Clube do Pai Rico
Participe agora mesmo!

Tá, mas e o Colchão de Segurança ? Posso colocar essa grana nos bancos “pequenos” ?

Pergunta:

Boa tarde Zé.

Chegando agora ao clube…

O que acha de manter boa parte desse colchao em um CDB com liquidez diária de um banco médio que paga acima de 100% do CDI ?

Abs

Resposta:

Bom dia Michel,

Aproveitando o gancho do post de ontem, vou responder a um questionamento que já está há alguns dias na minha caixa de entrada. Como eu ainda não tinha falado sobre os bancos que pagam mais de 100% do CDI, não tinha como responder a essa parte mais específica. 😉

Mais uma dúvida importante em relação ao tão necessário Colchão de Segurança. 😀

Como vimos, existe sim um fator de risco nos investimentos feitos em bancos que costumam oferecer rendimentos acima de 100% do CDI. Um risco “seguro” (por causa do FGC) e que pode ser facilmente contornado administrado. (fica melhor, hehehe)

Indico que você faça a leitura do post “Vale a pena investir em bancos menores que pagam mais de 100% do CDI ?” antes de prosseguir. Ok ?

Pronto ? Continuando … 🙂

Há o risco de perda. Há o seguro do FGC. Tudo certo … Mas no Colchão de Segurança temos a necessidade do que mesmo ? Sim, segurança. Justamente por isso que costumo indicar, sempre, que você faça uso de investimentos que tenham boa liquidez, que não tenham limitação de tempo para o resgate, que não apresentem características de renda variável (como é o caso do Tesouro IPCA e do Tesouro Prefixado), em suma: que sejam seguros e estejam na mão.

E sabedores disso, a pergunta é completamente pertinente. Se não podemos nos dar ao luxo de não termos liquidez do valor aplicado … podemos correr o risco de investir em um banco menor, mesmo com o risco de vê-lo quebrar ?

Olha … eu acho que sim. 😯

Continue lendo …

Os juros caíram para 12,25%, como fica o meu plano de aposentadoria ?

 

É … não será por falta de avisos que você será pego de surpresa. 🙂

O mercado já vem “adiantando” há meses que o nível de juros que vinha sendo praticado não seria justificável por muito mais tempo. 14,25% ao ano, os tão desejados 1% ao mês (depois do IR) ficaram no passado e cada vez mais distantes …

Na reunião do COPOM desta semana, foi decidido que a SELIC viria para 12,25% ao ano, um corte de 0,75pp em relação à taxa até então praticada. Alguns apostavam (literalmente) num corte de 1pp, mas o BC seguiu o que vinha falando e manteve o ritmo de 0,75pp. Um corte muito bem-vindo, obrigado. 😉

Adeus 1% ao mês …

Foi bom enquanto durou, diriam os saudosistas. A taxa de 1% ao mês é aquela facilita as contas, que agrada ao bolso, e que soa redondo para quem ouve. Mas … além disso: era uma taxa que facilitava atingirmos objetivos futuros de maneira mais “simples”.

Está pronto para rever seus cálculos e no lugar do 1% que estampa a sua projeção de valorização, colocar – por hora – 0,85% ao mês ? É … este é o rendimento (aproximado) que uma aplicação em renda fixa que gere 100% do CDI passa a entregar neste momento. Isso se ela já tiver 2 anos de vida. Se for mais nova, a coisa fica ainda mais complicada …

Mas como estamos de olho em nossa aposentadoria, assumiremos que é uma aplicação mais madura e que nos gera um IR de apenas 15% sobre o lucro. 😉

Acha que é pouco ? Use o nosso simulador de rendimentos e veja a diferença que este “desconto” faz em apenas 10 anos …

Em uma aplicação de R$100 mil, a perda de rendimento em 10 anos de uma aplicação que entrega 0,85% ao mês, quando comparada com uma que proporciona um rendimento de 1%, é de “apenas” R$50 mil … Pouco né ? Não faz diferença alguma … 🙄

Mas não fique triste, pois a tendência é que este retorno seja ainda menor …

Muitos já apontam SELIC e um dígito no final de 2017, uma diferença brutal para a valorização de suas reservas destinadas à aposentadoria. Se uma queda de 14,25% para 12,25% fez o que fez (1% para 0,85%), imagine se formos mesmo para os 9% … 8% ao ano. 😯

É, alguma coisa precisa ser feita. Definitivamente …

É hora de colocar “pimenta” !!

E por pimenta, leia-se risco. 😉

Sim: se você deseja obter um rendimento um pouco melhor, para acelerar o seu processo de acumulação visando a sua aposentadoria, ou então proporcionando a possibilidade de aportes um pouco menores, será necessário que você encontre aplicações que rendam um pouco mais. E como isso não será mais possível de ser encontrado na renda fixa, somente a inclusão de uma pitada de renda variável poderá fazer isso.

Sim: você precisará deixar a segurança e conforto da casa da sua mãe renda fixa e partir para o mundo real a renda variável.

Não, não estou dizendo para você mergulhar de cabeça na renda variável. Não, não estou dizendo para você acabar com a sua aplicação segura, na renda fixa, pegar todo o dinheiro e colocá-lo em ações. Mas … um pedaço deste bolo … talvez. 🙂

Continue lendo …

Quando poderei sacar o meu FGTS e de que forma usá-lo ?

Yeahh !!! Aleluia irmãos, o governo finalmente divulgou o calendário para o resgate das contas inativas do FGTS !! 😀

Demorou … Furaram a programação inicial … Mas, finalmente, temos ele !

Até fiz um vídeo sobre o assunto para compartilhar a informação de forma mais rápida. Já viu ? Ou melhor … já assinou o nosso canal ? 😉

A ideia do governo era de disponibilizar a grana, para todas as pessoas que têm direito ao saque das contas inativas do FGTS, ainda no primeiro semestre. Quaaase conseguiram … O último lote, para quem nasceu em dezembro, será liberado em julho.

Será praticamente uma operação de guerra, pois o volume de dinheiro (e de pessoas que irão atrás dele) é gigante. Por exemplo, as agências da Caixa terão seus horários expandidos durante esta semana para poder fornecer mais informações aos cotistas do fundo. No próximo sábado, dia 18, quase duas mil agências ficarão abertas para facilitar ainda mais o acesso à informação. 🙂

Inicialmente foi levantada a hipótese de que haveria um plantão aos sábados para o período de saques/resgate também. Mas não vi nenhuma confirmação sobre isso … Outra possibilidade (não sendo 100% confirmada) foi a de que quem tem conta na Caixa não precisaria “fazer nada”. O saldo da conta inativa do FGTS seria transferido automaticamente para quem se enquadrasse nesta condição.

Se você está na dúvida se tem, ou não, direito a parte destes R$30 bilhões, confira neste post como proceder para obter essa informação. Não custa nada e você pode ter alguma graninha lá parada sem nem imaginar que tinha …

Mas … vale a pena sacar o dinheiro do FGTS ?

Nem ouse pensar duas vezes ! O dinheiro “aplicado” no FGTS rende pouco, muito pouco. Apenas 3% ao ano ! 😯

Portanto … Qualquer coisa será melhor do que deixar ele lá parado … sendo devorado pelo dragão.

A grana vem em boa hora, num momento em que a economia está completamente parada. Seja qual for o destino dado ao dinheiro, ajudará a roda a se mover de alguma forma …

A dúvida “se deve sacar” não deve existir. Mas … a de “o que fazer com este dinheiro” é natural e bem-vinda. Gostaria de algumas sugestões ? 😉

O que fazer com o dinheiro da minha conta inativa do FGTS ?

Continue lendo …

Johnny Depp está à beira da falência … e o que você tem com isso ?

Você provavelmente já tenha visto algo sobre a possibilidade de falência do ator Johnny Depp. Famoso por participar de praticamente todos os filmes de Tim Burton, ou melhor, por fazer inúmeros filmes de sucesso (Piratas do Caribe, A fantástica fábrica de chocolates, Alice no País das Maravilhas, Edward Mãos de Tesoura, entre outros) – mas que você certamente se lembrará por causa da série “Anjos da Lei“, o ator de 53 anos enfrentará uma ação judicial movida pela empresa que gerenciava seu patrimônio.

Motivo: falta de pagamento

Sim, o ator, aparentemente, enfrenta problemas financeiros e agora quem cuidava da grana também entrará na lista dos que vêm reclamando da assiduidade de seus pagamentos.

Qual seria o motivo da falta de grana ?

Estaria Depp ganhando pouco ? Falta de trabalhos sendo oferecidos (e aceitos) ao ator ? Um investimento que deu errado? Ou seria puro e simples descontrole financeiro ?

É … ao que tudo indica, Depp vem gastando dinheiro a rodo, praticamente rasgando dinheiro. A empresa que move a ação, a The Management Group (TMG), diz que o ator tem gasto, em média, nos últimos 20 anos, a incrível quantia de U$2 milhões mensais. 😯

Sim … DOIS MILHÕES DE DÓLARES por mês.

São propriedades, garrafas de vinho, aviões, iates, obras de arte, funcionários … Algo do tipo:

De acordo com a queixa, o astro de “Piratas do Caribe” pagou US$ 75 milhões por 14 propriedades, incluindo um castelo francês em uma área de 18 hectares, ilhas nas Bahamas, várias casas em Hollywood, penthouses e lofts no centro de Los Angeles e uma fazenda para criar cavalos em Kentucky.

Desde 2000, Depp também gastou US$ 18 milhões em um iate, comprou 45 carros de luxo e desembolsou quase 700 mil por mês em vinhos, aviões privados e com um séquito de 40 pessoas, afirma a ação judicial.

A TMG, com sede em Beverly Hills, afirma que Depp comprou mais de 200 obras de arte, que incluem peças de Warhol e Klimt entre outros grandes nomes, 70 guitarras de colecionadores e uma memorabilia de Hollywood tão extensa que está guardada em 12 locais.

É gasto que não acaba mais ! TWO FUCKING MILLIONS !!

Continue lendo …

Qual a importância da definição de metas para a sua saúde financeira ?

Pergunta:

Bom dia!

Acredito muito em estabelecer metas e as perseguir!

Em 2016 tive resultado bom, mas entendo que o mercado propiciou ganhos em títulos públicos, fundos imobiliários e opções, mas estou com dificuldades de estabelecer metas para meus investimentos em 2017.

Você estabelece metas de investimentos? Podes comentar ou indicar estudo sobre o assunto.

Desde já agradeço, Rogério

Resposta:

Bom dia Rogério,

Se eu estabeleço metas ? Se eu acredito em metas ? Se eu responder que não, estarei indo contra tudo aquilo que comento diariamente nos últimos 14 anos (tá quase !!). 🙂

A definição de metas, de objetivos a serem atingidos é primordial para quem deseja manter sua saúde financeira em dia, para quem deseja atingir a Independência Financeira. Para quem quer se distanciar da manada.

A definição de metas e objetivos é ponto obrigatório de qualquer planejamento financeiro. Seja para termos uma vida tranquila em relação ao dinheiro (sem dívidas, algumas reservas, algum investimento), ou para sermos financeiramente independentes.

Nada acontece por acaso. Nada cai do colo do nada. (ou melhor … até cai, mas sabemos qual é o destino de pessoas que receberam pomposas heranças, ou prêmios acumulados da loteria, e que não tinham nenhum tipo de plano antes disso acontecer)

São os planos que nos ajudam a seguir adiante, muitas vezes são eles que nos mostram o real motivo de abrirmos mão de uma viagem, da troca de um carro, da compra de um imóvel. E o que seriam dos planos sem um objetivo em si ?

Planejar sem a definição de um objetivo é sonho … O problema é que muitas vezes um sonho pode acabar tornando-se um pesadelo … 🙁

Você deve estabelecer metas em praticamente todas as áreas que envolvem as suas finanças: meta de rentabilidade para o ano, meta de valor a ser atingido no final do ano, meta de fluxo de caixa a ser conquistado, meta de enxugamento dos gastos de seu orçamento, meta do tamanho da dívida que tem, etc etc etc.

Ao termos um “alvo” temos algo a ser visto, lá na frente, para quando as forças começam a diminuir, para quando as coisas insistem em complicar. Enxergar o “alvo” dá um gás extra quando precisamos. 😉

Sem termos objetivos predefinidos, não temos um propósito real para seguirmos adiante. Se não temos um objetivo, qual seria a vantagem de deixarmos de adquirir/consumir algo hoje, em prol do futuro ? Se você não tem nenhuma meta para o futuro … está abrindo mão destas coisas por qual motivo ?

Continue lendo …