um valor, algumas oferecem algumas opções, por exemplo, um para R$ 500,00 iniciais, outro para R$ 1.000,00, outro para R$ 5.000,00 … o que muda entre eles é basicamente o custo da administração, quanto menor for o valor do investimento inicial exigido, maior será a taxa de administração.

Como falamos acima, os Fundos de Renda Fixa têm perdido um pouco de sua atratividade graças a queda nas taxas de juros, podendo em alguns casos até mesmo perder para o rendimento da poupança. Mas isso só acontece para casos de investimentos para o curtíssimo prazo, quando o prazo é um pouco mais longo, o retorno em RF mostra-se superior. Além disso, a taxa de administração também influência bastante neste “empate”.

Outro ponto importante, o Imposto de Renda sobre o ganho. Quanto menor for o período de investimento, maior será o IR, que variará de 22,5% até 15% sobre o lucro. ( abaixo de 6 meses – 22,5%, entre 6 meses e 1 ano – 20%, entre 1 ano e 2 anos – 17,5% e acima de 2 anos – 15% )

Se você tem horror ao risco, investir em Renda Fixa pode ser uma boa saída.

Abraços ! E até a semana que vem !!

Iniciando seus Investimentos:
( Recapitulando … )

I – Ganhar mais do que Gasta

II – Encontar novas Fontes de Renda

III – Dinheiro é Dinheiro e PRONTO !!

IV – Aprenda a gastar com responsabilidade

V – Pra que pagar juros ?

VI – O lucro é diretamente proporcional ao risco

VII – Renda Fixa ou Variável ?

VIII – Aprenda a gostar de matemática

IX – Capital disponível Vs O investimento ideal

X.a – A Poupança

X.b – Os Fundos de Renda Fixa