Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Uma dúvida interessante sobre o lançamento “coberto” de PUT

Pergunta:

Boa tarde Zé, estou com uma dúvida sobre lançamento coberto de ações, será que você poderia me ajudar?

Imaginemos:

Cenário 1

A cotação da PETR4 está R$ 4,70
A opção PETRB26 R$ 0,05 (strike R$ 6,00)
Se eu lançar 1K, eu recebo o premio de R$ 50,00

Se no dia do vencimento a cotação da PETR4 for inferior a R$ 6,00 a opção vira pó e eu ficarei com os R$ 50,00 e continuo com PETR4 na carteira.

Se no dia do vencimento a cotação da PETR4 for superior a R$ 6,00 eu serei exercido e ficarei com os R$ 50,00 + 6K.

Até ai tudo bem!
Minha grande dúvida é:
Como ficaria essa operação se eu fizer o lançamento coberto em uma opção de venda?

Cenário 2

A cotação da PETR4 está R$ 4,70
A opção PETRN26 R$ 1,35 (strike R$ 6,00)

Se eu lançar 1K, como ficaria a operação até o dia do vencimento caso seja exercido e caso não seja exercido?

Resposta:

Bom dia Ricardo,

Comecemos pelo princípio: para a Bolsa não existe a figura do lançamento coberto de PUT. Todo e qualquer lançamento de PUT é considerado como sendo descoberto. Portanto você precisará deixar ativos na margem, garantindo a operação. Claro, neste momento você poderá usar todos os ativos que são aceitos pela Bolsa: dinheiro, CDB, ações, entre outros. Sim, você poderá tornar este lançamento descoberto num “coberto” por suas ações. Mas antes de mais nada … Tome muito cuidado com isso ! Falei sobre este problema no post “Venda de opções (CALL e PUT) cobertas por ações“, onde abro os olhos de que adota esta estratégia.

A leitura e compreensão do que é dito no post é de fundamental importância para quem deseja usar suas ações como garantia em suas operações. E o problema ganha novas proporções em situações de queda como a que enfrentamos atualmente. Muitos são os clientes que estão precisando se desfazer de suas carteiras para efetuar o encerramento das vendas de PUT que acabaram dando errado …

Dito isto, vamos prosseguir. 🙂

Perfeito, o cenário 1 é exatamente este apresentado por você. Dá certo, você embolsa o valor obtido com a venda da CALL e segue com usas PETR4 encarteiradas. Dá errado, você embolsa o valor obtido com a venda da CALL, entrega suas PETR4 e recebe por elas R$6.000,00.

Já no cenário 2, como funciona ?

Você receberá R$1.350,00 pelo lançamento de 1.000 PETRN26. A partir deste momento você assume o compromisso de comprar 1.000 PETR4 no dia do exercício (pois as PUT são opções do tipo Europeu, todas) por R$6,00 cada, totalizando R$6.000,00, caso a cotação de PETR4 for inferior a R$6,00.

Portanto, você consegue sair com o prêmio da venda das PETRN26 se PETR4 estiver acima de R$6,00 no dia do exercício. Abaixo disso você será exercido e precisará comprar as ações. Como ? Você precisará vender as suas 1.000 PETR4 para gerar o dinheiro necessário para tal. Não custa lembrar que existem prazos, tanto para pagamento quanto para recebimento do dinheiro … Então, a data limite para a venda das ações é no próprio dia do vencimento de opções. Você receberá o dinheiro na quinta-feira (assumindo que o dia daquele exercício caiu na tradicional 3ª segunda-feira do mês) e no mesmo dia irá desembolsá-lo para quitar sua dívida originada no exercício da venda da PUT.

E aqui é que mora um outro perigo, além do que falei do post indicado: e se naquele dia a PETR4 estiver valendo R$5,00 ? Você conseguirá obter apenas R$5.000,00 dos R$6.000,00 necessários … 😯

Sim, você precisará “encontrar” o dinheiro que falta para arcar com o compromisso assumido na venda.

Por isso é que é tão importante, especialmente para quem está começando, realizar as vendas de PUT “cobertas” apenas por dinheiro. Você tem o dinheiro livre (esteja ele em espécie ou na forma de um CDB) ? Então pode vender o equivalente em PUT que aquele dinheiro pode comprar no caso de exercício. Se está querendo usar suas ações como garantia de suas operações com opções, dê prioridade às vendas de CALL. Deixe para usá-las com a venda de PUT somente quando já estiver mais habitado com o procedimento.

Mas cá entre nós … Se você puder evitar esta forma de venda “coberta”, evite. Quer vender PUT ? Dinheiro na mão. Quer vender CALL ? Ação na carteira. 😉

O stress “deixa de existir” e o lucro ainda será interessante. 😀

Espero ter lhe ajudado !

Abraços ! 🙂