Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Operações em Bolsa de 2017 gerariam IR a ser pago agora em 2018 ?

Pergunta:

Boa Tarde,

Sou estudante e não tenho renda fixa, faço bicos de modo informal.
durante o ano de 2017 realizei operações daytrade com prejuízo em vários meses e lucro em alguns:

Ex:
Maio/17 prejuízo de R$ – 2.000,00
Junho/17 prejuízo de R$ – 600,00
Julho/17 Lucro de R$ + 700,00

No ano de 2018 precisei realizar a declaração de IR
No entanto tenho algumas duvidas:

1) no exemplo no mês de Julho obtive lucro, é necessário gerar a DARF? mesmo com o prejuízo dos meses anteriores?
2) na declaração de IR, não tenho renda para declarar pois faço bicos informais, como procedo?

Resposta:

Bom dia André,

Não, não seria preciso gerar o DARF naquela ocasião. Justamente por conta dos prejuízos obtidos nos meses anteriores. 😉

Como você perdeu R$2 mil em maio/17, outros R$600 em junho/17, acumulando um total de R$2.600 em perdas, o lucro de julho “consome” apenas parte do crédito que você tinha junto à Receita. 🙂

Após o lucro de julho você permaneceu com um crédito de R$1.900 a ser usado com resultados posteriores.

Agora … algo importante deve ser dito neste momento:

Se você tivesse que pagar IR sobre o lucro de julho, ele deveria ter sido pago em agosto de 2017 … e não somente agora. 🙁

A declaração de Imposto de Renda anual serve apenas para informar à Receita o que ocorreu com nossos investimentos no ano anterior, informando quanto obtivemos de lucro/prejuízo e quanto foi pago pra ela … Não é a declaração anual que gera o evento de pagamento do IR. 😉

Mas … caso isso tivesse ocorrido, bastava gerar o DARF, atualizado, com multas e correção, para ser pago agora. Como? Leia o post: “Deixei de recolher o Imposto de Renda no ano passado. Como faço para pagá-lo agora ?

Mas, de novo, não é esse o seu caso. Você terminou a série de 3 meses com crédito junto à Receita. Um crédito de R$1.900 que poderá ser usado para abater os próximos lucros em operações do tipo daytrade. 🙂

(lembre-se sempre: daytrade com daytrade, operações normais com operações normais)

Agora, sobre como proceder com a declaração, por conta da tua fonte de renda … eu infelizmente não sei como deverás proceder. A minha sugestão é: procure um contador. Ele certamente irá te orientar da forma correta. 😉

Espero ter te ajudado ! 😀

Abraços !

Além da isenção para vendas até R$20 mil, existe outra forma de não pagar IR em ações ?

Pergunta:

Gostaria de saber se posso fazer mais de uma retirada de $:19,990 ao mes sem pagar imposto de renda? E se posso fazer mais retiradas no mesmo mês sem incidência de imposto de renda

Resposta:

Bom dia Gustavo,

Acredito que estejas te referindo ao limite de isenção de R$20 mil para o imposto de renda sobre o lucro em ações. Correto ? Aquele que diz que se o investidor vender até R$20 mil no mês estará livre da cobrança dos 15% sobre o lucro auferido no mês. É esse ? 🙂

Olha … infelizmente “não”. A regra de isenção é essa, até R$20 mil em vendas (total de vendas no mês), não existe a necessidade de pagar o IR. Fiz um post há algumas semanas onde detalho melhor o funcionamento desta regra, você poderá ler aqui: “Como funciona o limite de R$20 mil para a isenção de IR na Bolsa ?

Regrinha simples, mas que realmente pode gerar dúvidas em alguns casos. 😉

Pronto, a resposta está dada. Até a próximmm …

Não, claro que não. Existem algumas outras estratégias que podem nos ajudar a economizar alguns “trocados” na hora de alimentar o leão. 😀

Detalhei 3 pontos que podem nos ajudar nesta árdua, porém gratificante tarefa, em um post de 2016. Você já leu ? “Como pagar menos Imposto de Renda no investimento em ações ?

Os 3 itens foram:

#1 Respeitando o limite de vendas mensais de R$20.000,00

#2 Vendendo sua carteira, recomprando-a em seguida, quando a cotação for inferior ao seu preço médio

#3 Viver apenas de dividendos

O primeiro é exatamente esse que acabamos de falar, o limite de R$20 mil. O segundo, é para quem tem carteira de longo prazo e tem alguma ação que esteja com seu preço médio acima da cotação atualmente negociada em mercado. O terceiro é o sonho de todo aposentado, hehehe. 😉

Sugiro ler os dois posts aqui indicados, pois eles podem lhe trazer alguma ajuda neste momento.

Mas Zé, e com Opções, existe alguma forma de ficarmos isentos do IR ?“. Não … não há.

Todo e qualquer lucro obtido via opções será tributado e o investidor deverá pagar o DARF referente a ele. Não existe o limite de R$20 mil para elas, bem como a ideia de longo prazo neste mercado é praticamente inexistente. E não, também não existem dividendos para as opções.

Só não precisará pagar o IR “neste momento” se houver algum prejuízo passado que possa ser usado para compensar o atual. Mas não é isso o que queremos … Não é mesmo ? 😉

Espero ter te ajudado. 🙂

Abraços !

ps: o Imposto de Renda é um tema MUITO importante para todo e qualquer investidor em Bolsa. Seja em ações ou em opções … Não é a toa que tanto no Minha 1x na Bolsa, quanto no Double PUT Double CALL, ele é amplamente debatido e estudado. Se é um tema que lhe interessa, não deixe de conhecer a forma com que ele funciona em cada um destes mercados.

 

O que acontece com o dinheiro que está na margem ? Ele será devolvido ?

Pergunta:

Uma dúvida respeito à chamada de margem. Estava vendido e foi feito a “chamada de margem”, descontaram 216 reais de um dinheiro que estava parado na conta que tinha justamente para encerrar a operação. Aí depositei 200 e fiz a compra da ação para encerrar a posicao vendida. ESSES 216 REAIS DESCONTADOS, são devolvidos na minha conta ou perdi para sempre????

Eu entendia que eram uma garantia para poder manter a operação e que seria descontado caso saíse com prejuízo, coisa que não foi o que aconteceu.

Obrigado

Resposta:

Bom dia Marcelo,

Fique tranquilo, o seu dinheiro será devolvido. 🙂

A lógica é essa que você falou: existe a chamada de margem para que a operação seja garantida em caso de erro. (para o caso de dar tudo errado e você precisar encerrar a operação com perdas, de forma … “emergencial”)

Depois que você encerra a operação, dando a ordem de recompra daquilo que havia lançado (vendido), no dia em que a opção (ou ação, para o caso da venda de uma ação alugada) entrar na sua carteira, quando mudar o status de vendido para zerado, o valor que estiver na sua margem de garantia será devolvido.

Como dito, a margem neste caso é usado para garantir suas operações de venda de opções ou de ações alugadas. O valor a ser chamado para a margem varia de acordo com a ação que estiver sendo trabalhada. Sugiro que você dê uma olhada nos posts:

– Quero operar com opções, quanto preciso ter de margem ?
– Como ganhar com ações quando o mercado cai ?

O valor que é “enviado à Bolsa” serve apenas para garantir que a operação possa ser encerrada. No momento em que você encerra, o valor é devolvido. No momento em que você recebe uma solicitação de envio de margem, e a corretora não encontra nada disponível na sua conta para tal, a Bolsa/Corretora pode encerrar sua operação arbitrariamente. Sim … se houver uma chamada de margem e você não garantir o valor solicitado, eles podem ir no mercado e comprar a ação/opção com aquele dinheiro que está retido na margem de garantia.

Usam a quantia que for necessária para fazer a recompra e devolvem o excedente. 😉

Não é a toa que a ferramenta é chamada de margem de garantia. 😀

O valor que será chamado é sempre o necessário para garantir que a operação que gerou a necessidade de margem seja encerrada.

Se for uma venda de ações alugadas, a devolução da margem ocorre em D+3, o dia em que ação entra na carteira do investidor. Se for um lançamento de opções, a devolução da margem ocorre em D+1, o dia em que a opção entra na carteira do investidor.

E se for após um exercício de opções (PUT) ? A margem é devolvida em D+3, quando a ação subjacente àquela opção é encarteirada. 🙂

Fique tranquilo: o dinheiro que é solicitado para a margem SEMPRE  é devolvido para o investidor.

Aqui cabe um adendo … O que pode ser usado de margem ? Dinheiro, Ações, CDB e Tesouro Direto são as formas mais comuns. Eu SEMPRE dou preferência pelo CDB … 😉

Aqui explico o porquê: “Zé, por que CDB ao invés de Tesouro Direto ?

De novo, fique tranquilo … o dinheiro será devolvido. 😀

Espero ter te ajudado. 🙂

Abraços !

ps: se o tema “margem de garantia” é algo que te interessa, se você deseja saber mais sobre o assunto, seja sobre como ele funciona, ou sobre como obtermos vantagem financeira com ela, indico que você dê uma olhada no Double PUT Double CALL, o meu curso sobre Opções. Nele o tema é amplamente abordado, tendo em vista a importância (vital) do uso da margem para as operações com Opções. Saiba como se beneficiar, otimizando o uso da margem a seu favor. Como obter proteção e alavancagem com o valor que você tem disponível para ela. 😉

Bolsa – Como investir nas melhores pagadoras de dividendo ?

Pergunta:

Bom dia Zé, sigo seu blog de perto, parabéns você está me ensinando muito.
Zé, gostaria de investir em ações que me tragam dividendos, quais vc me indicaria por favor? desde já agradeço.

Resposta:

Bom dia Adriana,

Sou eu que lhe agradeço. 🙂

Poder compartilhar o que consegui aprender nestes últimos 20 anos é simplesmente fantástico. Poder fornecer o tipo de informação que eu gostaria de ter acesso durante a minha jornada, ajudando os interessados, é extremamente gratificando. 😉

Sobre o investimento em ações que sejam boas pagadoras de dividendos, existem algumas estratégias que podem ser adotadas. 🙂

Mas antes de falar delas, uma coisa MUITO importante precisa ser dita: não existe como prevermos quais serão as melhores pagadoras dos próximos 6 meses, do próximo ano, da próxima década. A única coisa que podemos fazer é olhar quem vem se destacando como boa pagadora, e acreditar que elas manterão o ritmo no futuro.

Sim … Uma empresa que hoje paga um Dividend Yield (DY) de 10%, 15%, neste momento, pode não pagar nada no ano que vem … Não existe garantia alguma da continuidade. Mas … normalmente as boas pagadoras hoje, serão as boas pagadoras de amanhã. 😉

Exemplo, durante muitos e muitos anos, uma das empresas que se destacava nesse quesito era a Souza Cruz. Sim, cigarros … Mas os lucros por ela gerados, e distribuídos aos acionistas, era simplesmente fantástico. Outro setor que sempre se destacou foram as empresas de energia elétrica. Depois da lambança da Dilma, algumas saíram da lista, outras permaneceram.

Uma estratégia que alguns investidores usam é colocar em sua carteira as ações das 10 empresas que mais pagaram dividendos no ano anterior. Eles pegam a lista das empresas que mais distribuíram os lucros aos acionistas, pegam as 10 primeiras e colocam na carteira. No ano seguinte vendem as ações e voltam a comprar as 10 que se destacaram no ano. Um processo contínuo e que precisa de um acompanhamento de perto por parte do investidor.

Já outros … preferem escolher uma ferramenta mais simples e que faz isso por elas. 😀

Conhece os ETFs ? Pois então … existem os que se dedicam apenas às boas pagadoras de dividendos. 😉

Hoje existem 2 disponíveis: o DIVO11 e o BBSD11

Ambos tentam trazer pro investidor o melhor retorno possível através da compra de ações que costumam ser boas pagadoras de dividendo. Para você ter uma ideia, em 2018 o DIVO11 rendeu -8,83% e o BBSD11 -10,98%, ambos influenciados pelo atual momento da Bolsa brasileira. O Ibovespa cai -7,54%

Falando sobre pagadoras de dividendos … sabia que existe um índice de ações que acompanha elas de perto ? O IDIV, dê uma olhada na formação deste índice para que possas ter uma ideia de quem se destaca neste “universo”. 🙂

Você se lembra como funciona um índice de ações, não é mesmo ?

Então, neste momento você tem 2 alternativas: investir diretamente nas ações que mais te agradam, ou num ETF que te poupará de todo o trabalho. 😉

Pode ser que você queira escolher a dedo quem faz parte da sua carteira, olhar o IDIV pode ajudar bastante neste ponto. Ou então deixar o trabalho na mão de alguém, ETF, que fará o trabalho por ti.

Você já tem alguma empresa na “mira” ?

Espero ter te ajudado. 🙂

Abraços !

ps: não conseguiu entender direito o que apresentei neste post ? Dividendos, DY, índice de ações, ETFs, DIVO11, BBSD11 … tudo parece grego ? Se for o caso, sugiro que você dê uma olhada no curso Minha 1x na Bolsa, curso criado por mim para permitir que os interessados no investimento em Bolsa possam dar o seu primeiro passo. Nele falo sobre tudo isso e MUITO mais.

Tendo 15 dias livres e sobrando R$500 por mês posso começar a investir em ações ?

Pergunta:

Boa tarde,sou servidor público e trabalho dia sim dia não, eu descobri ações a pouco tempo e estou começando a ler o livro do Marcelo Piazza e quero saber se tendo 15 dias livres e sobrando 500 reais por mês posso começar a investir em ações?

Resposta:

Bom dia Jairo,

SIM !!! SIMMMM !!!! 😀

Mas … vamos por partes. 😉

#1 “tendo 15 dias livres por mês, posso investir em Bolsa ?

Neste ponto existe uma falsa impressão de grande parte da população em relação ao investimento em Ações. Muitos acham que para se investir na Bolsa é preciso ficar grudado na frente do computador, acompanhando gráficos e cotações.

A boa notícia é que essa é uma falsa impressão. 🙂

Ok … para quem escolhe operar no curto prazo, com operações daytrade, que são aquelas que começam e terminam no mesmo dia, é preciso sim ficar acompanhando de perto do desenrolar das cotações. Mas essa é apenas uma das formas existentes. 😀

Por exemplo, quem investe olhando apenas os fundamentos, pensando no longo prazo, não precisa acompanhar nem um minuto sequer. Ele pode realizar todos os seus estudos enquanto o mercado está fechado, seja de noite ou nos finais de semana, e apenas enviar sua ordem de compra em algum momento do dia que o mercado estiver aberto.

Quer operar com gráficos ? Sem problema !! Basta escolher operar num prazo um pouco mais longo, e este “mais longo” serão alguns dias. É o swing trade, o tipo de operação onde você compra hoje para vender daqui alguns dias, algumas semanas. Você fica algum tempo com as ações em seu poder e as vende em seguida.

Até mesmo se preferir operar somente com daytrade, poderá fazê-lo nestes 15 dias que tens. Basta ficar acompanhando o mercado durante esses dias e realizar suas operações neles.

Então não é a falta de tempo “para operar” que impede alguém de operar. Basta que você escolha a forma de investir que mais te agrada, e depois disso, adequar o tempo de investimento com o que você tem disponível.

Um exemplo ? O meu método de operação é o Double PUT Double CALL, correto ? Para realizar as operações que faço com a minha estratégia de investimento, preciso apenas dar algumas poucas olhadas diárias para as cotações/gráficos. Eu não preciso ficar grudado no PC para operar. Posso fazer isso de qualquer lugar. Além disso, realizo apenas uma única operação mensal na maioria das vezes, e isso me traz uma liberdade de tempo absurda, que me permite realizar todas as outras tarefas que eu desejar.

Sim, posso trabalhar normalmente e manter minhas operações funcionando enquanto faço isso. Ou fazer qualquer outra coisa que eu deseje … 😉

Somente quem opera visando o curto prazo, o daytrader na maioria dos casos, é que precisa ficar grudado no PC.

A “falta de tempo” não é algo que te impeça de investir. Na maioria dos casos ela é apenas uma das desculpas que as pessoas dão …

#2 “posso investir com R$500 mensais ?

Deve !!!

Investir em ações, com aportes mensais de R$500, é algo perfeitamente possível de ser feito. 🙂

Se for montando uma carteira visando o longo prazo então …. ôoooôoooooo !!! 😉

Mais uma vez é algo que muitos acham que te impeça, mas acham errado. Muitos pensam que é preciso ter uma pequena fortuna para se investir em ações. Não !! Com pequenos valores já é possível. E sim, com R$500 mensais é plenamente possível de se investir.

Ok … Pode ser que para se tornar um daytrader você não possa começar com este valor. Pode ser que você precise acumular um valor um pouco maior … Uns R$5 mil, por exemplo. Afinal de contas você precisar ter um capital que te permita perder alguma coisa nas operações em alguns dias e se manter vivo no mercado. 🙂

Outro exemplo envolvendo o Double PUT Double CALL, você pode começar a investir com ele a partir de R$1.500,00 (valor “total”). Se puder realizar aportes mensais a essa quantia a coisa ficará ainda melhor ! 😀

De novo: criou-se uma falsa impressão de que é preciso ter pequenas fortunas para se investir em Ações …

Te sugiro dar uma olhada no Minha 1x na Bolsa, um curso que criei pensando em quem deseja iniciar seus investimentos em Bolsa e ainda não sabe direito como ela funciona. Além de explicar o Bê a Bá do investimento, apresento uma estratégia de investimento bem simples, especialmente indicada para aquelas pessoas que não possuem muito tempo livre, seja para investir ou para analisar o mercado. Além disso, ela é excelente para quem tem a capacidade financeira de realizar aportes mensais constantes. 😉

Repito o que disse no começo do post: SIM, é perfeitamente possível você investir em Bolsa com 15 dias livres e aportes mensais de R$500. Poderia fazê-lo com bem menos tempo e $$$ livre para isso ! 😀

Espero ter te ajudado. 🙂

Abraços !