Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Pergunte ao Pai Rico ||| 375

Pergunta:

Venho estudando algum tempo a possibilidade de quando sobrasse algum dinheiro colocar no tesouro direto. Mas nunca encontro uma resposta para a seguinte pergunta, qual dos títulos é a melhor opção para o famoso colchão. A minha ideia é iniciar com um valor de R$3k, e depois aportes mensais de R$500.

Hoje não tenho mais colchão e herdei uma divida com a morte do meu pai, usei o colchão para diminuir, mas ainda resta um valor muito alto. 🙁

E não consigo negociar com o banco um valor justo para pagar esse valor, principalmente com o cenário atual.

Resumindo: a ideia é montar um colchão no TD, caso consiga negociar uma valor mais justo da divida, usar ele. Eu sei que isso não é o correto, mas no atual momento da minha vida não tenho muita escolha. 🙁

Forte abraço, e parabéns pelo ótimo conteúdo.

Resposta:

Bom dia José,

Realmente, momento complicado, onde, além do problema financeiro, você precisa lidar com a perda de seu pai. Tentarei lhe ajudar no que me for possível, ok ?

Inicialmente, sobre usar o Tesouro Direto como colchão de segurança … Eu não gosto desta ideia, pois a liquidez do investimento não é plena. Sem contar que você poderá precisar se desfazer do investimento com perda de capital. Leia o post onde falei justamente sobre isso:

Usar títulos do Tesouro Direto para o colchão de segurança é válido ?

Acredito que seja mais interessante você deixar seu colchão protegido em um fundo de renda fixa ou CDB, pois nessas modalidades a liquidez é total. 😉

Claro, um fundo de renda fixa que tenha uma taxa de administração inferior a 1% ao ano, ou um CDB que ofereça algo próximo a 100% do CDI. (9x% …) No caso do CDB, fuja dos que impõe tempo mínimo para resgate, pois você acabaria encarando um problema parecido com o que fez eu não indicar o Tesouro Direto.

Até mesmo a poupança acaba sendo uma “boa opção” em alguns casos. Se a quantia é pequena, impossibilitando o uso de um fundo de renda fixa de baixo custo, ou um CDB de maior rendimento, manter a grana na poupança acaba sendo a “melhor” estratégia. Ao menos até que o volume acumulado atinja o valor necessário para adotar estas outras modalidades. Indico a leitura deste post que aborda esse tema:

– Estão usando a poupança do jeito errado …

Bem, já falamos sobre qual a melhor forma de aplicar a grana do colchão de segurança, agora vamos falar sobre a situação que você enfrenta. Como falei para a Maíza, no último “Pergunte ao Pai Rico“, na imensa maioria das vezes o melhor a ser feito é quitar as dívidas, ao invés de investir o dinheiro. A correção da dívida tem uma velocidade mais alta do que o rendimento da maioria das aplicações.

Escrevi um post falando sobre isso há algum tempo:

Devo quitar minhas dívidas ou formar meu colchão de segurança ?

Não sei se justifica deixar a grana aplicada enquanto você tenta negociar um valor mais em conta para a quitação da dívida … 🙁

Sobre não ter mais o seu colchão formado, não fique triste com isso. A função dele é justamente te proteger em momentos inesperados como o que você passa atualmente. Quando tudo estiver resolvido, você vai lá e começa a recriá-lo. 😉

Abraços e boa sorte !