Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Além da isenção para vendas até R$20 mil, existe outra forma de não pagar IR em ações ?

Pergunta:

Gostaria de saber se posso fazer mais de uma retirada de $:19,990 ao mes sem pagar imposto de renda? E se posso fazer mais retiradas no mesmo mês sem incidência de imposto de renda

Resposta:

Bom dia Gustavo,

Acredito que estejas te referindo ao limite de isenção de R$20 mil para o imposto de renda sobre o lucro em ações. Correto ? Aquele que diz que se o investidor vender até R$20 mil no mês estará livre da cobrança dos 15% sobre o lucro auferido no mês. É esse ? 🙂

Olha … infelizmente “não”. A regra de isenção é essa, até R$20 mil em vendas (total de vendas no mês), não existe a necessidade de pagar o IR. Fiz um post há algumas semanas onde detalho melhor o funcionamento desta regra, você poderá ler aqui: “Como funciona o limite de R$20 mil para a isenção de IR na Bolsa ?

Regrinha simples, mas que realmente pode gerar dúvidas em alguns casos. 😉

Pronto, a resposta está dada. Até a próximmm …

Não, claro que não. Existem algumas outras estratégias que podem nos ajudar a economizar alguns “trocados” na hora de alimentar o leão. 😀

Detalhei 3 pontos que podem nos ajudar nesta árdua, porém gratificante tarefa, em um post de 2016. Você já leu ? “Como pagar menos Imposto de Renda no investimento em ações ?

Os 3 itens foram:

#1 Respeitando o limite de vendas mensais de R$20.000,00

#2 Vendendo sua carteira, recomprando-a em seguida, quando a cotação for inferior ao seu preço médio

#3 Viver apenas de dividendos

O primeiro é exatamente esse que acabamos de falar, o limite de R$20 mil. O segundo, é para quem tem carteira de longo prazo e tem alguma ação que esteja com seu preço médio acima da cotação atualmente negociada em mercado. O terceiro é o sonho de todo aposentado, hehehe. 😉

Sugiro ler os dois posts aqui indicados, pois eles podem lhe trazer alguma ajuda neste momento.

Mas Zé, e com Opções, existe alguma forma de ficarmos isentos do IR ?“. Não … não há.

Todo e qualquer lucro obtido via opções será tributado e o investidor deverá pagar o DARF referente a ele. Não existe o limite de R$20 mil para elas, bem como a ideia de longo prazo neste mercado é praticamente inexistente. E não, também não existem dividendos para as opções.

Só não precisará pagar o IR “neste momento” se houver algum prejuízo passado que possa ser usado para compensar o atual. Mas não é isso o que queremos … Não é mesmo ? 😉

Espero ter te ajudado. 🙂

Abraços !

ps: o Imposto de Renda é um tema MUITO importante para todo e qualquer investidor em Bolsa. Seja em ações ou em opções … Não é a toa que tanto no Minha 1x na Bolsa, quanto no Double PUT Double CALL, ele é amplamente debatido e estudado. Se é um tema que lhe interessa, não deixe de conhecer a forma com que ele funciona em cada um destes mercados.

 

Posso compensar um lucro de swing trade com um prejuízo de daytrade ?

Pergunta:

Zé, me tira uma dúvida por favor.
Mês passado vendi ações em Swing Trade que superaram os R$ 20.000,00 e obtive lucro de R$ 427,85.
Ainda no mês passado, vendi ações em Day Trade que também superaram os R$ 20.000,00 e obtive prejuízo de R$ 664,39.
O saldo do mês de maio foi de R$ -236,54.
Preciso pagar IR sobre o lucro do Swing Trade ou o prejuízo dos Day Trade me isenta do imposto? Posso levar o saldo do mês para abater o pagamento de imposto sobre possíveis lucros no mês seguinte em vendas de Swing Trade?
Obrigado

Resposta:

Bom dia Ton,

Infelizmente sim … Você precisará pagar o IR sobre os R$427,85 originados no swing trade.

Aproveitando o clima de Copa, como diria o grande Arnaldo: a regra é clara ! Resultados de swing trade só podem ser compensados com resultados de swing trade e resultados de daytrade só podem ser compensados com resultados de daytrade. 😉

A natureza das operações é diferente, por isso não podem ser colocadas na mesma “cesta”. 🙂

Por exemplo: a alíquota para swing trade é de 15% sobre o lucro. Já a do daytrade é de 20% … Operações de swing trade, onde as vendas mensais fiquem abaixo de R$20 mil (como detalhado neste post), são isentas de tributação. No daytrade não existe limite … Fez daytrade, teve lucro ? Pagou.

Então, no seu caso, você precisará calcular o IR sobre o lucro do swing trade, preencher o DARF e pagar o imposto. Enquanto isso, o prejuízo obtido via daytrade deverá ser “registrado” para que possa ser abatido de lucros vindouros em outras operações do tipo daytrade.

Pode até ser um pouco de preciosismo da minha parte … mas eu costumo até mesmo fazer um DARF específico para swing trade e outro para daytrade. 😀

Espero ter te ajudado ! 😉

Abraços !

Fui exercido em uma opção que vendi, como fica o cálculo do imposto ?

Pergunta:

Olá Zé. Tudo bem?

Será que você pode me ajudar com uma dúvida a respeito do imposto de renda em opções?

Minha dúvida é a seguinte, se eu fizer a venda de uma Put e no vencimento ela \”virar pó\” pagarei 15% de imposto (operação não day trade) sobre o valor recebido menos os custos da operação, estou certo?

Caso eu seja exercido na data de vencimento pelo valor do strike da opção como fica o calculo do imposto?

Você poderia me ajudar com esta questão?

Abraços,
Kelson

Resposta:

Bom dia Kelson,

Exatamente ! 🙂

Se você vender uma opção, seja ela CALL ou PUT, e ela acabar virando pó (não der exercício nela), você deverá pagar 15% de IR sobre o lucro da operação: valor recebido pela venda – custos operacionais. (corretagem, emolumentos …)

Agora … se ao invés da PUT virar pó, e você acabar sendo exercido nela, a coisa muda “um pouco“.

Existem duas possibilidades:

#1 Você ser exercido e manter as ações em carteira

As ações adquiridas via exercício das PUTs deverá ser incluída na sua carteira e formar preço médio junto a elas. A única diferença é que o preço de aquisição destas ações (específicas) será: preço de exercício da opção + custos operacionaisvalor do prêmio da opção (o valor obtido com a venda das opções no início da operação)

Lembra que sempre digo que a venda de PUTs é uma compra de ações com desconto ? 😉

#2 Você ser exercido, comprar as ações via exercício e revendê-las no mesmo dia

Neste caso, o cálculo do ganho líquido será: valor obtido com a venda das ações + valor do prêmio da opçãopreço de exercício da opção.

E sim, a mesma conta é válida para o caso de você fazer a venda no mesmo dia com prejuízo. 🙂

Ah !! Não se esqueça: vender as ações exercidas no vencimento de opções PUT não é considerado daytrade. Neste post falo sobre o caso do exercício de CALL, mas a lógica é a mesma, só invertida.

E só lembrando: quer se aprofundar no estudo sobre o tema Opções ? Conheça o Double PUT Double CALL, meu curso sobre Opções onde apresento a estratégia que uso em meus próprios investimentos em Bolsa. 😉

Espero ter te ajudado. 😀

Abraços !

Como declarar um prejuízo em Bolsa para a Receita ?

Pergunta:

Mês passado tive prejuízo com opções. Preciso declarar a receita Federal esse prejuízo para depois ter o direito de compensar quando tiver lucro? Se sim como fazer?

Se esse mês meu prejuízo foi de 100 reais significa que vou poder compensar 100 de impostos no futuro?

Resposta:

Bom dia Cicero,

Sim, você precisará declarar isso à Receita. Mas fique tranquilo, é um procedimento simples e ele não ocorrerá agora. 😉

Como funciona quando você tem lucros em Bolsa ? Você vê se o valor ultrapassa o limite de R$20 mil, se tem prejuízo passado para abater, e se tiver que pagar o IR, emite um DARF de acordo com o tipo de operação. (daytrade ou posição)

Até ai tudo normal, tudo tranquilo. O procedimento padrão. 🙂

Ao chegar o período da declaração anual de rendimentos, o que acontece ?

Você pega os resultados obtidos em todos os meses do ano anterior e os informa à Receita. Apresenta o resultado (nesse caso os lucros) e o quanto pagou de IR em cada mês. Correto ?

O exemplo foi só de lucros, lembra ? Mas … e se no mês de abril ocorreu uma perda ?

Neste mesmo formulário do IRPF, onde você informou o resultado obtido mensalmente, você informará o resultado negativo obtido. Sim, basta indicar lá que houve uma perda de “x reais“. Pronto ! Desta forma a Receita já saberá que você teve um prejuízo em um determinado momento e que partir disso poderá usá-lo para abater de um lucro futuro. 😀

É com o relatório de resultados mensais que a Receita fica sabendo quando ganhamos e quanto ganhamos. Quando perdemos e quanto perdemos. É desta forma que ela fica sabendo que você teve uma perda em abril, e que por conta disso poderá abater dos lucros que virão em maio, junho, julho, agosto, etc etc etc. Resumindo: poderá abater dos lucros que vierem a ocorrer após este prejuízo. (só lucro futuro pode ser usado para abater um prejuízo, é importante frisarmos isso !)

Então é através da sua declaração anual que a Receita fica sabendo desse tipo de coisa.

Ah ! Importante: você não precisa esperar a declaração do ano que vem para poder abater o prejuízo que ocorrer no mês passado. Se puder, já deverá fazê-lo agora com o de maio. Afinal de contas a Receita ficará sabendo que você deixou de pagar parte do imposto sobre o lucro de maio por conta da perda de abril através da sua declaração de IRPF de 2019-2018 !!! 😉

Fechado ?

Sobre a segunda parte da pergunta: “Se esse mês meu prejuízo foi de 100 reais significa que vou poder compensar 100 de impostos no futuro ?“, não … a coisa não é bem assim.

Se você teve R$100 de prejuízo no mês passado, poderá compensar R$100 de lucro nos meses seguintes. E não de imposto como você perguntou. A diferença entre um e o outro é bem grande. 6,67x !! 😀

Espero ter te ajudado ! 🙂

Abraços !

Tive lucro hoje, posso esperar para pagar o IR no final do ano ?

Pergunta:

Aproveitando o tema…………………..tive lucro em maio. Tenho que recolher até final de junho IR ou posso recolher só no final do ano, para aproveitar e abater possíveis prejuízos nos meses de junho a dezembro ??!? Obrigado.

Resposta:

Bom dia Evandro,

Olha … se você quiser pagar o tributo com multa e correção … pode. 😉

Brincadeiras à parte, não, você não pode fazer isso. 🙁

O uso de um prejuízo para abater um lucro só poderá ser feito com lucro futuro, nunca com um do passado.

Se você teve prejuízo em abril, e lucro em maio … Tudo ok ! Poderá abater o lucro obtido do valor “em aberto” e pagar somente o excesso. (ou talvez não pagar, caso não tenha sido o suficiente para zerar a conta)

Se você teve lucro em maio, sem nenhum histórico de perda passada, se vendeu mais de R$20 mil em ações no mês de maio, se foi um lucro obtido com operações envolvendo opções, precisará pagar o Imposto de Renda até o último dia útil do mês seguinte ao do lucro. Ou seja: se lucrou em maio, precisará pagar o IR até o dia 29 de junho de 2018. 😀

De novo: você não pode abater lucro atual de perda futura !!

Se quiser, como eu disse, poderá pagar mais pra frente … Mas com direito a multa e correção do valor devido. 😉

Aproveitando o tema, sugiro a leitura do post “Como pagar menos Imposto de Renda no investimento em ações ?“.

Espero ter te ajudado ! 😀

Abraços !

ps: a pergunta do Evandro surgiu no post “Tenho um prejuízo antigo com Daytrade e hoje tive lucro. Como pago o IR ?