Clube do Pai Rico
Adquira o seu agora mesmo!

O mito dos investimentos sem Imposto de Renda

O que a Poupança, a LCI, a LCA, e algumas debêntures têm em comum ?

Todos são exemplos de investimentos isentos de Imposto de Renda.
(E sim, a poupança é investimento !! Aceite isso de uma vez por todas)

Justamente por este diferencial, muita gente acaba focando sua atenção somente neles. Sempre que o papo se dirige ao bom e velho assunto “qual destes investimentos apresenta melhores rendimentos”, estas pessoas sempre usam o argumento “Vai de xyz, ele é isento de IR !

Mas … será que só por conta disso eles são os melhores ?

Não ! Definitivamente não !

Eles são investimentos como todos os outros. Cada um com suas vantagens, suas qualidades, seus defeitos. Cada um apresentando um rendimento “diferente” do outro. Uns para mais, uns para menos …

– “Ah, mas se eu colocar dinheiro nessa LCI eu não pago IR ! Isso faz muita diferença !

Faz ? Mesmo se ele for uma LCI que te pague 80% do CDI para o período do investimento e que você precise ficar 2 anos com o dinheiro lá parado ? Mesmo ao compararmos com um Tesouro SELIC, ou um CDB com 100% do CDI com liquidez diária ? Será mesmo que essa LCI é melhor ?

Você precisa entender de uma vez por todas que: não é por ser isento de IR que um investimento é mais rentável do que o outro !!

Você precisa comparar os investimentos em condições de igualdade. Se uma LCI, uma LCA é isenta de IR e te oferece 80% do CDI para um período de 2 anos, enquanto o Tesouro SELIC e o CDB te oferecem 100% do CDI para o mesmo período, você precisa tirar o IR deles para comparar com os primeiros … Para 2 anos o IR será de 15% sobre o lucro, o que significa que seu lucro final será de 85% do CDI para o mesmo período.

Portanto … 😯

Isso ! Mesmo sendo isento de Imposto de Renda, o valor investido em LCI e LCA recebem rendimentos menores do que os obtidos no Tesouro SELIC e em um CDB com 100% do CDI. (para esse exemplo, ok ?)

Não é por serem investimentos isentos de Imposto de Renda que são melhores do que os outros. A isenção é apenas uma característica desses investimentos. Como disse antes, você precisa comparar os investimentos em pé de igualdade …

Claro … Você conseguirá encontrar LCIs e LCAs que remunerem melhor seu capital quando comparados a outros investimentos … Mas isso será por conta da característica daquelas ofertas. Seria a mesma coisa que compararmos um CDB que oferece rendimento de 90% do CDI e outro que ofereça 100% do CDI. Qual dos dois paga melhor ?

É exatamente a mesma coisa ! A comparação precisa ser igualitária. Se você vai comparar uma oferta de investimento que é isenta de IR, faça uma simulação com outro tipo de investimento que lhe agrade, com o rendimento líquido, com o IR já de fora.

Não vou dar meu dinheiro para o governo !!

Eu sei que algumas pessoas escolhem os investimentos isentos de IR por causa desse pensamento … Escolhem eles para não entregar seu dinheiro para o leão.

Sério que você prefere perder dinheiro, obtendo um rendimento menor, só para poder dizer que não precisou pagar o imposto para o governo ? 🙄

Esqueça essa besteira de que investimento isento de Imposto de Renda é melhor do que os outros só por causa disso ! Isso é apenas um fator extra, apenas mais um item a ser adicionado às suas contas, às suas comparações.

Compare laranjas com laranjas e bananas com bananas. Comparar maçãs com melancias não funciona … 😉

SELIC com 1 dígito … E agora José ?!

É meu amigo … a mamata acabou.

Fica no passado (e torço para que nunca mais volte a ser realidade) a lembrança dos investimentos que rendiam 1% ao mês sem que oferecessem risco algum ao investidor. Fica no passado – nada glorioso – do país, taxas de juros que fariam os gringos terem orgasmos múltiplos. Fica no passado – tenebroso – taxas de juros que (ainda) impedem que o país cresça no ritmo necessário e de forma sustentável.

O nosso presente é uma taxa de juros de 1 dígito. Ainda considerada uma das mais altas do mundo … Tanto nominal, quanto real … Mas adentramos em um universo que nos oferece um oceano de oportunidades. 🙂

Ah Zé, nós já vivenciamos um período onde a taxa estava com apenas 1 dígito …” Sim, vivenciamos e pretendo deixar esse passado somente na memória, no local onde os pesadelos estão trancafiados. Naquele momento a taxa de juros caiu, mas foi na base da caneta. 🙁

Ao menos em teoria, agora as coisas têm todas as chances de serem diferentes. Teoricamente o caminho que a queda nas taxas vem tomando é um com a estrada pavimentada, onde as obras de manutenção parecem estar sendo feitas (mesmo aos trancos e barrancos), e que marca um momento ímpar do Brasil: estamos nos aproximando do fundo do poço. A crise que estamos vivendo não encontra “concorrente” em nenhum outro momento de nossa história. Ou se faz isso … ou se faz isso.

A taxa de juros, a nossa famosa SELIC, veio para apenas 1 dígito. Hoje ela é de 9,25% ao ano, mas tudo aponta para que terminemos 2017 na faixa dos 7,5% … 8% ao ano. Será uma oportunidade e tanto ! 😀

E sim, se a lição de casa estiver sendo feita da maneira correta, ela pode ir ainda mais fundo nos próximos anos. Seria o sonho de 11 em cada 10 empresários brasileiros se tornando realidade. 😉

Mas … (sempre tem um mas)

A queda na taxa de juros traz de arrasto algo que agrada a todos os investidores o país.

Lembra quando um investimento simples de renda fixa – CDB, fundo, LCI/LCA, Tesouro Direto – oferecia um retorno mensal de 1% ? Pois então … Como já disse, isso ficou no passado. O rendimento, hoje, está mais para 0,65% ao mês e promete ficar perto dos 0,5% no final do ano.

Não é um sonho ? Todos ficando felizes por obterem um resultado equivalente ao que a caderneta de poupança nos oferece hoje. Sim, hoje … Porque até mesmo ela oferecerá um rendimento ainda menor. 😯

Se por um lado a queda na taxa de juros ajuda na economia real, fazendo com que a máquina possa trabalhar, no lado finanças pessoais da coisa o buraco acaba ficando mais embaixo. Você consegue enxergar o impacto que a redução da rentabilidade de 1% ao mês, para 0,5%, terá no seu patrimônio futuro ?

Você consegue ver que se aplicando R$100 ao mês, com uma taxa de juros de 1% ao mês, durante 20 anos, você teria acumulado R$100 mil ? E que ao fazer a mesma operação, mas com rendimento mensal de 0,5% ao mês, você acumularia apenas R$46 mil ?

É … a diferença é brutal ! Já imaginou o impacto que isso teria em seu plano de aposentadoria pessoal, não é mesmo ? 🙁

É meu amigo … a mamata acabou.

Você PRECISARÁ mudar sua forma de investir

Sim, a única certeza que temos com esse tipo de mudança é essa: você precisará mudar sua forma de investir. Se até então você conviveu tranquilamente com a rentabilidade oferecida pelos investimentos de renda fixa, em níveis “fora da realidade”, é bom você entender que isso mudou, que o sonho acabou e que a realidade vem a galope.

Sim, a Ilha da Fantasia, que eram os investimentos em renda fixa no Brasil, está afundando e você PRECISARÁ se mexer para impedir que você afunde junto com eles. Você precisará mudar a forma com que enxerga as coisas. Precisará mudar a forma com que encara outros tipos de investimentos. Precisará mudar e ponto final.

E sim, essa mudança passará, necessariamente, pela sua estreia em Bolsa. Quer você queira, ou não, você PRECISARÁ incluir o investimento em Bolsa na relação de investimentos presentes em sua carteira. Por mais assustadora que possa parecer a ideia … E eu sei que esse é um dos motivos que te impede de se “aventurar” neste vasto oceano.

Lembra que fiz uma pesquisa para levantarmos as principais barreiras que te impedem de investir na Bolsa ? Olhe o resultado abaixo e se surpreenda, ou não, com uma importante constatação:

O que te impede de investir ?

  • Não tenho o conhecimento necessário para investir ... (102 Votos)
  • Não tenho sobra de capital que poderia ser investida ... (33 Votos)
  • Não tenho tempo para me dedicar ao investimento ... (12 Votos)
  • É um mercado muito arriscado ... (10 Votos)
  • Estou satisfeito com o rendimento que obtenho na Renda Fixa ... (7 Votos)
  • É um mercado reservado apenas aos que tem MUITO dinheiro ... (4 Votos)
  • Já ouvi histórias de pessoas que perderam tudo o que tinham ... (3 Votos)
  • Nunca parei para pensar nisso ... (1 Votos)

Total de votos: 172

Loading ... Loading ...

Não é o medo de perder, por conta do risco, ou a “falta de dinheiro” para começar a investir, tampouco a correria e a consequente falta de tempo que tanto nos assola … O que realmente impede a muitos que iniciem seus investimentos em Bolsa é a pura e simples falta do conhecimento necessário para investir.

Conhecimento ! 🙁

Mas, se é esse o seu problema …

Eu estou aqui para ajudá-lo. Lembra ? 😀

A partir desta constatação, de que é a falta de conhecimento que impede que a ampla maioria possa usufruir dos benefícios oferecidos pelo investimento em Bolsa, eu tomei uma decisão importante. Uma das mais importantes dos últimos tempos. 🙂

Pensei … Pensei … Pensei … E tomei a decisão: é chegada a hora de compartilhar tudo o que sei sobre o investimento em Bolsa e com isso ajudar quem quer fazer o seu primeiro investimento em ações !

Sim ! Estou me oferecendo para lhe ajudar a transpor essa barreira que te impede de fazer o seu primeiro investimento em ações. Estou disposto a lhe apresentar a porta que facilita a passagem do “mundo da fantasia” dos investimentos em renda fixa, para o “mundo real” dos investimentos em Bolsa. 😀

Este será um curso que lhe oferecerá todo o conhecimento necessário para que você possa realizar o seu primeiro investimento em Bolsa. Que lhe fará comprar sua primeira ação. Que lhe ajudará a obter um incremento no resultado de sua carteira de investimentos e com isso melhorar o desempenho dela.

Chega de ter medo por conta da falta de conhecimento ! Eu lhe mostrarei o que é a Bolsa, como ela funciona, para o que serve, como se ganha, como se perde, o que fazer, o que evitar, quem é quem “lá dentro”. Resumindo: um curso que te mostrará como investir em Bolsa de uma forma prática e com o mínimo de risco possível. Sempre pensando numa carteira para o futuro, para o longo prazo.

Você gostaria de fazer parte do grupo de pessoas que perderá o medo de investir em Bolsa por saber o que deve ser feito na hora de investir nela ? Se sim, peço que preencha o formulário abaixo para que eu possa entrar em contato com você, apresentando mais detalhes sobre o curso e sobre o conteúdo dele.

Eu vou lhe ajudar a compreender como funciona o mercado de ações para que você possa investir nele sem receios, conhecendo os riscos existentes, mas também as vantagens oferecidas por ele. 😉

Se você quer fazer o seu primeiro investimento em Bolsa, se deseja melhorar o rendimento atual da sua carteira de investimentos, preencha o formulário abaixo e aguarde meu contato. Será um prazer te ajudar a adentrar neste universo fantástico que é o da Bolsa. 😀

 

Receba mais informações sobre o Curso de Bolsa:

* preenchimento obrigatório




ps: se você não receber o e-mail de confirmação, não deixe de me avisar !! Ele será enviado para você imediatamente após o cadastro. (você pode usar os comentários, o formulário de contato, etc)

Dinheiro parado no Colchão ? Tô fora !!

Falar sobre a importância do Colchão de Segurança, a meu ver, não é algo necessário de ser feito aqui no Clube. Não é mesmo ? 🙂

Há anos “bato” na mesma tecla: antes de se aventurar no mundo dos investimentos, monte o seu Colchão de Segurança. De preferência um que tenha a capacidade financeira de te manter tranquilo pelos próximos 6 meses. Um que tenha em sua formação o dinheiro equivalente a 6 meses de seus gastos mensais médios. (pegue o valor que gastou nos últimos 12 meses e divida por 12, esse é o seu gasto mensal médio)

Por mais que você ache que não será necessário … Por mais que você ache que não precisa (por ser um servidor público e ter seu salário “garantido“) … Por mais que você fique tentado a usar o dinheiro que estará parado no Colchão em outro tipo de investimento.

Parado ? Tem certeza ?

É … muitos justificam a falta de um Colchão de Segurança desta forma: não vou deixar meu dinheiro parado no Colchão. Dinheiro tem que estar trabalhando por mim, e lá ele ficará imóvel …

Olha, se você é um dos que pensa dessa forma, lamento te informar … Mas você está com um conceito errado em relação ao assunto.

Provavelmente você esteja fazendo a ligação do nome “colchão de segurança” àquela imagem dos nossos avós guardando o dinheiro embaixo do colchão. Dinheiro vivo, literalmente embaixo do colchão. Dinheiro parado, seja para emergências ou para o dia a dia. Ao invés de colocar no banco deixavam ali. (até mesmo porque em muitos casos o banco mais próximo ficava a quilômetros de distância)

Se você está com essa imagem na cabeça, eu até entendo que a confusão exista. Mas se não é por isso …

Não, o dinheiro não ficará embaixo do seu colchão ! Ele ficará no banco, em uma aplicação segura, que ofereça liquidez e rentabilidade condizente com a proteção oferecida.

Provavelmente estará em uma aplicação do tipo renda fixa: CDB, fundo de renda fixa, tesouro direto, até mesmo a poupança é válida para esta função. E por pior que seja a rentabilidade oferecida pela aplicação, o dinheiro não estará parado …

Render pouco é diferente de não render. Não é mesmo ? 😉

Mas confesso que uma coisa me deixa curioso. Fico na dúvida se devo perguntar ou não … Mas lá vai: se apenas 0,25% da população brasileira (é, apenas 500 mil dos 200 milhões de habitantes) investe na Bolsa, que seria um investimento com retorno mais elevado, que poderia deixar alguém na dúvida em relação a não deixar a grana “parada” nos investimentos tradicionais que usamos no colchão de segurança, quem são as pessoas que reclamam que o rendimento do dinheiro que está “parado” no colchão de segurança é baixo ?

Sério …

A imensa maioria da população não investe em bolsa. Só para não dizer que ninguém investe … Uma parcela dela investe em renda fixa (poupança incluída) … Mas uma grande parte não faz nada disso. Então quem são os que reclamam do dinheiro “parado” lá ? 🙄

Não, essa justificativa não é válida !

Se não é o seu caso, se você não tem uma alternativa de investimento que te ofereça um rendimento MUITO superior ao da renda fixa “tradicional”, me desculpe … mas você não tem motivos para dizer que não montou o seu colchão de segurança por causa do “dinheiro que fica parado” nele.

Você está apenas tentando encontrar uma justificativa para não ter feito a lição de casa. 🙁

Provavelmente está fazendo isso para não precisar deixar o dinheiro “trancado” em um investimento mais simples que servirá para lhe trazer a segurança necessária para ir mais longe. Provavelmente está fazendo isso para que o mesmo dinheiro que lhe traria segurança possa ser usado da forma “errada”. Provavelmente esta usando essa justificativa para continuar gastando …

Ah Zé, mas eu não preciso disso não ! Se eu perder o emprego terei meu FGTS, meu seguro desemprego, etc etc etc“. Sim, terá. Mas pergunte aos que precisaram fazer uso do dinheiro existente no colchão, nos últimos anos, e depois me diga se para eles o dinheiro “parado” não valeu a pena.

Por mais que pensemos apenas na perda do emprego, ou em algum momento mais apertado nas finanças pessoais, o colchão de segurança também serve para emergências do tipo … emergenciais. Um problema mais grave de saúde, por exemplo.

Se posso lhe pedir um favor, que seja este: inicie a montagem do seu Colchão de Segurança agora mesmo ! Vá devagar e sempre. Um pedaço de cada vez.

Depois que ele estiver concluído, retorne aqui e me diga se ele não te ajudou a ter um sono mais tranquilo. 😉

Eu quero que tudo seja diferente a partir de hoje !!

O ser humano é um animal fantástico ! Dotado de inteligência e de ferramentas indisponíveis a outros animais da natureza, aprendeu a dominar o ambiente a seu redor. Possui a capacidade de raciocínio e de tomada de decisões que fogem do tradicional “corro ou ataco ?” que domina grande parte do reino animal.

Graças a essa inteligência e do poder de raciocínio, o homem é plenamente capaz de alterar sua realidade quando bem lhe convier. Basta querer, dar o primeiro passo e pronto !! Uma nova pessoa surge diante de nossos olhos.

Quero uma vida melhor, estudarei mais e com isso terei condições de oferecer melhores condições de vida à minha família!

Cansei de ser explorado !! Vou pôr em prática a ideia que venho desenvolvendo há anos e que poderá finalmente me livrar deste emprego.

Este governo está cheio de ladrões e corruptos !! Não aguento mais ver o que acontece nos níveis mais elevados do poder !!

É incrível a quantidade de alternativas e de possibilidades que existem em nossas vidas. Tudo está ao nosso alcance, ao nosso dispor. Basta realmente que queiramos mudar nossas vidas, nossa atual situação, nossas condições e …

Não, deixa para depois … Vou descansar um pouco aqui no sofá, ver um futebolzinho básico e tomar uma cervejinha gelada …

É … Tudo está ao nosso alcance. Estar, está … O problema é que na grande maioria das vezes acabamos nos boicotando. Sempre achamos que dá para deixar para depois. Que este não é o melhor momento. Que as condições não comportariam o que planejamos. Etc Etc Etc

Já parou para reparar que grande parte das coisas que dão errado na sua vida são causadas única e exclusivamente por decisões que você tomou ? E que na IMENSA maioria das vezes a decisão que você tomou foi a de não fazer nada e deixar tudo como está, deixar tudo para depois ?

Nós mesmos somos a principal barreira a ser transposta quando queremos realmente assumir às rédeas da nossa vida.

O Homer fala mais alto … é ele quem acaba tomando controle da situação e mantendo as coisas do jeito que estão.

Um dia William Bonner receberá um prêmio por ter feito a revelação, em rede nacional de TV, que #SomosTodosHomer … Mas ao invés de reconhecer o fato, preferimos atacá-lo ! Ao invés de aceitarmos e tentar mudar as coisas, preferimos … manter as coisas como estão.

Sempre nos boicotando

Sim … as coisas estão difíceis, e provavelmente permanecerão assim até o momento em que você decida que está na hora de mudar !

Se não sabe o que pode ser feito, vá atrás de informação. Você tem em mãos uma das ferramentas mais poderosas que o homem (aquele ser brilhante do começo do texto) criou. A internet te dá acesso a praticamente todo o conhecimento já adquirido pelo ser humano. De todas as áreas possíveis. Do básico ao avançado.

Mas, para que ele tenha alguma utilidade, é necessário que você queira fazer uso de tal conhecimento. A informação isolada não serve para absolutamente nada ! Somente quando você a põe em prática, tirando-a do reino da teoria, é que as coisas começam a mudar …

De nada adianta você QUERER mudar se não FIZER nada para que isso aconteça. Como já diziam os antigos: querer não é poder. (e não sei se a ideia era a de dar duplo sentido à frase, mas deram)

De nada adianta você querer que algo aconteça se você não fizer a sua parte. O segredo não está somente no ato de querer, de verdade, do fundo do coração. O segredo é querer, desejar, idolatrar, fazendo o que estiver – e se não estiver, que você vá atrás de como fazer ! – ao nosso alcance para que aquilo se torne realidade.

Não, você não conseguirá oferecer uma vida melhor à sua família se insistir em ficar deitado no sofá, de cueca, vendo um jogo de futebol na TV enquanto toma cerveja.

As coisas só mudarão para melhor quando você deixar a preguiça de lado e colocar a mão na massa.

Não é possível que você continue achando que as coisas mudarão enquanto você continua fazendo as mesmas coisas que sempre fez. As mesmas coisas que fizeram com que a sua vida fosse do jeito que é … 🙁

Insanidade é continuar fazendo sempre a mesma coisa e esperar resultados diferentes.

 

Albert Einstein
(1879-1955)

Albert_Einstein pq

Qual será o próximo Cisne Negro ?

Você certamente já está careca de tanto ouvir falar deste tal de Cisne Negro. De uma hora para outra surgiu como uma tempestade que ocupa todos os lugares visíveis, sem permitir fugir para um lugar onde não se ouça falar ou que não esteja presente, passando a ser termo comum nas conversas de bar e do almoço de domingo. (tá, exagerei um pouquinho …)

Água mole em pedra dura, tanto bate até que fura. Não é mesmo ? E por ouvir com tanta frequência sobre o tal do cisne rico em pigmentação, você já se tornou um Dr no tema. Sabe identificar um Cisne Negro a quilômetros de distância. Consegue se desviar dos seus efeitos devastadores. Consegue antever sua chegada, preparando estratégias mil (sob a perspectiva de seus investimentos) que visam não só se proteger, mas também tirar proveito da onda de choque que os acompanha.

Não é mesmo ?

Então eu gostaria de propor um exercício para você. Justamente para ver quão antenado você está, quão a fundo você já compreende o conceito.

Mas … antes de mais nada, para os que ainda não conhecem o dito cujo: Prazer, Cisne Negro.

Nassim Nicholas Taleb é o responsável por nos apresentar o conceito por trás do Cisne Negro. Gosta tanto do bichinho que até fez um livro sobre ele. Provavelmente esteja recheado de fotos e dados da biologia dele.

Deve ser realmente bonito. Um animal raro … Eu não lembro se já vi um.

Se Taleb é o responsável por nos apresentar o animal, Felipe Miranda, da Empiricus, é o dono da bola aqui no Brasil. Antes dele começar a falar sobre o tal animal eu nunca tinha ouvido falar dele. 🙂

Se você ainda não leu este livro, sugiro que o faça. O quanto antes. 😉

Mas, como já disse, provavelmente você já seja doutorado no assunto. Tamanha a exposição ao assunto. 😀

Qual será o próximo Cisne Negro ?

Vou apresentar uma lista de alguns possíveis eventos do tipo Cisne Negro que consigo imaginar, e que estão em nosso horizonte de eventos.

Eu gostaria de pedir que você escolhesse o evento que, na sua opinião, tem mais chances de vir a se tornar o próximo Cisne Negro. O próximo a virar notícia. O próximo a afetar suas finanças. O próximo a afetar sua vida. Ok ?

A lista será formada por eventos específicos. Mas que poderiam ser generalizados de certa forma … Portanto peço que você escolha aquele que mais se assemelha ao evento que para você será o próximo Cisne Negro. Estamos combinados ?

Qual será o próximo Cisne Negro ?

Ver resultados

Loading ... Loading ...

Para você, qual destes eventos será o próximo Cisne Negro ?

Como se proteger do próximo Cisne Negro ?

Como falei em um post pós 18 de maio, as melhores estratégias de proteção – e até mesmo de aproveitamento – contra os efeitos devastadores de um Cisne Negro acabam envolvendo o uso de opções. Seja a estratégia barbell de Taleb, apresentada no livro indicado acima, seja a estratégia de Mark Spitznagel com a indicação de compra de opções do tipo PUT.

Por terem consequências explosivas, os Cisnes Negros acabam beneficiando estratégias que adotem ferramentas … explosivas.

Ao menos eu tenho dedicado boas horas de processamento de dados da minha massa amarela à tal tarefa. Tenho botado a cachola para trabalhar pesado em relação ao uso destas duas estratégias envolvendo opções aqui no Brasil. (que sim, tem um mercado muito diferente do existente nos EUA)

Mas e você, como se protegerá do próximo Cisne Negro, aquele que você escolheu na pesquisa acima ?