Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Qual corretora escolher para operar ?

Essa é uma pergunta que ronda a cabeça de 11 entre cada 10 investidores – hehehe, especialmente os que estão começando …

Qual corretora é a mais indicada para se operar ? A que cobra a menor corretagem ? A que não cobra taxa de custódia ? A que oferece relatórios ? A que envia dicas de operação aos clientes ? A que oferece facilidades operacionais ? A que tem as melhores ferramentas ? A que oferece as melhores formas de comunicação ? São tantas as variáveis … é mais do que compreensível que a dúvida paire sobre todos os investidores, sejam iniciantes ou não.

E claro, como tudo na vida, depende. Depende de muita coisa, mas vou tentar apresentar alguns pontos que poderão te auxiliar na decisão. Vamos lá !

Corretagem fixa ou variável ?

Tenho certeza de que essa é a primeira, e principal dúvida da grande maioria, o lado financeiro da coisa. Afinal de contas o bolso fala mais alto muitas vezes, hehehe.

São tantas as alternativas existentes que fica difícil fazer uma resposta pronta. Existem as corretoras que cobram corretagem fixa e as que cobram corretagem variável, seguindo a tabela sugerida pela bovespa. Entre as que cobram a taxa fixa existem as que cobram de R$ 5 até as que cobram R$ 20. (sim, sei que existem umas que cobram menos e outras que cobram mais, mas isso é só um exemplo poxa … 🙂 ) Além disso, existem corretoras que oferecem uma corretagem literalmente fixa, cobram um determinado valor mensal e te permitem operar a vontade, não importando o número de operações realizadas no período.

Entre as que cobram a taxa variável também existem … variações. Umas cobram a tabela integral, outras oferecem desconto na mesma tabela … Ela é composta por uma parte fixa e outra percentual:

Tabela de Corretagem Bovespa
De Até
%
parte fixa
mínimo máximo
R$ 0,01
R$ 135,07
R$ 2,70 R$ 2,70 R$ 2,70
R$ 135,08
R$ 498,62
2,00%
R$ 0,00 R$ 2,70 R$ 9,97
R$ 498,63
R$ 1.514,69
1,50%
R$ 2,49 R$ 9,97 R$ 25,21
R$ 1.514,70
R$ 3.029,38
1,00%
R$ 10,06 R$ 25,21 R$ 40,35
R$ 3.029,39
0,50%
R$ 25,21 R$ 40,35

 

Consegue ver pela tabela que para certas quantias a corretagem variável é mais vantajosa do que a fixa ? Especialmente para quantias menores …

Portanto não venha pensando que as corretoras que cobram taxa fixa são a melhor alternativa e ponto final, você precisa comparar, precisa ver se para o seu plano de investimento ela é a melhor opção. Por exemplo, se seu plano for de investir mensalmente R$ 500,00 … você não pode pegar uma corretora que cobre mais do que R $10,00 de corretagem fixa, pois as que cobram corretagem variável cobrarão menos.

Com cobrança de taxa de custódia ou não ?

Isso para mim é um verdadeiro enigma … pois existem corretoras que cobram e outras que não. Umas que cobram menos e outras que cobram mais …

Por exemplo, a minha cobra R$ 30,00 por mês … Outras cobram R$ 10,00 por mês … Outras não cobram … Outras não cobram, mas somente se você realizar alguma operação no mês …

Escolher a corretora me baseando somente neste item é meio complicado. Seria +- como se eu operasse baseando-me apenas no IFR, um único indicador. Como todos sabem eu somo alguns indicadores para tomar minhas decisões, e neste caso seria a mesma coisa. 😉

Não sei o que muda em uma corretora que cobra a custódia para uma que não cobra … afinal até onde sei ela é feita pela CBLC e não pela corretora. 🙂

A que me ajuda a operar ?

Existem corretoras que te “auxiliam” e outras que te deixam mais livres. Eu particularmente nunca operei usando uma dica da corretora, na verdade nunca nem leio as dicas que eles enviam. Sempre pensei e “ensinei” que cada um deve aprender a se virar sozinho, deve aprender a operar por si só, não deve depender de ninguém …

Claro, informações sobre as empresas são bem vindas, como o envio de relatórios que são divulgados com os resultados, ou algum outro fato relevante – como anúncios de dividendos por exemplo. Mas isso poderá ser obtido facilmente através do site da empresa, na parte “Relação com os Investidores”, ou RI somente.

Escolher uma corretora somente porque ela envia “dicas” de operação é errado, pode acabar sendo um tiro no pé … tome cuidado.

Só telefone ? Só Home Broker ?

Um outro ponto muito importante é relacionado a forma com que nos comunicamos com a corretora (passamos as ordens do trade). Existem corretoras que oferecem somente o telefone como meio de comunicação. (normalmente são corretoras menores que se ligam a outra maior, sendo apenas um “atravessador”) Outras oferecem apenas a opção do Home Broker … Mas o que acontece se você ficar sem acesso à internet ? E se estiver viajando e precisar passar uma ordem via telefone ?

Ter a possibilidade de operar tanto por telefone quanto pela internet é fundamental ! Sei que muitas corretoras oferecem a opção “via telefone” somente em casos de emergência, para quando o site estiver fora do ar. Mas será que a estrutura delas será suficiente para dar conta dessa demanda inesperada ? Outras permitem que o cliente escolha qual dos meios deseja usar, porém sabe que por telefone será cobrada uma corretagem x enquanto via internet será y. (normalmente a x é a tabela bovespa e a y é a corretagem fixa)

A minha não apresenta distinção, posso operar tanto por telefone quanto pelo HB. O custo operacional é o mesmo. E o mais legal, é via 0800. Posso ligar de qualquer lugar, via celular, que conseguirei realizar minha operação.

Facilidades operacionais

Deixei para o final um dos pontos que considero como o mais importante na hora de decidir com quem operar: a corretora te permite executar apenas o “arroz com feijão” ou te permite aprimorar o cardápio ? Traduzindo: ela te deixa somente comprar ações e vender o que tem em carteira, ou te permite comprar ações, vender a descoberto, alugar ações para venda, vender opções, alavancar suas operações, etc, etc, etc ?

Para quem está começando o custo operacional fala mais alto, sei disso. O problema é para quem já está a mais tempo no mercado e continua optando por uma corretora que cobra mais barato mas que acaba te privando de certas operações que podem te ajudar a obter um retorno maior.

Por exemplo, a minha permite com que eu venda “dobrado” minha carteira em opções. Isso sem chamar margem extra … Permite também que eu realize operações de venda durante o pregão sem ter a ação em carteira … Permite que eu faça o aluguel de minha carteira para obter taxa, não importando quantas ações tenha – acredite, existem corretoras que estipulam um limite mínimo …

Se ela não me oferecesse estas possibilidades o meu rendimento seria muito diferente, afinal faço uso de muitos dos itens que citei acima. Do que me adiantaria economizar uns “trocados” com corretagem se não pudesse vender dobrado, por exemplo ? Isso tem influenciado muito mais meu rendimento do que o peso que o custo da corretagem exerce sobre ele.

Como disse, para quem está começando, e inicialmente apenas comprará ações, sem fazer uso de nenhuma outra “ferramenta operacional”, o custo da corretagem fala mais alto, muito mais alto. Mas para quem já amadureceu no mercado este item não pode mais ter tanta importância …

Conclusões

Tentei apresentar alguns pontos que considero como sendo importantes na tomada de decisão. Você deve estudar cada um deles, ver quais se aplicam e quais não se aplicam a sua necessidade.

Como tentei apresentar o custo operacional é apenas a ponta do iceberg … 😉