Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Prédios de papel – Fundos de Investimento Imobiliário

Você já pensou em investir em prédios de papel ?

Não … eu não estou louco.

Uma alternativa simples e que torna viável, para qualquer pessoa, o investimento em imóveis. Mas não, não são prédios como os apresentados acima. 🙂

O investimento em “imóveis de papel” seria o equivalente às ações, as empresas de papel. Sim, estou falando dos FIIs ! 😉

Da mesma forma que uma ação representa um “pedaço” de uma empresa, um Fundo de Investimento Imobiliário representa um pedaço de um imóvel. E da mesma forma que você compra uma ação (ou tantas quantas quiser e puder), para se tornar sócio de uma empresa, você pode comprar FIIs para ser um dos proprietários de um determinado imóvel (ou de uma “coleção” de imóveis).

A ideia não é nova. Já foi apresentada aqui no Clube em outras oportunidades, como no post “Quero investir em imóveis para aluguel, mas isso dá tanto trabalho …“, mas quanto mais informação e conhecimento tivermos sobre as alternativas de investimento disponíveis, melhor fica. Concorda ? 😀

Pois então … Na minha busca constante por aprendizado, encontrei um novo livro sobre o tema Fundos de Investimento Imobiliário (FIIs). Mesmo não sendo a minha praia, pois como você já sabe, meu foco, hoje, é 100% no investimento com Opções, aprender é sempre bom. Sem contar que isso me ajuda a ajudar mais pessoas. 😉

E confesso que esta leitura me agradou bastante. Ela foge um pouco do que eu já tinha visto sobre o assunto. Motivo ? Ela foca em algo que ainda não tinha encontrado: “Valuation” de FIIs.

Sim, cálculos que podem ajudar o investidor a determinar se um certo FII está caro ou barato ! 😯

Mas o mais legal mesmo, foi a apresentação de um cálculo onde o autor determina o preço de um imóvel para locação. Com base nas projeções de valor de aluguel, inflação, etc etc etc, ele mostra qual o valor justo para a compra/venda. Algo que eu realmente nunca tinha visto antes ! 🙂

Claro, além disso, é apresentado todo o conteúdo de base sobre o investimento. Os tipos de FII existentes, como se negociar (comprar e vender na Bolsa), os custos, IR … Foi um dos melhores que já li sobre o tema. 😀

SIM !! Leitura mais do que indicada !! 😉

 

Nota do Site:
5 Moedas

Fundos de Investimento Imobiliário
Roni Antônio Mendes

Editora: Novatec
Ano: 2018
Edição: 1
Número de páginas: 255
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Onde investir pequeno para o Colchão de Segurança ?

Pergunta:

Boa tarde Zé,

Uma honra poder ler suas matérias e ter a chance de poder aprimorar meus conhecimentos quanto a gestão financeira. Estou começando, no estilo formiga operária, a fazer meu resguardo próprio financeiro e literalmente começando a aprender como sair de baixo das asas dos pais, da melhor maneira possível… dando a cara a bater. Após assinar a newsletter do fórum comecei a me interessar mais pelos tópicos de economia e finanças. Sou filho de pais que possuem um faturamento mensal que dá para sobreviver nos dias de hoje, recebem pouco, bem como boa parte da população, mas o suficiente para termos uma vida \”saudável\”. Minha questão se faz no quesito para investimentos pequenos, já que comecei a me reeducar financeiramente para ter um condições de resguardar um % do salário (como tantas vezes instruído nos tópicos) e comecei a fazer meu \”colchão\”. Ainda tenho dúvidas para entender onde melhor deixar este dinheiro rendendo por menor que seja sua quantia. Recentemente (4 meses) fiz uma aplicação no CDB Plus do Itaú e tenho a impressão de não estar rendendo tanto quanto poderia em outras aplicações, este investimento de médio/longo prazo se faz vantajoso somente a partir de determinado período ou no meu caso compensa mais passar este investimento para outro tipo de carteira? Peço desculpas caso tenha usado alguma expressão errada. Como citei anteriormente ainda estou aprendendo a lidar com o assunto, assim como a linguística financeira.

Grato pela sua atenção,

Um abraço.

Viktor D. Luz

Resposta:

Bom dia Victor,

Um dos passos mais importantes da sua vida ! Parabéns !! 🙂

Tanto por “sair das asas dos pais” quanto por iniciar a formação do seu colchão de segurança. 😉

As alternativas disponíveis para quem vai começar devagar … um passo de cada vez … sem ter um orçamento “daqueles” são realmente mais escassas … Que rendam melhor então, praticamente uma raridade.

Por exemplo, o CDB que você escolheu, lhe renderá quanto ? Ele é PRE ou PÓS fixado ?

Normalmente os que são oferecidos pelos grandes bancos apresentam um retorno não tão interessante quanto gostaríamos que apresentasse … 🙁

Você chegou a cogitar/comparar com o investimento no Tesouro Direto ?

Se sim, olhou somente para o Tesouro SELIC. Correto ? Afinal de contas é somente nele que podemos aplicar a grana do colchão de segurança … O IPCA e o Prefixado apresentam um comportamento de renda variável e não são a melhor alternativa para quem precisa que o dinheiro esteja protegido deste tipo de coisa …

Não parece ser o seu caso, mas para quantias menores até mesmo a poupança pode ser uma alternativa para o colchão de segurança. Uma espécie de trampolim para investimentos mais interessantes. Mas uma ótima forma de guardar enquanto vai acumulando o capital necessário para as outras alternativas. Falei sobre isso no post “Contrariando a tudo e a todos, eu digo: USE a poupança !

O mais importante de tudo você parece já ter compreendido: comece pequeno, em alternativas que permitam que você invista a quantia que possui, mesmo que não apresente o melhor resultado do mundo … (mas sempre procurando entre as alternativas disponíveis aquela que mais lhe agrada para o tamanho do seu bolso)

Você começa pequeno, devagar, e conforme o bolo vai crescendo, parte rumo às alternativas mais atraentes, mais interessantes. 😉

Para o colchão de segurança o mais indicado é ficar nos investimentos de renda fixa. Lembre-se que liquidez e estabilidade são os itens mais importantes da equação neste momento.

Mas nada impede que você compare “entre os iguais” … 😀

Com o passar do tempo, e da carga de conhecimento adquirido, você vai percebendo que as decisões se tornam mais fáceis. As comparações mais simples e diretas. E os resultados melhores. É este o poder que a Educação tem sobre nós. 😉

Continue na trilha atual. Forme seu colchão de segurança com cuidado e atenção. Na hora que ele estiver completo, comece a analisar outras alternativas de investimento que renda mais (e que consequentemente terão um pouco mais de risco) para o dinheiro que ficará de fora dele.

Como você percebeu, indiquei uma série de textos nesta resposta. Indico que você os leia. Certamente lhe serão úteis. 🙂

Espero que tenha lhe ajudado. 😀

Abraços !

O que é e o que protege o Fundo Garantidor de Crédito? (FGC)

Conhece o Fundo Garantidor de Crédito, vulgo FGC para os mais chegados ? Sabe qual é a finalidade dele ? Sabe quais são os tipos de investimentos por ele protegidos ? E os que você acha que são mas não são ?

Para facilitar a transmissão (e torcendo, a compreensão), publiquei um vídeo onde detalho esse querido amigo que protege nosso rico dinheirinho. 😉

O que abordei no vídeo:

O que é o FGC ?
De onde vem o dinheiro que forma o fundo ?
O valor lá disponível é suficiente para cobrir todos os tipos de problemas possíveis e imagináveis ?
Qual é o valor protegido ? Foi sempre o mesmo ?
Quais são os investimentos protegidos pelo FCG ?
Quais não são ? Eles oferecem algum outro tipo de proteção ?
Estratégias de investimento envolvendo o Fundo Garantidor de Crédito. (sim, elas existem !)

Mais um vídeo do nosso canal no Youtube ! (já assinou ?) 🙂

Espero que gostem do resultado final. 😉

 

 

Ah ! Não deixe de assinar o nosso canal para receber a notificação sempre que um novo vídeo for publicado !

Como posso fazer R$1.000 a partir de R$350 mil ?

Pergunta:

Bom dia! Tenho uma pergunta. minha mãe vai sair do país e vai vender nossa casa por um valor perto de 350mil. Eu pretendo continuar no Brasil, porém minha renda mensal é de 3mil e eu preciso de 4 para ficar bem.

Gostaríamos de saber como e onde investir esses 350k para eu conseguir tirar 1mil todo mês e me manter.

Resposta:

Opa ! Tudo certo Raiane ? 🙂

Olha, em teoria, se você pegasse essa grana e a colocasse no Tesouro SELIC, já obteria o valor necessário. 😀

Como a SELIC, hoje, está em 4,25% ao ano, ele estaria te trazendo algo próximo de 0,35% ao mês. (sim, tô arredondando)

Isso em cima do valor obtido com a venda do imóvel, R$350 mil, te traria um retorno mensal de aproximadamente R$1.240. Um valor superior ao desejado. 😉

Agora, lembra que eu falei “em teoria”. Né ? Por quê ?

Simples … Este é o valor puro e direto. Ainda existe o imposto de renda, que no melhor caso (o prazo mais longo de resgate), traria o retorno mensal para R$1.050 … Enquanto no pior caso (o prazo mais curto de resgate), traria para R$950 … Praticamente no valor que você deseja receber.

Além disso, esse é o valor que o Tesouro SELIC está oferecendo hoje. Há poucos meses, ele rendia 2% ao ano. (até março/21)

Sim … menos da metade do que rende hoje. E para manter o seu fluxo mensal de R$1 mil, você precisaria “beliscar” o principal todos os meses, diminuindo o bolo e dificultando um pouco mais a obtenção do valor necessário.

Mas ainda não podemos parar por aqui. Motivo ? Inflação …

Sim, o seu poder de compra vai diminuindo com o passar do tempo, e os R$1 mil de hoje, não terão o mesmo valor daqui alguns anos. 🙁

Isso poderia ser “resolvido” com o uso de um Tesouro IPCA, que te assegura um retorno real para o investimento. (uma taxa fixa + a variação do IPCA no período)

O problema é que ele está sujeito às oscilações do mercado, e com isso pode acontecer de você vir a precisar do valor principal, antes do vencimento do título, e ele estar abaixo do valor inicialmente aportado.

Mas se não existe a possibilidade de mexer no valor principal, ficando lá “parado” até o vencimento, pode ser uma alternativa interessante … Dê uma olhada nos que pagam títulos semestrais, os IPCA+. 😉

Os títulos atrelados ao IPCA têm rendido algo próximo a IPCA + 4% ao ano. (é, praticamente a mesma coisa que o SELIC + a proteção contra o IPCA) Mas com a necessidade de precisarmos ficar até o vencimento para garantir a rentabilidade contratada …

Você pode dar uma olhada nas rentabilidades dos títulos, diretamente no site do Tesouro.

Então, é algo “possível” neste momento, mas não sei é algo que poderá ser encarado como “garantido” no longo prazo.

Espero ter te ajudado ! 🙂

Abraços !

Juros compostos e a regra dos 72

Você sabe a importância dos juros compostos para o universo financeiro ? Conhece o real poder deles ? E a regra dos 72, já ouviu falar ?

Hoje falaremos sobre a “maior força do universo”. (dizem que foi o Einstein quem falou …)

Se você investe, ou pensa em investir, este é um dos motores desta máquina tão maravilhosa. 🙂

Saiba mais sobre a fantástica ferramenta que faz com que o seu exército de funcionários (o seu dinheiro trabalha por você, lembra ?) acelere o ritmo de produção a cada novo turno trabalhado. 😉

 

 

Ah ! Não deixe de assinar o nosso canal para receber a notificação sempre que um novo vídeo for publicado !

ps: alguém perceberá o easter egg existente no vídeo ? 🙄