Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!

Segundo Robert Kiyosaki, 2016 será um ano catastrófico !

É meus amigos … Enquanto vamos surfando o oba oba do Rally do Impeachment, surge um aviso, vindo do autor do livro Pai Rico Pai Pobre, que pode estremecer as suas bases. Segundo Robert Kiyosaki, 2016 seria marcado como o ano em que o crash dos baby boomers teria início. Deixe-me explicar melhor. 🙂

Quem são os baby boomers ?

Em 2002, no livro “Profecias do Pai Rico”, RK nos alertava sobre a possibilidade de um grande (o maior) crash no mercado de ações americano. Este evento seria causado pelas vendas de ações de uma geração inteira que começaria a se aposentar. Os baby boomers nada mais são do que a geração que nasceu logo após o fim da 2ª Guerra. Com a guerra encerrada, e com a vitória americana, a população se multiplicou como nunca. Dados apontam para aproximadamente 65 milhões de pessoas nascendo naquele momento.

No livro, nos é dito que o problema teria início já em 2010, quando os primeiros baby boomers começariam a se aposentar. E como o sistema previdenciário americano se baseia, basicamente, nos planos de aposentadoria privada, tendo como principal destino do capital o mercado de ações, o início da aposentadoria destas pessoas traria efeitos nada agradáveis …

Pense: 65 milhões de pessoas vendendo suas ações no preço que estiver sendo praticado no mercado. Afinal não podem esperar pela melhor oportunidade, precisam fazer dinheiro para pagar suas contas. O que isso faz ? Gera uma bela queda …

Os efeitos iniciais dessa gigantesca ordem de vendas passaram desapercebidos. Por quê ? Dinheiro. Dinheiro aos montes. Q1. Q2. Q3 …

A crise de 2008

Graças à crise de 2008, o FED “precisou” injetar doses cavalares de dinheiro no mercado. Dinheiro barato e de fácil acesso para os bancos. Graças a isso vimos uma alta nos índices americanos desde lá. Nada de queda … Nos últimos 7 anos o americano só soube ver alta no valor de suas ações.

Com isso, as vendas dos BBs acabou sendo mascarada. Com o alto volume de dinheiro novo, suas vendas puderam ocorrer sem trazer consequência alguma às cotações. E isso foi “bom”. Será mesmo ?

Será que isto ajudou de alguma forma a evitar o crash das aposentadorias ? Ou só elevou o patamar de onde as cotações cairão ? Afinal de contas esse dinheiro novo que o FED injetou inflou uma bolha (não vejo como negar isso …) e a continuação das vendas dos aposentados ajudará em sua implosão.

Ontem este assunto voltou à tona. Kiyosaki deu uma entrevista lembrando que o ápice do movimento de aposentadoria se daria em 2016 (nos EUA a aposentadoria se dá aos 70 anos e meio). Como a geração pós guerra começou em 1946 … Faça as contas e venha para 2016. 😯

Sim … estamos no olho do furação. Ou não ?

Infelizmente tudo indica que sim … A não ser que os Bancos Centrais de todo o mundo resolvam criar novos programas de injeção de dinheiro barato nos mercados, as chances de vermos uma desabada das boas é bem grande. Eu havia marcado 2010 na cabeça, como sendo o início do problema. Desde lá venho falando que ele só não se fez sentir por causa do dinheiro do FED. Mas agora as coisas parecem ser um pouco diferentes …

Aumento nos juros

Você está lembrado que no final do ano passado o FED iniciou um processo de alta na taxa de juros ? E ao menos por enquanto não indicou a menor possibilidade de retomar a injeção de dinheiro nos mercados ? Pois é …

Sem esse fator chave, as chances de vermos uma sustentação nas vendas, que acabe equilibrando o sistema, é quase zero.

E é claro que um evento de tamanha proporção afetaria os mercados mundiais como um todo … Justo agora que estamos na onda do Rally do Impeachment ? Será que isso teria força suficiente para nos manter “afastados” dos efeitos de uma quebradeira mundial ? Eu sinceramente tenho minhas dúvidas …

Se a queda vier, esteja preparado para um longo período de perdas … Ou então aprenda a aproveitar as oportunidades de ganho que o mercado em queda pode gerar. E não, não me refiro ao fato de que muitas ações ficarão baratas …

Eu torço (sim, é permitido torcer para que uma coisa ocorra de forma a que lhe traga benefícios, ou que ao menos não o afete tanto …) para que a coisa não ocorra desta forma. Seria tão bom saber que parte das vendas ocorreu durante o período de alta turbinada pelo FED …

Mas infelizmente não é assim que a coisa funciona. Precisaremos ficar de olho nos próximos passos do Sr Mercado, para tentarmos encontrar alguma dica do que está por vir.

Neste momento os principais índice americanos ensaiam uma tentativa de retorno ao topo. No SP500, eu ficaria de olho em dois pontos chave: 2.100 para cima, pois ali encontraremos uma forte região de resistência; e nos 1.850 para baixo, pois foi naquela região que vimos o mercado reagindo de forma mais agressiva. Se perdermos esta região … Glub Glub

 

aposentados-aguardam-em-fila-de-banco 2

Cashflow para tablet !!

cashflow pq

Sabe aquele seu sonho antigo de poder jogar Cashflow com seus amigos, mas que foi adiado por causa do custo do jogo ? Sim, temos a versão online, que nos permite jogar no pc com pessoas de todos os cantos do planeta, mas que necessita de uma conexão com a internet e que fiquemos na frente do computador.

Para muitos isso era uma “barreira” … E se eu lhe disser que agora temos uma versão para tablet que te permite chegar mais próximo da realidade de jogar num tabuleiro ? 😀

Sim !!! Lançaram um versão para tablet (iOS e Androi) que é super realista e te trará horas e horas de diversão & aprendizado ! É chegada a hora de colocar em prática tudo aquilo que vimos nos livros da série Pai Rico Pai Pobre, tudo aquilo que gostaríamos de poder trazer à vida real, mas que – para muitos – ainda é apenas um … sonho.

Infelizmente a versão que foi lançada está disponível apenas em inglês. Mas … custa apenas $2,99 !!! 🙂

Sim, lançaram um jogo que custa quase R$200,00 (a versão de tabuleiro) por um preço quase que de graça !! E sério, o jogo é bem realista e te ajuda a se aprofundar nele. (ajudando na brincadeira e no aprendizado !)

Veja algumas imagens:

IMG_0026

IMG_0031

IMG_0032

A versão para iOS (iPad) está disponível aqui e para os tablets com Android, aqui.

Livros ||| O toque de Midas

Por mais controversos (e polêmicos) que sejam, Trump e Kiyosaki são exemplos de sucesso no que fazem. Seus empreendimentos cresceram a ponto de torná-los figuras reconhecidas fora de seus países, e isso para mim pode ser traduzido como sucesso. 😉

No segundo livro da dupla (o primeiro havia sido o “Nós queremos que você fique rico“) o assunto mudou um pouco o foco, saindo um pouco do tema Educação Financeira e indo para o lado do empreendedorismo … que “péssima” notícia, não ? 🙂

Dividido em 5 capítulos “base”, o livro aponta o que é necessário para que o empreendedor abandone os quadrantes E e A e possa migrar para o D e I, através de 5 pontos que transformarão um empreendedor em alguém com o toque de Midas. Então que tão fazer uma correlação direta deste 5 pontos com os cinco dedos da mão ? (mais direto impossível ! 😀 )

Para que o empreendedor tenha o toque de Midas na ponta de seus dedos ele precisará estar atento a diversos detalhes, mas alguns merecem destaque, na opinião de RK e Trump. São eles:

1 – Força de Caráter
2 – Foco
3 – Marca
4 – Relacionamentos
5 – Pequenas coisas que contam

Você consegue fazer a correlação direta entre estes 5 pontos e seus respectivos dedos ? É automático, não é mesmo ? 🙂

O polegar é o dedo mais forte de nossa mão. Quando queremos destacar algo, quando queremos apontar o nosso destino … qual é o dedo usado ? O indicador. Qual é o dedo da mão que consegue passar uma mensagem universal ? (hehehe) O médio. Onde vai a aliança ? O anular. E quem é o pequeno da família … ? 😉

A mão cheia

O legal é ver os dois usando exemplos de negócios próprios para cada um dos pontos chave, sabe ? Exemplo de começo de carreira e atuais. Mostrando onde foi necessário ter aquela característica para fazer com que a coisa dê certo.

No capítulo referente aos “relacionamentos” (que foca na parte parceiros, sócios e afins), vi, pela primeira vez, o RK falar alguma coisa sobre a confusão envolvendo seus antigos sócios  Sharon Lechter (co-autora de muitos livros da série Pai Rico) e Michael Lechter (autor do livro “Como conseguir dinheiro“). Foi algo superficial … mas foi a primeira vez que vi depois que me toquei que o nome dela havia desaparecido dos livros da série, hehehe. (não vi isso em lugar algum … mas começo a desconfiar que o processo em que foi declarada a falência do Pai Rico envolve eles …)

Interessante, também, foi perceber o quão importante – aparentemente … – foi a passagem de RK pelo serviço militar. Ele falou sobre isso em todos os capítulos do livro. 🙂

E desta vez o Trump falou de verdade, não ficando apenas de comentarista do RK. (como eu havia reclamado nos comentários do primeiro livro)

Um ponto que merece destaque é o quanto de … destaque (… 🙂 ) eles – especialmente o RK – dão ao fato de alavancar seus negócios. Um empreendedor normal é aquele que está no quadrante A (de autônomo), e só será considerado no quadrante D quando seu negócio tiver, ao menos, 500 funcionários. Como transformar a lanchonete da esquina em um negócio Global, como o McDonalds ? Ter a capacidade de tornar seu negócio alavancável, de torná-lo expansível, isso é o que diferencia um empreendedor comum de um com o toque de Midas.

Uma leitura bem agradável, que fará com que você sonhe em tirar do papel aquela sua ideia … sabe ? Junto ao “Empreendedor Rico” forma uma bela dupla de ataque, ao melhor estilo Pai Rico de criar ativos. 😉

Nós queremos que você fique rico

Nota do Site:
5 Moedas

O toque de Midas
Donald Trump | Robert T. Kiyosaki

Editora: Campus
Ano: 2012
Edição: 1
Número de páginas: 240
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Compre seu livro no Submarino

Livros ||| Nós queremos que você fique rico

É impressionante … um dos motivos que me levou a criar o Clube do Pai Rico foi que após concluir a leitura do Pai Rico Pai Pobre, o original da série, vi que existiam mais pessoas que pensavam – sobre o dinheiro – de forma parecida com a minha. Mas juro … nunca pensei que fosse tão parecida ! 🙂

O livro “Nós queremos que você fique rico” (Campus/Elsevier, 2007) estava guardado, esperando a oportunidade certa, o melhor momento, para ser lido. E foi agora. Se tivesse lido antes, tenho certeza que muito do que foi escrito aqui no Clube até este momento poderia ser acusado de ter sido “baseado” no que foi dito neste livro. Mas como a leitura aconteceu somente agora … fala sério, é muita semelhança na linha de raciocínio !! 😀

Não concorda com a minha opinião a respeito da não diversificação dos investimentos ? Então também não concorda com a opinião de RK … que é a mesma. 🙂

Tanto ele quanto Trump acreditam que o foco é a nossa melhor arma para obter o melhor desempenho em cada coisa que fazemos, portanto nada mais natural que foquemos em um determinado investimento para obter o máximo lucro possível dele. E engraçado … eles usam o mesmo exemplo que usei, o de Warren Buffett, como sendo o “pai” da não diversificação. 😉

Provável falência do sistema público de previdência ? Ele também concorda, e defende que cada um cuide do que é seu …

Foi uma leitura muito agradável, ainda mais com a surpresa que havia sido reservada para o final … 😀

A dupla

A forma com que o livro foi escrita foi interessante, até acredito que poderiam ter aproveitado um pouco melhor a presença de Kiyosaki e Trump, mas por ser a primeira experiência dos dois juntos foi bem proveitoso. Achei somente que faltou ao Trump “opinar” um pouco mais, às vezes parecia que ele somente fazia comentários sobre o que o RK havia falado sobre o assunto. (os capítulos são divididos em duas partes, primeiro fala RK, depois Trump)

Outra coisa interessante foi como dividiram os assuntos, sempre com base no: “O que foi que você aprendeu com … ?” Com seu pai, sua mãe, sua escola, serviço militar, esportes … vemos as opiniões de cada um sobre estes temas.

Gostei também de ver os capítulos onde ambos dão dicas para quem ainda é jovem, quem já é adulto e ainda não começou a sua jornada, quem já está prestes a se aposentar e ainda não atingiu a IF. Conselhos e orientações bem focados, apontando bons caminhos para cada caso.

FOCO e mais FOCO

Definitivamente, sair atirando para todos os lados acaba não levando a lugar algum … a não ser que você seja uma máquina e que consiga focar 100% destes alvos. O que convenhamos … é impossível. Eu tenho 3 “alvos” que me consomem 24/7 e já é estarrecedor … imagine aumentar o número deles.

Pode ver, o verdadeiro alvo de Kiyosaki são os imóveis. Ele até destina um pedaço de sua atenção à outros ativos (prata, ouro, petróleo), porém ele próprio admite que é nos imóveis que acaba se sentindo seguro, é onde tem prazer de investir o seu tempo.

Às vezes até precisamos destinar a nossa atenção para mais de uma coisa … mas que não seja por muito tempo. 😉

Controle

Esse é o ponto que os dois consideram como fundamental para se obter sucesso nos investimentos. RK argumenta que escolheu os imóveis como ferramenta de investimento por causa do nível de controle que eles lhe dão. Para ele o investimento em ações é tão arriscado por você não ter controle algum dentro da empresa (e que por isso o investimento de Buffett é tão “sem risco”, afinal ele está dentro das empresas que investe/compra). Não tem controle da empresa nem sobre as ações dela … e acredito que este foi o único ponto que discordei de todo o livro. 😀

Ok … você não tem controle sobre a empresa … tem pouco (ou nenhum) controle sobre as ações … porém você possui ferramentas que te trazem um pouco de controle do negócio. Não, você não poderá direcionar a empresa, ou para onde as ações vão, mas pode usar determinados itens que te ajudam nisso. (stop, opções …)

Eu poderia argumentar que ele também não possui controle sobre os imóveis, pois ele não determina por quanto tempo o locatário ficará no imóvel, tampouco o nível de demanda por ele, mas entendo o ponto de vista dele. 😉

Uma ótima leitura e que vale muito a pena ser lida ! 🙂

Nós queremos que você fique rico

Nota do Site:
5 Moedas

Nós queremos que você fique rico
Donald Trump | Robert T. Kiyosaki

Editora: Campus
Ano: 2007
Edição: 1
Número de páginas: 352
Acabamento: Brochura
Formato: Médio

Compre seu livro no Submarino