Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Zé, para onde que eu posso fugir ?

Essa é uma das perguntas que mais ouço nos últimos tempos. Mais “precisamente” depois que o BC trouxe a taxa para níveis nunca antes imaginados nestas terras. SELIC de 2% ao ano ? Acho que só em sonho mesmo … 😉

Mas essa é a nossa realidade atual. E já é há um bom tempo. 🙂

2% ao ano … As possibilidades que isso pode vir a nos proporcionar são enormes !! Mas eu sei que nem todos estão gostando dessa mudança.

“Muitas pessoas” gostariam mesmo é de ver o retorno daquelas taxas parrudas. 1% ao mês então … s2

Mas se tudo der certo, isso fará parte apenas do nosso passado. Já imaginou taxas tão baixas quanto a atual por um período mais longo ? Já pensou na transformação que isso poderia gerar ?

Ok … eu sei que muita gente ~precisa dessa remuneração, e é justamente sobre isso que vamos conversar hoje.

“Zé, pra onde eu fujo !!?”

Olha, existem muitas direções. Mas nem todas podem ser trilhadas …

Por exemplo, o seu colchão de segurança. Não, essa grana não tem como arriscar. O dinheiro destinado ao colchão precisa ser direcionado para locais seguros e líquidos. Rentabilidade fica em segundo plano. Não importa se é 2% ao ano, ou até mesmo nada … A grana da sua reserva emergencial precisa estar lá, segura e disponível sempre que você precisar.

Pode ser (acredite) na poupança, no Tesouro SELIC (e apenas nele), num CDB de um bancão (importante !) ou até mesmo “parado na conta corrente(se controle, não toque nele !!), mas ele precisa estar em destinos que te garantirão a tranquilidade se a grana se mostrar necessária.

Sim, eu sei que vai render pouco. Mas lembra do que eu falei ? Para a grana do colchão, rendimento é “supérfluo“. Segurança e liquidez em primeiro lugar.

Agora … para aquela grana de investimento propriamente dito, você precisa (sim, precisa) começar a almejar novos destinos. Existem diversas alternativas, onde a possibilidade de um ganho mais elevado se faz presente. 🙂

Quer ser mais cauteloso ? Tesouro IPCA e Prefixado. Basta ficar com o título em mãos até o vencimento para que um rendimento um pouco mais elevado seja seu. Garantido. 😉

Quer dar um passo adiante ? Renda variável, a nossa tão querida e amada Bolsa. Comprar ações, montar uma carteira de longo prazo, pensando lá na frente. Historicamente é um investimento que se mostra válido. Um pedaço do seu “bolo” merece ser destinado pra ela. Nem que seja um pedaço pequeno, para começar. Uma parte, para sentir o “clima” e ir medindo os riscos. (e especialmente como você se comporta diante das oscilações, da volatilidade do mercado)

Tem um pouco mais de risco ? Tem. Exige mais estudo ? Exige. Mas é uma alternativa … ou melhor, uma necessidade nos dias atuais, com a rentabilidade apresentada pela renda fixa. (se precisar de alguma ajuda, você já sabe onde encontrar !)

Você pode ir ainda mais longe, e é justamente aqui que eu vejo o maior benefício das taxas tão baixas, empreendendo. Abrir um negócio, fazer a economia crescer, gerar mais empregos … Eu sei que aqui a “brincadeira” é complicada, mas é necessária. É um jogo completamente diferente, mas de fundamental importância para o país.

Portanto, sim … as taxas de juros estão baixas. Sim, o rendimento da renda fixa está baixo. Mas existem alternativas e você pode ir em busca delas. Não precisa ficar no mesmo lugar, só porque em um determinado momento aquilo garantiu retornos tão elevados. Pode ser que nunca mais voltemos a ver coisa parecida. Tomara … 🙂

Mas acima de tudo: estude as outras possibilidades, as outras oportunidades disponíveis. E não, não arrisque o dinheiro do seu colchão de segurança só para receber uns trocados extras. Combinado ? 😉