Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Livros ||| Pai Rico: o negócio do século XXI

Olha … essa foi a maior “leitura surpresa” dos últimos tempos ! Comecei a ler um dos últimos lançamentos da série Pai Rico sem ter a menor noção do que poderia ser o seu assunto alvo, e não é que o assunto era realmente algo completamente novo, praticamente não tendo sido abordado em nenhum dos outros livros da série ? (bom, ser abordado foi, mas não com o destaque que foi dado a ele neste livro. O livro inteiro é sobre ele …)

Se você não leu a resenha, ou o próprio livro, ou não ouviu nenhum comentário nem pode imaginar sobre o que ele fala … Preparado ? MMN ! Marketing Multi Nível ! Marketing de Rede ! (escolha o nome que gosta de dar a esse negócio …)

Sério, surpresa total ! Nem passou pela minha cabeça que seria sobre MMN … Mas o “pior”: sabe que mesmo tratando sobre isso foi uma boa leitura ? 🙂

Um porém … pela primeira vez terei que concordar com alguns dos comentários que já li sobre os livros da série: “O negócio do século XXI” é repetitivo …  fala, fala, fala … e não diz muita coisa. 🙁

Mas lembra que falei que esta foi uma boa leitura ? 😀

Vai entrar no MMN Zé ?

Olha … “não”. Não entrarei – ao menos hoje isso não passa na minha cabeça … – em nenhuma rede já existente. Não está nos meus planos, ao menos não agora. Não entrarei em nenhuma rede já existente. Mas se a pergunta fosse “Vai lançar algum MMN Zé ?” a resposta seria completamente diferente ! 😀

Mas esse assunto não deveria ser abordado neste momento … eu e minha boca grande … =P

A ideia (conceito) do MMN é muito boa, uma rede de pessoas oferecendo produtos (vendendo-os), e a cada venda um pedaço dessa rede ganha uma parcela do lucro, ao invés de ser somente quem vendeu e o dono da empresa. É interessante por isso une o poder de toda essa rede, ao invés de criar um competição hierárquica. E isso é muito bom.

Mas o livro peca num ponto: como muitos promovedores do MMN insiste em afirmar que o MMN não se trata de venda, mas sim na criação de uma rede de pessoas que aumentará a rede … oferecendo a oportunidade de aumentar a rede … sem vendas, oferecendo o aumento da rede como meta. Eu não consigo entender muito bem este ponto, afinal em algum momento alguém desta rede precisará vender para que a rede lucre, mas e se todos entrarem sem a mínima intenção de venda ? (não foi isso que ofereceram ? Uma oportunidade de ganho só para criar a rede ?)

Sei que o tamanho da rede é muito importante, portanto as pessoas que conseguem “angariar” novos membros têm tanta importância quanto as que realmente vendem os produtos, as que são boas vendedoras. Mas estas são fundamentais ! Sem vendas, sem $$$ …

Mas não tinhas dito que foi uma boa leitura Zé ?

Sim sim, sabe por quê ? Porque Kiyosaki toca num ponto muito, mas muito importante mesmo: um membro de MMN vencedor é aquele que encara sua rede como um negócio do quadrante D, e não um do E ou do A como a grande maioria acaba gerenciando-o. Para obter o maior proveito do poder da alavanca gerada pelo MMN, a pessoa precisa gerenciar uma empresa, e não se dedicar somente à venda. (que é o que um E – empregado – ou um A – autônomo – faria)

Dedicar-se somente à venda te trará resultados, ótimos resultados, mas dependerá única e exclusivamente do seu trabalho, do seu tempo, da sua dedicação … Já para os que geram a rede como um negócio terão o poder do trabalho, do tempo, da dedicação de seus “membros” da rede. Entendeu a diferença ? 😉

Um outro ponto muito legal que foi abordado por RK em “O negócio do século XXI” é como “devemos” traçar nosso plano de liberdade financeira:

1- Construir um negócio
2- Reinvestir no negócio
3- Investir em imóveis
4- Deixar ativos comprarem luxos

Muita gente erra no começo da história … criam um negócio e começam a sugar o rendimento dele, se esquecem de que ele deve ser tratado, alimentado, para crescer e render ainda mais frutos. Pense, se você cria um ativo que gere uma renda extra, e você começa a consumir toda a renda gerada por ele (para comprar seus luxos, por exemplo), a roda pode parar de girar …

Se você usar o $$$ gerado pelo ativo para investir nele próprio, terá um negócio ainda maior em pouco tempo ! Esse ativo “bombado” será capaz de gerar o capital necessário para adquirir novos ativos, que poderão comprar os seus luxos por você !

Se você usar o $$$ gerado pelo ativo já no início terá apenas criado um novo emprego … somente com o reinvestimento você poderá encaminhá-lo ao patamar de negócio, empresa, que “se auto administrará”. Pense nisso. !

Dica ? Mesmo se você não for fã do “conceito MMN” a leitura deste livro poderá ser bem interessante. Se for, melhor ainda! 😀

Nota do Site:
4 Moedas

Pai Rico: o negócio do século XXI
Robert T. Kiyosaki | Kim Kiyosaki | John Fleming

Editora: Campus Elsevier
Ano: 2011
Edição: 1
Número de páginas: 160
Acabamento: Brochura
Formato: Médio