Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

Como investir (ou até mesmo economizar) se o rendimento médio é de R$1.242 no Brasil ?!

Algo que costumamos ouvir com certa frequência é que o povo brasileiro não sabe usar direito o seu dinheiro. Gasta mal. Gasta muito. E que graças a isso temos um dos índices de poupança mais baixos do planeta: apenas 4% da população costuma guardar dinheiro com frequência.

Concordo … Realmente existem pessoas que não têm a menor noção de como usar seu dinheiro com responsabilidade. Seja pensando no dia de hoje ou em seu futuro. Lembra da corrida dos ratos ? Como Kiyosaki diz: é o ciclo de aumento dos gastos conforme aumenta a renda. Quanto mais ganha, mais gasta, numa corrida sem fim e que não leva a lugar algum.

Pessoas que ganham R$20 mil, R$30 mil e que passam aperto na hora de manter o orçamento em dia. Um pouco de Educação Financeira faria maravilhas para grande parte da população que se enquadra neste perfil. Suas vidas (financeiramente falando) mudariam da água pro vinho com alguns ajustes básicos nos gastos.

O problema é que esse grupo é pequeno. MUITO pequeno …

Para você ter uma ideia, apenas 1% da população brasileira obtém renda mensal superior a R$27 mil. 1% … 😯

Acima de R$9.759 ? 5% !! Sim meu amigo … Se você ganha mais de R$10 mil você faz parte do topo do topo do topo da pirâmide salarial brasileira … Consegue imaginar quão doido é isso ? Quer ficar ainda mais impressionado ? Os “outros” 5%, que formam a base da mesma pirâmide, ganham apenas R$73 mensais … 🙁

É … o problema de distribuição de renda no Brasil é grave e parece que a cada ano que passa piora ainda mais.

O problema da “média”

A distorção é grande, e no final das contas a média é muito pequena …

Se levarmos em consideração toda a população brasileira, a média de rendimento mensal é de R$1.242 !! Se for apenas a economicamente ativa, aumenta e vai para R$2.149

Me diga … Como alguém conseguiria pensar em investir, ou até mesmo em economizar, sendo que o valor que ganha (assumindo a média de R$1.242) não é suficiente para arcar com os gastos referentes à moradia e alimentação ?

Ah Zé, isso é média … a realidade é diferente“. Não, não é. 60% da população ganha até R$1.387 … Imagine a quantidade de pessoas que isso representa. É MUITA gente …

Pegue o seu orçamento mensal e veja quanto gasta somente com estes dois itens básicos: moradia e alimentação … Verá que o rendimento médio é MUITO pequeno e que tentar argumentar contra os que não poupam começa a ficar cada vez mais complicado.

Quando o valor que você ganha mal e mal serve para cobrir as suas necessidades básicas, exigir que destine uma parcela dos rendimentos para ser investido é no mínimo falta de bom senso.

Muitos dirão que para economizar é fácil, basta que você viva “pouco abaixo do seu padrão”. Mas como considerar isso se muitos já se encontram nesta situação e passam aperto para fazer qualquer outra coisa além de custear o básico ?

Como dizer para 60% da população que investir no Tesouro Direto é a coisa certa a se fazer, se para isso eles precisarão de R$90 ? Como dizer para estas pessoas que a Caderneta de Poupança é um erro ? Se a ideia é criar o hábito da poupança, esta será a única ferramenta disponível para boa parte deste grupo. E não … não é por culpa deles. Não é por usarem mal o dinheiro que ganham. É pura e simples falta de dinheiro mesmo.

Uma pesquisa rápida: você ganha até R$1.242 mensais ?

Você ganha até R$1.242 mensais ?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Se sim, eu gostaria que você entrasse em contato e dissesse como faz para que tudo se encaixe em seu orçamento. Consegue fazer com que sobre ? Como ? O que faz com o que sobra ?

Entendeu o motivo para eu ter feito o vídeo abaixo ?

 

E de novo: antes de culpar os que não fazem (os que não poupam), pense nos possíveis motivos para que isso esteja ocorrendo. Não saia dizendo que é obrigação, que é fácil, que é blá blá blá …

E de novo²: entendeu porque eu insisto TANTO para que você comece a formar o seu colchão de segurança ainda enquanto é jovem ? É mais simples … Suas responsabilidades são melhores, e provavelmente o seu comprometimento financeiro também o seja.

Como pagarei as mensalidades da faculdade do meu filho daqui 18 anos ?

Pergunta:

Tenho uma pergunta.

Quero investir em fundo de investimento com intuito de fazer um pé de meia para que meu filho aos 18 anos possa usar para pagar faculdade e se sustentar.

Como não sei o que ele vai querer, digamos que nos valores de hoje, uma faculdade de medicina que gira entrono de 7 mil reais mais pra pagar contas um total de 10mil reais por mes.

O que devo escolher ou procurar para daqui 18 anos ele possa desfrutar dessa situação.

Obrigado

Resposta:

Bom dia João,

Antes de mais nada, parabéns por estar se planejando com tamanha antecedência em relação aos estudos do seu filho. 🙂

Quer queiramos, ou não, o fator educação formal ainda é um GRANDE diferencial na situação financeira de uma pessoa. Abordei o tema no post “Quer ganhar mais dinheiro ? Então … ESTUDE mais !“. Indico a leitura. 😉

Por ter tempo até o momento em que realmente precisará do dinheiro, poderá fazer correções de rota e quem sabe implementar melhorias no plano original. Mas é importante termos ao menos algo para nos basearmos …

Então vamos lá ?

Existe uma forma de calcularmos o volume total a ser acumulado para permitir que os gastos mensais do seu filhos sejam arcados, por completo, com a “poupança” formada. Claro que não usaremos a caderneta de poupança nesta situação, pois o rendimento dela não nos ajudará neste momento. Não é o tipo de situação onde o uso dela é obrigatório ou necessário. 😉

Para esta simulação usarei um Tesouro Direto IPCA, pois ele é um tipo de investimento que nos proporciona um retorno real (descontado a inflação) com “100% de certeza”.

Hoje o título que melhor paga, deste tipo, e que atende às nossas necessidades de tempo é o que vence em 2035. Este título te permitirá o resgate completo daqui 18 anos. 😀

O rendimento do Tesouro IPCA+ 2035 é de 5,24% + o IPCA.

Agora começam os “problemas” com a nossa simulação … 🙁

Precisaremos adotar algumas tabelas que nos fornecem índices que serão usados nas contas. O problema é: não temos o período de 18 anos nem o rendimento de 0,37% ao mês que apresenta o título em questão …

Mas para efeitos de simulação dá para termos uma ideia do que será preciso fazer. Aproximações são permitidas neste momento, hehehe. 😉

A “melhor” simulação nesta situação seria projetarmos a necessidade do dinheiro para daqui 15 anos com uma taxa de juro real de 0,5% ao mês. Como será um pouco mais de tempo, as coisas provavelmente irão se equilibrar … 😀

A primeira parte da nossa simulação será determinar o valor que precisará ser acumulado durante estes 15 anos para que tenhamos uma renda mensal de R$10 mil durante os 5 anos de um curso universitário.

Montante desejado para Liberdade Financeira do Estudante

Montante desejado para Liberdade Financeira do Estudante =  Despesas Mensais x Coeficiente de valor atual

= 10.000 x 51,7256 (5 anos)

= R$517.256,00

Pouco mais de R$500 mil … “Quase nada” … 😯

(alguém achava que era barato investir na educação de um filho ?)

Agora devemos calcular o valor a ser depositado mensalmente na aplicação escolhida, para que tenhamos o valor acumulado necessário. De novo uma fórmula e um coeficiente. 😉

Aportes mensais

Aportes mensais = Montante desejado para Liberdade Financeira do Estudante / Coeficiente de formação de poupança

= 10.000 x 51,7256 (5 anos usando) / 290,82 (15 anos acumulando)

= R$517.256,00 / 290,82

= R$1.778,61

Isso … Você precisará investir, mensalmente, a quantia aproximada de R$1.800 … Melhor do que os R$10 mil que seriam necessários lá na frente. 🙂

Como disse, isso foi apenas uma simulação. Precisamos usar um período um pouco mais curto do que o real e uma taxa de juros um pouco mais alta do que a encontrada atualmente. Mas, como disse, acredito que seja uma aproximação bem realista.

O valor a ser aplicado mensalmente ficou muito alto ?

Então existem algumas coisas que poderíamos “mexer” …

O tempo e o rendimento. O tempo, teoricamente está no limite. Só seria diferente se você já tivesse pensado nisso antes do nascimento do seu filho. Portanto, sobrou apena a rentabilidade …

Para os investimentos de renda fixa disponíveis, dificilmente encontraremos algo que ofereça um retorno real superior ao do Tesouro Direto IPCA … Portanto, se quiser alterar o valor do rendimento, precisará se “aventurar” em outras áreas. Sim … me refiro a um investimento em renda variável.

Lembra que falei sobre teres tempo para possíveis correções de rota ? Pois então … Coisas desse tipo. 🙂

Importante lembrar que esse rendimento apresentado pelo Tesouro Direto IPCA, é o valor que ele renderá até o seu vencimento. Mesmo se houverem mudanças na rentabilidade apresentada por ele, será esse o valor da correção recebida.

Sugiro a leitura do post “Como funcionam os aportes em CDB e fundos de Renda Fixa ?” para lhe ajudar a compreender um pouco melhor como funcionam os aportes para esse tipo de investimento.

Espero ter lhe ajudado ! 😉

Abraços !

Investindo com pouco dinheiro

Partiremos do princípio que a pessoa já está com seu colchão de segurança formado. Ok ?

Você tem apenas R$500 para investir. Um valor pequeno e que para muitos é uma barreira que acaba impossibilitando o acesso a alternativas de investimento mais interessantes. R$500

Com apenas R$500 em mãos, no que você investiria ?

Você tem ao seu alcance todo um universo de alternativas para investir. São tantas opções … Tantas possibilidades …

O rendimento apresentado por elas é o mais variado possível. O tamanho do aporte inicial também.

Você, por costume e orientação de seus pais, costumava destinar esta quantia, os R$500, para sua caderneta de poupança. Mais simples. Mais cômodo. Concorda ?

Mas com o passar do tempo, com o passar dos anos, após inúmeras leituras aqui no Clube, você começa a perceber que esse destino está longe de ser o melhor caminho para o seu dinheiro. Após ler os nossos quase 7 mil artigos (é, o Clube conta com 6.922 textos em seu acervo) você já descobriu que a poupança é apenas um caminho para coisas melhores. Para coisas MAIORES.

Após ler tantos textos, tantos relatos, tantos puxões de orelha, você já sabe que o melhor destino para os seus R$500 está longe de ser a Caderneta de Poupança … Depois de tanto conhecimento compartilhado você já consegue enxergar outras oportunidades mais interessantes para o seu rico (e suado !) dinheiro.

Hoje a minha proposta é fazer com que você pare para pensar em uma alternativa mais interessante e proveitosa para o seu dinheiro. Um destino mais atraente para os seus R$500. Encare isso como um chamado para entrar em ação !

Eu lhe pergunto, e gostaria de ler sua resposta ali nos comentários: Qual seria o destino ideal para os seus primeiros R$500 disponíveis para investimento ? (se não forem os primeiros R$500 não tem problema, mas encare como sendo)

Você tem disponibilidade de acesso a todo o leque de alternativas existente no mercado. Qual seria o melhor destino aos seus R$500 ?

Valendo !!

O mito dos investimentos sem Imposto de Renda

O que a Poupança, a LCI, a LCA, e algumas debêntures têm em comum ?

Todos são exemplos de investimentos isentos de Imposto de Renda.
(E sim, a poupança é investimento !! Aceite isso de uma vez por todas)

Justamente por este diferencial, muita gente acaba focando sua atenção somente neles. Sempre que o papo se dirige ao bom e velho assunto “qual destes investimentos apresenta melhores rendimentos”, estas pessoas sempre usam o argumento “Vai de xyz, ele é isento de IR !

Mas … será que só por conta disso eles são os melhores ?

Não ! Definitivamente não !

Eles são investimentos como todos os outros. Cada um com suas vantagens, suas qualidades, seus defeitos. Cada um apresentando um rendimento “diferente” do outro. Uns para mais, uns para menos …

– “Ah, mas se eu colocar dinheiro nessa LCI eu não pago IR ! Isso faz muita diferença !

Faz ? Mesmo se ele for uma LCI que te pague 80% do CDI para o período do investimento e que você precise ficar 2 anos com o dinheiro lá parado ? Mesmo ao compararmos com um Tesouro SELIC, ou um CDB com 100% do CDI com liquidez diária ? Será mesmo que essa LCI é melhor ?

Você precisa entender de uma vez por todas que: não é por ser isento de IR que um investimento é mais rentável do que o outro !!

Você precisa comparar os investimentos em condições de igualdade. Se uma LCI, uma LCA é isenta de IR e te oferece 80% do CDI para um período de 2 anos, enquanto o Tesouro SELIC e o CDB te oferecem 100% do CDI para o mesmo período, você precisa tirar o IR deles para comparar com os primeiros … Para 2 anos o IR será de 15% sobre o lucro, o que significa que seu lucro final será de 85% do CDI para o mesmo período.

Portanto … 😯

Isso ! Mesmo sendo isento de Imposto de Renda, o valor investido em LCI e LCA recebem rendimentos menores do que os obtidos no Tesouro SELIC e em um CDB com 100% do CDI. (para esse exemplo, ok ?)

Não é por serem investimentos isentos de Imposto de Renda que são melhores do que os outros. A isenção é apenas uma característica desses investimentos. Como disse antes, você precisa comparar os investimentos em pé de igualdade …

Claro … Você conseguirá encontrar LCIs e LCAs que remunerem melhor seu capital quando comparados a outros investimentos … Mas isso será por conta da característica daquelas ofertas. Seria a mesma coisa que compararmos um CDB que oferece rendimento de 90% do CDI e outro que ofereça 100% do CDI. Qual dos dois paga melhor ?

É exatamente a mesma coisa ! A comparação precisa ser igualitária. Se você vai comparar uma oferta de investimento que é isenta de IR, faça uma simulação com outro tipo de investimento que lhe agrade, com o rendimento líquido, com o IR já de fora.

Não vou dar meu dinheiro para o governo !!

Eu sei que algumas pessoas escolhem os investimentos isentos de IR por causa desse pensamento … Escolhem eles para não entregar seu dinheiro para o leão.

Sério que você prefere perder dinheiro, obtendo um rendimento menor, só para poder dizer que não precisou pagar o imposto para o governo ? 🙄

Esqueça essa besteira de que investimento isento de Imposto de Renda é melhor do que os outros só por causa disso ! Isso é apenas um fator extra, apenas mais um item a ser adicionado às suas contas, às suas comparações.

Compare laranjas com laranjas e bananas com bananas. Comparar maçãs com melancias não funciona … 😉

SELIC com 1 dígito … E agora José ?!

É meu amigo … a mamata acabou.

Fica no passado (e torço para que nunca mais volte a ser realidade) a lembrança dos investimentos que rendiam 1% ao mês sem que oferecessem risco algum ao investidor. Fica no passado – nada glorioso – do país, taxas de juros que fariam os gringos terem orgasmos múltiplos. Fica no passado – tenebroso – taxas de juros que (ainda) impedem que o país cresça no ritmo necessário e de forma sustentável.

O nosso presente é uma taxa de juros de 1 dígito. Ainda considerada uma das mais altas do mundo … Tanto nominal, quanto real … Mas adentramos em um universo que nos oferece um oceano de oportunidades. 🙂

Ah Zé, nós já vivenciamos um período onde a taxa estava com apenas 1 dígito …” Sim, vivenciamos e pretendo deixar esse passado somente na memória, no local onde os pesadelos estão trancafiados. Naquele momento a taxa de juros caiu, mas foi na base da caneta. 🙁

Ao menos em teoria, agora as coisas têm todas as chances de serem diferentes. Teoricamente o caminho que a queda nas taxas vem tomando é um com a estrada pavimentada, onde as obras de manutenção parecem estar sendo feitas (mesmo aos trancos e barrancos), e que marca um momento ímpar do Brasil: estamos nos aproximando do fundo do poço. A crise que estamos vivendo não encontra “concorrente” em nenhum outro momento de nossa história. Ou se faz isso … ou se faz isso.

A taxa de juros, a nossa famosa SELIC, veio para apenas 1 dígito. Hoje ela é de 8,25% ao ano, mas tudo aponta para que terminemos 2017 na faixa dos 7,5% … 7% ao ano. Será uma oportunidade e tanto ! 😀

E sim, se a lição de casa estiver sendo feita da maneira correta, ela pode ir ainda mais fundo nos próximos anos. Seria o sonho de 11 em cada 10 empresários brasileiros se tornando realidade. 😉

Mas … (sempre tem um mas)

A queda na taxa de juros traz de arrasto algo que não agrada a todos os investidores do país.

Lembra quando um investimento simples de renda fixa – CDB, fundo, LCI/LCA, Tesouro Direto – oferecia um retorno mensal de 1% ? Pois então … Como já disse, isso ficou no passado. O rendimento, hoje, está mais para 0,65% ao mês e promete ficar perto dos 0,5% no final do ano.

Não é um sonho ? Todos ficando felizes por obterem um resultado equivalente ao que a caderneta de poupança nos oferece hoje. Sim, hoje … Porque até mesmo ela oferecerá um rendimento ainda menor. 😯

Se por um lado a queda na taxa de juros ajuda na economia real, fazendo com que a máquina possa trabalhar, no lado finanças pessoais da coisa o buraco acaba ficando mais embaixo. Você consegue enxergar o impacto que a redução da rentabilidade de 1% ao mês, para 0,5%, terá no seu patrimônio futuro ?

Você consegue ver que se aplicando R$100 ao mês, com uma taxa de juros de 1% ao mês, durante 20 anos, você teria acumulado R$100 mil ? E que ao fazer a mesma operação, mas com rendimento mensal de 0,5% ao mês, você acumularia apenas R$46 mil ?

É … a diferença é brutal ! Já imaginou o impacto que isso teria em seu plano de aposentadoria pessoal, não é mesmo ? 🙁

É meu amigo … a mamata acabou.

Você PRECISARÁ mudar sua forma de investir

Sim, a única certeza que temos com esse tipo de mudança é essa: você precisará mudar sua forma de investir. Se até então você conviveu tranquilamente com a rentabilidade oferecida pelos investimentos de renda fixa, em níveis “fora da realidade”, é bom você entender que isso mudou, que o sonho acabou e que a realidade vem a galope.

Sim, a Ilha da Fantasia, que eram os investimentos em renda fixa no Brasil, está afundando e você PRECISARÁ se mexer para impedir que você afunde junto com eles. Você precisará mudar a forma com que enxerga as coisas. Precisará mudar a forma com que encara outros tipos de investimentos. Precisará mudar e ponto final.

E sim, essa mudança passará, necessariamente, pela sua estreia em Bolsa. Quer você queira, ou não, você PRECISARÁ incluir o investimento em Bolsa na relação de investimentos presentes em sua carteira. Por mais assustadora que possa parecer a ideia … E eu sei que esse é um dos motivos que te impede de se “aventurar” neste vasto oceano.

Lembra que fiz uma pesquisa para levantarmos as principais barreiras que te impedem de investir na Bolsa ? Olhe o resultado abaixo e se surpreenda, ou não, com uma importante constatação:

O que te impede de investir ?

  • Não tenho o conhecimento necessário para investir ... (102 Votos)
  • Não tenho sobra de capital que poderia ser investida ... (33 Votos)
  • Não tenho tempo para me dedicar ao investimento ... (12 Votos)
  • É um mercado muito arriscado ... (10 Votos)
  • Estou satisfeito com o rendimento que obtenho na Renda Fixa ... (7 Votos)
  • É um mercado reservado apenas aos que tem MUITO dinheiro ... (4 Votos)
  • Já ouvi histórias de pessoas que perderam tudo o que tinham ... (3 Votos)
  • Nunca parei para pensar nisso ... (1 Votos)

Total de votos: 172

Loading ... Loading ...

Não é o medo de perder, por conta do risco, ou a “falta de dinheiro” para começar a investir, tampouco a correria e a consequente falta de tempo que tanto nos assola … O que realmente impede a muitos que iniciem seus investimentos em Bolsa é a pura e simples falta do conhecimento necessário para investir.

Conhecimento ! 🙁

Mas, se é esse o seu problema …

Eu estou aqui para ajudá-lo. Lembra ? 😀

A partir desta constatação, de que é a falta de conhecimento que impede que a ampla maioria possa usufruir dos benefícios oferecidos pelo investimento em Bolsa, eu tomei uma decisão importante. Uma das mais importantes dos últimos tempos. 🙂

Pensei … Pensei … Pensei … E tomei a decisão: é chegada a hora de compartilhar tudo o que sei sobre o investimento em Bolsa e com isso ajudar quem quer fazer o seu primeiro investimento em ações !

Sim ! Estou me oferecendo para lhe ajudar a transpor essa barreira que te impede de fazer o seu primeiro investimento em ações. Estou disposto a lhe apresentar a porta que facilita a passagem do “mundo da fantasia” dos investimentos em renda fixa, para o “mundo real” dos investimentos em Bolsa. 😀

Este será um curso que lhe oferecerá todo o conhecimento necessário para que você possa realizar o seu primeiro investimento em Bolsa. Que lhe fará comprar sua primeira ação. Que lhe ajudará a obter um incremento no resultado de sua carteira de investimentos e com isso melhorar o desempenho dela.

Chega de ter medo por conta da falta de conhecimento ! Eu lhe mostrarei o que é a Bolsa, como ela funciona, para o que serve, como se ganha, como se perde, o que fazer, o que evitar, quem é quem “lá dentro”. Resumindo: um curso que te mostrará como investir em Bolsa de uma forma prática e com o mínimo de risco possível. Sempre pensando numa carteira para o futuro, para o longo prazo.

Você gostaria de fazer parte do grupo de pessoas que perderá o medo de investir em Bolsa por saber o que deve ser feito na hora de investir nela ? Se sim, peço que preencha o formulário abaixo para que eu possa entrar em contato com você, apresentando mais detalhes sobre o curso e sobre o conteúdo dele.

Eu vou lhe ajudar a compreender como funciona o mercado de ações para que você possa investir nele sem receios, conhecendo os riscos existentes, mas também as vantagens oferecidas por ele. 😉

Se você quer fazer o seu primeiro investimento em Bolsa, se deseja melhorar o rendimento atual da sua carteira de investimentos, preencha o formulário abaixo e aguarde meu contato. Será um prazer te ajudar a adentrar neste universo fantástico que é o da Bolsa. 😀

 

Receba mais informações sobre o Curso de Bolsa:

* preenchimento obrigatório




Mas já aviso de antemão que serão oferecidas poucas vagas … Isso tem um motivo justo e que serve somente para lhe beneficiar: isso ocorrerá para facilitar o atendimento aos participantes, impedindo que fique qualquer dúvida referente ao assunto.

ps: se você não receber o e-mail de confirmação, não deixe de me avisar !! Ele será enviado para você imediatamente após o cadastro. (você pode usar os comentários, o formulário de contato, etc)