Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Meu Deus … Como tem gente BURRA neste país !!!

Veja a manchete de ontem no portal G1:

Poupança registra em 2018 melhor resultado desde 2013, informa Banco Central

Sério … eu não consigo entender !!!

Como alguém pode ler uma notícia como essa e não ficar feliz ? Sim, FELIZ !! 😀

É o Zé indo contra a correnteza, de novo ! 😉

Péssimo investimento …

Ok … Ok … Ok …

A poupança, como investimento, é um “péssimo negócio”. (leia este post, O Tesouro Direto é realmente tão mais vantajoso que a Poupança ?,e talvez veja que nem é tãããão assim) Mas e o fato de que os brasileiros conseguiram acumular dinheiro, ao contrário do que víamos acontecendo nos últimos anos … ninguém leva em consideração ?

Eu não consigo entender essa perseguição que algumas pessoas têm em relação à poupança. Era para vermos uma grande comemoração com a notícia !! O povo conseguiu economizar dinheiro, e não só torrar …

Ah Zé, eles estão xingando e reclamando por ter sido a caderneta de poupança, e não outro investimento que paga melhor …

Eu sei disso ! Mas você já parou para pensar que a poupança é a ÚNICA alternativa de muitas pessoas ? Que os quase R$100 necessários para se fazer o aporte mínimo no Tesouro SELIC (que é a alternativa indicada por 99 em cada 100 analistas de plantão) podem ser uma fortuna para a maioria da população brasileira ?

Mas no Tesouro Prefixado ou no IPCA é possível com apenas R$30 …

Sim, é. Mas não é uma alternativa viável para quem precisa de liquidez e tem na poupança o seu colchão de segurança !

R$100 é MUITO dinheiro para uma parcela considerável da população, e isso é algo que – e eu não consigo entender o motivo – foge da compreensão de muita gente. 🙁

A poupança paga mal ? Paga ! Mas se é a única forma de criar reserva … #comofaz ?

Faz assim: destine todo o dinheiro que conseguir para a caderneta de poupança, todos os meses. R$10 em um mês, R$15 no outro, R$23 no seguinte … Vá fazendo isso todos os meses. Vá acumulando, aumentando o bolo, até que … você vê no saldo o número mágico: R$100 !!

SIM !!! Vá acumulando de grão em grão, até chegar em R$100 acumulados. Quando isso acontecer, retire o dinheiro da caderneta de poupança e faça a sua primeira aplicação no Tesouro Direto, no Tesouro SELIC !!!

Escolha uma corretora que não te cobre nenhuma taxa por isso, você terá apenas os 0,25% (anuais) que a Bolsa cobra.

Pronto !! Você deixará de usar um instrumento que paga pouco, a poupança, e estará usando um que paga um pouco mais, que é o Tesouro SELIC. (mas tem que ser o SELIC, se a tua intenção é de reserva financeira pura e simples … ok ?)

Quem usa a poupança para acumular pequenas quantias, está fazendo a única coisa que pode. (EU SEI que existem bancos que oferecem CDB a partir de R$1 …)

Mas quem tem mais de R$100 na caderneta, está insistindo num erro que pode acabar custando ~caro no futuro. Quem faz por necessidade, é uma coisa. Quem faz por preguiça, é outra completamente diferente !

Não xingue o fato de termos visto um crescimento das reservas da caderneta de poupança … Comemore !! É um sinal de que a população conseguiu fazer sobrar alguma coisa no fim do mês. E quem reclama disso (ao invés de fazer algum orientação ou comentário parecido com o meu) está fazendo um desserviço à Educação Financeira das pessoas. 🙁

Reclamar do baixo rendimento é justo. Não compreender a realidade da população é querer tapar o sol com a peneira. 🙄

Como sair da pobreza absoluta e se tornar um milionário da noite para o dia ?

 

Sabe aquela velha briga de classes, onde os mais “abonados” têm injustas vantagens em relação às pessoas mais simples ? E os que formam a base da pirâmide enfrentam barreiras que os do topo nem cogitam sua existência ?

Preste atenção na imagem abaixo. Ela contém um dos ensinamentos mais importantes que você deve aprender em sua jornada rumo a uma vida financeiramente saudável. Observe-a com atenção e tente extrair os principais conceitos contidos nela. Já aviso que provavelmente gerará alguma discussão e “revolta” em determinados grupos de pessoas … Mas o conteúdo dela é fundamental para que você possa seguir adiante.

 

banco imobiliário da vida real com mudança de níveis

 

Conseguiu compreender a lição ? Consegue enxergar que as coisas são um pouco diferentes do que a propaganda “vermelha” tenta nos vender ?

Sim, quem está nos níveis mais elevados da pirâmide social tem inúmeras vantagens em relação aos que estão mais próximos da base. “Tem dinheiro de sobra“, diriam alguns. Em alguns casos isso até é mesmo uma verdade, mas a principal vantagem competitiva que eles têm é a disponibilidade de tempo para dedicar-se à Educação. Está lembrado que há alguns dias falamos sobre a relação direta em o tempo na escola e o tamanho da renda ?

Pois então … as pessoas mais abonadas têm a vantagem de poder se dedicar, exclusivamente, aos estudos. Durante o tempo que “quiserem”. Podem completar o ensino básico, o ensino médio, concluir o ensino superior, provavelmente na universidade (e no curso) que quiserem, fazer cursos de especialização (pós, MBA, etc), sem a pressão de ter que colocar comida na mesa. Sem precisarem se preocupar com as contas … Eles têm o dinheiro (dos pais) que permitem que isso aconteça.

Já na classes mais próximas da base a história é justamente a contrária. Graças à situação financeira da família, muitas crianças se vêm obrigadas a largar os estudos para poder ajudar a complementar a renda familiar. Precisam abrir mão do ensino médio (algumas até mesmo da conclusão do básico), arranjar um emprego e ajudar a pagar as contas. Essa é uma história comum entre as famílias mais simples. Alguns até conseguem levar o trabalho em conjunto à escola, porém neste momento o aprendizado acaba não sendo completo.

Vantagem “injusta”

Lembra que o filho do “rico” pode se dedicar somente à escola ? (que provavelmente será particular) Graças a isso ele tem mais tempo livre para estudar em casa, bem como para descansar, e absorver aquilo que foi aprendido. Enquanto isso, no outro lado da balança, o jovem mais simples que ainda pode ir à escola (trabalhando e estudando ao mesmo tempo) tem pouco tempo livre para complementar o que foi visto em sala de aula e ainda menos para recuperar as energias.

A vantagem competitiva dos mais ricos, muitas vezes, não é o dinheiro em si. O que lhes dá uma vantagem “injusta” é esta possibilidade de dedicar-se exclusivamente aos estudos. O dinheiro em si, pode ser um catalizador para a perda do status social de alguns jovens. Quantas histórias já ouvimos de pessoas que tinham de tudo, das famosas dinastias (famílias que tinham fortuna e destacavam-se perante a sociedade), e que do nada passaram a viver uma vida mais simples ? Normalmente na troca de uma geração pela seguinte …

Sim, foram crianças que tiveram acesso a toda a educação que precisavam e que se podia imaginar. Mas que por alguma razão acabaram não aproveitando. Filhos que só queriam saber de festa e “aproveitar a vida” …

É uma vantagem “injusta” do ponto de vista que a oportunidade de dedicar-se inteiramente aos estudos deveria ser oferecida aos dois grupos. Porém esta não acaba sendo a realidade …

Outro exemplo de que a vantagem “injusta” não é o dinheiro puro e simples ? Quantas e quantas histórias de pessoas que ganharam prêmios milionários (loteria ou em programas de TV) e que em pouco tempo acabaram perdendo tudo ? Mais exemplos ? Esportistas que ganham verdadeiras fortunas, ao largarem a carreira veem-se em problema em pouco tempo. Ambos, muitas vezes, não tiveram a oportunidade real de se dedicar aos estudos enquanto jovens. “Do nada” surge uma bolada e aquilo acaba desaparecendo na mesma velocidade …

Sim, o dinheiro faz MUITA diferença

Não sou louco para negar a linha de pensamento que diz que o dinheiro (puro e simples) faz MUITA diferença. Ele é capaz de permitir que um jovem mais abonado possa tentar diversas vezes, diversos tipos de empreendimento, quebrando de vez em quando, até encontrar um que lhes traga o sucesso. Já para quem tenta empreender, sem esta segurança por trás …

O dinheiro te permite ter as mais diversas experiências. Te permite conhecer diversas culturas, diversos tipos de serviços (em diversos países), possibilitando que você encontre algo que outros não pensariam em criar. Mas dificilmente acontecerá sem ter a base educacional que já falamos.

Dizer que o dinheiro não faz diferença alguma ? Impossível …

Dizer que o dinheiro sozinho é quem faz a diferença ? É errado também …

No frigir dos ovos, quem se atém a esse ponto, que só usa o argumento do “ah, mas ele só se deu bem porque a família dele já tinha dinheiro blá blá blá” acaba perdendo uma ótima oportunidade de aprender com quem teve a oportunidade e que, acima de tudo, a aproveitou.

Não seria muito mais interessante descobrir o que deu tão certo na vida de alguém bem sucedido, para tentar replicar na sua própria vida ? Não dá mais tempo ? Que tal aprender para permitir que seus filhos tenham esta oportunidade ?

O problema é que a discussão acaba sempre chegando da pergunta que incomoda muita gente: Quantas famílias miseráveis conseguiram subir na vida a ponto de se tornarem milionárias ? Não seria muito mais interessante estas mesmas pessoas se perguntarem: O que é preciso para que uma família de miseráveis se torne uma família de classe média ? (e não vale usar a definição que o PT tentou emplacar, abaixando os valores para incluir mais gente nela) O que é preciso para que esta família agora possa ascender à alta ? E agora, o que fazer para formarem uma dinastia ?

Não … querem que, num passe de mágica, seja tudo automático e instantâneo. Não querem enxergar que o crescimento financeiro se dá aos poucos. Um degrau de cada vez.

Depois disso tudo …

… retorne à imagem que deu início a esse texto. Tente enxergar o que está nela sob esta ótica.

O que você me diz ?

Pense: você precisa, MESMO, de um 2º carro ?

Nunca foi tão fácil comprar um carro, seja por uma redução de impostos (IPI), ou pela facilidade de obtenção de crédito (o governo “convidou” seus bancos à oferecerem crédito, às vezes até mesmo para quem – em teoria – não poderia recebê-lo). Ok, quem sabe em 2009 tenhamos tido uma situação semelhante, só não estou muito bem lembrado se a parte do crédito estava que nem hoje. (especialmente a taxa de juros ofertada)

Não temos como negar o fato de que o brasileiro – em geral – é um apaixonado por carros, competindo até mesmo com o futebol. O fato já foi amplamente explorado por diversas campanhas publicitárias que retratava a realidade de muita gente.

Mas … será que um segundo carro é realmente necessário ? Será que ele fará alguma diferença em sua vida ? Certo, alguma eu sei que fará, mas será que fará a diferença que este segundo carro lhe custará ?

Tenho a certeza de que a sua resposta será sim, mas não custa nada perguntar … Você já fez um cálculo para ver o custo que este segundo carro impõe ao seu orçamento ? Levou em consideração todos os pontos ? O que acha de fazermos um exercício em conjunto, na tentativa de levantar “todos” estes gastos ? Vamos lá !

1- Custo do carro em si; (seja novo ou usado; sem esquecer da depreciação do valor do automóvel !!)

2- Combustível; (estacionamento, podemos também incluir o pedágio neste item ou quer quer criemos um novo ?)

3- Manutenção; (troca de óleo, lavação, troca de pneus velhos, revisões, consertos de pequenos amassados/arranhões, etc …)

4- Seguro;

5- IPVA; (incluindo multas … valeu pela lembrança leoh ! 🙂 )

6- Custo de oportunidade; (afinal se não tivesse comprado o carro poderia usar o dinheiro em alguma outra coisa, de preferência em algum investimento, hehehe 🙂 )

7- Custo da vaga de garagem extra (opa !!! Não havia pensado neste item até agora ?)

Bom … que eu consiga me lembrar, estes são os custos atrelados a um carro. Mais algum ? (use o espaço de comentários para sugeri-los, pode ser ?)

Na maioria das vezes as pessoas pensam somente no custo do carro em si, fazem algumas contas básicas para ver se há a possibilidade de compra. (se for comprado à vista, existe o dinheiro em caixa?, se for financiado, a parcela se encaixa em meu orçamento ?) E se esquecem de outros custos, básicos, como combustível !!! Seguro ? Na maioria dos casos é uma raridade … Manutenção ? “Troco o óleo e olhe lá !” IPVA ? Já viu como estão os pátios do Detran/PM ? Lotados de carros e motos apreendidos pelo não pagamento do imposto. Custo de oportunidade ? “É … se não tivesse comprado o carro dava para ter feito muita festa …” 😯

Mas um ponto que pouquíssimas pessoas levam em consideração é o custo da vaga extra de garagem. Já fez um levantamento, em sua região, de quanto custa uma vaga de garagem ? Se for de aluguel, provavelmente ficará na faixa dos R$ 200~300 … Mas e se for comprada ? Aqui em Floripa elas custam, em média … R$ 60.000,00 !!! (é … um espaço de 12m² custa quase o preço de um apartamento inteiro !) Já está fazendo as contas de como isso afetaria o seu orçamento ? (essa grana, na poupança, renderia quase R$350,00/mês …)

Eu tomei uma decisão importante …

E já faz algum tempo. 🙂

Desde que vim morar no centro (enquanto estava na praia, 35km do centro, ainda mantinha o segundo carro, mas para “emergências”), onde posso fazer praticamente tudo a pé, mas se precisar posso pegar um táxi ou um amarelinho (ônibus executivo, com ar condicionado, som ambiente/TV, poltronas confortáveis, onde ninguém vai em pé, que para em qualquer ponto solicitado – não precisando ser um ponto de ônibus), estou com apenas 1 carro em casa. É mais do que suficiente ! Ele deve passar – ao menos – 80% do tempo na garagem. Pra quê teria um outro carro então ? 😯

Já sei … você argumentará que o segundo carro é necessário, pois você trabalha em um lugar e sua esposa (seu marido) em outro, ou que os horários são diferentes … Mas será que é tããão diferente assim ? Será que não haveria um ponto em comum aos dois, em que apenas uma parte do caminho fosse percorrida de outra forma, ou que apenas alguns minutos a mais (ou a menos) fizessem que os dois saíssem juntos ?

Sim, eu sei que é uma “comodidade”, que não adianta nada trabalhar, trabalhar, trabalhar e ficar “sofrendo” pela ausência do carro extra. Mas … será que você tem realmente a capacidade financeira de arcar com este outro carro ? Seu orçamento apresenta um Fluxo de Caixa positivo ? E esta sobra é na faixa dos 50% de seus ganhos ? (sim, exagerei um pouquinho, hehehe)

Pare. Pense. Reflita. Você precisa – de verdade – de um segundo carro ?

ps: esse post foi originalmente publicado em 2012, quando ainda não tínhamos serviços de transporte como UBER e 99 … Portanto, você deve imaginar como a decisão ficou ainda mais difícil de ser tomada agora, não é mesmo ? 😉

Desafio 15 dias: tá na hora do porquinho !!

Está na hora de pararmos de dar sempre as mesmas desculpas para não investirmos. Está na hora de parar de dizer: “Ah, não invisto porquê não tenho dinheiro … Não sobra nada no final do mês …”

Opa, tudo certo ? Aqui quem fala é o Zé da Silva do Clube do Pai Rico e hoje você dará o primeiro passo em busca do dinheiro que tanto faz falta na hora de investir. 😀

Hoje daremos início ao nosso desafio de 15 dias que te ajudará a alimentar o seu porquinho !! 😉

Será um processo de 15 dias, onde eu entrarei em contato com você, diariamente, dando instruções, orientações e dicas, de como e onde economizar no seu orçamento. Mas com um detalhe … As sugestões de economia que eu lhe enviarei priorizarão a manutenção das “coisas como estão”, sem cortes extremos no seu consumo, sem mudanças radicais na forma com que você leva a vida.

As indicações que lhe passarei priorizarão o melhor uso dos serviços e produtos que você já usa e é cliente atualmente. Chega de jogar dinheiro fora se você pode fazer com menos. (e em alguns casos, até mais do que já faz hoje, gastando menos !)

O nosso desafio terá a duração de 15 dias, como já foi dito. Acredito que um período mais curto ajuda a manter o ritmo e a empolgação inicial que é tão necessária para nos mantermos comprometidos com a proposta do desafio. Evita a dispersão. 😉

Além de enviar as dicas de economia propriamente ditas, passarei as orientações necessárias para que você possa se organizar financeiramente, para que possa saber onde gasta, com o que gasta, como gasta e quanto gasta.

Todas as orientações serão passadas por mensagens de áudio, com material complementar em texto se eu julgar necessário. (e provavelmente será sempre, hehehe)

O nosso contato será feito através do Telegram, ferramenta similar ao WhatsApp e que nos permite criar grupos maiores e onde a privacidade dos dados dos participantes é maior. Também teremos uma área de membros, onde todo o conteúdo passado diariamente será arquivado para consultas futuras.

Você pode ficar tranquilo, as sugestões que passarei são de fácil adoção e não tomarão muito do seu tempo. Se preferir, poderá fazer as atividades propostas ao final do dia de trabalho. Não tomarão mais do que 30 minutos do seu tempo. (encare essa dedicação como um investimento em você e em sua família !)

Como já disse, serão atividades simples e que te trarão uma bela economia em relação aos seus gastos atuais. 😉

Nada extremo. Nada exagerado. Nada que seja perigoso. Apenas pequenos ajustes que trarão uma otimização em seu orçamento doméstico. Pra que gastar mais se é possível fazer com menos ? 😀

Como participar do Desafio Zé ?

Para participar é fácil ! Basta que você se inscreva clicando aqui.

Você será encaminhado à página da Hotmart que é a empresa (a maior do seguimento aqui no Brasil) que fará todo o processo de vendas e também a distribuição do conteúdo da área de membros. Ao confirmar sua inscrição, eles te encaminharão um e-mail com seus dados de acesso. 😉

Acredito que você esteja se perguntando quanto custará tudo isso … Não é mesmo ?

Deve estar pensando quão caro será … pois haverá uma grande dedicação e interação da minha parte. Contatos diários, além de todo apoio e retirada de dúvidas com cada um dos participantes. (as dúvidas poderão ser enviadas por e-mail, pela área de membros e pelo próprio Telegram)

Mas fique tranquilo, não será nada de outro mundo. Você já conhece o trabalho que realizo no Clube, sabe o quanto me dedico em prol da Educação Financeira do país. Já sabe que o que mais quero é poder ajudar o máximo de pessoas a terem uma vida financeira mais saudável.

Justamente por isso é que a sua inscrição para o Desafio 15 dias: tá na hora do porquinho !! custará apenas R$27 ! Sim, apenas vinte e sete reais. E já adianto que apenas uma das várias indicações que serão passadas te permitirá economizar este valor (ou até mesmo um valor superior a esse) todos os meses do ano. 🙂

Além disso, o “ato da cobrança” propriamente dito tem uma outra função, muito mais importante do que a minha remuneração por todo o meu envolvimento com as atividades. A cobrança pela inscrição lhe ajudará a se manter comprometido com o Desafio.

Por pagar para participar (e convenhamos, é um valor pequeno em relação ao que você poderá economizar após a participação do desafio), você estará mais empenhado em seguir as orientações e na adoção das dicas que serão enviadas. Damos mais valor por aquilo que gastamos dinheiro … É da natureza humana. 😀

As inscrições vão até o próximo dia 30/11. Depois disso elas se encerrarão e você perderá a oportunidade de participar do desafio.

Preparado ? Você aceita participar do desafio que te ajudará a fazer sobrar dinheiro todos os meses para que você possa criar seu colchão de segurança, ampliar seus investimentos e ver seu patrimônio crescer ?

Abraços !
Carlos Augusto Lippel – www.ClubedoPaiRico.com.br
Educação Financeira ao alcance de todos, há 15 anos, de forma prática e objetiva.

O que precisaria acontecer para você mudar sua forma de agir ?

Fazemos sempre as mesmas coisas, seguimos a “ditadura da moda”, gastamos rios de dinheiro para nos mantermos atualizados em relação aos últimos gadgets do mercado. (você viu aquele estudo que aponta que gastamos U$300 mil ao longo da vida para sempre termos o último modelo de smartphones ?)

Faça tudo o que o seu mestre mandar, parece ser o mantra de muitos. Concorda ?

E assim vamos vivendo (ou seria sobrevivendo ?)

Até que um dia, nos tocamos de quão horríveis foram nossas decisões. Nos arrependemos de ter feito, ou deixado de fazer, algo. De ter se dedicado, ou deixado de se dedicar, a uma tarefa. De ter batalhado, com unhas e dentes, por algo ou alguém.

Normalmente essa sensação de “ter deixado para trás” ocorre tarde demais … Quando já estamos “velhos”, sem energia ou tempo para pôr em prática o que nos trouxe arrependimento.

Mas por que agimos assim ? Por mais que vejamos conselhos por todos os lados, por mais liberdade que tenhamos hoje, em relação a nossas escolhas e decisões, por mais informação que esteja disponível. Continuamos seguindo a trilha deixada por outros, continuamos fazendo parte de um rebanho …

Continuamos temendo o desconhecido, mas não nos esforçamos para descobrir “quem” ele é.

É algo nosso, do ser humano. Provavelmente tenha sido isso que nos possibilitou crescer e dominar o mundo, como espécie. Mas com tanta liberdade, e tantas escolhas, é o que vem trazendo graves problemas de saúde para uma grande parte da população.

Stress … Depressão … etc etc etc

Nos deparamos com tantas escolhas, tantas possibilidades, mas insistimos em permanecer fazendo mais do mesmo. 🙁

Por isso a pergunta: “O que precisaria acontecer para você mudar sua forma de agir ?

Usarei o exemplo dos investimentos. Tínhamos uma taxa de juros de 14% ao ano até pouco tempo atrás. Retornos garantidos de 1% ao mês. Uma fábula. Um absurdo … Por que ir atrás de outra coisa se tenho isso garantido ?

Mas … tudo mudou, e hoje o mesmo investimento seguro paga apenas 6,5% ao ano. Menos de 0,5% ao mês … É o suficiente pra você ?

Não, não é !! Agora preciso ir atrás de algo novo, diferente !! Qual é o investimento de renda fixa que me paga os 1% ao mês de outrora Zé !!?

É … A maioria “quer mudar”, sem mudar. Na verdade que voltar ao que tinha antes, permanecendo tudo da mesma forma … Quer mudar, mas mudar para o que tinha antes, sem mudar o que tem hoje. (deu pra entender ? hehehe)

Quer o que tinha antes, que não existe mais nos dias de hoje, fazendo a mesma coisa que fazia antes … 🙄

Ah, preciso estudar outros tipos de investimento ? Preciso me dedicar ? Preciso me arriscar ? Preciso deixar de não fazer nada e me mexer ? Então é melhor deixar pra lá … esquece.” Sim, muitos respondem isso quando me fazem a pergunta de como melhorar o atual rendimento, e como resposta aponto a necessidade de migrar parte do capital disponível para investimentos para a renda variável.

É muito arriscado“, “dá muito trabalho !“, “ouvi histórias de gente que perdeu tudo, casa, carro … tudo por causa da Bolsa” …

Continuar fazendo mais do mesmo, por quê ? Se não está dando certo, como esperar que passe a dar ? Um passe de mágica ?

SIM, investir em Bolsa pode ser arriscado. Especialmente se você tentar investir sem saber o que é, como funciona, quais as formas mais seguras para se investir … Experimente brincar de roleta russa, ou tente pilotar um carro de Fórmula 1 sem ter os conhecimentos necessários, para ver o que acontece. Se você parar para pensar, até mesmo sair de casa pode ser muito arriscado …

🙁

O que precisa acontecer para que você mude ? O precisa acontecer para que você deixe de fazer o que está fazendo, o que seus pais fizeram, seus avós, o seu vizinho, o seu primo, os seus amigos, e passe a fazer algo que enxerga como sendo necessário ?

O que precisa acontecer para que você faça o que é preciso, e que você quer fazer, e deixar de lado os “conselhos” que todos dão ?

Eu não estou dizendo para você mergulhar de cabeça num mundo novo e inexplorado. Estou falando para você ir atrás de conhecimento, de informação, de apoio. E você sabe que aqui no Clube existe tudo isso. 😀

Seja através dos textos que publico diariamente, seja através dos livros que indico, seja através dos meus cursos, o Minha 1x na Bolsa, ou o Double PUT Double CALL, seja através de um e-mail enviado com uma dúvida

Aqui falei apenas sobre o lado investimento da coisa … mas você consegue enxergar que isso serve para praticamente todas as áreas de nossas vidas ? Tentamos manter tudo na mesma, tudo igual, tudo como sempre fizemos, até que algo aconteça e nos obrigue a mudar. E é isso que estou te perguntando: o que precisa acontecer para que você mude ? O que precisa acontecer para te obrigar a fazer uma mudança ?