Clube do Pai Rico
Solicite o seu agora mesmo!


Iniciando seus Investimentos – Parte XII.7

Acho que hoje, pela primeira vez em muito tempo irei falar um pouco mais detalhadamente sobre a minha forma de operar. Por que eu ainda não havia feito isso? Não sei … acho que não queria atrapalhar o aprendizado, a compreensão de vocês que leem isso …

Por que resolvi falar sobre isso agora ? Porque acho que o momento chegou.

Mas já vou adiantando uma coisa: Não é nada de outro mundo. Não é nada 100% garantido. Não é nada fenomenal. Na verdade, é a regra mais básica de todas.

Destaco o “Não é 100% garantido”, não existe nada 100% garantido se tratando de bolsa, absolutamente nada. Nada mesmo. Nenhuma regra será 100% certa, ou 100% errada.

Então onde devo operar ? ( vejam, que não falo nem comprar, nem vender, já que o meu método serve tanto pra um quanto para o outro tipo de operação )

Qual é a regra mais básica da bolsa ? Comprar barato e vender caro, correto ? Isso. O mais básico possível é isso. Comprar por um preço menor do que será vendido, ou Vender por um preço mais elevado do que será comprado. E como fazer isso ? Olhando um gráfico, onde estão as regiões baratas ? Onde estão as regiões caras ? Por mais que muitos relutem em aceitar isso, a região barata é a região próxima aos suportes. A região cara, é justamente o oposto, é onde se encontram as resistências.

Bom … o que é um suporte e o que é uma resistência ?

Pense num mercado que vem subindo, subindo, subindo … até que para. Esta parada irá formar um topo ( para quem olhar o gráfico … ). Este topo foi formado por investidores vendendo suas ações, acreditando que os preços já estão altos demais, ou então dali não passa. O mercado cede um pouco, mas logo em seguida volta a subir, aproximando-se do valor atingido no topo citado. O que acontece na grande maioria das vezes ? Outros investidores, que não venderam no momento anterior ( ou até mesmo quem vendeu, com outros lotes ), vendem agora, pois “se não passou daquela vez, pode não passar de novo”. Os preços sofrem uma resistência, não conseguem passar desta região. A força da venda imposta pelos investidores que acreditam que o topo realmente não será transposto faz as cotações voltarem a cair. A resistência valeu.

O mesmo acontece na formação dos suportes, porém de forma contrária. O mercado vem caindo, até o momento que interrompe esta trajetória, começa uma recuperação. Forma-se um fundo. Após um período de recuperação, as cotações voltam a cair, chegando na região do fundo, os que não haviam comprado na última oportunidade aproveitam o retorno ao preço “baixo” para fazer posição, pois acreditam que poderá acontecer o mesmo que aconteceu da outra vez: os valores da região do fundo anterior poderão formar um suporte para as cotações, impedindo que os preços caiam ainda mais. Com a força dos compradores o mercado volta a subir. A região de suporte funcionou.

Resistência = TOPO
Suporte = FUNDO

Assim … “fácil”. E é desta forma que opero. Compro na região onde estava barato da última vez, e vendo onde foi caro anteriormente. Vejam que falo em região, e não em valor exato. Prefiro esta definição, tentar acreditar que o mercado será “exatamente exato” é pedir um pouco demais, hehehe.

Posso dizer que para mim funciona. Funcionou. Espero que continue funcionando. 🙂

Existem diversos métodos para determinar o quando é barato e o quando é caro. Esta é a minha …

Agora, como disse no início, saibam que não existe método 100% certo. O que é barato hoje, pode não ser tão barato amanhã. Para isso existe o stop. Mas eu prefiro muito mais comprar algo quando está “relativamente” barato, do que algo que está “aparentemente” caro. Ao menos as minhas observações mostram que as chances de ganhar comprando “barato”, ao invés do “caro”, são bem maiores.

Espero que o texto de hoje possa iniciar uma ampla discussão sobre o assunto. Convido todos vocês para participarem dela.

Abraços !

Ps: Claro que este é somente um dos pontos que fazem parte do meu método operacional … 🙂
Aos poucos irei detalhando outros …

Iniciando seus Investimentos:
( Recapitulando … )

I – Ganhar mais do que Gasta

II – Encontrar novas Fontes de Renda

III – Dinheiro é Dinheiro e PRONTO !!

IV – Aprenda a gastar com responsabilidade

V – Pra que pagar juros ?

VI – O lucro é diretamente proporcional ao risco

VII – Renda Fixa ou Variável ?

VIII – Aprenda a gostar de matemática

IX – Capital disponível Vs O investimento ideal

X.a – A Poupança

X.b – Os Fundos de Renda Fixa

X.c – O Tesouro Direto

X.d – O CDB

XI – A Conta Investimento

XII – A Bolsa de Valores

XII.1 – O que é ?

XII.1.a – As formas de bonificação

XII.1.b – Os lotes de negociação

XII.2 – O que é preciso para começar ?

XII.3 – Quais ações devo negociar/acompanhar ?

XII.4 – Análise Técnica Vs Análise Fundamentalista

XII.4.a – Análise Técnica para o longo prazo ?

XII.5 – Prazos de investimento

XII.6 – O que é preciso ?

XII.7 – Onde operar ?