Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

O futuro da sua aposentadoria

boladecristal

Até bem pouco tempo atrás, tínhamos um número mágico, um número que nos trazia “segurança“, e caso fosse atingido sua aposentadoria estaria garantida. Garantida e com certo conforto. Ou vai dizer que você não pensava também em atingir R$ 1 Milhão para garantir sua Independência Financeira ?

Por que até pouco tempo atrás ? Porque até então você teria uma boa aposentadoria, cerca de R$ 10 Mil todos os meses para fazer o que bem entendesse. E concordando ou não, este é um ótimo valor, que te traria uma “velhice” tranquila para aproveitar o tempo livre.

Taxa Selic caindo …

O cenário mudou, e mudou bastante. Com a queda da Selic (podemos até mesmo dizer desabada dela) o rendimento dos investimentos de renda fixa (Fundos, CDBs …) encolheu na mesma velocidade. Ou você não se lembra que até ano passado (+- …) encontrávamos RF que pagava 1% ao mês ? (sem levar em consideração a inflação … claro)

E o que isso fez as suas contas ? Com R$ 1 Milhão aplicado em um investimento que pague 1% ao mês, você consegue tirar R$ 10 Mil/mês. E hoje, quanto este mesmo tipo de investimento está rendendo ? Algo em torno de 0,5% ao mês ! O que te proporciona R$ 5 Mil/mês. Já sentiu o drama, não é mesmo ?

Tudo o que você havia planejado até então exigia os R$ 10 Mil … só que agora você só tem metade disso ! O que fazer ?

Acompanhe sempre, mude quando necessário

O maior problema com o dinheiro da aposentadoria é que ele deve estar aplicado em um investimento isento de risco, pois você não poderá contar com a ajuda do fator tempo para se recuperar de um investimento mal sucedido. Já imaginou estar com praticamente toda a grana em bolsa e encontrar pela frente uma bolha da Nasdaq ? Uma crise do subprime ? Nada agradável …

Por isso que normalmente uma fatia generosa do capital usado para a aposentadoria vai para investimentos como os de renda fixa. São aplicações que proporcionam um “bom” rendimento quando comparado ao risco atrelado ao mesmo.

Então durante muito tempo a pessoa almejou atingir R$ 1 Milhão para se aposentar, “afinal esse é o capital que preciso para ter os R$ 10 Mil que preciso todos os meses …“. Mas no meio do caminho as coisas mudaram e eu terei só a metade do que precisava …

A pior, e única coisa que não pode ser feita, é ficar parado enquanto as coisas vão acontecendo. Você precisa ir acompanhando o desempenho de seus investimentos, afinal sua sobrevivência dependerá deles. Ao primeiro sinal de mudança, você precisa se informar, precisa saber se aquilo veio para ficar, ou se é, aparentemente, momentâneo. Caso seja para sempre, precisará encontrar outras fontes que venham a complementar a renda, trazendo o valor mensal necessário para seus planos.

Estude outras formas de investimento enquanto ainda é tempo

Como um plano de aposentadoria deve ser feito quando ainda somos jovens (mas para quem não se enquadra mais nesse perfil ainda dá tempo), por que não ir estudando outras possibilidades ? Por que não analisar, estudar e usar outras modalidades de investimento ?

A única forma de complementar sua renda, apenas com investimentos, será encontrar outro que te dê o rendimento antes planejado. Destinar uma parcela à Bolsa de Valores pode ser uma ideia, em teoria, no longo prazo ela tende a ter um rendimento superior ao da Renda Fixa … Como o “bolo” ainda está sendo formado, você pode se dar ao luxo de destinar uma parcela maior para a renda variável, afinal, neste caso, o tempo está a seu favor. Não é mesmo ?

E quando o problema acontece quando já estou usando do dinheiro ?

Esta é a situação que nunca desejamos passar … Você já está aposentado, usando do dinheiro, que vem te rendendo o valor antes desejado, mas de repente as coisas mudam e seus rendimentos começam a cair …

Lembre que o tempo, infelizmente, está contra você, portanto não poderá se arriscar (muito) em renda variável … Então o que fazer ?

Nestes casos a velha máxima “diversificação” é a melhor opção. Tente ter mais do que uma fonte de renda para a aposentadoria. Por exemplo, tenha seu investimento em renda fixa, mas tente também ter alguma coisa em imóveis para aluguel. O rendimento com eles é um pouco menor do que o de uma renda fixa (normalmente entre 0,3~0,5% do valor do imóvel, mas para certos casos, como imóveis comerciais, pode chegar próximo de 1% ao mês), mas a chance de uma reviravolta tão grande é bem menor.

Nunca se dê por satisfeito

Como conclusão final fica a ideia: Nunca se dê por satisfeito. Sempre acompanhe de perto os seus investimentos. Tente melhorar seu desempenho sempre, por mais perfeito que um plano seja, você sempre poderá melhorá-lo. Sempre existe um detalhe que poderá ser mudado para turbinar ainda mais seus rendimentos.

Ou então … use o plano B

Acumule pelo menos o dobro do que realmente precisaria … 😉
(brincadeira amigos, hehehe)

E você: Já tinha parado para pensar nisso ?